Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''birdwatching''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Mochileiros.com

  • Perguntas e Respostas
    • Perguntas e Respostas
    • Destinos
  • Companhia para Viajar
    • Companhia para Viajar
  • Relatos de Viagem
  • Equipamentos
  • Trilhas e Travessias
  • Nomadismo
  • Outras Formas de Viajar
  • Outros Fóruns

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Sobre mim


Lugares que já visitei


Próximo Destino


Ocupação

Encontrado 1 registro

  1. Oioiii Aproveitando a Vibe da viagem para escrever o meu relato, pois tive muuuuita dificuldade pra achar coisas sobre birdwatching (observação de aves) e espero poder ajudar os próximos que vão para a Colômbia com esse propósito - pra quem não sabe, a Colômbia é o paraíso das aves. Existe uma briga sobre quem tem mais aves, Brasil ou Colômbia. Mas mesmo que ela fique em segundo lugar, a área dela é infinitamente menor que a do Brasil, então com certeza é um lugar massa pra essa atividade. Quando comecei a planejar essa viagem, o meu objetivo era passar rápido nas cidades e ter o maior tempo possível em contato com a natureza. Parque Tayrona era o lugar que eu mais queria ir, junto com San Andrés e Providência. O roteiro mudou totalmente ao longo da viagem, mas foi uma experiência maravilhosa! Viajar sem planos é bom por causa disso, você pode mudar o roteiro e ser ainda mais feliz! No total, gastei R$6.000 em 2 semanas, sendo que R$3.544 foi com passagens. O restante incluiu hostel, alimentação, passeios, aluguel de carro, taxis, etc. Bom, viajei entre os dias 11 e 26 de maio de 2018. Meu roteiro: 12 - Bogotá 13 - Bogotá - Cartagena 14 - Cartagena - Santa Marta 15 - Santa Marta - Tayrona 16 - Tayrona - Minca 17 - Minca - Santa Marta 18 - Santa Marta 19 - Santa Marta - Medellin 20 - Medellín - San Andrés 21, 22, 23 - San Andrés 24 - San Andrés - Bogotá 25 - Bogotá Gastos com passagem (ok, vocês vão ver que eu gastei mtooo a mais que o normal, mas comprei as passagens com 2, 3 dias de antecedência, pois mudei todo o meu roteiro durante a viagem. Perceberam como a viagem foi corrida, pelo roteiro acima, né? Não era esse o plano, masss... no meio da Colômbia tinha um colombiano.) Porto Seguro - Bogotá - Porto Seguro R$2.199,60 Bogotá - Cartagena - R$ 176,30 Cartagena - Santa Marta (de ônibus) - COP30.000 (aproximadamente 43 reais) Santa Marta - Tayrona - Santa Marta (de ônibus) COP 14.000 (aproximadamente 20 reais) Santa Marta- Minca - Santa Marta COP 24.000 (aproximadamente 34 reais) Santa Marta - Medellin - COP 206.570 (aproximadamente 290 reais) Medellin - San Andrés - R$433,26 San Andrés - Bogotá COP 247.990 Total com passagens: R$3544,88 Bogotá Nessa primeira noite, fiquei na Candelária. Como eu falei, o objetivo era ficar só uma noite em cada cidade no início, pois voltaria para Bogotá e Cartagena no fim da viagem. Mas tive uma mudança de planos e acabei não voltando para Cartagena e passando so mais 1 noite e 1 dia em Bogotá (essa noite eu passei na Zona T). Me hospedei no BoGo Hostel (COP 35k) e o taxi do aeroporto para o hostel foi 35k. Os funcionários são bem gracinha, mas o banheiro não é o dos mais limpos do mundo. :/ Nota 7,5 Cheguei no hostel, me arrumei e fui para o Parque 93. Lá passeei bastante, comi no La Lucha e fui em um barzinho com música colombiana. Bem legal Essa área é a melhor pra quem gosta de movimento. Me encantei!! No dia seguinte, fiz o "free" bike tour que durou 4 horas. O passeio é legal, o guia Alejandro era um doce! Passamos por vários lugares interessantes e provamos alguns sucos de frutas locais e também sorvete. No fim ele sugere uma quantia que deve ser paga (acho que era 20k, eu paguei 12, era o que tinha na hora). Depois fui ao mercado de las pulgas de Usaquen, que é uma feirinha, não tão grande, com algumas coisinhas para comprar. Como era meu primeiro dia, não queria encher minha mala, então só olhei mesmo, rs. P.S: essa feirinha só acontece aos domingos. Impressões de Bogotá: achei a cidade muito segura, arborizada e AMEI a Zona T. Cartagena Cheguei em Cartagena à noite e a impressão foi a melhor do mundo! Que lugar charmoso!! Fiquei no Bourbon St Hostal Boutique. Ameeei, limpo, café da manhã gostoso e a privacidade de dormir atrás de uma cortina. 9,9 De manhã perdi MUITO tempo tentando ir para o aviário. Como trabalho em uma reserva e iniciamos o programa de observação de aves, queria pegar umas dicas de comedouros, etc. Infelizmente, não foi possível. Todos os passeios pra la iam também para a praia, que não era o meu foco. Aproveitei para passear pela cidade e foi ótimo. Entrei em várias lojinhas de artesanato e fui também ao Castillo San Felipe de Barajas. Almocei no La Cevicheria - caro, mas valeu cada peso (COP69k paella tropical mulata com a melhor limonada de coco). Fui tentar ver o pôr-do-sol no Café del mar, mas estava nublado. Ainda assim, é um passeio imperdível. A melhor vista do mundo! Peguei um taxi para a rodoviária que é MUUUUITO longe. Passei por toda a Cartagena e fiquei impressionada como fora da zona turística a cidade é POBREEEE. MUITO! O ônibus pra Santa MArta foi bem barato e confortável, com tv. carregador de cel e lanche! Santa Marta - Parque Tayrona e Minca (Faunal) Fiquei no hostel Solaz, bem mais simples que o de Cartagena. Tive mais uma manhã perdida tentando conseguir um tour para passarinhar, mas não consegui. Infelizmente, a Reserva El Dorado é inviável, pois cobra U$200 de hospedagem por uma noite e ainda é necessário alugar um carro 4x4 (e um guia). Era um lugar que queria muito conhecer, mas eles não permitem a entrada de não hóspedes. Enfim, o que não tem solução, solucionado está. Fui de ônibus para o Parque Tayrona e me encantei desde a entrada. Ainda não comentei isso aqui, mas o povo colombiano é o mais hospitalar que já conheci nesses anos de viagem. Estão sempre muito dispostos a ajudar. Eu fiquei no primeiro alojamento do parque, pois o moço me convenceu que não valia a pena fazer toda a caminhada com mochila. Então peguei uma barraca e sai para passarinhar no restinho da tarde. Jantei e fui dormir, pois acordaria cedo para passarinhar, de novo! às 5 acordei e ainda estava bem escuro. arrumei minhas coisas e sai. A caminhada até o Cabo de San Juan é gigantesca!!! Tudo bem que eu estava em um ritmo demorado, mas acho que em passos rápidos daria umas 2 horas ou mais. No total, ida e volta, gastei umas 6 horas e meia de caminhada. Depois de aproveitar bastante o parque, fui para Minca, onde fiquei hospedada no Faunal. Fui para esse lugar pois é uma reserva, em uma área interessante para a observação de aves. Minha intenção era encontrar mais passeios (ou guias) de observação de aves por la, o que não aconteceu. Bom, no faunal conheci o David, que com certeza é a pessoa que mais conhece e está conectado à natureza que conheço. Fizemos um safari noturno que foi sensacional. Levei um tombo de cinema, mas a gratidão foi eterna por esse dia tão especial. No dia seguinte, fiz uma passarinhada com o david e me encantei, principalmente com o cucurachero cantor (Thryophilus rufalbus). Que cantos mais lindos! Infelizmente, nem tudo são flores. David veio com umas conversas bem inconvenientes e, por estar sozinha em um outro país, em uma reserva isolada do mundo, me senti muito vulnerável e resolvi voltar para Santa Marta. Sinto muito, passarinhos! Ainda volto para a Colômbia para observá-los! Voltando a Santa Marta, fiquei no mesmo hostel e, mais uma vez, passei por uma situação muito desagradável com um dos homens que estavam no meu quarto. Falei com a recepção que não tinha condições de ficar no mesmo hostel que ele, mas eles me colocaram em uma suíte e o problema foi resolvido. Pontos para o hostel que me tratou como merecia! Me trocou para um quarto privado, mas cobrou o mesmo preço que eu estava pagando por um quarto compartilhado. No dia seguinte, fui ao Aquário em El Rodadero. Antes almocei no Di Vino. a comida estava maravilhosa e o atendimento, não poderia ser melhor. Assim que descobriram que eu era brasileira, colocaram musica da Vanessa da Mata para me agradar. Não só agradaram, como conquistaram meu coração. Para ir ao aquário, precisa pegar uma lancha. Fiquei um pouco decepcionada quando cheguei, pois eram poucos aquários e tanques. Fiz tudo em 5 a 10 minutos. Mas ai começou uma visitação guiada e a experiência foi totalmente diferente. Achei muito legal pois, animais capturados do tráfico ficam lá por um período, depois são soltos no mar. Pontos pro aquário!!! Por fim teve uma apresentação de golfinhos, que foi também interessante. Medellin Acordei cedo e fui pra medellin encontrar o colombiano. Nem vou escrever sobre Medellin, pois conheci muito pouco da cidade. Mas, a impressão que tive é que é uma cidade maravilhosa para morar! Muito limpa, organizada, arborizada, segura. AMEI! San Andrés Para mim, um lugar encanta nem sempre pelo lugar, mas pelas pessoas que entram nas nossas vidas. San Andrés foi um desses. Fiz amigos para a vida toda e quase nenhum passeio. rs Maio é época de chuva. Choveu todos os dias, mas isso não impediu que eu me sentisse grata! Todos os dias! o West View fica cheio, mas é maravilhoso. Quantidade infinita de peixes. Se sair acompanhando o paredão, vai ver peixes incríveis, sem trombar nas pessoas. Dei a volta na ilha dois dias seguidos e fiquei na praia em outros dois dias. Foi tudo maravilhoso! Impressões da Colômbia: A Colômbia não é nada daquilo que eu esperava. Eu imaginei que ia encontrar algo como a Bolívia (nem tanto), mas o que encontrei foi um país organizado, seguro, arborizado e com pessoas maravilhosas! Me encantei demais com Bogotá e, principalmente, com Medellin. Santa Marta já é um pouco mais desorganizado e barulhento (buzina a rodo), mas o Parque Tayrona.... ahhh, o Parque Tayrona! Que lugar mágico! Simplesmente encantador! AMEI! A observação de aves, que foi o motivo pelo qual escolhi a Colômbia como destino, me decepcionou. Apesar da quantidade gigante de aves, eles ainda não estão preparados para isso. Sei que esse é um turismo mais caro e estava disposta a pagar um pouco a mais por isso. Mas o que encontrei foi preços exorbitantes e uma falta muito grande de informações. Uma pena! San Andrés foi maravilhoso, pois colocou pessoas especiais na minha vida. Infelizmente fui durante a temporada de chuvas, o que não permitiu que eu aproveitasse como queria. Ainda assim é um lugar muito lindo, apesar de não tão seguro (principalmente para as meninas que viajam sozinhas, como eu). Não tirei muitas fotos, mas se alguém quiser acompanhar, vou deixar o link do álbum no meu face. https://www.facebook.com/priscilla.sales.gomes/media_set?set=a.10216063096988211.1073741870.1172974689&type=3 Tenho todos os gastos escritos no meu caderninho. Se precisarem de alguma informação, encontro-me à disposição. Bjsss
×
×
  • Criar Novo...