Ir para conteúdo
Marco Romanelli

Peru - vapt vupt

Posts Recomendados

Relato de viagem.

Peru de 19/05 á 23/05

Dia 19/05 – sábado – embarque no ônibus de Cordeirópolis a são Paulo R$ 32,00

Ônibus da rodoviária de são Paulo ao aeroporto de Guarulhos R$ 36,00. (Viação Airport Bus service motorista estressado, corria muito e xingou um cara que desceu em plataforma de embarque errada.

Embarque em vôo da Lan para Lima – tempo de vôo + ou – 5 horas – como no aeroporto de lima chegavam varios vôos , a passagem pela imigração demorou muito. Passado o contratempo, minha reserva de taxi e hostel não falharam. Estavam lá me aguardando. Hostel Pay Purix + taxi ida e volta S$ 85,00. Pessoal muito atencioso e hostal muito limpo. Como não consegui tomar o café da manha me deral um suco, uma banana e uma fatia de bolo de chocolate para viagem.

 

Dia 20/05 – Domingo.

Acordado as 4:00 h por um despertador de uma canadense (essa é a vantagem dos quartos compartilhados kkkkkkk) –taxi para o aeroporto e embarque no vôo para Cusco as 05:50 h. Como falo mais que a boca, fui conversando com uma limenha que me deu umas dicas de comidas e passeios na capital Inca. Curioso é que a limenha ainda não conhecia Cusco e muito menos Macchu Pichu. Seria mais ou menos, como nós paulistas não conhecermos o Cristo Redentor no RJ. O vôo demorou mais ou menos 1 hora e 15 minutos, e empolgado pelo papo e a expectativa dos passeios, me esqueci do mais importante a bendita altitude. Fiz tudo muito rápido, o desembarque a caminhada até as bagagens e pra acabar uma pequena escada. Foi o suficiente, perdi o prumo e tudo começou a girar. Parecia que a cabeça estava fora do corpo. Ajudado pela limenha e um carregador de bagagem, cheguei até o taxi que me aguardava e tudo começou a melhorar. No trajeto até o hostel Mama Simona (S$ 15,00) , masquei folhas (S$ 2,00) de coca e após guardar as bagagens ( já que iria dormir em Ollantaytambo) tomei também o cha de coca. Não sei se foi isso que consumi ou se comecei a me aclimatar, só sei que logo já estava bem melhor. Indico e agradeço ao taxista Hilario Mamani muito gente boa da Cusco Car (http://WWW.cuscocar.com – email [email protected]/[email protected] Cel 984281120-983917000 – que também me vendeu um tour pelo Vale Sagrado (S$ 50,00). Em uma pequena praça, embarcamos em um micro ônibus. Tour pelo Vale Sagrado inclui paradas em algumas feiras de artesanatos, almoço incluso, visita as ruínas de Pisac e Ollantaytambo e Chinchero. Para visitar as ruínas se precisa comprar o boleto turístico S$ 130,00 que também te da direito a visitar os museus de Cusco. Fiquei em Ollanta pois já era por volta de 17:00 hs e o meu trem com destino a águas calientes sairia no dia seguinte por volta das 5:45 hs. Me hospedei em na pousada K’uychipunku hostal (US$ 20,00). Em Ollanta, quase em todas as casas, observei que sobre os telhados tem dois tourinhos de barro (toritos de La buena suerte). Dica se você for comprar artesanatos, compre na primeira parada do passeio, não me lembro o nome, mas é um pátio com varias lojinhas e estacionamento de ônibus e tambem na feira de Pisac. Na minha opinião não tem lugar mais barato. Pechinche muito, pois se tiver um lugar no mundo que se ganha no grito, este lugar é o Peru.

 

Dia 21/05 - segunda-feira

Acordei as 5:15 hs e as 5:30 já estava pegando um moto taxi até a estação de trem. Este transporte nada mais é do que uma cabine de fibra montado sobre uma moto 150 cc . Valor S$ 1,00 ou um percurso a pé de mais ou menos 15 min. Cada lugar um fato, antes de embarcar vi uma alemã pechinchando uma garrafa de água de 2 para 1,5 soles. O meu trem saiu as 06:00 hs- Expedition - Ollanta/Macchu Pichu US$ 48,00 (comprado antecipado no Brasil). Trajeto muito bonito, duração de quase duas horas, paralelo ao rio urubamba (que na minha opinião deveria ser explorado para rafting) e muitas montanhas peladas, e tambem com muita vegetação a medida que nos aproximamos de Aguas Calientes. Após o desenbarque, procurei o mais rápido um transporte para chegar até Machu Pichu. Há uma empresa micro ônibus que faz este trajeto e a ida e volta sai por US$ 17,00 com saídas a cada 5 min. Enfim Machu Pichu ainda mais exuberante, do que todos os relatos que li e assisti. Senti muito prazer em conhecer as ruínas Incas mais preservadas. Quem era este povo que tinha um desenvolvimento acima do seu tempo. Mas também por outro lado meu deu uma tristeza lembrar que este povo caiu pela ganância dos espanhóis a 500 anos atrás. Tanto se fala de Hitler, mas também os espanhóis cometeram atrocidades iguais ou até piores. Machu Pichu é aquele tipo de lugar que não se cansa de admirar, tanto pelas ruínas, como pela localização sobre as montanhas e vales. Tambem me arrisquei subir Huayna Pichu. Sacrificante a subida, mas a vista lá de cima, faz tudo valer a pena. Há também ruínas no topo de Huayna Pichu. Após o passeio desci para Aguas Calientes por volta das 14:00 hs para almoçar e comprar algumas lembrancinhas na feira de artesanatos, negocie, peça desconto que os preços caem até 50%. Embarque as 16:22 hs Trem Vistadome US$ 69,00 trajeto Aguas Calientes/Ollantaytambo. Chegando em Ollanta, peguei uma van até Cusco S$ 15,00.

 

Dia 22/05 – terça Feira.

Como de costume, levantei bem cedo e fui andar por Cusco

e visitar o mercado central, nas proximidades do mercado, isto é na rua, se vende batata cozida, ovo cozido, sopa e outras cositas que não se vê por aqui; mas como o dia estava chuvoso, resolvi fazer um pequeno city tour pelas ruínas mais próximas da cidade.

 

O tempo não ajudou, deveria ter optado pelos museus. Mas como não se acerta tudo e meu voo para Lima era as 12:00 hs, acho até que foi bom. Desembarque em Lima e la vamos nós procurar um taxi para me levar até Miraflores. (dica – não pegue taxi pirata não é seguro e tambem não pegue dentro do aeroporto, pois você vai pagar mais caro. Pegue as suas bagagens e caminhe até La playa que nada mais é do que um estacionamento do lado de fora do aeroporto, lá os taxi são oficiais e com corridas tabeladas, atrás do banco do motorista tem a foto e o registro do taxista. A corrida do aeroporto até o bairro de Miraflores saiu por S$ 30,00. Me hospedei no Hostel HurbanHouse US$ 10,00 a diária, albergue muito bem estruturado e atendentes bem atenciosos, mas no quesito limpeza, deixa um pouco a desejar. Caminhei a tarde toda pelo bairro e tambem encontrei uma enorme galeria de artesanatos. A noite fui ao shopping Lancomar pegar um cineminha. Cometi dois erros nesta noite. Primeiro foi sair sem o endereço do hostel e o outro descer do taxi em outra avenida. Mas, como diz o velho ditado, vivendo e apreendendo. (taxi hostel/Lancomar S$ 5,00 – o curioso é que ele me reconhecendo como brasileiro, cantou o hino nacional brasileiro inteiro, durante o trajeto)

 

Dia 23/05 – Quarta Feira.

Chamei um taxi para fazer um city tour, combinei um valor de S$ 70,00 e me deixar no aeroporto .

Outro taxista que devo recomendar em Lima,seu nome é Carlos Valdivia fone 979011125. Minha passagem pelo Peru foi muito breve. Tenho certeza que um dia voltarei para ficar mais tempo e conhecer melhor a cultura, a gastronomia e tantas outras coisas que não são comum no Brasil. Recomendo esta viagem a todos os meus amigos mochileiros e tambem quero agradecer aos novos amigos que fiz nesta viagem.

- Nei (Bauru/SP)

-Familia Libardoni (Itapema/SC)

-Familia Fuentealba (Santiago/Chile)

-Sergio (Tampico/Mexico)

-Americano (Texas/USA)

-Bolivar (Quito/Equador)

-Bianca(Porto Alegre/RS)

-Deborah (S.J.Rio Preto/SP)

Tomei: Inca Cola – Cerveja Cusquenha – Chicha Morada- Pisco Sour

Não comi: Ceviche –Anticucho-Cuy.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×