Ir para conteúdo

RELATO GERAL DA RUSSIA ATÉ TAILÂNDIA - SOZINHO 60 DIAS ABRIL DE 2012 C/FOTOS


evandrooo

Posts Recomendados

  • Membros

OLA PESSOAL!!!

 

VOU COMEÇAR A RELATAR UMA VIAGEM DE 60 DIAS QUE COMEÇOU EM MOSCOW E TERMINOU NA TAILANDIA, MAS NA VOLTA PARA CASA PUDE PASSAR UMAS HORAS EM LONDRES, ENFIM FOI FANTÁSTICA!!!

 

ROTEIRO

 

RUSSIA

moscow

 

TREM TRANSSIBERIANO ATÉ A MONGOLIA ( 5 DIAS)

 

MONGOLIA

ulaan battor

 

TREM TRANSSIBERIANO ATÉ A CHINA ( 36 HORAS )

 

CHINA

pequin

xi' an

 

JAPÃO

tokyo

hakone

kyoto

hiroshima

nagasaki

 

COREA DO SUL

seoul

 

HONG KONG

 

MACAU

 

TAILANDIA

bangkok

ko samui

phuket

ko phiphi

chiang mai

 

 

Comecei a viagem no dia 04 de abril de 2012, sai do rio de janeiro com destino a Moscow vôo da turkish airways via Istambul, que é uma excelente cia aérea que muito recomendo. Os Talhares de metal, aeronave boing 777 uma beleza. Comprei esta passagem pelo site http://www.decolar.com e saiu por U$1000 one way. Cheguei em moscow no dia 6 de abril, no aeroporto de vnukovo as 3 da manhã, ai começou a brincadeira. Primeira dica saia do brasil pelo menos com 100 rublas no bolso, pois cheguei as 3 da manhã e estava tudo fechado e estava sem rublas nenhuma, ai começa o jogo de cintura, você tem que dar um jeito e as vezes contar com a sorte, parei um rapaz com a camisa de hong kong no saguão de desembarque e comecei a pedir informações, por sorte ele falava muito bem inglês, era um jornalista de moscow que voltava de ferias de istambul na turquia, ele me informou que os trens só começariam a rodar as 5 da manha, então ficamos ali conversando e ele se prontificou a pagar meu ticket do trem e do metro e me guiou até meu albergue, que ficava na estação de sukharevskaya. Cheguei no albergue e imediatamente fui para uma praça em frente pois era a primeira vez que via neve na vida, temperatura em moscow estava em - 5 °c , e a neve uma beleza parecia criança andando na praça coberta de neve. Depois de andar na neve troquei dinheiro em uma casa de cambio local, meu albergue muito bem localizado ficava no centro da cidade, chama-se oasis hostel, fica perto do kremilin, estação de metro, restaurantes e lojas. No dia seguinte depois de caminhar pela cidade sai com este jornalista pois ele iria me levar para comer uma comida tradicional russa. fomos a um restaurante local e nos fartamos de vodka artesanal, e um buffet com saladas diversas, peixes marinados,ovas de salmão e cerveja russa claro!!! depois fomos a um bar de rock n' roll em um bar bem underground no suburbio de Moscow, o interressante que os taxis em moscow especialmente na madrugada são raros, então ele me mostrou a maneira mais facil de se locomover, ele parou um carro qualquer na rua conversou com o motorista eles acertaram um preço e pronto, nos levou de volta para o hostel. fiquei impressionado com a confiança entre os Russos. Ninguém teme ser roubado ou assaltado.

 

 

Meu objetivo principal em moscow era pegar o trem transsiberiano, comprei a passagem aqui no brasil trecho moscow - ulan baator U$ 700 e o trecho ulan baator - pequin U$ 289 pelo site http://www.transsiberian.com/ confiável podem comprar, em caso de dúvida basta enviar um e-mail para juliet, ela foi minha general manager, ele que acertou tudo comigo e-mail: [email protected], eles ficaram de entregar os tickets no meu albergue quando eu chegasse e correu tudo bem, cheguei pedi a recepção para fazer contato com eles e logo depois de 2 horas o ticket do tão sonhado trem estava lá. um dia antes me dirige a estação para saber fazer o trajeto perfeitamente e não correr o risco de ficar perdido no metro e chegar atrasado na estação, o trem da transiberiana parte toda terça -feira as 21:35 da estação de iyaroslavika. Para chegar a esta estação basta você se dirigir a estação de metro chamada KOMSOMOLSKAYA linha vermelha e então ao chegar se dirigir para fora da linha de metro, em direção a estação de trem iyaroslavika, basta perguntar aos mais jovens que provavelmente falam um pouco de inglês que eles sabem informar, ao contrario do que me dizeram que o povo russo era grosso,fechado, racista por que eu sou negro e etc.. enfim foi totalmente diferente, foram muito hospitaleiros comigo e sempre que pedi informações me ajudaram com a maior simpatia e respeito. Quando chegar nesta estação vocês podem comprar o ticket da transsiberiana por 8.000 rublas que equivale a 300 dólares, trecho moscow- ulan bator. então pessoal não comprem antecipadamente pois vão pagar o dobro, o trem e bem grande, cada cabine tem espaço para 4 pessoas isto é na segunda classe, por exemplo eu realizei toda a viagem sozinho na minha cabine. TENHO UM VIDEO NO YOU TUBE QUE MOSTRA TODA CABINE, PARTE INTERNA DO TREM, COMO MANUSEAR AS CAMAS, INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE A TRANSIBERIANA E MAIS DICAS. VALE A PENA ASSISTIR, MEU CANAL E EVANDROOABLE. endereço do video no you tube

 

 

Depois de 5 dias de muita vodka, peixes marinados, salmão defumado na siberia, uma visão espetacular do lago baikal todo congelado, chegamos a capital da mongolia Ulan Baator, ao chegar fui recebido pela gerente do meu albergue que havia feito reserva pelo site do http://www.hihostel.com, ela nos encaminhou para o hostel e antes mesmo de desejar as boas vindas começou a nos explicar sobre a cidade e logo de cara disse para tomar cuidado com os ladrões de carteira, pois havia muitos na capital, não dei importância, pois vivo no Rio de Janeiro e ladrões de carteira são normais, no trajeto da estação para o hostel, abri um mapa da cidade com informações gerais e la estava novamente a advertência, escrita da seguinte forma. NÃO É UMA BOA IDEIA SAIR NAS RUAS DE ULAN BAATOR DEPOIS DAS 11 DA NOITE CUIDADO COM OS LADRÕES DE CARTEIRA. bom ai já me preocupou um pouco pois até no mapa da cidade tinha esta informação, sendo assim a primeira sensação na Mongolia foi de insegurança. Bom vamos explorar e seja o que deus quiser. Deixei minha mochila no hostel que era composto somente de um quarto localizado em um prédio velho e sujo cheio de americanos fazendo trabalho voluntário no país, a Mongolia recebe muitos voluntários que vão para este país ensinar inglês para as crianças. Na capital ulaan baator existe uma rua principal chamada peace avenue onde você pode encontrar vários albergues, hotéis de pequeno porte, hoteis 5 estrelas, muitos restaurantes e bares, a praça principal de ulaan baator, estátua de Marco Polo bem interessante!!! para quem gosta das aventuras de Marco Polo não pode deixar de tirar uma foto na estatua dele, perto desta rua o templo de gandam onde existe um buda de 25 metros de altura, a 15 min de onibus da peace avenue vale visitar o buda park onde se pode encontrar outro buda de 18 metros de altura. Em uma destas visitas conheci um grupo de mongois que me levaram para comer em um restaurante tradicional de comida mongol, uma beleza o restaurante bem simples, mas a comida bem saborosa, carne de boi com cebolas, batatas, pimentão, arroz, kinchi que é uma especialidade da Corea do sul, feita de repolho picante, uma outra travessa sendo que de carne de carneiro, tudo acompanhado de cerveja mongol e alguns colegas mongois, foi um jantar maravilhoso!!!!!! quando se viaja sozinho como eu você realmente tem que estar totalmente aberto para estas amizades, que lhe proporcionam momentos bem especiais.

 

 

Todos que vão a Mongolia, procuram interagir com sua natureza exuberante e viver experiências no deserto, conhecer seus lagos, montanhas, passar alguns dias fazendo trekking, cavalgadas ou dormir com os nômades, em suas tendas tradicionais chamadas yurtas, bom eu escolhi passar uma noite com os nômades, saímos de Ulaan Baator pela manhã, e depois de 3 horas de carro, chegamos ao park nacional de terejl onde fomos apresentados a família de nômades, eles vivem em condições bem primitivas, o banheiro e apenas um buraco no chão, a água eles pegam do gelo que em abril começa a derreter, depois fervem, as tendas até que são bem feitas, espaçosas por dentro com 4 camas, um fogão a lenha no meio, uma mesa pequena, uma geladeira que funciona através de um gerador para manter a comida dos turistas e uma água gelada. nosso guia e motorista leva a comida da capital ulaan baatoor para passarmos dois dias e uma noite composta de carne de ovelha, batatas , cenoura e macarão. Depois da apresentação a família nomade, saímos para passear um pouco na redondeza, caminhar pelos campos e voltamos para o almoço, os nômades não falavam nada de inglês então nos comunicamos sempre com mimicas, ela começou a fazer o almoço, no começo foi bem legal ela cortando a carne de ovelha que é uma carne bem bonita, depois colocou alho, cebola, batatas e cenoura um uma panela do tipo yok, pensei que ela ia fazer um arroz frito com carne de ovelha, estava com água na boca, até que ela coloca a água da geleira e um macarrão e faz uma sopa. não estava lá muito boa, mas a carne estava bem apetitosa, neste passeio eu estava com 2 europeus um da finlândia que estava viajando também sozinho como eu e outro da holanda que estava viajando a 6 meses pelo mundo e ai ficar mais uns 2 meses na mongolia, bem a noite foi caindo, fomos a um acampamento de outros nômades comprar cervejas e vodka para a noite, depois de abastecer a yurta de bebida, jantar biscoitos e pão com suco de laranja, ficamos horas bebendo e admirando um céu lindo cheio de estrelas, estávamos no meio do deserto, sem luz, com cachorros lobos em volta da gente, eles eram grandes e com uma carra de famintos que dava medo, eles uivavam a noite toda e quando saíamos da yurta ( tenda nomade) eles ficavam nos rodeando. Bom no começo estava até meio apreensivo com os cachorros, pois se acontece alguma coisa no meio da noite, no meio do deserto, na mongolia!!!! não ia prestar né. Depois de muitas doses de vodka até estávamos brincando com eles com uma lanterna que falhava a todo momento, tínhamos que ir ao banheiro ou melhor ao buraco, e era difícil de enxergar um palmo na nossa frente de tão escuro. !!!!!! só bebendo mesmo para relaxar, bom emfim a noite foi ótima, acordamos pela manha e resolvemos explorar a região, com dois colegas mongois que conheci no dia anterior, fomos até um templo budista no sope de uma montanha que maravilha!!!! o templo no meio das montanhas, depois fomos a pedra da tartaruga e ficamos escalando as pedras passando por fendas, foi bem divertido e com um visual maravilhoso, depois fomos ao parque dos dinossauros, onde havia esculturas de dinossauros em tamanho real, não aguentei e tive que subir em uma dinossauro rex de 4 metros de altura, escalei pelas pernas dele e fiquei sentado em seu dorso, para descer foi um deus nos acuda, meus 100 kg não ajudou muito, pensei que ia cair e me quebrar no chão a centenas de km de um hospital , cheguei a suar frio!!!!!!!!

 

 

Na parte da tarde comecei a me sentir mal, na verdade a comida dos nômades não e das melhores, as condições primitivas me incomodavam um pouco, muitos mosquitos, no meio de todas aquelas vezes e urina no buraco onde eles faziam suas necessidades acho que havia contraído alguma coisa pois sentia uma dorzinha no corpo que estava já me incomodando e um começo de resfriado, enfim pedi para acionar meu guia, pois eles tinham um aparelho de celular para caso de emergência e fui embora mais cedo, para a cidade, quando cheguei já sentia meu corpo estranho começava ali um pesadelo. Ulaan baator apesar de ser considerada a cidade com o céu mais azul do mundo e muito poluída e nota-se esta poluição de forma clara durante todo o dia, não sei se isso me afetou também, enfim tomei uns remédios para dor no corpo, e para gripe pois estava uma temperatura de 5 graus na capital mongol, fiquei 2 dias na cama só saindo para me alimentar, e me entupindo de remédio, no ultimo dia estava um pouco melhor, peguei meu mochilão e fui para estação de trem para pegar o trem transsiberiano para a china, no começo estava tudo bem, ainda estava meio dopado dos remédios mas estava tranquilo, íamos começar a travessia do deserto de gobi, uma maravilha a paisagem mais de repente tudo começou a mudar, inclusive a dor no meu corpo e a dificuldade para respirar, fomos atingido por uma tempestade de areia, pensei que ia morrer, minha pressão baixou, desmaiei na minha cabine onde dividia com um australiano, não conseguia respirar direito, fiquei umas 2 horas nesta agonia, rezando para acabar a tempestade de areia e que a dor no meu corpo fosse embora, quando você esta viajando sozinho e acontece uma coisa dessas você entra meio em desespero, pois não sabe quem realmente vai lhe ajudar ou se alguem vai se aproveitar da situação para obter ganhos, nossa passava tudo na minha cabeça, graças a Deus correu tudo bem, tomei alguns remédios para dor, febre e fiquei as 36 horas de viagem até a China deitado, recuperando as energias dormindo bastante e tomando sopa de tomate que o australiano me dava, quando recuperei as forças, fui ao vagão de comida do trem e comi uma ótima comida chinesa já me sentia bem melhor, estava ancioso para chegar na china, nossa eu estava indo para china que emoção!!.

 

Cheguei na China na Beijing west railway, parei um pouco do lado de fora da estação para raciocinar o que fazer para chegar no meu albergue que já havia feito reserva, a capital chinesa e extremamente poluída, o céu estava sempre cinza pelo menos nos 5 dias que fiquei lá, perguntei a várias pessoas se era normal e sempre diziam que sim, mais finalmente estava na china e estava realizando um sonho, queria explorar tudo. Sendo assim atravessei a estação para procurar uma casa de cambio, ai tive uma surpresa peguei 400 dólares em notas de 50 dólares sendo que essas notas eram de 1998, 1996 e 1999 ai a chinesa falou que não aceitava trocar notas antigas de dolar, não entendi por que, ai tive que pegar notas novas de 100 dólares para efetuar a troca na casa de cambio. Peguei um mapa da estação de metro, segui as instruções do mapa que meu albergue havia me enviado por e-mail quando fiz a reserva e parti para a aventura de andar sozinho na china sem falar nada de chinês, somente com um guia de bolso mandarim e muita disposição, até que foi fácil, eu pedia informação a toda hora na rua e sempre optava pelos mais jovens pois com eles havia uma probabilidade maior de falarem inglês, depois de rodar em círculos tentando achar meu albergue pedi ajuda a um grupo de jovens chineses que me guiaram até a rua estreita onde ficava o meu albergue que era no estilo tradicional chinês, muito legal o albergue todo em estiloso. O albergue chama-se beijing international youth hostel fica na estação de jisuitan linha 2 do metro de Pequin ou Beijing. Eu estava muito ancioso para conhecer o mercado de comidas exóticas e experimentar o escorpião no espeto, resolvi partir de metro para o mercado de comidas exóticas chamado de wangfujin market que ficava na estação de metro de wangfujin, o metro chinês e muito moderno, dentro do trem as informações da estação estão em chinês e inglês, sendo fácil a locomoção, basta estar com o mapa na mão e acompanhar pelo visor. chegando no mercado, que começa suas atividades a partir das 17 horas, logo de cara tem uma primeira baraca com carne de cobra no espeto, escorpião, frango e rã uma loucura, caminhei mais um pouco e encontrei uma barraca que vendia pescoço de carneiro, que maravilha!!!!!!!! não resisti a um pescoço de uns 30 cm, com uma carne suculenta que o chinês cortava e jogava uma pimenta, nossa pedi um cerveja tsing tao e comecei meu roteiro gastronômico pelo mercado, depois provei um espeto de escorpião pequeno, depois escorpião grande, este dava medo, pois era preto e tinha uns 10 cm, depois foi a vez do espeto de lagosta apimentada e mais cerveja tsingtao, estava chovendo muito mas o mercado estava cheio de pessoas tirando foto e saboreando as delícias, depois de caminhar mais pelos ruas do mercado , comi um espeto de lula grelhada com molho agridoce, estava feliz da vida, a noite la pelas 22:00 voltei pra o albergue, onde já havia reservado um passeio a muralha da china, em uma parte distante de pequin 3 horas de carro, o nome desta parte da muralha era jinshanling, chegando na entrada peguei um bondinho que levava até o topo da montaha, são 16 min de subida até o topo, a partir deste momento começava o pesadelo de novo, eu estava muito empolgado então estava lutando contra as dores no corpo, que ainda me perseguian desde a mongolia, quando cheguei no topo da montanha, percebi que minha visão já não estava boa e que minha pressão já estava abaixado, só deu tempo de tirar 2 fotos em frente a muralha e correr de volta para o bondinho para pedir ajuda para as operadoras do bondinho. eles me colocaram um uma cama, dentro do escritório, de onde vendiam os tickets do bondinho me deram água quente, uns biscoitos e chamaram meu guia, que subiu até o topo da montanha e me acompanhou na descida, desta vez não exitei e falei me leva para o hospital!! chegando no hospital que ficava a uns 20 min da entrada para conhecer a muralha, ninguém falava inglês , somente o guia local sendo assim expliquei para medico toda a historia desde a mongolia, concerteza achava que fui picado por um daqueles mosquitos no deserto o que desencadeou estas dores que duraram 7 dias. Em 20 min os médicos chineses pediram para eu fazer exame de sangue, raio -x ,exame de cabeça, coração e me deram já os diagnósticos de forma ultra rápida fiquei impressionado com a eficiência do hospital apesar de aparentar velho e sem recursos. Eles me dizeram que eu estava bem sendo que havia contraído uma gripe muito forte, que ocasionou estas dores no corpo e o fato da mudança de horário. sendo assim ele passou uns 5 remédios diferentes todos chineses e pediu para eu dormir e descansar bastante por 2 dias, ao sair ele estava medicando um outro paciente mas o incrível e que enquanto medicava o paciente fumava um cigarro ao mesmo tempo, com uma mão ele mexia nas costas do garoto e com a outra dava longas pitadas. Comecei a rir como criança, cheguei perto dele e pedi um cigarro ele falou pode fumar aqui comigo!!!!!!!!!!!!

 

Durante esses 2 dias no albergue, tentando descansar e dormir o máximo bem como controlando a ansiedade de sair e explorar Pequin, era tanta que foi difícil, porém foi muito bom pois pude interagir bem com a comunidade local que vivia ao redor do albergue, pela manhã saia para comer, e o café era dos mais inusitados, havia uma lanchonete bem suja, na esquina mas que vivia cheia resolvi ir para conferir, era uma espécie de massa com linguiça, ovos, vegetais dentro e uma pimenta, na calçada ficava um rapaz que vendia tipo wontons, de carne, e uma bacia enorme com ovos borbulhando em uma água preta, antes de ir para china havia visto uma reportagem que em algum lugar era comum comer ovos cozidos no xixi de crianças, não sei se eram aqueles, tentei perguntar mas ninguém falava inglês, não comi pois a cara estava horrível. Na redondeza do meu albergue havia vários prédios, com restaurantes locais em baixo em um desses restaurantes tive a experiência gastronômica mais exótica de minha vida, sopa de tartaruga, água viva, fungos negros tudo uma delícia a sopa de tartaruga então nem se fala que gosto maravilhoso, eu sou um fã da culinária oriental, não via hora de comer o pato de Pequin e já estava pensando no japão, eu ia me acabar de sushi e sahimi. Em um dos passeios na cidade de Pequin, conheci a parte antiga da cidade, nos chamados hutongs, a maneira mais legal e acertar um valor com um dos chineses que fazem esse tour em bicicletas, por dentro desses hutongs acertei com um cara por 21 yuan cerca de 3 dolares e ele me levou da da entrada da estação de metro até estes hutongs. Em uma dessas vielas dos hutongs que parei para saborear o famoso pato de pequin, no restaurante LI QUN ROAST DUCK, esse pato e feito inteiro em uma espécie de defumador, com cabeça e pescoço depois ele e cortado e servido com uma panqueca, cebolas fatiadas, pepino fatiado e um molho agridoce enfim uma delícia. Nos dias seguintes em pequin conheci belas pagodas, a cidade proibida e durante essas andanças conheci um jovem arquiteto chinês que tentava tirar seu visto para conhecer os Estados Unidos, ele me levou para comer em um restaurante local e no caminho vi uma cena chocante mais linda ao mesmo tempo, um homem com metade do corpo mutilado, mas cantando uma musica chinesa maravilhosa, parei para umas fotos e claro uma ajuda pois vivia de contribuições. O que me chamou atenção na china e que ricos e pobres convivem de forma amistosa nas ruas, o transito e uma loucura mais eu não vi em 10 dias de china, uma discussão de transito ou xingamentos entre eles, por outro lado um respeito muito grande principalmente com os motoristas das inúmeras bicicletas que rodavam por todo lado em Beijing. A capital chinesa e uma das mais seguras do mundo, visto a quantidade de criminosos que são condenados a morte no país.

 

Depois de 8 dias maravihosos em beijing era hora de partir para xi'an antiga capital chinesa, fui para a west station beijing e peguei um hi speed train com destino a xi'an, na china os trens de alta velocidade são com iniciais G ou D já os trens regulares são de iniciais T ou K. fiquei impressionado com a tecnologia chinesa, o trem era uma maravilha, confortável, com vagão de comida, banheiros limpos e principalmente pontuais. O povo chinês em geral muito hospitaleiro, queriam me conhecer tirar fotos, passavam a mão na minha pele para ver se minha tatuagem era de verdade, falavam que nunca haviam visto um homem negro tatuado, pagavam cervejas e queriam conversar, foi uma viajem onde troquei muitos e-mails e experiencias, chegando em xi'an fui para um albergue também tradicional, e no outro dia resolvi conhecer a cidade da forma mais radical possível, fechei um preço de uns 10 dolares, com um motorista de sccoter, e saímos para conhecer os pontos da cidade, como as pagodas, muros antigos e etc.. transito sem regras nenhuma , sem capacete , uma loucura , meu coração ia na boca a todo instante e antes de viajar já tinha sofrido um acidente de moto no Brasil e lá estava eu de novo brincando com a sorte, eles são loucos por natureza, para atrevessar uma rua eles literalmente jogam a moto na frente dos carros e os carros que parem, essa e a lei pior que os carros param mesmo quase batendo na gente mais param, foi fantastica essa experiência, no dia seguinte peguei um tuk tuk chinês e fui ate um ponto da cidade onde pegava os ônibus para ir para o exercito de terracota que ficava a 35 km do centro de xi'an, esta e a maneira mais barata e mais legal de visitar, um dos pontos turísticos mais famosos da china e do mundo, e realmente incrível, na chegada para entrar no complexo, muitos vendedores exibem suas mercadorias como, espadas dos lutadores do exercito de terracota, camisas, lembranças em geral e até tapetes de pele de lobo, por isso a melhor opção e ir sozinho não ir em uma excursão com tempo programado, assim você pode desfrutar do seu dia sem pressa, ainda pode escutar as explicações dos guias que falam em alto e bom tom para todos ouvirem. Durante a noite de volta a xi'an resolvi curtir uma boate chinesa, nossa os chineses bebem muito e com estilo bem diferente, a boate era basicamente de musica americana e eletrônica, os chineses estavam bebendo cerveja quente com gelo, whisky chivas 12 com chá, e para beliscar pepino com molho shoyu e frutas que noite doida!!!!!!! sai bem louco!!!!!!!!!!!! Estava chegando a hora de ir para a terra do sol nascente, então embarquei em um voo de uma cia local chinesa chamada sichuan airlines de xi'an até pequin e depois voo da delta airlines de pequin até narita japão.

 

Mais uma grande emoção ao desembarcar em narita, estava no japão que maravilha!!!!!! eu havia comprado no Brasil o Japan JR pass, que muito recomendo, chegando em narita me dirigi a cabine do JR Pass para trocar o bilhete pelo passe, após quase 1 hora na fila, peguei o bilhere oficial da JR pass e fui até a estação de ueno station, onde realizei minha primeira refeição no estilo japonês me fartei de saque, sapporo, sushi e sashimi depois não tinha forças nem para pegar o metro para ir para meu albergue, sendo assim peguei um táxi. fiz sinal para o táxi e quando o táxi parou antes mesmo de eu pensar em abrir a porta, a porta já se abria automaticamente, falei que luxo hein o taxi super moderno com gps, maquina de cartão de credito, estilo antigo motorista de terno e gravata uma maravilha. Chegando no albergue recebi um caloroso welcome, pois a recepção e o bar eram uma coisa só, todas aquelas japonesas falando ao mesmo tempo tipo bem vindo e sorrindo e bebendo, nem deixei a mochila no quarto já me ofereceram uma cerveja de boas vindas estava em casa, que delicia!! o albergue era de estilo japonês, ficava na estação de Iriya, bem perto do centro. De metro podia chegar bem rápido em qualquer lugar, No dia seguinte fui em direção ao maior mercado de peixe da asia o tsukiji market, quado cheguei fiquei louco!!!!!!!!! eram 6 da manhã mais havia uma quantidade enorme de pessoas comendo sushi e sashimi e bebendo eram tantos restaurantes de sushi e sashimi na parte externa do mercado que o difícil era escolher em qual comer, enfim entrei em um dos restaurantes, pedi um set de sushi e sashimi e depois resolvi experimentar as iguarias, ai o chef me surpreendeu com um sashimi de um peixe vivo, ele pegou um peixe chamado st. peters no aquario do restaurante e ainda vivo se debatendo fez o sashimi mais fresco que comi na vida que DE-LI-CI-A !!!!!! saindo mercado resolvi, passear pela cidade pela região de Ueno station conheci um parque com muitos templos, um lago com peixes enormes onde os japoneses alimentam os peixes gigantes com pão, no final da noite voltei para o albergue onde toda noite fervia de japas locais e turistas bebendo e trocando ideias das viagens. No dia seguinte fui para região boemia da cidade chamada kabukicho, onde casas de massagens, restaurantes, termas, onsen japonesas que são a sauna japa se misturam a letreiros luminosos, e japas com roupas para la de exóticas, pelo menos para mim. O incrível era o tamanho das saias das mulheres japonesas elas se superavam, quem usava a mais curta e mais sexy, uma locura!!!!!!!!!!! os homens também bem exoticos, cabelos loiros, verde , cinza, vermelho, correntes, terno com saia e tenis, chapeu com blusão xadrez e short samba canção nossa cada coisa muito doida!!!!!!!!!!!!! eu estava adorando aquilo tudo!!!!!!! tudo muito diferente. Eu estava determinado a achar um lugar onde servia um sashimi de sapo, então pedi ajuda ao colega do meu albergue, que procurou na internet e me deu o endereço, la vai eu em busca do sashimi de sapo em tokio, entrei um uma rua bem estreita perto do kabukicho, e pedi informação e uma japonesa bem simpática, que chamava clientes para seu restaurante, ela pegou seu celular com mapa e tudo mais e mostrou para mim onde era o endereço do tal lugar, que estava procurando, nesse meio tempo resolvi entra no restaurante dela e ver o que o japa atrás do balcão estava grelhando, perguntei a ele e era língua de porco, sentei pedi um sake, uma asahi cerveja japonesa um espeto de língua de porco depois resolvi experimentar os outros espetos, no final do restaurante havia um casal e um homem de meia idade na mesa e eles me chamaram para mesa para bebermos juntos, depois de muito bate papo eles me convidaram para conhecer um karaoke japonês, que coisa de louco, era em um prédio cheio de cabines privadas com ar condiciando, telefone para fazer pedido de bebidas e petiscos, uma tela de led, um computador de mesa para escolher as musicas, cadeiras macias e um sistema de som incrível dentro da cabine, fiquei impressionado, bebemos depois cantei a musica do dragon ball z que sou fã, saímos dali bem doidos!!! as melhores experiências realmente são com os locais, no dia seguinte estava novamente andando pela cidade, e resolvi então conhecer o CHANCO, que e uma das comidas tradicionais dos lutadores de sumo, peguei o trem da JR LINe e fui para uma estação de ryogoko, nesta estação o bairro ao redor e repleto de restaurantes especializados em chanco, ao descer da estação e começar a caminhar pela rua, vi dois lutadores caminhando e fui pedir informação a respeito de um bom lugar para saborear o chanco, eles muitos simpáticos me lavaram até a porta de um dos lugares e depois pedi para tirar uma foto comum deles, ao chegar no entrada do restaurante começa a luta novamente pois estava com uma bota, e ter que tirar a bota, era uma luta pois estava meio apertada, as vezes tinha que fazer isso 4 vezes por dia pois ao entrar em algum lugar, para conhecer as vezes, pediam para retirar os sapatos mas tudo bem e parte da cultura deles temos que aceitar. No restaurante todo decorado com fotos de lutadores de sumo, o chanco era uma espécie de bolinho de peixe que era cozido um uma água, com alguma erva pois era de cor avermelhada, ai acompanha repolho cortado, tofu, cogumelos, broto de bambu e em uma outra travessa, pata de caranguejo, file de peixe, camarão, vieiras enfim uma mistura bem saborosa, estava me sentindo o verdadeiro lutador de sumo com meus 100kg, e uma disposição para comer que chamou a atenção do totalmente pirado garçom do restaurante, quando digo pirado e que ele tinha vários tiques nervosos, quando falava comigo, o cara era americano e estava no japão e 17 anos, era um garoto novo, mais acho que o estudo da língua japonesa deixou ele meio tan tan, pois ele literalmente esqueceu de como falar inglês. que doidera!!!!!!!!!!! era uma dificuldade enorme para falar uma frase!!!!!!!!!

 

No dia seguinte depois de um jantar de chanco maravilhoso estava a caminho do parque nacional de hakone para ver o monte fuji, peguei o jr line até a estação de ueno em tokio e depois peguei o shinkanzen trem bala até hakone que maravilha este trem bala, ele para exatamente no ponto correto que você tem que embarcar na plataforma então basta você, olhar para o chão, ou para as placas na estação e procurar o número correto, o trem e tão preciso que ele para exatamente em frente ao número, dentro do trem bala então, fiquei mais impressionado com a limpeza, e a formalidade dos funcionários toda vez que eles saiam de um vagão eles cumprimentavam os passageiros. Cheguei em hakone com uma chuva torrencial, mas só tinha mais um dia em tokio e tinha que aproveitar, então comprei um pacote na própria estação de hakone que dava direito ao pequeno trem até o local onde iria se pegar o cable car, para ter a vista do monte fuji, depois a passagem de barco cortando o lago ashi. sendo que fiz tudo isso com uma chuva e um vento forte, que acabou com minhas expectativas de ver o monte fuji, então resolvi ir a uma onsen japonesa e passar algumas horas nas águas quentes. Na entrada havia uma informação bem grande dizendo que pessoas tatuadas que pertenciam a grupos violentos não seriam aceitas, sendo assim disse a senhora que era brasileiro, era um turista no japão e certamente não fazia parte de grupos violentos, sendo assim ela permitiu minha entrada. No começo fiquei um pouco encabulado com a situação de tomar banho em piscinas com homens pelados, mas essa era a tradição japonesa então relaxei, tirei a roupa, entrei nas piscinas e foi uma experiência bem legal e relaxante. depois da sauna você podia deitar em uma sala anexa e dormir um pouco ou fazer uma massagem em uma das cadeiras de massagem disponíveis no salão. Nesta região de hakone havia várias onsen com preços diferentes, esta eu paguei 900 yen por 2 horas. Estava chegando a hora de partir rumo a kyoto, peguei o trem bala shinkanzen e depois de 2 horas estava em kyoto, sendo que ao chegar era um sábado e a cidade estava repleta de turistas, tentei vaga em 3 albergues e depois em 5 pequenos hotéis e todos estavam cheios, restando assim somente hotéis caros a qual não ia pagar de jeito nenhum, resolvi correr para a estação de trem e pegar o próximo trem bala para hiroshima, chegando em hiroshima o final da tarde fui para uma guest house que na verdade era uma associação que divulga pelo mundo o poder destrutivo da bomba atômica, e faz campanhas para que o mundo desarme-se, os gerentes eram uma casal de idosos americanos, que me recepcionaram muito bem e me deram uma aula sobre todo o acontecimento marcante da segunda guerra mundial, que foi o lançamento da primeira bomba a -tomica no mundo, lançada sobre hiroshima depois nagasaki. A bomba foi jogada em hiroshima no dia 6 de agosto de 1945 as 8:15 am, o apelido da bomba era little boy que pesava 4 toneladas e possuía 3 metros de comprimento o que devastou grande parte da cidade, matando milhares de pessoas, no museu da paz em hiroshima, você pode ver relatos, fotos, uma réplica da bomba, roupas rasgadas de pessoas, metais torcidos pela explosão e muitas informações a respeito do descobrimento da bomba atômica, inclusive uma carta de eisten para o presidente americano franklin roosevelt relatando sobre a descoberta desta tecnologia. Um fato interessante e que hiroshima possui bombes que ligam toda a cidade e consequentemente com a explosão da bomba esses bombes foram destruídos sendo que como o japão ainda estava em guerra,o governo japones enviou tropas de outras localidades para ajudar na reconstrução e ajuda geral para a população que estava enferma então esses bondes e os trilhos foram repostos 3 dias após o lançamento da bomba, isso mostra como os japoneses tem um poder fantástico de ressurgir das cinzas. Exatamente neste sábado que cheguei na cidade estava ocorrendo o festival das flores de hiroshima, onde pessoas de todo o japão iam fazer apresentações, a cidade estava lotada, com varias baracas com comidas tipicas, lulas grelhadas, doces, galinha grelhada, salsichas no espeto, enfim estava uma festa bem animada cheia de cores e alegria, foi em uma dessas barracas que conhecei um membro da yakusa, mafia japonesa, ele vestia um casaco preto, era um senhor de uns 50 anos com uma mulher nova de origem tailandesa, ele viu minha tatuagem o braço e começou a brincar dizendo que a dele era maior, ai ele tirou o casaco e mostrou, pagou umas cervejas para mim depois foi embora zuando com as pessoas na rua quando mostrava sua tatuagem, foi divertido. No dia seguinte experimentei uma comida tradicional da cidade de hiroshima chamada hokonomiaki, uma especie de panqueca com legumes dentro ovo, um prato bem grande cheio de temperos uma delicia. No dia seguinte parti em direção a ilha de miyajima, com o meu passe do JR podia ir para ilha apenas apresentando o passe por isso digo que é uma boa opção comprar este passe apesar de caro U$ 500, para quem deseja conhecer o japão, com ele e a forma mais econômica. A ilha de miyajima e muito simpática, cheio de veados que moram na ilha e ficam correndo atrás das pessoas para abocanharem sua comida, esses veados são os maradores da ilha e uma atração a aparte as crianças adoram!!! você pode visitar templos, pagodas e existe também um áquario, uma das iguarias da ilha de miyajima e a ostra grelhada, ostra enormes grelhadas e servidas com molho se soja, as famílias japonesas lotam a ilha nos finais de semana em busca de um passeio tranquilo, na mare baixa centenas de pessoas correm para a areia para cavar buracos a procura de um molúsculo chamado asari, mais uma iguaria da ilha. Depois de um final de semana de muita historia e festa em hiroshima e na ilha de miyajima era hora de conhecer nagasaki, parti de hiroshima no trem bala e depois de umas 6 horas estava no sul do japão, nagasaki foi durante muitos tempo o único porto japonês aberto para o mundo, na cidade de nagasaki , portugueses e holandeses faziam comercio com um japão que na época era fechado e desconhecido, na cidade fui até o museu da guerra para saber mais sobre a 2°bomba atômica, lançada no mundo, o museu também bastante interessante cheio de informações, relatos e uma replica da unica catedral do japão que existia na cidade fruto, da influência portuguesa em nagasaki, esta catedral foi parcialmente destruída, com o lançamento da bomba. Fiquei hospedado em um albergue bem perto da estação de trem, e foi lá que conheci um japonês, a qual sua mãe era espanhola, ele era artesão e cantor, falava espanhol muito bem e construía um instrumento aborígene da australia chamado, dondoridoo uma especie de bambu muito grande, onde incrivelmente ele tirava um som muito relaxante, ele ganhava a vida vendendo seus cds dessas musicas deste instrumento aborígene e tinha orgulho de dizer que era um VIAJERO CANTANTE.

 

Saindo de nagasaki, fui em direção a kyoto esperando encontrar a cidade mais vazia, estava certo, durante a semana estava bem melhor para visitar, fui a um dos vários templos da cidade, bebi a água da fonte revigorante onde turistas vaziam filas para saborear a mística água, estava chegando ao fim minha jornada no japão, pois o japão apesar de fantástico e extremamente caro, tinha programado de ficar no japão por 15 dias mas tive que mudar meu voo para coreá do sul pois caso contrario não ia conseguir acabar a viagem, sai de nagasaki e voltei para tokio de trem bala, onde na manhã seguinte seguiria para coreá dos sul, na ultima noite dormi um um hotel capsula, perto da estação de ueno, que hotel legal, as capsulas são até espaçosas, com tv e uma cama confortável, me senti no desenho dos jatson no futuro. Sendo assim sai de narita em um voo da korean air em um boing 747, fiquei tão feliz pois nunca tinha voado de boing 747 ou o jumbo, e sou fã de aviões. Foi um voo tranquilo naquela banheira voadora que apelidei o boing 747, aeronave antiga mais muito espaçosa, cheio de japoneses indo visitar a corea do sul. Cheguei no aeroporto de icheon, e com o e-mail com as direções do albergue, peguei um ônibus, e depois de 40 min, saltei um uma rua bem movimentada, onde estava perdido sem saber para onde ir, quando um homem me parou e perguntou se precisava de ajuda ele me guiou até o albergue que descobri estar localizado na areá boemia de seoul, perto da hongink university. Deixei a mochila que nesta altura já estava bem mais pesada, devido as lembranças que comprava no decorrer da viagem , e fui almoçar, entrei em um restaurante na esquina do meu albergue e comi uma comida tradicional coreana, pato frito sendo que ele vinha defumado e havia um forno no chão onde colocava o pato , e uns 7 pratinhos com varias comidinhas, a mais famosa era o kimchi uma especie de repolho apimentado que acompanha todos os pratos coreanos, pedi uma cerveja local a mais conhecida e a CASS, bem saborosa, o restaurante não tinha cadeiras todos sentavam em almofadas no chão, durante a refeição percebi que havia no freezer varias garrafinhas verdes, então pedi uma delas era um tipo de saque, sendo que era feito além do arroz de umas outras ervas, mais tarde descobri que era uma bebida que os coreanos adoravam. Voltei para o albergue para descansar e a noite resolvi sair para conhecer a noite coreana, o gerente e dono do hotel me convidou para irmos em uma boate, saímos empolgados as 12:00 do albergue depois de ter bebido a bebida mais exótica que já havia provado, uma especie de leite, com gosto de remédio que os coreanos compravam , no seven eleven, especie de mini mercado que existe em varios países, porém com teor alccolico, e tinha que beber de uma vez só eles diziam que era super nutritivo, na verdade horrível mais bebi umas duas tijelas, para acompanhar o ritual da bebida junto com os colegas coreanos e outro colega de malta. Então partimos para a área de bares , na verdade um reduto cheio de boates e bares lotados com coreanos bebendo loucamente, não sabia que eles gostavam tanto de noitada, gente jovem pelas ruas, bebendo, fumando, zuando, paquerando me senti na lapa no rio de janeiro uma maravilha. entramos em uma boate de hip hop e uma serie de garotada fazendo aqueles passos de b-boy, não e muito minha praia mais curti a noite, ao sair da boate la pelas 3 da manha, conhecemos uma galera local que estava muito loca também e resolvemos parar em um bar para beber ate o amanhecer, chegamos em um bar onde a galera se reunia para comer algo no final da noite. realmente foi uma experiência muito louca na noite coreana.

 

Na manha seguinte sai para conhecer a cidade, fui ate o centro na praça de gwanghwamun que o simbolo do respeito, progresso e desenvolvimento da corea do sul, onde podíamos vestir uma roupa tradicional coreana, roupa dos reis e tirar fotos perto das belas flores da praça e seu chafariz. Mais a frente visitei o palacio de Gyeongbok onde pude apreciar a troca de guarda com toda sua pompa, um espetáculo a parte. Depois de conhecer o centro fui em direção ao mercado de peixes de nangjing, onde centenas de criaturas do mar estavam dispostas em tanques e aquários o mais fantástico deste mercado e que você escolia o peixe, ou o crustáceo e levava para os restaurantes ao redor do mercado e eles faziam na hora, tudo muito fresco o peixe mais famosos e consumido pelos coreanos era o flyfish, uma criatura horrível mais de uma carne branca onde se fazia um sashimi super fresco, os coreanos adoram este lugar todos os restaurantes estavam cheios, procurei um onde pudesse sentar detalhe todos no chão em almofadas, comprei um camarão tigre que mais parecia uma lagosta, e outros camarões menores pedi para que fosse feito na grelha, pedi uma cerveja local e um acompanhamento que era o kimchi, uma salada verde e um molho apimentado, neste tempo dois coreanos bebados chegaram na minha mesa e puxaram conversa, eram recém aprovados na prova da polícia coreana começaram a falar se eu era da CIA, fizeram perguntas, estavam bem loucos, ainda bem que já tinha saboreado os camarões pois já estava me irritando aqueles caras, falando alto, dizendo que tinham realizado um sonho de ir para a polícia. Para eu ir embora tive que desgrudar um dos caras de perto de mim, pois queria ficar me abraçando dizendo que adorava o Romário jogador de futebol. Ao sair do mercado de peixes de nangjing, fui para o centro da cidade Namdaemun Market onde palcos foram montados perto da entrada de um shoppingcenter onde coreanos faziam apresentações diversas tipo um show de calouros muito engraçado. Na manha seguinte era o meu ultimo dia em Seoul e fui conhecer uma sauna coreana, muito legal havia três piscinas de água quente, barbeiro, local para fumantes, uma área de relaxamento unissex onde para entrar homens e mulheres usavam uma mesma roupa tipo roupa de presídio de cor bege da mesma forma, você poderia dormir no local , fazer um lanche na lanchonete, comer no restaurante, jogar video game , ou acessar a internet no internet café, e caso preferir se exercitar na academia, tudo isso pelo preço irrisório de 7.000 won que dava em torno de U$ 6.00, realmente um centro de lazer a sauna coreana, chegava ao fim minha estadia em seoul e já estava me preparando para ir para hong kong, peguei um voo da air china, em um um boing 767-300 antigo que dava medo de voar mais vamo que vamo. bola para frente rumo a hong kong. Cheguei bem em hong kong e com um calor insurpotável, hong kong é uma região administrativa independente ex colonia britanica e conhecida pelos altos preços de acomodação segui as instruções de um amigo na corea do sul que me indicou a região mais barata da cidade, do aeroporto peguei o ônibus A21, em direção a Nathan road onde na chegada você abordado por indianos oferecendo quartos em torno de U$ 25 a U$ 30, escolha o mais agradável, esses albergues , ou guest houses , estão localizados em um prédio chamado Mansion grande e sujo, cheio de indianos e africanos que fazem todo tipo de negocio, escolhi um albergue que ficava no 17° andar, passei um dia depois troquei para outro em um andar mais baixo de facil acesso o elevador era velho e so vivia lotado estava com medo daquilo quebrar e ficar presso com aquele gente toda que superlotava o elevador, se você não gosta de lugar povão não vai para o mansion e bem povão mesmo sujo e quente mais barato para dormir, perguntei no hotel ao lado quanto era a diária e a mais barata era U$ 150 ai não da né!! conhecendo homg kong fui para a área do harbour, isto é do porto onde comtemplei a bela bacia de hong kong, andei pela rua dos famosos e tirei foto na estatua do mestre brucee lee que sou fã. é possível fazer passeios pela bacia de hong kong que saem a toda hora do porto, mais preferi pegar um táxi e passar pelo túnel que passa por baixo da bacia de hong kong que engenharia! o túnel passa por baixo do mar, fiquei impressionado com a obra, uma beleza chegando O outro lado fui em direção ao pek onde peguei um ônibus double deck estilo inglês, e fui conhecer o famoso museu da madame tussaud onde replicas de celebridades, pessoas importantes para história eram representadas em tamanho real e de uma originalidade impressionante, realmente fiquei chateado quando vi uma japonesa ou chinesa tirando foto com a replica de hitler fazendo saudação nazista. mas fiquei feliz que todos ao redor fizeram cara de reprovação e tirarão fotos hostilizando esse calhorda, eu não entendi por que representaram um cara desses que trouxe tanta tristeza e morte para milhares de pessoas. no meu ponto de vista foi realmente lamentável. Saindo do museu pude apreciar uma bela vista de hong kong pois o museu ficava no alto da cidade, no dia seguinte acordei cedo para pegar o speed boat rumo a macau, outra região administrativa independente antiga colonia de Portugal e reduto de muitos casinos. Chegando no porto combinei com um dos chineses que faziam um tour pela cidade em uma bicicleta com dois bancos na parte de trás e saímos para explorar macau, comecei a falar português com ele na esperança de ser entendido, mas ele só falava mandarim, eu estava ansioso para ver coisas escritas em português e encontrar alguém que falasse português também. Eu sempre gostei de historia e para mim era emocionante estar do outro lado do planeta, e ler informações nas ruas em português que orgulho de ser brasileiro!!!!! os navegadores portugueses eram realmente LOBOS DO MAR!!!!!

 

Em macau conheci o centro com seus casinos, as ruínas de são paulo, o instituto cultural onde comprei um quadro com marcas de caixas de fósforos, pois no passado macau era um grande produtor de palitos de fósforos, havia dezenas de fabricas na região, conheci um restaurante brasileiro, a qual uma família de Goiania, servia o feijão com arroz mais badalado de Macau, as ruas todas com arquitetura portuguesa, faziam de macau um lugar agradável para passear e curtir o dia de domingo de sol que fazia. Depois da parte antiga da cidade fui no Macau Tower onde o bumg jump era a atração, não tenho coragem de me jogar de um bung jump, dava frio na barriga só de olhar os chineses se jogado no nada !!!!!!!! sinistro !!!!!!!!! deixei macau muito satisfeito, voltei para hong kong e peguei um voo da emirates air line para bangkok capital da Tailândia, iria começar a aventura pela Tailândia, ao chegar no aeroporto de hong kong, pra fazer o ckeck in e perguntar qual seria a aeronave que surpresa quando a arrogante da atendente do check in falou que era airbus A-380, fiquei rindo a toa que nem criança que sorte poder voar de A-380 em um voo de quase 6 horas, de hong kong para bangkok, que aeronave fantástica, moderna, confortável mais que fazia um barulho para decolar incrível, depois só tranquilidade, jantando e bebendo shiraz da africa do sul, com talheres de metal na classe econômica claro!!!!!!!! uma experiência a parte voar de A-380. Cheguei no aeroporto de bangkok as 01:00 am e peguei um taxi em direção a khosan road, a rua mais famosa de bangkok, para procurar um hotel, cheguei na rua e estava lotada de gente bêbada, caminhando, barracas de comida de rua vendendo phad thai, arroz frito ou macarrão frito com camarão, legumes, e pimenta e claro estava com a mochila pesada então no primeiro hotel que vi entrei e perguntei o preço em torno de 600 bath, estava no preço mais era no 4 °andar subi e descer aquelas escadas com o calor que fazia era cansativo, fiquei aquela noite deixei as mochilas e fui para rua sentir a atmosfera do local beber umas e outras e comer um phad thai. cheguei na Tailândia que euforia!!!!!!!!! no dia seguinte tirei para relaxar, dormir até tarde e comer comida tailandesa e descansar, caminhei pelas ruas ao lado da khosan road buscando um hotel um pouco mais agradável achei um perfeito chamado villa, com uma piscina enorme e um restaurante barato e com uma variedade bem legal de frutos do mar, todos feitos na grelha, o hotel era um pouco mais caro mais bem confortável, 1000 bath que era aproximadamente U$ 30.00 depois do pulgueiro em hong kong queria relaxar na Tailândia. marquei um tour de dia inteiro para conhecer o mercado flutuante, ele ficava a uns 70 km de bangkok, custou 600 bath, mais para minha surpresa, quando cheguei tinhamos que pagar mais 150 bath para andar nos pequenos barquinhos a remo dentro do mercado, o mercado era cheio de lojas e você passeava nos barquinhos visitando estas lojas, e a todo momento as vendedoras ficavam lhe infernizando para comprar alguma coisa, uma chateação tremenda você não podia relaxar pois elas queriam vender de qualquer maneira, e caso você perguntasse o preço eles sempre cobravam o triplo, ai você dizia que não, ai eles abaixavam um pouco mais, nossa era um saco uma dor de cabeça para comprar uma lembrança pois eles sempre queriam cobrar o triplo para o turista, depois de 20 min no floating market fomos em direção a show de cobras que era opcional 250 bath, fui ver e gostei muito do show, muita ação e tensão pois os caras brincam com cobras venenosas e depois pegam a cobra e tiram um pouco do veneno, sinistro!!!!!!! ao termino do show paguei mais 50 bath para tirar foto com uma jiboia no pescoço que beleza que reptil bonito de pele viscosa, eu podia sentir a musculatura da cobra em volta do meu pescoço, foi realmente show. chegando ao final do dia partimos de volta para bangkok onde a khosan road já fervia de gente. Na manhã seguinte fui até uma agência de turismo local e comprei uma passagem para a ilha de ko samui, sendo que o voo era de bangkok para surathani depois foi mais 2 horas de carro até o porto para pegar o barco para ko samui no leste da Tailândia comprei um pacote já com tudo incluso, sendo que o hotel que procurei lá na hora, ao descer na praia de chaweng procurei uma guest house bem legal e paguei 600 bath, o interessante e que havia um resort em frente e nós podíamos utilizar a piscina do resort e suas dependências, então foi uma maravilha pagando a metade do preço de um resort e podendo utilizar o que há de melhor no resort. depois de me instalar e beber uma gelada!!!! procurei uma moto para alugar e poder rodar as praias, aluguei uma scooter por 150 bath 24horas ai conheci o grande buda, os mostros de samui que são estatuas feitas de ferro soldados um no outro uma beleza!!!!! e ko samui era só relaxar e curtir os muitos bares na noite que fervia na ilha. Depois de 2 dias relaxando, peguei o barco de volta para surathani e depois uma van rumo a phuket no lado oeste da Tailândia foi umas 8 horas de viagem, ai começa a sacanagem dos tailandeses, que no meu ponto de vista são um verdadeiros mercenários, fazem tudo mas só pelo dinheiro, são pessoas ordinárias que te roubam na cara de pau, cobram o triplo do valor e ainda dão aquela risadinha de canto de boca olhando para o colega, dizendo tipo não colou!!! pagamos o pacote do barco mais a van até o centro de phuket, mais eles como sempre tentando lucrar dos turistas, quando chegou em uma estrada que da acesso a phuket, dizeram que ali era o centro e caso alguém quisesse ir para o centro ou para alguma das praias teria que pagar mais 200 bath, a questão não e o valor mesmo por que 200 bath são aproximadamente 6 dolares, mas a sacanagem desses caras, eu sinceramente fiquei BOLADO!!!! com o povo da tailandia, gostei da experiência, mas não vi nada que já não tinha visto no Brasil em termos de beleza natural, sendo assim não volto nunca mais na tailandia, me irrita so de lembrar aquelas usurpadoras falando , 100 bath ,200 bath, 600 bath ah!!!!!! vamos trabalhar e ganhar nosso dinheiro com honestidade isso é que vale !!!!!!, bom continuando, resolvi então não pagar os 200 bath a mais e saímos eu mais um cara da australia, em busca de alternativas mais baratas, ele tinha um gps em mãos então fomos caminhando por esta rodovia até que avistamos um tuk tuk, o cara cobrou 50 bath de cada para nos levar até phuket town, chegamos em phuket town e começamos a procurar um ônibus que levava para a praia de patang, ai que eu falo de novo são um mafia do caralho esses tailandeses, só falando assim mesmo, quando íamos pedir informação a um ponto de taxi, ou os moto taxis, todos dizam que o ônibus já tinha acabado, isso era 17:45 pm, ai cobravam 250 bath para levar de moto, o buzu era 12 bath. nesta altura o australiano resolveu ficar hospedado no centro, e eu determinado a ir para praia de patang, comecei a caminhar pelo centro até que avistei o buzu, entrei e paguei 12 bath, para ir para praia, cheguei meio sem saber para onde ir, vi vários hoteis grandes 5 estrelas, 4 estrelas até que vi uma rua lateral a um shopping center com varias guest house, pesquisei preço em umas 3 e resolvi ficar em uma por 500 bath, o quarto bem confortável, uma cama grande que dava para umas 3 pessoas pensei nossa!!! isso é que é uma cama king size era grande mesmo sinistra !!!!!!!!! bom sai aquela noite, para beber umas e outras, entrei em uma rua que era a rua principal dos bares e falei assim isto que é o inferno!!!!!!!!!!!! centenas de bares com aquelas luzes piscando e mulheres dançando de calcinhas no balcão dos bares, que inferno e phuket!!!!!!!! muita bebida, mulheres, gente bêbada, bom parecia uma festa de calígula, andei pelos bares para conhecer, sentir a atmosfera a energia do local depois sai para um mercado de rua onde vendia peixes grelhahdos, galinha frita dentre outros quitutes tailandeses, depois fui dormir, pois na manha seguinte iria fazer um passeio ate a ilha de ko phi phi de dia inteiro.

 

Acordei bem cedo e fui a um seven eleven( tipo um mercadinho ) para comprar meu cafe da manha, um sanduba de presunto e suco de laranja gastava 20 bath, depois fui para porta do hotel para esperar a van que me levaria para o porto de phuket onde pegaríamos uma lancha, com destinho a ko phi phi, chegamos no porto e estava um caos cheio de gente e guias gritando, guias distribuindo os stickers que deveríamos prender na camisa para que os tripulantes da embarcação, pudessem identificar os passageiros das diversas agências que vendiam este tour. enfim meio confuso tudo isso não é? e isso mesmo um a zona!!!!!!!!! maqis vamos lá lá , ganhei meu sticker verde entrei no barco e fui para para o terceiro andar apreciar a paisagem. Saímos do porto e depois de aproximadamente 1 hora chegamos a maya bay, a famosa baía onde foi feito o filme a praia, um beleza, uma pintura aquelas rochas grandes na entrada com aquela água azul turquesa, depois passava a verde esmeralda, fantástico, depois da maya bay partimos em direção a ilha dos macacos onde podíamos mergulhar fazer snorkeling, e ver centenas de turistas dando garrafinhas de coca cola para os macacos, para depois os macacos simplesmente jogarem na água do mar LAMENTÁVEL !!!!!! QUE GENTE MAIS IMBECIL !!!!!! DESCULPE MAIS E DEMAIS !!!!!!!!! OS IDIOTAS DAVAM TUDO NA MÃO DOS MACACOS E PIOR OS GUIAS LOCAIS QUE DEVERIAM SE PREOCUPAR COM A CONSERVAÇÃO DO LOCAL INCENTIVAVAM, VERDADEIROS PARASITAS, CHEGAVAM EM BARCOS PRIVADOS DE PEQUENO PORTE, TIRAVAM FOTOS DOS MACACOS, AJUDAVAM A SUJAR UM MAR DE ÁGUA CRISTALINA E DEPOIS IAM EMBORA, FICAVAM ALI 10 MIN MAIS DEIXAVAM UMA SUJEIRA QUE DEMORARÁ CENTENAS DE ANOS PARA DESAPARECER. QUE ISSO ESSA GENTE TEM QUE ACORDAR. TURISMO SUSTENTÁVEL JÁ !!!!!!!!!!!!!!!!!!!, depois de passar meia hora, se banhando em águas cristalinas e vendo os macacos, partimos para a ilha de ko phi phi onde iríamos almoçar e depois passar um tempo descansando na ilha, na hegada na ilha todos tem que pagar 20 bath uma taxa de manutenção para entrar na ilha, mais o engraçado é que eles não se preocupam muito com a manutenção da ilha, mais enfim era obrigatório, uma dica sempre saia para esses tours com um grana a mais no bolso pois na tailândia tudo tem um taxa adicional, de onde eles puderem retirar um pouco dos turistas eles vão tirar. A ilha é uma graça, linda !!!!! me lembrou um pouco a ilha grande no Rio de Janeiro, praia do abraão, com aquele movimento no pier, o almoço foi ótimo bem servido, depois fui descansar um pouco voltando para phuket no final da tarde. Na manhã seguinte paguei um vôo para o norte da tailandia, cia Air Asia com destinho a chiang mai. Chegando em Chinag Mai havia um transfer do aeroporto para o hotel, o hotel muito bom, com uma piscina bem grande, um restaurante com musica ao vivo a noite, chegando marquei um tour para andar de elefante, foi uma experiência fantástica, o elefante e realmente um animal majestoso, grande, forte, jurrassico, fiquei impressionado com a força a perícia dos domadores, pra guia-los selva a dentro, que passeio legal no lombo de um elefante, não e a toa que o elefante e um deus para os tailandeses, na manhã seguinte fomos ao tiger kingdom onde pude brincar com filhotes de tigre!!!!!!!!! que maravilha que Felino que beleza exuberante, eu parecia uma criança rolando no chão com o tigre pulando em cima de mim. No meu último dia de chiang mai resolvi fazer um curso de culinária tailandesa, e foi uma experiência fantástica, fomos a um mercado local conhecre algumas ervas e o famoso ovo rosa, este ovo rosa na verdade era rosa por fora e preto por dentro, eles enterravam o ovo da galinha em uma especie de mineral na terra, e depois de uns meses retiravam, sendo assim o ovo ficava negro por dentro ai para dar um efeito eles pintavam o ovo de rosa por fora, provei e não aprovei na verdade o gosto do avo cozido era forte e marcante não desceu bem não mais valeu !!!! passeando pela parte de peixes do mercado vi uma rede cheia de sapos, então pensei vou fazer um phad thai de sapo, chamei a chef e perguntei se podia sendo assim comprei 3 sapos que as mulheres mataram na hora, com requintes de crueldade elas davam com um porrete na cabeça do sapo e abriam a barriga dele mais eles ainda estavam grogues, estava fazendo um filme da compra dos sapos e ate me assustei com o barulho da madeira batendo na cabela do sapo, depois ela tirou a pele, limpou as tripas e colocou aquela carne branca ainda tremula dentro de um saco, estava louco para começar a preparação, depois de comprar o sapo fui degustar uma linguiça assada com arroz dentro, que vendia na porta do mercado que doidera linguiça mais com arroz dentro da linguiça, ate que se colocasse uma pimenta ficaria boa, achei meio burrachuda, mais vamo que vamo hora de aprender a fazer phad thai, o famoso arroz ou macarrão frito tailândes, logo quando cheguei peguei o sapo e deixei marinando isto é no tempero para pegar gosto, limão, sal e um pouco de oyster sauce um molho a base de ostras, este molho é encontrado aqui em mercados mais sofisticados como carrefour ou o zona sul aqui no Rio de Janeiro, depois a chef passou as explicações preliminares e e começamos a fazer tudo naquela panela yok, um tipo de panela grande e funda foi um maravilha esta aula de culinária tailandesa, no dia seguinte estava já com o pensamento no Brasil doido para voltar para casa e rever minha esposa e filhos. Peguei um vôo de chiang mai para bangkok com a air asia pela manhã e a noite de bangkok para Londres de londres parta o Rio com a cia Brithish Airways. cheguei em londres na parte da manhã e o võo para o rio saíria somente na parte da tarde, sendo assim passei pela imigração inglesa onde fiquei em uma fila mostro de mais de uma hora, mais depois foi rápido comprei um passe de trem, peguei o trem até south kensington station e depois fui caminhando para apreciar a Morada da Rainha o palácio de Buckingham, construído pelo Duque de Buckingham em 1703 de estilo Belle epoqué que foi um momento da historia da Europa onde novas maneira de pensar e viver estavam melhorando a vida da população foi também um momento de ouro e paz na europa, em frente ao palacio o Victoria Memorial e depois, fui caminhando cerca de 15 min ate o Big Ben perto da estação do underground de Westminster, fiquei extremamente feliz pois desde que acabei meu curso de inglês no ano de 2001, depois de 8 anos estudando na Cultura Inglesa e sempre ouvindo sobre Londres, Passar aquelas horas na terra da Rainha foi gratificante.

 

Pessoal acaba aqui o relato da viagem mais fantástica que já fiz na vida espero que tenham gostado e não deixem de assistir os videos destas e de minhas outras viagens pelo mundo no you tube, basta digitar o nome do meu canal EVANDROOABLE. Valeu e abraços a todos !!!!!!

 

 

 

 

 

 

 

20120629002922.JPG

 

20120629003547.JPG

 

20120629003632.JPG

 

20120629003733.JPG

 

20120629003823.JPG

 

20120629004033.JPG

 

20120629004153.JPG

 

20120629004253.JPG

 

20120629004331.JPG

 

20120629004414.JPG

 

20120629004849.JPG

 

20120629004943.JPG

 

20120629005037.JPG

 

20120629005124.JPG

 

20120629005207.JPG

 

20120629005256.JPG

 

20120629005338.JPG

 

20120629005422.JPG

 

20120629005535.JPG

 

20120629005715.JPG

 

20120629010006.JPG

 

20120629010401.JPG

 

20120629010432.JPG

 

20120629010505.JPG

 

20120629010722.JPG

 

20120629010848.JPG

 

20120629010942.JPG

 

20120629011413.JPG

 

20120629011517.JPG

 

20120629011609.JPG

 

20120629011724.JPG

 

20120629011810.JPG

 

20120629011912.JPG

 

20120629011958.JPG

 

20120629012057.JPG

 

20120629012149.JPG

 

20120629012249.JPG

 

20120629012339.JPG

 

20120629012422.JPG

 

20120629012508.JPG

 

20120629012608.JPG

 

20120629012708.JPG

 

 

20120629012805.JPG

 

20120629012906.JPG

 

20120629013047.JPG

 

20120629013222.JPG

 

20120629013624.JPG

 

20120629013740.JPG

 

20120629013830.JPG

 

20120629013913.JPG

 

20120629014020.JPG

 

20120629014059.JPG

 

20120629014155.JPG

 

20120629014252.JPG

 

20120629015036.JPG

 

20120629015833.JPG

 

20120629113623.JPG

 

20120629113734.JPG

 

20120629113821.JPG

 

20120629113940.JPG

 

20120629114029.JPG

 

 

20120629114644.JPG

 

20120629114750.JPG

 

20120629115226.JPG

 

20120629115331.JPG

 

20120629115427.JPG

 

 

20120629115505.JPG

 

20120629115558.JPG

 

20120629115649.JPG

 

20120629115734.JPG

 

20120629115837.JPG

 

20120629115930.JPG

 

20120629120040.JPG

 

 

20120629120148.JPG

 

20120629120234.JPG

 

20120629120337.JPG

 

20120629120425.JPG

 

20120629120829.JPG

 

20120629121736.JPG

 

20120629121934.JPG

 

20120629122007.JPG

 

20120629122044.JPG

 

20120629122306.JPG

 

 

20120629122523.JPG

 

 

20120629123054.JPG

 

 

20120629123234.JPG

 

20120629123631.JPG

 

20120629124001.JPG

 

20120629124108.JPG

 

20120629124336.JPG

 

20120629124545.JPG

 

20120629124741.JPG

 

20120629124833.JPG

 

20120629125654.JPG

 

20120629125736.JPG

 

20120629125838.JPG

 

20120629125911.JPG

 

 

20120629130001.JPG

 

20120629130041.JPG

 

20120629130126.JPG

 

20120629131116.JPG

 

20120629131308.JPG

 

 

20120629131357.JPG

 

20120629131435.JPG

 

20120629131518.JPG

 

20120629131607.JPG

 

20120629131653.JPG

 

20120629131735.JPG

 

20120629131826.JPG

 

20120629132437.JPG

 

20120629132532.JPG

 

20120629132706.JPG

 

20120718092954.JPG

 

20120718093032.JPG

 

20120718093120.JPG

 

20120718093202.JPG

 

20120718093257.JPG

 

20120718093337.JPG

 

20120718093522.JPG

 

20120718093602.JPG

 

20120718093630.JPG

Editado por Visitante
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 2 semanas depois...
  • 10 meses depois...
  • 4 meses depois...

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...