Turista bate caminhonete em estátuas da Ilha de Páscoa


Um turista foi detido depois de chocar sua caminhonete contra vários moais na Ilha de Páscoa, no Chile. As informações são do jornal argentino, Clarín. Citando meios chilenos, o periódico diz que o acidente parece ter sido intencional.
Ainda de acordo com a publicação a promotoria ordenou que o motorista, cuja identidade não foi revelada, permanecesse em Rapa Nui (nome oficial da Ilha de Páscoa) e que comparecesse mensalmente a um posto policial designado enquanto decorrer o inquérito, que deverá ser concluído em 90 dias. Ele foi acusado de dano ao monumento nacional. Além das consequências penais, o motorista pagará uma multa.
Segundo o Clarín, citando fala ao El Mercurio, Camilo Rapu, presidente da comunidade Ma'u Henua, entidade responsável pela conservação dos moais diz que as medidas são insuficientes. É preciso “revisar o marco legal que protege o patrimônio histórico e cultural dos povos originários para dar um sinal categórico de defesa e cuidado”, reforçou.
As gigantes esculturas de pedra foram construídas entre 1250 e 1500 pelo povo Rapanui e são consideradas sagradas por ele.

Acesso a veículos pode ser proibido

Ainda segundo o Clarín, o prefeito da Ilha, Pedro Edmunds, deverá retomar sua iniciativa de restringir o acesso de veículos ao sítio arqueológico o que vem tentando implementar há oito anos, mas que é rejeitado pelas autoridades municipais.

Mais informações sobre o Parque Nacional Rapa Nui podem ser conferidas no site https://www.parquenacionalrapanui.cl/

A foto (da home e) que traz até este post é de Ma'u Henua (reprodução Facebook).


Deixe um comentário