Porque escolhi o voluntariado para aprender inglês


Por: Silmara Moreira do @meuladoaventureiro

Aprender inglês foi um grande desafio para mim. Fiz diversos cursos presenciais, aulas online e contratei professores particulares, mas quando eu precisava me comunicar em inglês eu sentia aquele frio na barriga, um medo incontrolável, aquela vontade de poder estalar os dedos e poder ir pra outra dimensão. Depois de tantos esforços, eu continuava insegura com meu inglês.

Desistir nunca foi uma opção. Então comecei a buscar outras formas de me sentir mais confortável falando inglês. Avaliei e pesquisei todas as formas de como aprender inglês, e a entender como eu me comportava nos lugares em que eu precisei utilizá-lo. Pensei em fazer um intercâmbio no Canadá, Irlanda, Austrália e Inglaterra.
Mas minha primeira referência e escolha final foi voluntariar nos Estados Unidos. No intercâmbio notei que, após duas semanas eu já me sentia mais confiante e conseguia me comunicar com mais facilidade, porém, quando eu estava na escola esse cenário mudava. Por estar com outros Brasileiros que também eram inseguros, e isso refletia diretamente no meu aprendizado.

Foto: Element Digital5/Pexels.

A segunda referência marcante foi uma viagem para a Argentina. Fui sozinha para lá, mesmo o idioma sendo o espanhol, falei todo o tempo em inglês e notei que, ouvir as histórias inspiradoras daqueles viajantes me faziam esquecer do meu medo de falar inglês, eu só pensava em saber mais sobre aqueles amantes por viagens.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Silmara | Diário de Viagens (@meuladoaventureiro) em

Por que escolhi a Worldpackers para aprender inglês?

Com estas duas experiências – Intercâmbio de estudos nos Estados Unidos e a viagem para a Argentina – percebi que, eu precisava encontrar algo parecido com a viagem para a Argentina, que não valeria a pena pagar outro intercâmbio para conseguir fluência no inglês. E foi conversando com um dos viajantes que trabalhava no hostel em que eu estava hospedada, que conheci a Worldpackers e descobri que a plataforma deles era perfeita para o que eu estava buscando. Estes são os diferenciais pela qual eu escolhi a Worldpackers:

1- Possibilidade de fazer uma viagem de baixo custo

Um grande diferencial da Worldpackers é a possibilidade de viajar para vários países gastando pouco. Você pode se candidatar às vagas por uma anuidade bem baixa – menos de 50 dólares – por um ano inteiro e o melhor, têm vagas com todas as refeições inclusas, disponíveis em todo o mundo. Uma forma perfeita de viajar gastando pouco.

Foto: MaxPixels.net

2- Membros e Suporte da Plataforma Worldpackers.

Os relatos de outros viajantes nos dão uma visão de como foram suas experiência, nos ajudando a saber:

– como é a rotina na cidade;
– como é a convivência com o anfitrião;
– o que fazer no tempo livre;
– como se comportar nas entrevistas;
– a melhor época para voluntariar naquela região;
– até mesmo como ganhar dinheiro viajando.
Essa riqueza de detalhes dada por outros membros, nos ajuda a se preparar e aproveitar melhor o voluntariado.

Além disso, a Worldpackers tem um suporte caso o anfitrião não cumpra com o que foi anunciado na vaga. Você tem a garantia de hospedagem por um período com parceiros da Worldpackers, e ajuda para achar outro anfitrião na cidade que você está.

3- Aprender um novo idioma viajando

A possibilidade de aprender novos idiomas viajando é uma combinação perfeita. Os modos tradicionais de aprender idiomas não funcionaram comigo. Em todos esses anos estudando, percebi que a melhor forma de aprender é praticando. Nos expor 100% do tempo ao idioma que desejamos aprender é, na minha opnião, a melhor forma de desenvolvê-lo.

Além de ter a oportunidade de conhecer viajantes do mundo inteiro e lugares incríveis, você pode praticar outra língua em tempo integral e vivenciar o idioma com sotaques de vários países, o que muitos dos cursos de idiomas não oferecem.

Foto: Aksonsat Uanthoeng/Pexels.

4- Aprender online com viajantes da Academy

Quando decidi tirar um ano sabático, um dos meus objetivos era registrar da melhor forma essa viagem, queria ler minhas histórias no futuro e relembrar cada momento dessa experiência. Eu queria impactar outras pessoas e encorajá-las a buscar seu propósito de vida. Mas eu não tinha experiência alguma em produzir conteúdo, meu foco sempre foi a área de exatas, e eu ainda não era uma pessoa que me envolvia constantemente nas redes sociais. Me vi perdida, sem saber por onde começar, foi então que vi os vídeos da Academy, feitos para aprender com outros viajantes.

Vi o vídeo do Luan, sobre como aumentar a renda na estrada, e fiquei encantada com todas as dicas. Um curso com conteúdo prático e focado no que eu queria para a minha primeira viagem fazendo voluntariado. Todo esse conteúdo disponível na plataforma me direcionou e me deu todo o suporte para fazer uma viagem com tranquilidade, e me inspirou a fazer outros dois cursos para aprimorar a técnica de produção de conteúdo. Eu já tinha me surpreendido com os conteúdos gratuitos, a parte paga, da Academy, conseguiu exceder as minhas expectativas.

Por que aprender inglês e o que me motivou a ser voluntária?

Nos últimos 14 anos eu me vi focada em crescer profissionalmente. Fiz faculdade, especialização, estudei línguas, fiz intercâmbio e cursos técnicos. Sempre fui muito curiosa e nunca me limitei apenas a descrição meu cargo, foi por isso que decidi aprender inglês. Consegui entrar numa tão sonhada multinacional, ter um cargo bom, e o melhor de tudo, consegui finalmente me comunicar em inglês.

Mas eu não estava feliz em me ver todo dia trancada em um escritório, trabalhando como máquina, vivendo na mesmice. Eu não queria viver mais aquela rotina. Foi então que comecei a ler mais sobre pessoas bem sucedidas, – bem sucedidas no sentido de ser feliz em todas as áreas da vida – e encontrei algo em comum. Em um momento da vida delas elas tinham largado tudo para tirar um período sabático, viajar pelo mundo e entender o seu propósito.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Silmara | Diário de Viagens (@meuladoaventureiro) em

As Histórias dessas pessoas que participaram de projetos sociais me fizeram pensar mais sobre meu propósito de vida. Quando li a experiência da Carla – Dando vida ao meu projeto de empoderamento feminino na Índia – fundadora da ONG Project-Três, foi uma motivação a mais. Ela fez voluntariado na Índia pela Worldpackers e aquela experiência transformou a vida dela, ela encontrou seu propósito de vida. Ver a forma com que ela empodera mulheres, participando de eventos em todo mundo, me fez acreditar que eu também poderia seguir este caminho, e quem sabe até inspirar outras pessoas a se doar mais pelas boas causas. Me impactou profundamente.

Logo após essa leitura eu descobri o propósito da minha vida. Meu propósito era agregar valor na vida das pessoas, e sem dúvidas o voluntariado era o que mais se encaixava com o meu propósito de vida.

Como fazer parte da Worldpackers para viajar como voluntário(a) pelo mundo

Ter acesso às vagas de voluntariado disponíveis na Worldpackers é simples. Você deve acessar o site e pagar a taxa única para se tornar ‘membro verificado'. Depois disso você pode utilizar o sistema por um ano inteiro sem pagar nada extra por isso.
Utilizando o código mochileiros você ganha 10 dólares de desconto na taxa para se tornar ‘membro verificado'. Aproveite o benefício para economizar e ao mesmo tempo enriquecer sua viagem!


Deixe um comentário