Ir para conteúdo
pinhaum

Preikestolen (The Pulpit Rock) / Tromsø - Noruega - Dezembro/2013

Posts Recomendados

Salve galera!

Meu primeiro post aqui no mochileiros. Já utilizei outras vezes para algumas consultas rápidas, normalmente eu tentava contato direto com o autor dos posts para sanar qualquer dúvida.

 

Sobre o Preikestolen:

Resolvi fazer esse post pois nessa viagem em questão eu e meu colega tivemos realmente MUITA dificuldade em obter informações pelo fato de termos ido no inverno. Se você planeja ir no verão sem problemas, sem dúvida encontrará agências, guias, e, na hipótese de preferir fazer por conta, haverá transporte até a base do local.

 

No inverno a história muda muito, antes de irmos pesquisamos muito em sites daquele País, em fóruns, em contato direto com alguns nativos etc.

Em resumo fomos informados de que não era recomendável fazer a trilha no inverno e de que não haveria transporte. Mas ninguém deu uma informação concreta sobre como fazê-la nessa época. Pois bem, sabíamos que apesar disso era possível, pois vimos algumas fotos do local no inverno e, por ser a única chance nossa, resolvemos ir meios "no escuro".

 

Alguns pontos importantes:

1) Se você também for no inverno se prepare para o frio, estamos falando de um País nórdico;

2) Se prepare também para gastar, Noruega é tudo muito caro e praticamente não há hostels / albergues;

3) Quase todos falam Inglês por lá, com exceção de algumas pessoas mais de idade;

 

RELATO:

Chegamos na Noruega vindo de um vôo da Italia (Roma) no dia 17/12/2013. Descemos em Oslo e no mesmo dia fomos para Tromso (Norte);

Escolhemos essa cidade pois é uma das mais famosas para se ver a Aurora Boreal. Posamos duas noites lá. Ficamos hospedados através do Couchsurfing. A atividade solar estava realmente muito forte naqueles dias, porém, ao mesmo tempo, o céu estava muito fechado, por esse motivo não conseguimos ver a aurora :(

Mesmo assim valeu a pena, a cidade é demais.

 

De Tromso pegamos um vôo novamente para Oslo e de lá, um trem para Stavanger.

Optamos por pegar um trem noturno, assim economizamos com hotel.

 

Chegamos em Stavanger e fomos atrás de hospedagem, infelizmente não encontramos nada barato, pegamos um hotel onde gastamos cerca de 100 dólares cada. Café da manhã teve que valer por quase todas as refeições, hehehe.

 

No outro dia bem cedo tomamos um barco para Tau, chegando lá, um ônibus para Jørpeland, uma pequena cidade que fica há cerca de 20Km do início da trilha para o Preikestolen.

Resolvemos antes de tudo procurar um hotel para deixar as bagagens, era cerca de 8 horas da manhã. Só tinhamos uma opçõa de hotel por se tratar de temporada de inverno e eles não costumam receber turistas nessa época. Éramos praticamente os únicos hóspedes.

 

Normalmente há transporte coletivo até o início da trilha partindo de Jørpeland, porém, tivemos que tomar um táxi, era a única alternativa.

 

Por volta das 10:00h da manhã demos início a trilha (um pouco tarde pois no inverno os dias são bem mais curtos por lá e teríamos pouco tempo pra aproveitar o visual). Logo no início da trilha já haviam alguns resquícios de neve.

Aqui começamos a notar os perigos em fazer a trilha no inverno:

1) O caminho torna-se muito escorregadio nos locais em que se formam gelo;

2) Na medida em que subimos a trilha vai se apagando (pois estava nevando);

3) A neve muitas vezes se acumula por cima de buracos ou pedras e pisamos muitas vezes em falso (perigo de torcer ou até quebrar o pé).

4) A trilha não deixa marcas de pegadas pois a neve as cobre muito rapidamente.

 

Naquela região há varias trilhas diferentes que levam a outros locais, no geral o caminho para o Preikestolen é bem sinalizado com marcações nas pedras e árvores. Porém, aquele dia estavam quase todas cobertas por neve, e isso nos tomou bastante tempo tentando descobrir o caminho correto.

 

Normalmente se leva cerca de 2 a 3 horas para subir. Como a neve dificulta bastante e levamos umas 4 horas.

Em um momento conseguimos avistar o rio mas nada de enxergarmos a tão famosa Pulpit Rock, chegamos a pensar que tinhamos errado a trilha, mas não. Lá em cima estava tudo coberto por muita neve e não conseguíamos ao certo saber o caminho, então tivemos que andar um pouco até conseguir enxergar o destino. Não fazíamos ideia de que a Pulpit Rock ficava bem abaixo do local onde chegávamos. Então, tivemos que descer por um caminho extremamente estreito e liso.

 

A paisagem lá em cima é simplesmente indescritível, era um dos meus sonhos, e estou pensando seriamente em voltar no verão pois o visual é completamente diferente.

Na volta pegamos uma nevasca forte e não conseguíamos enxergar direito a trilha.

 

Descemos de certa forma correndo pois estava ficando bem frio, muita neve e logo o sol ia se pôr. Quando chegamos lá em baixo nem sinal de raça humana, estávamos realmente sozinhos e ainda por cima chovia um pouco.

Andamos um pouco até um hotel, não havia ninguém e o hotel estava fechado, não havia se quer telefone por lá. Por sorte encontramos um cara uma camionete, pedimos a ele que chamasse um táxi para nós quando chegasse em Jørpeland. Esperamos por cerca de 50 minutos e tivemos um táxi.

 

Segue abaixo um vídeo que fizemos que dá uma noção daquele lugar no inverno:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigado pelas dicas. foram muito importantes para mim. Ja que iria sozinho em janeiro 2016 e sou fraquissimo em ingles. Vou agora rumo a tromso. Chego la no dia 03 de janeiro e saio no dia 07. Se tiverem algumas dicas e puderem me passar por whats.... 31 9971 4387 meu inst é geraldo_assisveg . Valeu companheiros!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ótimas dicas! Em janeiro passarei uns dias na Noruega, especialmente em Tromsø (chego em Oslo no dia 12/01 e fico até o dia 15/01, daí vou para Tromsø e fico até o dia 20/01), na esperança de conseguir ver a aurora boreal. Infelizmente, a grana está meio curta e não vai dar para visitar Bergen (se bem que acho que nesse caso uma visita no verão seria mais recomendável).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Wow.. apesar de curto o relato foi de tirar o folego.

 

Essa aventura com certeza será contada de geração em geração ::otemo::

 

Pulpit Rock e Aurora estão na minha lista também, mas ja tinha chegado a conclusão que são duas viagens distintas.

 

Valeu pelo post !

 

Abs,

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×