Moedas jogadas por turistas nas Cataratas causam risco ao Parque Nacional do Iguaçu


O Parque Nacional do Iguaçu, Patrimônio Natural da Humanidade está sofrendo um problema ambiental causado pelas moedas lançadas por turistas na unidade.
A baixa vazão das águas revelou o problema provocado sobretudo por turistas brasileiros. As informações são do G1.
De acordo com a publicação a equipe do parque já retirou 329 quilos de moedas, a maioria brasileiras, seguidas de pesos argentinos e guaranis paraguaios. Também encontraram moedas chinesas, panamenhas, israelenses, japonesas, australianas, canadenses e sul-africanas.

Foto: Zig Koch/MTur.

Mas qual o problema?

O inocente ato de lançar uma moedinha nas Cataratas pedindo a realização de um desejo leva com o passar do tempo, metais pesados como níquel e cobre a contaminarem as águas. “Tiramos moedas que estão aqui, com certeza, há mais de 30 anos no rio. Elas vão se correndo e esse metal pesado acaba contaminando a água. É uma contaminação química que afeta toda a cadeia alimentar”, explicou ao G1, Pedro Fogaça, biólogo do Parque Nacional do Iguaçu.
Além disso, animais, sobretudo aves aquáticas e peixes podem confundir o brilho das moedas com suas presas e se ingerirem podem sofrer problemas sérios em seus organismos. Outro ponto destacado pela reportagem é que a limpeza para retirada das moedas só pode ser feita com equipamentos de segurança, por causa do risco de acidentes por parte dos bombeiros.

Vale ressaltar que jogar moedas nas águas do Parque é proibido.

Vista parcial de área do Parque Nacional do Iguaçu | Foto: Zig Koch/MTur.

Deixe um comentário