Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
LeoRJ

Tutorial - Escolher Botas Corretas Para Práticas Esportivas

Posts Recomendados

[align=JUSTIFY]Muita gente começa a ter contato com atividades outdoor e logo se vê na necessidade de adquirir alguns produtos para poder obter maior rendimento e maior segurança em suas atividades.

 

Nesse momento, começam a aparecer algumas dúvidas sobre:

 

- Qual fabricante e modelo escolher ?

- Será que tal fabricante e modelo irá me atender ?

- Será que estou comprando o tamanho certo ?

- Minha cidade não possui lojas do ramo, será que comprar via internet é correto ?

- Será que é arriscado deixar pra comprá-las fora do Brasil ?

 

E por aí vai...

 

Nesse tutorial, tentaremos abordar esses temas e também outros que desmistifiquem a compra e a utilização desse equipamento.

 

 

HORA DE ESCOLHER ENTRE OS MODELOS E FABRICANTES DISPONÍVEIS:

 

Esse momento parece fácil para muitos, pois é só dar uma passada em um shopping e escolher algum modelo.

 

Pra falar a verdade, esse momento não é fácil nem que você esteja em um verdadeiro shopping somente de botas. Um mesmo fabricante, possui bons e maus modelos, e é sempre bom consultar sites que fazem Review sobre equipamentos. Muitos sites como o Trailspace, Backcountry e REI o fazem, e isso é extremamente importante de ser estudado antes da compra.

 

Existem muitos casos de usuários insatisfeitos com a bota que adquiriu, reclamando que a mesma machuca seus pés e causa bolhas e/ou calos.

Na verdade, isso não deve ser levado a sério, já que muitos usuários compram um tipo de bota que não serve pra modalidade esportiva que dará destino ao equipamento. Muitos usam meias incorretas (um ótimo exemplo são as meias que possuem algodão na composição - para muitos que não sabem, algodão e cotton é a mesma coisa e é péssimo para ser utilizado em qualquer atividade física) e por fim, alguns (alguns não... Muitos !!) não sabem a maneira correta de amarrar as botas, para obter mais conforto e desempenho.

 

 

Marcas:

 

No Brasil, existem vários fabricantes, como a Nômade, Braddock, Snake, Macboot e outras mais.

 

No exterior, temos mais fabricantes ainda, como a La Sportiva, Asolo, Vasque, Garmont, Boreal, Scarpa, Salomon, Columbia, Quechua, Merrel, The North Face, Mammut, Koflach e muitas outras.

 

Infelizmente, os fabricantes brasileiros ainda não atingiram a qualidade da grande maioria dos fabricantes estrangeiros. Esse problema vem da dificuldade de acesso a matérias primas, que são relativamente baratas no exterior, mas se importadas, elevariam o custo final dos produtos a ponto de se tornarem economicamente inviáveis para o consumidor brasileiro. Mas, logicamente existem outros problemas.

 

Nesse tutorial, nos manteremos imparciais aos bons e maus fabricantes, tendo em vista que isso traria uma imensa discussão e cada um terá seu ponto de vista.

 

Agora... É muito importante lembrar que existem péssimos fabricantes. Uns que produzem botas que se desmancham na primeira trilha, uns que fabricam produtos que parecem para trilha, mas somente possuem resistência para passear no shopping e outros que tinham qualidade e hoje em dia produzem péssimos modelos.[/align]

 

Para discutir esse tema, sugiro pesquisar o tópico:

 

http://www.mochileiros.com/botas-quais-comprar-t27581.html

 

[align=JUSTIFY]OBS: Leia de verdade antes de postar qualquer pergunta. Existem tópicos falando sobre cada fabricante e eles também são ótima fonte de pesquisa.

 

 

TIPOS DE BOTAS:

 

Após pesquisar sobre os fabricantes, chega a hora de escolher o modelo. Nessa hora, é crucial entender todas as categorias desse equipamento, para não acabar comprando um produto que não atenda o tipo ou tipos de atividades que pratica ou pretende praticar.

 

Basicamente, as categorias se dividem em:

 

 

Alta Montanha (High Mountain Expedition e Ice Climbing):

 

Esse tipo de botas, não existirá uso para o clima brasileiro. Iremos abordá-la somente a título de pesquisa e por alguns usuários a utilizarem fora do Brasil.

 

Seu uso se dá geralmente acima dos 4000 metros de altitude. São botas duplas, que podem ser construídas em fibra, polímeros de plástico e atualmente em tecidos que possuem ótima retenção de calor e boa blindagem de temperatura externa. Os modelos em tecido, darão maior liberdade de movimento a quem utiliza tal material.

 

Essas duas categoria são:

 

Botas Expedition - são muito usadas em caminhadas em alta montanha onde o foco principal não seja escalada técnica em gelo.[/align]

 

20110429004437.JPG

 

 

 

Botas Plásticas - são utilizadas em escalada em gelo (em qualquer altitude) e também utilizadas em travessias em alta montanha, ambas em temporada de inverno com temperaturas muito baixas.

 

20110429024522.JPG

 

 

 

[align=JUSTIFY]Montanha (Tech Mountain e Mountaineer):

 

Seu uso se dá geralmente em trekking, travessias em neve e escalada em gelo em média montanha. São botas que podem ser construídas em couro ou tecido, possuem uma boa retenção de calor e média blindagem de temperatura externa.

 

Essas duas categorias são:

 

Botas Tech Mountain - são utilizadas da mesma forma que as botas de alta montanha, mas possuem menor isolamento térmico. São muito utilizadas em escalada em gelo (em altitude mais baixa que as High Mountain), mas também podem ser utilizadas em travessias e escaladas em alta montanha, dependendo das condições climáticas do local de uso.

 

20110505151418.JPG

 

 

 

Botas Mountaineer - também são utilizadas da mesma forma que as botas de alta montanha, mas possuem menor isolamento térmico que as Tech Mountain. Por ser um equipamento muito dinâmico, elas podem ser utilizadas em grandes travessias de neve e também podem ser utilizadas em escaladas em alta montanha (dependendo das condições climáticas do local de uso, geralmente em temporadas de primavera, verão e um pedaço do outono), algumas escaladas em gelo (não muito técnicas) e trekking. Embora alguns afirmem que essa categoria de botas são rígidas demais para serem utilizadas em trekking que não possua terreno altamente acidentado e/ou de alta pendente.

 

Na verdade, alguns modelos estão sendo amplamente utilizados para trekking no exterior, mas como esse tipo de botas é muito difícil de ser encontrado no Brasil, devido a ser um equipamento de maior valor, acabamos não tendo muito contato com tal equipamento.[/align]

 

20110505160126.JPG

 

 

 

OBS: Em todas as categorias supracitas, se pode utilizar, de forma correta, crampons para neve fofa, dura e gelo. Em nosso estudo sobre botas, não entraremos no mérito e uso de crampons, já que nos desviaríamos do nosso assunto principal.

 

 

20110429043005.JPG

 

 

 

[align=JUSTIFY]BackPacking (utilizada geralmente com mochila cargueira pesada):

 

Esse tipo de bota, é muito utilizada para transporte de mochilas com peso geralmente maior que 10kg. No Brasil, esse tipo de bota é confundido pelos usuários com os modelos de trekking, embora alguns grandes fabricantes mesclem modelos BackPacking com Trekking também. Na verdade, elas possuem um cabedal (chassi) mais rígido, visando a proteção dos tornozelos contra qualquer torção. Assim como as de trekking, podem ser utilizadas para caminhadas de vários dias.

 

Alguns fabricantes descobriram que muitos usuários estão utilizando modelos BackPacking para Trekking, devido a maior proteção contra torções. Em vista disso, muitos pararam de diferenciar os modelos, induzindo os compradores a erro ao comprar uma bota onde não sabem ao certo, para que o equipamento é mais indicado.

 

Mesmo alguns gostando da estrutura mais rígida, não é uma boa conduta dos fabricantes que adotaram essa postura.

 

Depois de perceberem essa mudança do mercado pela procura de chassis mais rígidos, as botas de trekking acabaram herdando essa característica e os modelos mais simples acabaram virando uma nova categoria. A Lite Trek, que veremos mais a frente.[/align]

 

 

20110429021450.JPG

 

 

 

[align=JUSTIFY]Trekking (caminhada mais técnica em terreno geralmente mais acidentado ou de maior pendente):

 

Esse tipo de bota é a categoria mais utilizada no Brasil e praticamente em todo mundo. Por ser uma categoria leve e versátil, acabou sendo a escolha perfeita para caminhadas de um a vários dias.

 

Com a nova tendencia de chassis mais leves, alguns fabricantes lançaram modelos chamados Lite Trek ou Light Trekking, e alguns novos modelos foram classificados como Hiking, isto é, para caminhadas simples.

 

Dependendo do modelo, poderá ser utilizado em travessias de neve em baixa e média montanha. Mas é preciso ter cuidado na compra desse tipo de botas, já que muitos fabricantes possuem modelos que não deveriam ser classificados como Trekking.

 

Além de que, hoje em dia, há um confusão tão grande criada pelos fabricantes, que já não se pode confiar quando eles classificam algum modelo como BackPacker, Trekking, ou Hiking. É preciso pesquisar muito sobre os modelos e entender um pouco mais sobre os materiais empregados.[/align]

 

 

20110429032322.JPG

 

 

 

[align=JUSTIFY]Hiking (caminhada mais leve e em terreno simples):

 

Esse tipo de bota, em tese, deveriam ser diferentes das botas de trekking e backpacker, mas alguns fabricantes, como a Asolo, classificam seus modelos como Hike, onde na verdade, a maioria desses modelos sejam para trekking e outros mais simples sejam realmente pertencentes a categoria Hiking.

 

Essa é outra categoria que se precisa de um pouco de pesquisa e experiência para distinguir.

 

Muita gente acha que seria melhor comprar uma bota para trekking a uma para hiking, mas devemos saber que ambas possuem suas funções, já que caminhada e trekking são atividades físicas diferentes.

 

Se uma pessoa vai comprar uma bota somente para passeios, trilhas simples e terreno plano, uma hiking servirá sem a menor sombra de dúvidas.[/align]

 

 

 

20110429034911.JPG

 

 

 

[align=justify]A escolha correta do equipamento, dará a seu usuário um desemprenho correto e o livrará de problemas, tanto físico como prejuízos a seu equipamento.

 

 

Agora que já temos base para sabemos que tipo de atividade e que tipo de botas precisamos, partiremos para a escolha do tamanho.[/align]

 

 

 

ESCOLHER O TAMANHO CORRETO:

 

[align=justify]Segue uma tabela das medidas de comparação entre países:

 

20110521215755.JPG

 

OBS: Tal tabela, não deve ser levada tão a sério, já que existe muita controvérsia na conversão de medidas e cada fabricante possui uma fôrma diferente.[/align]

 

 

 

Como, na prática, experimentar os tamanhos:

 

[align=justify]Para quem nunca comprou ou usou uma bota, essa é uma hora complicada, pois muitos pensam que se escolhe o tamanho da mesma forma que se escolhe o tamanho de um tênis.

 

Em geral, se recomenda comprar um número maior que se usa em tênis. Por exemplo: Se uma pessoa usa tênis 41, teria que comprar uma bota número 42.

 

Mas essa não é uma ciência exata e muitas vezes não dá certo, mesmo que o usuário não perceba. Nesses casos, é muito comum se achar pessoas falando que a bota causa bolhas, machuca o pé ou a ponta dos dedos.

 

Muitos desses casos, podem ser resolvidos com o uso de meias corretas, ou fazendo a amarração correta para seu tipo de pé e pisada.[/align]

 

 

Segue o link sobre Meias:

 

http://www.mochileiros.com/meias-t11589.html

 

 

Segue o link sobre Amarração de Botas:

 

http://www.mochileiros.com/tecnicas-de-amarracao-de-botas-t30661.html

 

 

Nem sempre um modelo servirá para todas as pessoas. Por isso, é recomendado que se experimente o máximo de fabricantes, modelos e tamanhos, até achar um que encaixe perfeitamente em seus pés.

 

 

 

[align=justify]Quando estiver em uma loja, esses são os passos para se escolher o tamanho correto para seus pés:

 

20110522001932.JPG20110522001946.JPG

 

 

 

 

1- Levar as meias que pretende utilizar com as botas. No caso de se usar um liner + uma meia em lã ou sintética, levar e vestir as duas antes de colocar as botas.

 

20110522002124.JPG20110522002150.JPG

 

 

 

 

2- As botas devem estar muito bem amarradas de forma bem firme, pois se estiverem frouxas, não haverá como escolher um tamanho correto.

 

20110522002244.JPG20110522002317.JPG

 

 

 

 

3- Ande muito pela loja, agache, pule, fique na ponta dos pés e simule ao máximo o uso que dará ao equipamento, pois assim poderá sentir se o modelo ou tamanho machuca seus pés. Quando ficar na ponta dos pés, prestar atenção, pois seus pés devem deslizar no máximo 2cm para frente. Outra coisa importante, é que em posição de descanso, os dedos devem ter mobilidade dentro do bico da bota, de forma nenhuma devem ficar imóveis. O calcanhar deve ficar firme e mexer o mínimo possível, quando vc anda ou traciona na parte frontal dos pés.

 

20110522002331.JPG20110522002559.JPG[/align]

 

 

 

Espero que esse tutorial ajude aos usuários a escolher uma bota que realmente atenda suas necessidades.

 

Grande abraço a todos,

Leo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.



×