‘Relaxamento mental’ é a principal motivação dos viajantes brasileiros, segundo pesquisa


Cada um tem sua forma preferida de viajar. Para alguns, viagem é sinônimo de aventura e adrenalina, enquanto outros aproveitam a oportunidade para relaxar. A nova pesquisa* realizada pela Booking.com, líder global em conectar viajantes com opções incríveis de lugares para ficar, revela como sua nacionalidade pode impactar seu estilo de viagem.

Para a maioria das nacionalidades, o principal motivo para viajar é simples: descansar. Naturalmente, 89% dos viajantes brasileiros dizem que “relaxamento mental” é uma motivação e tanto para botar a mochila nas costas. Enquanto isso, franceses (82%) e dinamarqueses (77%) citaram “sentir-se livre pra fazer o que tiver vontade” como principal interesse em viagem.

Os argentinos, por sua vez, parecem mais ligados à nostalgia (73% dos argentinos afirmam que viajam para “reviver bons momentos”). Já os chineses e taiwaneses consideram importante “vivenciar um estilo de vida mais simples” (respectivamente 83% e 73%), e os japoneses, alemães e cidadãos de Hong Kong gostam de viajar para “fugir da rotina” (respectivamente 66%, 72% e 80%). Para algumas nacionalidades, viagem remete a status: particularmente para os indonésios (75%), indianos (75%) e filipinos (80%), que mencionaram que sua motivação de viagem é “ir a lugares que seus amigos nunca foram antes”.

Há, no entanto, uma grande divergência global em relação ao turismo de aventura: os viajantes russos dizem que gostam de passar seu tempo livre “buscando adrenalina”, enquanto para o holandeses e alemães, esta opção está em último lugar.

Veja uma comparação dos viajantes brasileiros com os viajantes globais:

Foto: Reprodução.

Destino

Além da motivação para viajar, o destino também pode variar conforme a nacionalidade. A maioria dos viajantes globais escolhem o destino com base em categorias como “segurança pessoal” e “limpeza”, já os brasileiros priorizam as belezas naturais do local antes da segurança.

Foto: Reprodução.

Naturalmente, o comportamento dos viajantes também é muito influenciado pelo fator “fácil acesso”. Talvez isso explique o porquê de os viajantes indianos fazerem a maioria das reservas no Butão, os argentinos serem a maioria dos clientes circulando no Paraguai e os sul-coreanos serem os maiores fãs de Guam na Booking.com. Abaixo, os 10 destinos mais visitados pelos viajantes brasileiros:

Foto: Reprodução.

*Pesquisa encomendada pela Booking.com e conduzida de forma independente com 53.492 pessoas de 31 mercados (Alemanha, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, China, Colômbia, Coreia do Sul, Croácia, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, Filipinas, França, Hong Kong, Indonésia, Israel, Índia, Itália, Japão, México, Malásia, Nova Zelândia, Países Baixos, Rússia, Reino Unido, Suécia, Singapura, Tailândia, Taiwan e Vietnã). Para participar da pesquisa, os entrevistados deviam ter no mínimo 18 anos, ter viajado nos últimos 12 meses e ser o principal responsável pela tomada de decisão ou estar envolvido na tomada de decisão da viagem. Os entrevistados responderam uma pesquisa on-line entre 16 de outubro e 12 de novembro de 2018.

**Para cada nacionalidade, os analistas da Booking.com selecionaram os 50 principais países que foram mais reservados para viagens de lazer em 2018. Esses destinos foram ordenados de acordo com as reservas globais para descobrir os destinos para os quais cada nacionalidade viajou em relação aos padrões globais de viagem.

A foto (da home e) que traz até este post é de Chris Thompson/Unsplash.


Deixe um comentário