Quem tem impressora 3D pode ajudar na produção de protetores faciais para uso hospitalar


A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) está produzindo, em parceria com a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), a Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) e membros da sociedade civil, protetores faciais (face shields) não descartáveis para uso hospitalar.

Os protótipos de protetores faciais desenvolvidos pela UFRJ foram validados pelo Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF) e seguem as diretrizes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

protetorfacial universidades
Na imagem maior, protetores feitos em impressora 3D, distribuídos à Secretaria de Saúde do Estado de Sergipe. Na imagem menor, protetor desenvolvido em parceria com a UFRJ | Fotos: Universidade Federal de Sergipe (UFS) e Paula Godinho (UFRJ).

Os modelos oferecidos têm sido desenvolvidos seguindo um protocolo de avaliação com base em recomendações e requisitos da Anvisa. A obtenção de um modelo particular implica concordância e comprometimento em sua utilização, conforme os termos de licença – usualmente seguindo os princípios de inovação aberta com base em Creative Commons. Esses termos identificam, modelo a modelo, as instituições responsáveis por oferecê-los em prol do bem-estar de nossa sociedade e da evolução do conhecimento técnico-científico.

Se você tem uma impressora 3D clique aqui para fazer o download com as instruções para impressão. Se você conhece alguém que tem, envie o link para o download ou deste post para esta pessoa.

NOTA: Antes de começar a impressão procure a Secretaria de Saúde do seu município e informe-se sobre como poderá fazer a doação do material produzido.

Texto: Ana Carolina Correia/UFRJ e Redação.


Deixe um comentário