Trem da Morte – Tudo sobre…


POST ATUALIZADO EM 18/03/2015*
A talvez, rota mais básica mochileira de viagem de brasileiros pela América do Sul seja seguir rumo à Bolívia (e depois para os demais destinos) via Trem da Morte. Do vilarejo boliviano de Puerto Quijarro, na divisa com Corumbá (MS), Brasil partem os trens rumo à Santa Cruz de La Sierra, uma das principais cidades do país vizinho.

Expreso Oriental | Foto: Divulgação/Fo.com.bo
Expreso Oriental | Foto: Divulgação/Fo.com.bo

O trem na verdade se chama Expreso Oriental e o “marketing” Trem da Morte é combatido pela empresa responsável com o slogan “Trem de vida”, em alusão ao programa social de orientação que desenvolvem para alertar para os riscos de acidentes com e no trem. Poderiam também utilizar o marketing com relação aos vários postos de trabalho formais e informais que o trem dá aos bolivianos.
Frisemos que este é um trajeto para quem optar visitar o país (ou um trecho dele) por terra. Para quem sai de São Paulo, por exemplo, a viagem já começa pela paisagem com muito verde e planícies ainda no Brasil.

Com os pés na Bolívia

Trocado o passo de Corumbá para a Bolívia, chega-se a um solo árido, de cambistas desesperados (com cara de boliviano e jeito de brasileiro) e nos vem a primeira impressão do país: tudo é negociável (fato reconfirmado várias vezes durante nossas duas viagens pelo país – uma de 20 dias e outra de “passagem”). Estamos em Arroyo Concepción, onde quem chega por Corumbá deve carimbar o passaporte dando entrada na Bolívia.
Vá com tudo nos conformes. Qualquer “falta de pingo no i” já é motivo para lhe arrancarem uns bolivianos ou reais. Nossa equipe (e mais um viajante brasileiro) estava com o comprovante nacional de vacina contra Febre amarela (papel branco) e embora a proteção seja a mesma, os hombres do turismo boliviano “sugeriram” que voltássemos à Corumbá para conseguirmos a carteira internacional (papel amarelo). Como incorruptíveis brasileiros, dissemos ok (que exemplo hein!)
Dez passos fora da sala do “bota defeito” vem o assistente pedindo US$ 10. Acabamos cumprindo a “diplomacia” e entramos na Bolívia por US$ 5 (cada). Resolvido o problema, seguimos em um táxi rumo à Puerto Quijarro (onde fica a estação de trem).
Não muito diferente que a periferia de São Paulo por exemplo, o local ainda tem muito de Brasil: na TV, Rede Globo; o idioma, portunhol. A Bolívia só está na fisionomia das pessoas, nas salteñas e em outros pratos servidos nos bares bem simples da vila.
Na vontade de finalmente sentir-se na Bolívia, o primeiro passo é sair daquele lugar, buscando pela passagem de trem rumo à Santa Cruz de la Sierra.
Dependendo o horário de chegada, a estação pode estar bem lotada e logo alguém pode lhe oferecer uma passagem, por um valor algumas vezes maior que o valor da bilheteria. Reluta-se em pagar tal quantia, mas o local parece que já se organizou para fazer com que a compra no paralelo seja algo oficial. Há pessoas que trabalham com isso. Geralmente na bilheteria só há passagens para três dias a frente, logo, são três dias em um dos hotéis de Quijarro. Esse ciclo é o que parece mover a economia do lugarejo.
Um pouco apressados, pagamos por uma passagem para o dia seguinte à nossa chegada (claro, de segunda mão). Então lá se foi uma noite na vila, num calor de 40 graus. Para o jantar: arroz, metade de uma banana frita e carne (frango, milanesa ou chuleta) tudo regado a muito óleo. Resumidamente, um prato ruim para o organismo, bom para a fome e aceitável para os olhos!
Na manhã seguinte o déficit de atividades nos fez ir à Puerto Aguirre, a Zona Franca local. Há um shopping e um mercado que vende por atacado e varejo. O ar condicionado foi o melhor do passeio. O calor das 8h deveria estar por volta dos 45ºC. Detalhe, é possível chegar à pé no local (uns 5 minutos caminhando), mas se perguntar a algum morador, ele certamente irá lhe recomendar um táxi (deve ser para continuar o ciclo que movimenta a economia local).

Esqueça as lendas

Se estiver a fim de ser protagonista de um filme de suspense esqueça! O trem pode até surpreender, mas não assustar. São 18 horas de viagem em meio a áreas rurais da região. E em todo esse tempo ouvindo os vendedores em uníssono: “Limonada, limonada; café, café; soda, soda (refrigerantes); empanada, empanada…”, espetinhos de frango, carne, peixe frito e mais uma infinidade de produtos incluindo os pratos feitos (PF). A maioria dos produtos é caseira, incluindo as limonadas transportadas em baldes abertos e vendidas em sacos plásticos com canudo. (Confira uma boa ideia para Coca-Cola aqui :P)
Há viajantes relatando que existe a possibilidade da compra da passagem incluindo refeição. Se for do seu interesse, vale consultar previamente.
Além do comércio, o que pode surpreender alguns viajantes é o jeito dos bolivianos: incansáveis correm de vagão em vagão, sobem e descem nas paradas, gritam, se esbarram, quase sentam no seu colo… Outros fatos, são os homens da Polícia Nacional e/ou do Exército que circulam pelo trem e podem conferir sua passagem (sem problema se não estiver com seu nome) e a eventual falta de luz à noite (por isso não esqueça a lanterna e fique de olho na mochila).
Se quiser um pouco mais de sossego na viagem vá na categoria Super Pullman, onde não há acesso aos vendedores e os bancos são reclináveis (não se anime, não chegam a deitar). Se preferir economizar vá nos vagões das classes Pullman e Primera. Elas não têm muita diferença entre si. Na Pullman os bancos são para duas pessoas e em um ângulo de 90 graus. Já na Primera (a mais barata) os bancos também têm 90 graus podem ser para três pessoas e você corre o risco de viajar 18 horas de costas. Também há a opção extra, noturna que sai às 18h de Quijarro com apenas dois vagões, o Ferrobus.

De acordo com a Wikipédia, o nome “Trem da morte” se deu por causa de uma “uma epidemia de malária que ocorreu durante a construção da ferrovia, que matou milhares de trabalhadores bolivianos.” Nenhum boliviano com quem conversamos falou a respeito, tampouco encontramos dados sobre este fato em nossas pesquisas, exceto nesta fonte.  Quem souber algo, divida conosco! (Seguiremos buscando a informação e se tivermos novidades atualizaremos este post – com estas e outras informações).

Mais informações sobre o trem aqui

Abaixo as tarifas e itinerários do trem:

Tabela extraída do site da companhia em 18/03/2015 | Foto: Reprodução.
Tabela extraída do site da companhia em 18/03/2015* | Foto: Reprodução.

Lunes, Martes, Miércoles, Jueves, Viernes – só pra ajudar a lembrar, são em espanhol, respectivamente, Segunda, Terça, Quarta, Quinta e Sexta (feiras).

Fotos do Trem da Morte:


70 comentários sobre “Trem da Morte – Tudo sobre…

  1. estou pensando em ir entre março e abril, q. é a melhor época segundo informações, até Machu Pichu, partindo de são paulo de onibus até Corumbá. Depois embarcar no trem da morte até Sta. Cruz de la Sierra e de lá, de onibus, até Cochabamba e La Paz. Após, ir a Copacabana, q. fica ás margens do lago Titicaca e depois, de onibus, até Puno, já no peru, e em seguida Cusco, para finalmente chegar até Machu Pichu. Se alguém estiver afim de tal aventura entre em contato.

  2. Boa Tarde , Claudia , estou programando uma viagem p/ o Chile , mas constatei que posso viajar boa parte da América através do tem da morte, que sai da Bolívia . Sou do Rio de Janeiro e gostaria que me orientasse o melhor percusso e moedas que devo ter para facilitar minha vida nessa viagem . Devo sair já com a vacina de febre amarela tomada daqui e com a caderneta de vacinação ? Existem grupos brasileiros que possamos se juntar e realizar esse percurso . O melhor trem é o Pullmam ? Qual o seu valor ? Tem dicas de hospedagem boas e baratas ? Gostaria que me desse uma luz para que possa realizar uma viagem ” tranquila ” .

    Obrigada.

    Hedlaine .

  3. Claudia vc foi sozinha ou acompanhada e qual o valor das passagens o valor na tabela e Real ou Dólar, e quanto vc gastou nesta viagem…

  4. Olá querida parabens pelo site amei.] gostaria de saber se tem onibus que vai de Puerto Quijarro a santa cruz de la siera

  5. Estou pensando numa viagem para o peru este ano…gostaria de me aventurar no trem da morte.mas ele só vai ate Bolívia é isso q entendi até santa cruz de lá sierra??? E quem já viajou pode me dizer se é uma viagem segura para ir sozinha??? Obgada

  6. pega o omnibus de sai detras da rodoviaria de corumba, e como um circular da cidade ,ele te leva ate a frontera pertinho da rodoviaria da estacao do trem nao ai de taxi ai muito caro!!

  7. Thaïs França , se vocês foram para Machu Picchu, poderiam me passar o roteiro de vcs e mais ou menos o custo que tiveram, por gentilza Preciso mesmo viajar, para esquecer uma perda.. Obrigada

  8. Eberaldo Fiorentino Fiorentino , se você já viajou, poderia me fazer o favor de me dizer o custo total que vc teve com a viagem Penso em viajar para Machu Picchu

  9. boa noite, vou sair de sao paulo ate corumba e de la bolivia trem da morte e santa cruz…gostaria de opniao sobre os melhores lugares que poderia ir em quinze dias ja que sao poucos dias…alguem poderia me ajudar?

  10. Vou em Agosto de 2014 > Vc pode me ajudar que tipo de moeda é aceita dentro da bolivia e onde posso trocar real por dolar ou dolar pelo $$ Boliviano ??

    • Chegar em Corumbá é fácil.A única empresa de ônibus que vai pra lá é a Andorinha.
      Tem voos pra lá também. Mas nao sei a empresa que atende

  11. Gostaria de saber em qual cidade do Estado de São Paulo é possível embarcar neste trem com destino a Santa Cruz. É possível usar o trem como meio de transporte de mercadorias? Se sim, qual é o procedimento ou o contato para mim solicitar maiores informações.

    Obrigado.

  12. Olá Claudia,gostei muito da reportagem sobre o trem da morte,vou ficar atento a todas as reportagens,eu nnca tinha visto nada a respeito do trem,fiquei muito feliz com tudo que vc postou e pelas dicas que vc deu um abraço de mais um amigo,bjssssss"Matheus Limas de Oliveira"

  13. Olá! Estou planejando ir de carro de Corumbá a Cuzco. As dicas que encontrei aqui foram muito úteis. Gostaria de saber se há estradas em boas condições nesse trajeto e se existem hoteis seguros no percurso. Obrigada!

  14. Olá Claudia, tudo bem?

    Adorei seu post sobre o trem da morte! Tenho algumas dúvidas: 1- De Corumbá até Puerto Quijarro qual é o transporte e qual valor? Sei que depois de chegar em Sta. Cruz de La Sierra vou para La Paz de ônibus, mas de La Paz, como faço para chegar em Puno para pegar o trem para Cuzco. Aguardo suas informações. Obrigado.

  15. povo chato! Lucas, vá até o Mato grosso do sul, deve ter onibus de sao paulo ate campo grande, de la va para corumba, a cidade boliviana fica ao lado, e de lá é possivel pegar o trem da morte ate santa cruz de la sierra, de la tera que pegar outro transporte, existem vans, taxi, etc…

  16. dá uma olhadinha no google maps…huahuahahua….coloca o endereço de casa e o do Inca mais próximo…huauhahahuaua

  17. Pessoal,
    Qual o melhor roteiro para ir de trem até Machu-picchu saindo do Brasil (estou em São Paulo), queremos realmente ir de trem/ônibus, incluindo o famoso trem da morte.
    Aceito indicações de sites para montar meu roteiro.
    Gracias,

    • Oi Edgar! O trem só sai de Santa Cruz de La Sierra ou de Puerto Quijarro, ambas na Bolívia. Puerto Quijarro faz divisa com a cidade brasileira de Corumbá, no Mato Grosso do Sul (como informado logo nas primeiras linhas da matéria =] ). Abraço!

      • claudia gostaria de saber qual o valor total gasto na viagem, vou no final do ano e é minha primeira viagem como mochileiro.
        obrigado!

  18. Claudia,

    afinal, vc gostou de ter ido/

    há trens de santa cruz para la paz?

    e de sampa pra corumbá? só de ônibus, né?

    Obrigado!

  19. Olá,
    Gostaria de saber se ainda é possível viajar pelo Trem da Morte indo até Corumbá e em seguida tomando o trem em Puerto Quijarro.
    Li em alguns lugares que não se pode mais fazer a rota indo até Corumbá. É verdade?
    Muito obrigada!

  20. hola quisiera saber donde me puedo toamr este tren, el de "la muerte"…estoy hace 3 meses en balneario camboriu y quiero arrancar para arriba, bolivia, peru, ecuador, colombia, venezuela, etc…soy argentino y mis nombre es maxi…muchas gracias y espero respuestas, antes del 20 tengo que estar fuera de brasil porq se me vence la estadia..gracias!

    • Perdón Axi; solo he leído tu pregunta hoy e ya debes de estar muy lejos jjajaja.
      Bueno, el tren sale de Puerto Quijarro y sigue hasta Santa Cruz de La Sierra, las dos, ciudades bolivianas.
      Puerto Quijarro haz frontera con la ciudad brasileña de Corumbá.
      Espero que tengas un buen viaje!

  21. Ola, amei o site de vocês, eu gostaria de saber se vocês tem informaçoes do valor da passagem pelo trem da “morte” de Puerto Quijarro até Santa cruz?? Outra dúvida que provavelmente vocês poderão me informar é em relação à carteira internacional de vacina, elas estao todas em dia, porém nao estao na carteira internacional, consigo transcrever em Corumbá para a internacional??? Obrigado e parabéns pelo site, é 1000. abçs

  22. olá amada! meu nome é walysson sou brasileiro há doze anos aceitei a cristo jesus em minha vida e desde então Deus colocou em meu coração apregoar a sua palavra em todo o mundo sou casado de MG mas há um ano Deus coloccou em meu coração o desejo de mudar para o estado do paraná trouxe minhas esposa e filhos para maringá-pr há 01 ano estamos aqui mas estou orando na espectativa de ir para cochabamba não sorria se achar engraçado mas sou Pastor e tudo que possuo é força da fpe e dos meus braços para trabalhar na obra de Deus nessa terra estou querendo ir para a bolivia pela fé!eu minha esposa e três filhos pequenos ai pensei trabalho lá na obra de Deus para ele e em um emprego para mim! pode me ajudar com informaçôes sobre como ir de carro?
    conversei aqui com um carreteiro lá de cochabamba ontem e ele me disse que veio de lá por corumbá depois pelo MS ate o PR mas só que eu li no seu comentário que por lá nmão tem estrada como seria isso?

    • Olá Walysson! A estrada que liga Puerto Quijarro à Santa Cruz de La Sierra já está pronta; de lá é só seguir pra Cochabamba.
      As estradas bolivianas não são das melhores, mas essas que ligam as grandes cidades devem estar razoáveis e a nova, boa!
      Boa viagem para você e sua família.

      • Olá sou de Taubaté-SP e pretendo ir para Conchabamba e penso em ir de trem pelo que vi tenho que pegá-lo em Corumbá vc sabe se posso agendar a viagem por algum e-mail se não puder td bem quanto de Santa Cruz de laSierra até Conchabamba dá para ir de ônibus. obrigada e um abraço.

  23. Buena informacion los felicito, gustaria me diga costo pasagem de Corumba – sao Pablo – Rio Muito Obrigago sou de Lima Peru y vou procurar um viagem de lima a Rio por Bolibia

Deixe um comentário

Log in

Esqueceu a senha?

Forgot your password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Fechar
de

Enviando Arquivo…