Rio que “desaparece” será primeiro atrativo aberto ao público no Parna da Serra da Bodoquena

O Parque Nacional da Serra da Bodoquena (Parna da Serra da Bodoquena), unidade de conservação que tem mais de 20 anos foi inaugurado oficialmente no último dia (11). A informação é do portal MidiaMax.
Com mais de 77 mil hectares e abrangendo as cidades de Bonito, Bodoquena, Jardim e Porto Murtinho, região conhecida pelas lindas cachoeiras e rios de águas cristalinas será aberto à visitação pública em janeiro de 2021.
Segundo o Campo Grande News, o primeiro atrativo do parque a poder ser visitado será a Trilha do “Rio Perdido”, “que leva esse nome por ser um rio que ‘desaparece’ quando entra em um sumidouro, chamado também de caverna, e reaparece a 1,2 mil metros depois”, explica a publicação.
Ainda de acordo com o site, a trilha de 3,5Km começa no sumidouro. No percurso há um deck/mirante de onde os visitantes podem contemplar as águas cristalinas que ganham incríveis tons esmeralda.
Citando o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) que administra a unidade, o jornal informa que o parque irá receber inicialmente até 70 pessoas por dia, entre 8h e 17h. Os que vão para observação de aves podem entrar às 4h e um comunicado com antecedência deve ser feito pelo condutor (guia) ao ICMbio.

Vista da Cachoeira da Boca da Onça, em Bodoquena, uma das várias belas cachoeiras da região | Foto: Flávio André/MTur.

A visita ao parque será feita com agendamento através de sistema do Governo Federal. O link será divulgado quando o parque estiver liberado para a visitação a partir de janeiro.
As visitas só poderão ser feitas com guia credenciado pelo ICMBio e os preços cobrados pelo profissional podem variar já que o local oferece atividades variadas como trilhas, banho de rio, passeios de bicicleta e observação de vida silvestre. A atividade de canoagem está sendo estruturada para ser oferecida futuramente.
Os guias locais cadastrados pelo instituto são profissionais do turismo e entre eles há também biólogos, jornalistas, professores, pesquisadores, entre outros.

O Parque Nacional da Serra da Bodoquena fica a 266Km de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul.

A foto (da home e) que traz até este post e aparece mais acima é de vista da Cachoeira da Boca da Onça, em Bodoquena. É meramente ilustrativa. Fotos de alguns dos pontos da Trilha do Rio Perdido podem ser vistas na matéria do Campo Grande News e também no site do Fotógrafo de Natureza, Hudson Garcia.

Deixe um comentário