RedeTrilhas tem seu primeiro longo percurso incluído

A Transcarioca foi selecionada por critérios como acessibilidade e mirantes de inúmeros atrativos da cidade

A trilha Transcarioca, localizada no estado do Rio de Janeiro, é a primeira integrante da Rede Nacional de Trilhas de Longo Curso (RedeTrilhas). A decisão foi publicada nesta segunda-feira (15.03) pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) e observou regras como: a identificação do propósito do percurso, a análise de estrutura e acesso, a conectividade das paisagens, entre outros. Além do MMA, a rede é composta por membros do Ministério do Turismo e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Lançada em setembro de 2020, a RedeTrilhas tem o objetivo de interligar biomas de Norte a Sul do país, conectando diferentes paisagens e ecossistemas de forma a estruturar, promover e dar visibilidade à oferta do turismo de natureza no país. Além disso, a expectativa é de informatizar o processo de inclusão de trechos e a manutenção de um banco de dados pelo MMA, por meio de um portal oficial em desenvolvimento e parcerias com o ICMBio, para a instalação de sinalização dos parques, fornecimento de equipamentos destinados à conservação dos percursos e construção de mirantes e outras estruturas nos locais.

Vista de trecho da Transcarioca, na Floresta da Tijuca – Rio de Janeiro – RJ | Foto: Luciola Vilella/MTur.

O secretário Nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, William França, ressaltou a importância da rede para fortalecer o posicionamento do Brasil enquanto destino turístico de natureza competitivo no mercado uma vez que, diante das mudanças globais causadas pela pandemia, novas tendências vêm se revelando face as transformações no comportamento dos viajantes. “Nesse cenário, as trilhas de longo curso se mostram como uma das atividade-chave para a retomada da atividade turística no curto prazo, além disso, têm potencial para contribuir de forma significativa para transformar os atrativos naturais e culturais do Brasil em produtos turísticos competitivos, o que atualmente se apresenta como um dos maiores desafios do turismo no País”.

Para aderir à RedeTrilhas, os interessados devem apresentar propostas para a Secretaria de Ecoturismo do Ministério do Meio Ambiente, cabendo à análise ao MMA, MTur e ICMBio. Os trechos adicionais deverão seguir padrões da RedeTrilhas de mapeamento, identificação (símbolos de pegadas amarelas e pretas), acesso a serviços, indicação de pontos de apoio, pernoite e de interesse turístico, a fim de proporcionar mais segurança aos visitantes.

TRANSCARIOCA – O percurso compreende pontos como o Pão de Açúcar e a Lagoa Rodrigo de Freitas, que cruza o Rio de Janeiro, saindo da Barra de Guaratiba e chegando ao Morro da Urca. Os atrativos naturais e culturais, por ela interligados, incluem a pista Cláudio Coutinho, o Parque Municipal José Guilherme Merquior e o Parque Lage. Ao todo, a Transcarioca integra seis unidades de conservação da cidade, entre as quais o Parque Nacional da Tijuca, administrado pelo ICMBio, órgão vinculado ao MMA.

Texto: Victor Maciel/MTur.

1 comentário em “RedeTrilhas tem seu primeiro longo percurso incluído”

Deixe um comentário