Ir para conteúdo

Éfeso, Selçuk - Turquia


Oswaldo Bak

Posts Recomendados

  • Membros

Éfeso, uma viagem ao passado

 

Imagine voltar no tempo, para uma cidade de mais de três mil anos de história. Foi assim que nos sentimos ao entrar na antiga cidade grega de Éfeso na Anatólia, Turquia. Éfeso foi fundada em 1.000 AC e depois passou a ser controlada pelo Império Romano. Por muitos anos, foi a segunda cidade mais importante da época, por conta da localização privilegiada, com saída para o mar Egeu. Chegou a ser considerada uma metrópole, com mais de 500 mil habitantes, número altíssimo para aquele período. Durante a Idade Média, pouco a pouco, Éfeso foi abandonada e sumiu do mapa. A cidade foi reencontrada em 1863 e as escavações feitas por arqueólogos britânicos e austríacos só terminaram em 1930.

 

Milagrosamente, as construções suntuosas estão muito bem conservadas e nos dão uma visão e uma ideia muito próximas de como era a vida naquela época. Éfeso é um dos berços da filosofia ocidental e muito importante para o cristianismo.

Passamos dois dias em Selçuk, cidade base, vizinha às ruínas de Éfeso e da Casa da Virgem Maria. A região da Anatólia é muito rica em história antiga, é um lugar de várias passagens bíblicas e de importantes cidades milenares como Éfeso, Tróia, Mileto e Pergamon. Não poderíamos passar pela Turquia sem conhecer essa região.

Ficamos na Anz Guest House, um hostel simples, limpo e organizado, com o necessário para viajantes como nós. À noite, o dono do hostel sempre prepara churrascos – à maneira turca - super bem servidos para os hóspedes. A cidade é calma e o hostel também disponibiliza bicicletas de graça para quem quiser fazer o tour pedalando. Nós fomos para Éfeso, que fica a seis quilômetros de Selçuk, de bike e foi muito legal, apesar do forte calor.

 

Na estrada...

Nós chegamos lá às dez da manhã e nos arrependemos de não termos ido mais cedo, porque nesse horário as excursões começam a lotar a cidade histórica. A entrada em Éfeso custa 25 TL, cerca de R$25,00. Nós fizemos sem guia, mas, conseguimos no hostel, um livro com fotos e história detalhada. Em Éfeso é essencial ter um guia ou pelo menos a explicação de cada ruína e de como era a sociedade. O audio guide também é uma boa opção.

 

Andar pelos antigos prédios governamentais, anfiteatros, casas de banho, e praças é uma viagem no tempo. Reserve um dia inteiro para conhecer o lugar, vale muito a pena.

 

Ainda hoje é possível visualizar como eram as casas, fontes, banheiros públicos e templos dedicados aos deuses gregos como o de Ártemis - Diana para os romanos. Éfeso foi uma das cidades do Império Romano onde o cristianismo mais se difundiu. Os apóstolos Paulo e João pregaram na cidade e segundo relatos históricos, foi onde a Virgem Maria se refugiou depois da morte de Jesus Cristo e passou o resto de seus dias.

 

A avenida principal – Rua dos Curetes - uma enorme avenida de mármore que corta a cidade, e a biblioteca de Celso são os highlights de Éfeso.

 

Biblioteca de Éfeso

A biblioteca de Celso chegou a ter 12 mil manuscritos e foi erguida em homenagem a Tibério Júlio Celso Polemeno. O romano, governador da Ásia Menor em 115 DC, foi enterrado lá. Com 19 metros de altura, é uma das construções mais brilhantes da cidade.

 

Os detalhes esculpidos nas paredes e quatro estátuas que representam a sabedoria, virtude, inteligência e conhecimento formam um conjunto clássico, uma verdadeira obra de arte.

Ao lado, a foto da deusa Nike, Nice para os romanos. Na mitologia grega ela representa a vitória. A figura da mulher alada é a mesma das medalhas olímpicas e a inspiração para a marca americana de artigos esportivos.

 

Grande Teatro de Éfeso

O Grande Teatro de Éfeso, de acústica perfeita, tem capacidade para 25 mil pessoas e uma incrível vista para a avenida que ligava o porto à cidade. Era o ponto de encontro e principal local de entretenimento dos moradores da cidade.

 

Templo de Adriano

O Templo de Adriano é um dos edifícios mais bonitos e bem conservados de Éfeso. Em frente ao templo, foram construídas algumas casas de pessoas ricas, com direito a dois andares e jardim de inverno. Para conhecer essas casas, é preciso pagar uma tarifa a mais, de 15 TL, cerca de R$ 15,00.

 

Templo de Ártemis

O Templo de Ártemis, ou Diana, era considerado uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo. Foi construído no século VI AC, destruído e reconstruído várias vezes. Chegou a ter 115 metros de comprimento e 55 de largura e 127 pilares de mármore.

 

A última destruição do templo, pelos Godos, aconteceu no século II DC. Atualmente o que resta do Templo de Ártemis é uma das colunas, que hoje é a casa de uma família de pelicanos. Decepcionante!

 

Casa da Virgem Maria

Um dos motivos que nos levou à Éfeso foi a casa da Virgem Maria, um ponto mundial de fé e peregrinação. É um lugar sagrado, de energia muito forte. Segundo a igreja católica, a Virgem Maria e o discípulo de Jesus, João Evangelista, se refugiaram no topo de uma colina que fica a oito quilômetros de Selçuk. Para chegar lá, fomos de táxi porque a subida é pesada. A corrida custou R$ 40,00, ida e volta.

A casa de pedra é bem simples e pequena, um lugar de muita paz. Dizem que a água da fonte que existe até hoje no santuário é milagrosa. Ao lado da fonte existe um muro, onde os fieis colocam mensagens de pedidos e agradecimentos à Virgem Maria.

 

O cristianismo demorou para ser reconhecido e adotado pelos romanos. A primeira igreja

em homenagem à Virgem Maria só foi erguida em 431 DC, durante o Primeiro Concílio de Éfeso.

 

Onde comer em Selçuk

Existem muitas opções de restaurantes no centro da cidade. O melhor Kebap no prato que nós comemos na Turquia foi em Selçuk, no Ejder Restaurant, que tem bom preço e ótima qualidade. Gostamos tanto que voltamos e também provamos um frango no espeto

com vegetais, uma delícia!

 

Kebap no prato

O restaurante familiar fica ao lado de um aqueduto romano, na principal rua do centrinho da cidade. Além do belo cenário, os garçons são bem simpáticos. Enquanto você espera o prato, eles trazem um caderno de assinaturas onde os clientes deixam mensagens e pequenas lembranças como moedas e tickets para os donos do restaurante. Nós deixamos a nossa!

 

Selçuk é assim...Uma cidade pequena, de 37 mil habitantes, que vive em função de Éfeso e da Casa da Virgem Maria. É quente e ensolarada no verão (junho a setembro) e tem várias opções de restaurantes e muitas lojas de tapetes e souvenirs. Devido ao forte calor, os turcos realizam feiras ao ar livre durante a noite.

 

De onde viemos: Bodrum, Turquia (de ônibus)

Para onde vamos: Istambul, Turquia (de ônibus)

 

SELÇUK - TURQUIA

Hospedagem:30 euros/dia - Anz Guest House- bom

Transporte: a pé, bike e táxi

Culinária : 6 euros por prato - ótimo

Hospitalidade do povo local: ótimo

Pontos Turísticos: muito bom

Preços: bom

Clima Local (média 32 graus): julho/12

Fuso Horário: 06 horas a mais em relação ao Brasil

Distância Percorrida desde o último destino: 175 km

Distância Percorrida desde o ponto de Partida (Lisboa): 12.861 km

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...