Seja aceito por anfitriões da Worldpackers e faça uma viagem longa colecionando experiências


Por Lisiane Martins* e Redação

Viajar é um sonho que tem se tornado cada vez mais real na vida de muitas pessoas. Para uns, uma escolha fácil que não requer grandes esforços, apenas a vontade de ir e descobrir o desconhecido. Para outros, um ato cheio de significados, que pode pedir que o conforto seja deixado de lado, entre diversas outras coisas, para que novas possibilidades surjam no caminho e ensine coisas interessantes todos os dias. Uma dessas possibilidades se dá através do turismo colaborativo.
O conceito divulgado pela Worldpackers tem tornado muitos sonhos realidade e mais que viagens de férias por lugares interessantes trazem experiências concretas, na forma mais pura da palavra.
As oportunidades de voluntariado oferecidas na plataforma não só ajudam viajantes a economizarem, mas principalmente a aprenderem a ver as coisas por um outro ângulo. Muitas trocas, histórias, aprendizados e a chance de ver o dia a dia com um outro olhar, de acordo com a realidade encontrada em diferentes destinos são altamente enriquecedores e é isso também que se busca em uma viagem mochileira.
E se é possível esticar o orçamento, para esticar a viagem, aí o mochileiro se joga na aventura, por meses.

Abaixo compartilho dicas de como fazer um planejamento pensando no futuro, montar um perfil atraente e conseguir fazer o voluntariado dos seus sonhos em qualquer lugar do mundo via Worldpackers.

Para viajar por longos períodos fazendo voluntariado pela Worldpackers, seja em hostels, trabalhos sociais em comunidades e projeto ecológicos, é preciso ter claro qual o seu foco e o por que está escolhendo aquele projeto.
Para viver essa experiência da melhor maneira possível, vou te passar algumas dicas de quem já está na estrada há um ano e cinco meses. Nesse período já tive dez experiências como voluntária, nove pela Worldpackers, em oito países.

Dicas de como fazer viagens de longo período pela Worldpackers:

1- Planejamento inteligente

Essa é uma palavra chave para tudo o que um viajante for fazer. Pode até parecer algo óbvio, o que na verdade é, mas deve ser levado a sério, muito a sério! Não é só pegar um papel e caneta e fazer as anotações sobre os lugares que quer visitar ou fazer uma planilha de gastos, mas criar um planejamento inteligente que possa dar uma noção dos riscos de cada passo dado durante a sua aventura.
Além de colocar na ponta do lápis os destinos dos sonhos, é preciso analisar as melhores formas de chegar até eles, tempo do trajeto, qual período pretende ficar em cada lugar, gastos durante a viagem, pensar qual o voluntariado pretende fazer de acordo com o seu perfil e aplicar para as vagas com antecedência. É bom sempre ter um “plano B” para cada ponto pensado, afinal, os imprevistos nunca devem ser descartados.

2 – Perfil turbinado

Para ser aceito nas vagas de voluntariado, é indicado ter um perfil 100% verdadeiro e com o máximo de informações sobre as suas habilidades, algo completo!
É importante que o anfitrião verifique o seu perfil e veja que você é apto para o trabalho disponível. É possível até que ele veja outras habilidades e tenha mais interesse na troca que pode acontecer durante a experiência e te responder sem demora!
Esse na verdade é um dos passos principais antes da mensagem de aplicação.

3- Defina os destinos

Faça uma lista de onde gostaria de ir. Depois verifique se nessas cidades têm vagas de voluntariado pela Worldpackers. Se na sua lista tiver cidades ou países próximos, você pode economizar bastante com passagens, fazendo um roteiro por região e seguindo sem pegar avião, usando opções como ônibus, trem e até carona.
Algumas cidades têm apenas uma ou poucas oportunidades disponíveis, por isso é importante não se prender e pensar em buscar vagas em lugares diferentes, talvez próximos ao que você tinha como primeira opção e assim ampliar suas possibilidades e quem sabe se surpreender com destinos impensáveis.

4- Melhores anfitriões

Você só vai saber se o anfitrião é bom ou não, se ele realmente cumpre tudo o que promete na descrição da vaga, se é disposto a oferecer troca de habilidades de uma forma colaborativa, quando passar pela experiência. Porém, durante suas buscas, assim como o anfitrião analisa o perfil dos candidatos a voluntários, você também deve estudar o dele e ler os comentários de viajantes que já passaram pela vivência.
As avaliações de outras pessoas vão dar uma noção de como é a relação entre as duas partes, se tudo o que está descrito na troca é levado a sério pelo host, quais os possíveis problemas de adaptação e até mesmo no desenvolvimento do trabalho.
Lembrando que cada pessoa tem um jeito diferente de ver e viver, por isso tome o que for lhe passado somente para critério de informação, para gerar uma noção e não como verdade única e absoluta.

Não pense duas vezes em mandar uma mensagem para os ‘experts’ da Worldpackers – viajantes com experiência em voluntariado, dentro e fora do país – ou viajantes que já estiverem no local, mesmo os que não deixaram nenhuma avaliação podem ser fonte de informação e ajudar muito na sua decisão de aplicar ou não para determinadas vagas, esclarecendo dúvidas.

Há também as estrelas que definem se aquele anfitrião é um “Top Anfitrião” ou cinco estrelas, geralmente estes têm alta demanda de solicitações e recebem com frequência voluntários.
Por outro lado, existem bons anfitriões que não têm alta demanda de voluntários e talvez nem mesmo avaliações. Eu já passei por dois que não tinham nenhuma avaliação e não me decepcionei.
Nesse caso, eu sugiro usar a intuição na hora da sua aplicação, ver se o host se mostra disponível para responder suas dúvidas e aproveitar esse momento para perceber se você se sente confiante com as respostas que ele repassar.

5- Aplicação personalizada

Leia com muita atenção o perfil do anfitrião que te interessou. Fiquei atento se o que ele oferece em troca é realmente satisfatório, verifique se a descrição do trabalho voluntário realmente atende às suas habilidades e se você está disposto a encarar essa nova experiência. Tendo claro tudo isso, é hora de escrever uma mensagem para o anfitrião na língua solicitada por ele, essa é a hora de dizer o por que você quer fazer parte do negócio dele.

Deixe claro em um texto que não seja longo quem você é, como aquela oportunidade pode te inspirar e ajudar a crescer, como você pode e quer ajudá-lo. Seja objetivo, sem rodeios.
É importante fazer a aplicação com antecedência, para que o anfitrião possa analisar a sua solicitação. Na outra mão, caso você não tenha retorno ou receba uma resposta negativa, vai ter tempo de buscar outras opções.

6 – Faça o melhor

Não importa para qual função você aplicou, o importante é que o trabalho seja feito da melhor forma possível. A sua dedicação e a forma como faz o seu papel no voluntariado vai refletir na maneira com que as pessoas olham para você e também na avaliação do anfitrião na plataforma.
Se puder, dê sugestões e dicas de como o hostel, ONG ou projeto ecológico pode melhorar; boas ideias e demonstração de interesse são sempre bem-vindos.
É importante destacar que quanto mais avaliações positivas e mais interessante o seu perfil e você parecerem, mais aumentam as chances de você conseguir novos voluntariados ao redor do mundo e até convites de anfitriões!

Essas são informações para que viajantes possam conseguir bons resultados na busca por um voluntariado, principalmente aqueles que decidem mochilar por um longo período.

Cupom de Desconto

Ganhe 10 dólares de desconto para se tornar membro verificado da Worldpackers

Viaje o mundo trocando trabalho por hospedagem. Seja um membro verificado da Worldpackers!
mochileiros

*Lisiane Martins é historiadora e jornalista, ‘Expert’ da Worldpackers.
Imagens: Giphy.com
A foto (da home e que) traz até este post é de Michael Clarke/Unsplash.

Mochileiros.com

Comunidade de ajuda mútua entre viajantes independentes e mochileiros. No ar desde 1999, tem dicas e informações e mais de 10.000 relatos de viagens publicados. Ganhador do Prêmio 'Influenciadores Digitais' por dois anos consecutivos.
Aqui no blog traz histórias inspiradoras e notícias relacionadas ao universo viajante.
Mochileiros.com

Deixe um comentário