Ir para conteúdo

Israel - Guia de Informações


MauroBrandão

Posts Recomendados

  • Membros de Honra

[info]Este tópico é um Guia que está sendo construido com informações de viagens realizadas pela equipe do site e também com informações de usuários que foram postadas nos fóruns relacionados ao tema aqui no Mochileiros.com.

Este guia é atualizado periodicamente.

 

O Mochileiros.com é uma fonte gratuita de informações para viajantes de língua portuguesa e a contribuição de todos os membros é muito importante.

 

Veja como contribuir :

1- Faça perguntas ou deixe suas dicas no Tópico Israel Perguntas e Respostas[/info]

Para retornar ao tópico Israel - Perguntas e Respostas

CLIQUE AQUI

 

O Estado de Israel é um país no Oriente Médio, na extremidade sudeste do Mar Mediterrâneo. Faz fronteira com o Líbano no norte, Síria e Jordânia ao leste e Egito no sudoeste.É uma república democrática parlamentar fundada em 14 de Maio de 1948.

Línguas oficiais: Hebreu, Árabe e Inglês.

O turismo em Israel inclui uma rica variedade de locais históricos e religiosos na Terra Santa, assim como resorts de praia modernos, turismo arqueológico, turismo de legado e ecoturismo. Israel tem o maior número de museus per capita do mundo

Locais de interesse

Jerusalém

• A capital do Estado de Israel. A cidade mais sagrada no Judaísmo.

• (Islã) A terceira maior cidade. Domo da Rocha, Mesquita de Al-Aqsa.

Colinas de Golã

• Monte Hermon. Esqui durante o inverno.

• Arqueologia em Katzrin, Gamla, Fortaleza de Nimrod e Gilgal Refaim

Tzfat

Moeda e operações bancárias

A moeda em Israel é o Novo Shekel (NIS). Cada shekel se divide em 100 agorot. Existem notas de 20, 50, 100 e 200 shekalim. Moedas por valor de 1 shekel, 5 e 10 shekalim, 10 e 50 agorot. Pode-se entrar no país com uma quantidade ilimitada de moeda estrangeira em dinheiro vivo ou traveller checks.

Que moeda levar: Naqueles países onde não é possível comprar shekalim, aconselhamos que levem Euros. A maioria dos pagamentos são feitos em moeda estrangeira e os trocos são dados em shekalim. Os principais cartões de crédito são aceites em Israel. Caso possua Visa ou Mastercard / Accesss / Eurocard é possível tirar dinheiro dos caixas 24 horas associados.

Para telefonar de Israel a qualquer país: Marque o prefixo internacional 00 e depois o prefixo do país para o que vai telefonar. Para telefonar para Israel: Código Internacional de saída, depois o prefixo de Israel 972 + Número de telefone (deve-se eliminar o 0 do prefixo local).

Roupa para levar:

Em Israel faz muito frio no Inverno, e mesmo nas noites de Verão em alguns lugares é necessário uma leve roupa de agasalho. No Verão: Um chapéu, protetor solar, óculos de sol, cantil (quando se viaja por conta própria), sapatos confortáveis para caminhar. Roupa adequada para clima cálido. No Inverno: uma capa de chuva e roupa de agasalho para as regiões de montanha. Roupa de banho: Também no Inverno para tomar banho nos balneários termais do Mar Morto e Tiberíades, e em Eilat. É conveniente levar uma mochila para as excursões curtas e para os passeios.

Lembre-se que nos lugares religiosos não está permitida a entrada com short ou de roupa sem manga

Aparelhos elétricos:

A voltagem em Israel é de 220 volts CA, fase única, 50 Hz. A maioria das tomadas de corrente em Israel são de três dentes, mas muitas também aceitam tomadas de duas pontas, do tipo europeu. Os aparelhos de barbear elétricos, os ferros para viagem e outros pequenos aparelhos podem precisar de adaptadores e/ou transformadores que se podem comprar em Israel.

[creditos]Heka -Jeantu -Xaliba[/creditos]

  • Gostei! 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

No Museu de Israel há uma sessão arqueológica narrando e historia dos judeus

Na cidade velha, a Torre de David, que conta um pouco da história da cidade e fica próxima a porta de Jaffa.

Também o Santo Sepulcro, as piscinas de Bethesda, onde Jesus curou um paralitico, e as ruas do mercado árabe.

Lá, vê ainda o santo sepulcro de Maria, o Monte das Oliveiras, o Domo do Rochedo (onde Maomé subiu ao céu), o muro das lamentações e o famoso bairro de Mea Sharim.

Tanto o Muro das lamentações quanto o Mea Sharim dizem parecer um museu vivo, os judeus ortodoxos com trajes pretos, barbas longas e cachinhos atrás das orelhas, únicos no mundo.

Para entrar no Muro das Lamentações, que na verdade é a parede do templo de Salomão e ao mesmo tempo a Mesquita do Domo do Rochedo, se passará por uma "revista" intensa. Sendo que lá dentro você verá até civis judeus com armas.

  • Gostei! 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 7 meses depois...
  • Membros de Honra

Aeroporto

Transporte desde/até o aeroporto de Ben Gurion

• Aeroporto Ben Gurion / Telaviv

• Ônibus United Tours - Ônibus nº 222 com saídas a cada 60 minutos (Das 04.00 às 24:00 hrs). Pontos: principais hotéis e terminal aéreo da El-Al na rua Arlozorov. Egged: Cada 15 minutos (Das 05:00 às 22.00 hs.)

• Aeroporto Ben Gurion / Jerusalém

Ônibus Egged - Saídas a cada 30 minutos (Das 06:30 às 22:10 hs) Táxis Nesher: Serviço de Lotação "sherut" (7 pessoas). Preço fixo.

Como chegar

 

A maioria das companhias aéreas européias voam a Israel em vôo regular e charter. Os passageiros da América Latina poderão voar através da Europa ou América do Norte. El-Al, Linhas Aéreas de Israel, (El-Al e Iberia voam com código compartido) voa desde as principais cidades européias e desde a América do Norte. Consulte o seu agente de viagens.

El-Al, Linhas Aéreas de Israel: http://www.elal.com

Iberia, Linhas Aéreas da Espanha: http://www.iberia.com

Ônibus:

Existe uma complexa rede que abrange totalmente o território. É o meio de transporte mais popular e econômico. Não operam durante o Sabbath.

Trem:

A rede ferroviária israelita é limitada. Existem três linhas:

1. Telaviv / Nahariya (para em Netanya, Haifa, Acre e outros pontos)

2. Telaviv / Rehovot (via Kfar Chabad)

3. Telaviv / Jerusalém (sobre uma antiga rede. Pitorescos recantos)

Todos os trens possuem um vagão de bar e deve-se reservar assento.

Vôos domésticos:

Táxis:

Pode pegar na rua ou pedir por telefone. Todos os Táxis têm taxímetro e estão obrigados a usá-lo. Existe um serviço especial conhecido como "sherut" (Lotação). Faz trajetos entre as principais cidades e itinerários dos ônibus. Cada passageiro paga um preço fixo.

crédito Amar Turismo

  • Gostei! 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

ônibus

se for pra cidades Israelenses tipo Tel Aviv, Eilat, Haifa, Tiberiades e etc, tem que ser da estação central de ônibus

O site da companhia de bus informa tudo: http://www.egged.co.il/Eng/ se for pra lugares Palestinos tipo Belém, Jerico, Ramalah, Hebron, os ônibus saem de uma das duas estações perto do Damascus Gate.

Qualquer pessoa sabe te informar de onde sai. Mas não tem direto pra alguns lugares, tipo pra Hebron você tem que ir pra Belém e pegar um taxi ou ónibus pra Hebron.

Pra Jerico, você vai pra Abu Dis e pega outro pra la. Mas esses ónibus (na verdade mini-ônibus, peruas e as vezes ate taxi-lotação, que chamam Sherut) não são caros e o pessoal te informa legal.

 

 

Na estação de ônibus de Eilat consegue-se tomar ônibus para Jerusalém. (é o centro cultural e religioso do país já há 3.000 anos), passa-se pelo deserto do Negev e pelo mar Morto no caminho. A distância é de 299km e de ônibus demora 04.46h

  • Gostei! 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Tel Aviv ou Telavive (oficialmente Tel Aviv-Jafa é a maior cidade de Israel. Localizada na costa do mar Mediterrâneo, tem cerca de 2 000 000 de habitantes e foi fundada em 1909, sendo unificada com a vizinha cidade de Jaffa em 1950. Foi a capital do país entre 1948 e 1949. Tel Aviv faz parte de uma grande zona metropolitana de Israel, chamada de Gush Dan ("Agregado Dan", que inclui também as cidades de Bat Yam, Holon, Ramat Gan, Givatayim, Bnei Brak, Petah Tikva, Rishon LeZion, Ramat Ha-Sharon e Herzliya). Dada a qualidade das suas praias, clima aprazível e oferta de serviços turísticos, como os grandes complexos hoteleiros, a cidade é um local turístico por excelência. A cidade é o centro econômico de Israel com a bolsa dos valores e sede de muitas empresas. O bairro de Hakirya (antiga colônia alemã Sarona) é a sede do ministério da defesa e do comando do exército israelense.

 

Clima otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_19194_telaviv.jpg

Praia em Tel Aviv. otf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_19194_tellavivi.jpgotf_pic.php?pic_cat=users_pics&pic_id=user_19194_telavive_1248196616_612696.jpg

Tel Aviv tem um clima mediterrâneo, com verões quentes, agradável e invernos úmidos e frescos. A umidade relativa do ar tende a ser elevada durante todo o ano, devido à proximidade da cidade com o mar. No inverno, as temperaturas raramente caem abaixo 5 °C (40 °F) e são geralmente entre 10 °C (50 °F) e 15 °C (60 °F); a cidade não vê neve desde 2003. No verão a média é de 26 °C (80 °F), e frequentemente as temperaturas diurnas excedem os 32 °C (90 °F). Apesar da alta umidade, chuvas durante o verão são raras. A precipitação média anual é 530 milímetros (20,9 in), quase todos ocorridos entre outubro e abril. Em Tel Aviv há Sol quase o ano inteiro.

Transportes

A autoestrada 20 no leste de Tel Aviv

Tel Aviv é um grande centro de transportes, com muitas estradas nacionais de Israel a ligá-la ao resto do país. A principal é a auto-estrada 20, chamada "Ayalon", que está a leste da cidade e que corre paralela ao rio Ayalon, dividindo Tel Aviv e Ramat Gan. A auto-estrada 1 liga Tel Aviv ao Aeroporto Internacional Ben Gurion e a Jerusalém. Tel Aviv tem a maior estação central de autocarros (ônibus) do mundo, com uma área de 230 000 m², chamada Estação Central de Autocarros (Ônibus). É também servida por caminho-de-ferro, tendo quatro estações ferroviárias. No início de 2008, a prefeitura de Tel Aviv lançou um plano para construir estações para recarregar carros elétricos. Inicialmente, cinco delas serão construídas, e eventualmente 150 pontos serão colocados ao longo da cidade como parte do plano israelense de carros elétricos, o Project Better Place.[20] Pontos de troca de baterias serão colocados nas vias de entrada na cidade.

  • Gostei! 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros de Honra

Entrada em Israel :

Via Egito- pode se entrar por Eilat, vindo de Taba, no Egito

Via Jordânia- Pela fronteira King Hussein/Allemby Bridge

 

Vistos: Brasileiro não precisa de visto. Mas se prepare para um longo interrogatório. Na entrada pela fronteira com a Jordania, pela King Hussein/Allemby Bridge, é possível pedir para que o visto israelense não seja carimbado no passaporte, mas tenha muita paciência, pois pode-se levar de 3 a 5 horas de espera, para eles fazerem isto, enquanto quem entra com o visto carimbado em 1 hora passa pela imigração.

 

Mulheres Sozinhas: é o mais tranqüilo de todos os países do oriente médio para mulheres. Israel é moderno e quem for vai perceber que as mulheres também fazem sua parte como soldados do exercito.

 

Hospedagem em Jerusalém, dentro da cidade antiga:

-Hebron Hostel

-Petra Hostel

 

Locomoção: Há ônibus para várias partes de Israel. Da fronteira para a cidade antiga há microônibus. E para o eroporto há shuttle buses, que podem ser reservado nos hostels.

Site de onibus da estação central: http://www.egged.co.il/Eng

Custo diário: Israel tem um custo alto, em torno de USD 50 a 70 por dia, dependendo do que vc fizer. Hostels custam ao redor de 30 dolares.

 

A Jerusalém histórica é dividida em 4 partes: Judia, árabe, cristão e armênio. Comprar coisas baratas vá para o mercado árabe. O bairro judio é o mais bonito e restaurado. É onde ficam os barzinhos e restaurantes. O bairro cristão e armênio também tem bons restaurantes

 

 

 

Créditos: Heka, Xaliba, Jeantu

  • Gostei! 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 3 semanas depois...
Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.
×
×
  • Criar Novo...