USP desenvolve “máscara contra coronavírus fácil e barata”


A Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) desenvolveu uma máscara de proteção caseira e de baixo custo para evitar a dispersão do coronavírus. No perfil Ciência USP no Instagram, a médica Lilian Arai, mostrou o passo a passo de como fazer o acessório:

Feita com uma tiara de plástico e uma folha A4 de acetato, ” qualquer um pode usar [a máscara], de profissionais de saúde a pessoas que precisam de mais proteção, como caixas de mercado ou quem ainda tem que trabalhar na rua durante a pandemia de covid-19.”

No vídeo, a médica ressaltou ainda que a máscara pode ser limpa com água e sabão e sai ao custo de R$ 1.

Arai é diretora da HackMed e colaboradora da FMUSP. O projeto da máscara de baixo custo foi elaborado sob coordenação da professora Susane Ono, do Departamento de Gastroenterologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

A imagem (da home e) que traz até este post é Reprodução e Fusion Medical Animation/Unsplash.


1 comentário em “USP desenvolve “máscara contra coronavírus fácil e barata””

  1. Eu acho que a proteção dessa máscara só é efetiva para quem vai ter algum contato frontal, se passar um assintomático, um contaminado ou um sem noção na lateral ou por detrás e tossir ou espirrar as gotículas podem entrar, sem contar que se o acetato escorregar em momento impróprio da tiara, já era! As costuradas de pano e forro com alça nas orelhas acho mais seguras pq aqui tem muita gente acreditando que é gripinha 😒

    Responder

Deixe um comentário