Mochileiro francês surta após não conseguir carona na Nova Zelândia


Depois de passar 4 dias na beira da estrada esperando alguma boa alma lhe dar uma carona, o viajante francês Cedric Rault-Verpre, de 27 anos, desistiu e resolveu tocar o terror. O viajante decidiu apedrejar a placa de “Welcome” da cidade de Punakaiki, uma vila de pescadores com apenas 70 habitantes. Além de apedrejar a placa, o francês passou a xingar todos os motoristas que passavam pela estrada. Os motoristas que foram esculachados denunciaram Cedric, que acabou preso e foi condenado a pagar uma indenização de 3.000 dólares neozelandeses pelos atos de vandalismo.

Bem-vindo à Punakaiki - hahahahahaha!
Bem-vindo à Punakaiki – hahahahahaha!

Em entrevista para repórteres que o aguardavam na saída do tribunal Cedrik descreveu a Nova Zelândia como ” Nazi Zelândia”e chamou os neo-zelandeses de racistas.

Dias depois da prisão, o viajante acabou sendo acusado de um segundo crime, o roubo de um saco de dormir no valor de NZ$ 1.000, supostamente roubado de uma loja da cidade de Auckland.

O caso acabou repercutindo no mundo todo, principalmente nos meios de comunicação da Nova Zelândia onde assunto se transformou em piada nacional.

 

Mochileiros.com

Comunidade de ajuda mútua entre viajantes independentes e mochileiros. No ar desde 1999, tem dicas e informações e mais de 10.000 relatos de viagens publicados. Ganhador do Prêmio 'Influenciadores Digitais' por dois anos consecutivos.
Aqui no blog traz histórias inspiradoras e notícias relacionadas ao universo viajante.
Mochileiros.com

Deixe um comentário