Três empresas estão credenciadas para operar no Pico da Neblina


O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) divulgou o resultado do credenciamento para atuação em serviços de operação turística no Parque Nacional do Pico da Neblina, no Amazonas. Clique aqui para ver os resultados.

As empresas Amazon Emotions, Ambiental Turismo e Roraima Adventures são as selecionadas para o credenciamento. Foram avaliados os seguintes critérios: experiências em operações de turismo na Amazônia; experiência profissional de turismo em terras indígenas ou comunidades tradicionais; experiência em operação de turismo em regiões montanhosas e locais remotos; atender ao Sistema de Gestão de Segurança para Operação Turística no Pico da Neblina, segundo as diretrizes da ABNT NBR ISSO 21101; e carta de anuência da Associação Yanomami do Rio Cauaburis e Afluentes (AYRCA), já que o serviço será prestado em área de sobreposição com a terra indígena.

pico da neblina katiatorresribeiro icmbio yaripo
Foto: Katia Torres Ribeiro/ICMBio.

O processo para reabertura do Pico da Neblina durou cerca de seis anos. Por ser uma área de dupla afetação (território indígena e unidade de conservação), o ICMBio construiu junto aos Yanomamis as diretrizes de turismo que deveriam ser adotadas pelos prestadores de serviço. Em 2018, foi publicado o Plano de Visitação Yaripo que norteia e estabelece as normas para turismo e alinha os interesses entre as instituições envolvidas. O ICMBio é responsável pelo credenciamento das operadoras, enquanto que a AYRCA fará a gestão do turismo com apoio dos órgãos públicos, já que trata-se de turismo com base comunitária.

O Parque Nacional do Pico da Neblina abriga o ponto mais alto do país e, por isso, possui um grande potencial no turismo de aventura e de montanhismo.

Texto: ICMBio e Redação.


Deixe um comentário