Ir para conteúdo

10 dias Recife/Olinda/Porto de Galinhas


lari.vilarouca

Posts Recomendados

  • Membros

Olá gente, sou nova no mochileiros, e depois de algum tempo resolvi postar sobre minhas viagens... quem sabe, depois, fazer um blog ou algo do tipo :D

 

Pernambuco foi a primeira viagem que fiz "só". Entrei para o curso de História, na UECE e sempre tive um espírito de conhecer tudo o que sempre esteve ao meu redor. Aproveitei uma viagem para um congresso que teria em Recife e acabei pegando uma caroninha nesse busão, junto de outras pessoas que também queriam passear, para além do Congresso. (=

 

O Caminho já foi meio conturbado, pois de Fortaleza para Recife, levam-se em torno de 12horas, de carro, mas olha o que aconteceu... o motorista se perdeu. Ele saiu rumo a Paraíba, entrou por Patos, cruzou Campina Grande toda e depois passamos um bom tempo cruzando João Pessoa, o resto da Paraíba, para finalmente chegar em Pernambuco... Não bastando chegar em Pernambuco, descobrimos que levaríamos umas 3 horas para chegar em Recife, por conta, principalmente de muitos engarrafamentos.

 

Conseguimos! \o/ Ficamos alojados na UFPE, a viagem que deveria ter durado 12 horas, demorou o dobro. Armamos as nossas barracas, fizemos os credenciamentos e cuidamos em descansar, para no outro dia darmos início a parte divertida e desconhecida da viagem... os passeios!

 

DSC09474.JPG.67c36f70339b506d1ed57c0debc26108.JPG fotinha em algum lugar da (eterna) Paraíba

Link para o comentário
  • Membros

PORTO DE GALINHAS

 

Acordamos por volta de seis e meia e corremos para ajeitar as bolsas, tomar banho e café-da-manhã e partimos procurando o primeiro morador que nos indicasse como chegar em Porto de Galinhas, sabíamos que ficava perto, mas não tínhamos noção dos ônibus nem nada... O povo de Recife é muito receptivo, topava de dar informações, isso foi ótimo... o problema é que quando não sei onde fica um determinado local, peço informações a pelo menos duas pessoas, o desespero bateu, quando as duas informações foram desencontradas :/ mas mesmo assim, apostamos em uma das alternativas e fomos...

 

Passamos por uns 3 terminais de ônibus, o mais engraçado é que lá, os terminais ligam os municípios e não os bairros, como acontece em Fortaleza. Quando o relógio bateu às onze horas, a vontade era de voltar... mas, nem tudo estava perdido, encontramos um homem que fazia passeios e nos aconselhou a pegar o ônibus para Nossa Senhora do Ó de Ipojuca e de lá pegar uma van para o reino de tão tão distante Porto de Galinhas.

 

Depois de uma hora, chegamos em Ipojuca e de lá só demorou mais quinze minutinhos para Porto. (Aleluia)

 

Vimos a água, as crianças, e tudo valeu a pena. Porto realmente vale a pena, agora achei um paraíso super faturado. Pegamos uma barraca, aí quando o cara veio com o cardápio e tudo, vimos que era muito caro, um aperitivo custava 70 reais. Saímos de lá na hora, colocamos as cangas na areia e curtimos o resto da tarde, comendo biscoitos, bebendo sucos e água de coco. Saímos de lá por volta das 18h. Notícia Feliz da noite: descobrimos por meio de alguns nativos, após contarmos a saga que enfrentamos para chegar lá, que tem um ônibus saindo diretamente do aeroporto para lá. Pegamos esse ônibus, baratinho (R$7,50 apenas) e do aeroporto, demorava só mais meia horinha para o Campus. :D

 

DSCN0283.JPG.56cb5324c7c0b82ee40c9426c42371b1.JPG

Link para o comentário
  • Membros

PORTO DE GALINHAS - Parte 2

 

Dois dias depois, decidimos, novamente, visitar Porto de Galinhas, só que dessa vez, sem tanto estresse... aprendemos, à duras penas que só precisa-se chegar ao aeroporto e pegar o ônibus.

Linha de ônibus da empresa que nós pegamos, horários e os valores. Saindo do centro ou do aeroporto http://gwmroot.gt.com.br/portodegalinhas/contentLer.asp?contentId=2357

 

Como demoramos apenas duas horas para chegar, saímos de Hellcife mais tarde e chegamos na hora do almoço. Conheci um menino de Minas, que mora aqui no Ceará, e pegamos um passeio de jangada para nadar com os peixinhos (fofinhos), como era um passeio que não incluía aqueles tubos de oxigênio, pagamos apenas R$15,00 cada, para 45 minutos. Aí o barqueiro coloca mais uns 2 casais e leva para os corais, aproveitando a maré baixa... Uma ressalva, lembre-se de levar havaianas, pois ou você leva, ou assim como eu e o Lucas (o mineiro), tem que tomar cuidado e pisar com calma para não cortar os pés. Aí tem uma abertura entre os corais que todos os barqueiros dizem ser um mapa do Brasil, parece muito, mas acho que não era natural, creio que com o tempo foi moldado para tomar aquela forma, mesmo assim não deixa de ser um belo passeio.

 

Aaaah, o mais emocionante é jogar ração para os peixes e eles virem comer, fazendo cócegas em você! pena que minha câmera não era a prova d'água, poderia ter rendido umas fotos bacanas, que bom que o barqueiro era gentil e tirou uma foto nossa na água, com os óculos de mergulho (cujo nome nunca lembrarei)

20.jpg.85e69499edbb5913239ed9a04287d5b3.jpg

22.jpg.9394236a04c6697b391ba4e9524b6a39.jpg

Link para o comentário

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...