Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
lili_oliveira79

relato Tailândia - 21 dias (incluindo um casamento!)

Posts Recomendados

Olá pessoal!

 

Fui para a Tailândia com meu noivo em abril de 2014, e conseguimos muitas informações úteis aqui! Por isso, resolvemos contribuir com o nosso relato e ajudar os aventureiros a planejar uma viagem maravilhosa para este país incrível! ::love::

 

Para ter uma ideia dos custos (que por sinal são baixíssimos), usamos o site http://www.numbeo.com/cost-of-living/.

Para comprar os vôos internos, utilizamos o http://www.edreams.pt/ (a melhor opção sempre acaba sendo a Air Asia ou a Bangkok Airways, que são as principais).

Para escolher os hotéis, utilizamos os roteiros de viagem (de novo!) para identificar as melhores áreas para hospedagem em cada lugar. Depois pesquisamos no http://www.tripadvisor.com.br/ e no http://www.booking.com/ os hotéis melhores classificados pelos hóspedes. Não economizamos muito nessa parte; aproveitamos que a Tailândia é um país barato para ficarmos em lugares top - o que não conseguiríamos em outros países.

 

Seguem abaixo as nossas impressões:

 

[t3]1) A viagem[/t3]

 

Aproveitamos uma promoção incrível da Delta: ida e volta por R$ 1943,46 com as taxas já inclusas, e com um stopover em New York. O itinerário foi o seguinte:

 

19/04 São Paulo (GRU) – Nova Iorque (JFK)

Vôo Delta 472. Partida 21:00h, chegada em 20/04, 6:11h

 

23/04 Nova Iorque (JFK) – Tóquio (NRT)

Vôo Delta 473. Partida 13:50h, chegada em 24/04, 16:55h

 

24/04 Tóquio (NRT) – Bangcok (BKK)

Vôo Delta 283. Partida 18:50h, chegada 23:45h

 

15/05 Bangcok (BKK) – Tóquio (NRT)

Vôo Delta 284. Partida 6:00h, chegada 14:00h

 

15/05 Tóquio (NRT) – Atlanta (ATL)

Vôo Delta 296. Partida 15:55h, chegada 15:23h

 

15/05 Atlanta (ATL) – São Paulo (GRU)

Vôo Delta 59. Partida 20:26h, chegada em 16/05, 6:50h

 

16/05 São Paulo (GRU) – Brasília (BSB)

Vôo Gol 1684. Partida 10:50h, chegada 12:30h

 

 

[t3]2) Bangkok (de 24 a 28/04)[/t3]

 

Hotel Chillax Resort

Endereço: 274 Samsen Soi 2, Phra Nakhon

Telefone: +6602 629 4400

E-mail: [email protected]

Valor Total: THB 12.000

 

Ficamos neste hotel aí em cima, que fica na parte antiga da cidade, perto da Khao San Road (a rua do agito!), do Museu e dos principais templos. Gostamos muito, tem um café da manhã incrível e banheira de hidromassagem em todos os quartos.

 

Em relação a moeda, vc pode levar dólares. A cada poucos metros vc encontra uma casa de câmbio, e é muito tranquilo comprar os Baths (lembrando que cédulas de US$ 50 e US$ 100 têm uma cotação melhor). No nosso caso, compramos dólares por R$ 2,40, e lá US$ 1,00 comprava em média 31 BHT. Pra vc ter uma ideia dos dos preços que pagamos em reais, pode usar a cotação de R$ 13,00 para 1 BHT.

 

Chegamos na noite de 24/04, e tiramos o dia seguinte para descansar. Na noite de 25 tínhamos comprado no Brasil os ingressos para um jantar e um show, chamado Siam Niramit (http://www.tripadvisor.com.br/Attraction_Review-g293916-d656519-Reviews-Siam_Niramit-Bangkok.html, 3700 BHT para duas pessoas). Porém, o lugar é bem longe do hotel, e no trânsito caótico de Bangkok tivemos dificuldade em encontrar um motorista de táxi para nos levar até lá. Conclusão: perdemos o jantar, mas o show foi bacana.

 

Ainda sobre os táxis, é bem difícil encontrar um motorista disposto a fazer uma corrida usando o taxímetro. Eles preferem cobrar um valor fixo, para assim ganhar muito mais dinheiro. Se vc tiver disposição, seja insistente, e dispense os motoristas que não quiserem o taxímetro.

 

Para os 3 dias seguintes contratamos um guia (http://www.tripadvisor.com.br/Attraction_Review-g293916-d1798690-Reviews-Thai_Private_Tour_Guide-Bangkok.html) e não nos arrependemos. Achamos essencial, porque é raro encontrar pessoas que falem inglês, e como o alfabeto deles é diferente do nosso, nos sentimos analfabetos.

 

No dia 26 pagamos 4500 BHT e visitamos os templos (Grande Palácio, Templo do Buda de Esmeralda e o Templo do Buda Deitado), passeamos de barco pelo Rio Chao Phraya, fomos ao Mercado de Flores (que funciona 24h por dia), ao Chatuchak Weekend Market (que só funciona nos finais de semana).

 

No dia 27 pagamos 6900 BHT e viajamos até o Maeklong Railway Market (um mercado incrível que funciona sobre os trilhos de um trem!) e o Floating Market Damnoen Saduak (o mercado flutuante mais famoso da Tailândia). Depois voltamos a Bangkok e visitamos o bairro de Chinatown e o Sampheng Market.

 

A noite fomos na Khao San Road, que é imperdível! É uma rua cheia de restaurantes, barraquinhas que vendem de tudo (inclusive insetos fritos!!), casas de massagem e muitos turistas! É realmente muito legal!

 

No dia 28 também pagamos 6900 BHT e viajamos até Bang Pa-In, que é o palácio de verão da família real, e até Ayutthaya, que era a capital do país até ser destruída pela Birmânia, onde visitamos algumas ruínas e passeamos de barco ao redor da cidade histórica (achamos que este passeio de barco não valeu a pena, pois já o havíamos feito em Bangkok, que é muito mais interessante).

 

Do que tínhamos planejado para Bangkok apenas não conseguimos ver o Templo do Buda de Ouro, previsto no dia 27, e nem sair para tomar um chá da tarde (o que é bem tradicional por lá). Estava muito, muito quente, e não estávamos aguentando. Aliás, quando vc for, evite esta época (abril-maio), pois são os meses mais quentes (e acredite: é muito muito muito quente, mesmo para os padrões do Brasil).

 

[t3]3) Chiang Mai (29 e 30/04)[/t3]

 

29/04 Bangcok (DMK) – Chiang Mai (CNX)

Vôo Air Asia FD3433. Partida 12:50h, chegada 14:00h

Valor: 2.210, 42 BHT (para 2 pessoas! Super em conta)

 

Sleep Guesthouse

Endereço: 26/1 Moon Muang Road Soi7 Tambon Sripoom Ampur Muang

Telefone: +66896359750

E-mail: [email protected]

Valor Total: THB 1.980

 

Viajamos para Chiang Mai, no norte do país, com o principal objetivo de visitar a Patara Elephant Farm (vou falar dela daqui a pouco). Ficamos neste hotel aí em cima, e adoramos; ele é bem simples, mas o John e sua esposa nos trataram tão bem, que sentimos como se estivéssemos visitando nossos amigos.

 

Aproveitamos a tarde do dia 29 para visitar um templo (Wat Phra That Doi Suthep), que fica no alto de uma montanha. Lá é bem bonito e dá pra ter uma vista panorâmica da cidade.

 

E sobre a cidade, é bem diferente de Bangkok: bonita, organizada, tranquila. Adoramos conhecê-la!

 

Passamos o dia 30 na Patara, que é uma fazenda onde são criados elefantes. O passeio custou 5800 BHT por pessoa, e acredite: foi sensacional. Um dos melhores passeios que fizemos na Tailândia. Cada um de nós cuidou de um elefante como se ele fosse nosso: verificamos a sua saúde, demos água, comida, passeamos na montanha sobre ele, e no final demos um banho. Aprendemos sobre os elefantes, e tivemos um almoço divino (talvez o melhor que tivemos no país). E de quebra, ganhamos um CD e um DVD com fotos profissionais e alguns vídeos do passeio. Foi inesquecível!!

 

 

[t3]4) Railay Beach (01 a 03/05)[/t3]

 

01/05 Chiang Mai (CNX) – Krabi (KBV)

Vôo Air Asia FD 3074. Partida 12:50h, chegada 14:55h

Valor: 8.294.40 BHT (para 2 pessoas)

 

Sand Sea Resort

Endereço: 39 Moo2 Ao Nang, Muang, Krabi, Railay Beach, 81000, Tailândia

Telefone: +6675819463

E-mail: [email protected]

Valor Total: THB 10.500

 

Depois da muvuca de Bangkok e do passeio com os elefantes, viajamos para o sul, para enfim conhecer as praias paradisíacas! Estávamos muito ansiosos...

 

Pegamos um vôo para Krabi, e do aeroporto pegamos um ônibus, com a intenção de chegar em Railay Beach. As pessoas não falavam inglês e tivemos dificuldade de comunicação. Nas nossas pesquisas, lemos que era necessário ir até o pier de Ao Nang, e dali pegar um barco para Railay; porém, quando dissemos que íamos para Railay, nos orientaram a descer do ônibus em uma parada (acho que o lugar é chamado Wang Sai, mas não tenho certeza porque quase tudo lá estava inscrito no alfabeto tailandês, e não entendíamos nada). Compramos um ticket para Railay, e esperamos até por volta de 17:30h, quando o nosso "barco" chegou.

 

A maré estava baixa, e tínhamos que andar uns 200 metros mar adentro, até o barco, carregando toda a nossa bagagem (eram aproximadamente 40 kg). E com a água na altura de nossas cinturas! O barco era o long tail boat, bem tradicional na Tailândia; ele é pequeno, e estava lotado de gente e de bagagens. Fomos até Railay, com a água do mar batendo nas malas, onde tivemos que descarregá-las na areia.

 

Foi o momento de maior stress da viagem. Mas, superada a tensão, o pôr do sol e a paisagem eram sensacionais. Depois descobrimos que o pôr do sol é realmente um espetáculo imperdível por aquelas bandas.

 

Ficamos no hotel que eu citei ali em cima. A localização é a melhor da praia, mas não gostamos muito. O staff era bem antipático. A apresentação do café da manhã deixava a desejar e o nosso bangalô era mal conservado. Os funcionários são muçulmanos e por isso não vendem bebidas alcólicas (nem uma cervejinha sequer!).

 

A área de Railay é bem pequena. Railay West Beach é o lado mais bonito, de onde se vê o pôr do sol. Railay East é o lado oposto, onde há mangue e um pequeno pier; lá também está um dos melhores restaurantes de culinária tailandesa: Mom`s Kitchen (o lugar é meio esquisito, mas a comida é deliciosa!). Pranang Beach é onde há algumas cavernas (inclusive uma bem famosa por algumas "oferendas"). Ton Sai Bay Beach é a única em que eu não fui. Ah! Lá não tem veículos!

 

Lá tem algumas opções de passeios (todos de barco), sendo os principais Hong Island e 4 Islands. Eu queria ter feito o passeio privado, onde contrataríamos um barco só pra nós dois, mas meu noivo ficou iludido com a informação de que os passeios coletivos contavam com guia e refeição... e acabamos fechando a segunda opção.

 

No dia 02 fizemos um passeio por 7 Ilhas, com o pôr do sol em uma delas (porque o passeio de 4 Islands estava lotado), com algumas paradas para snorkel no caminho, finalizando o dia com um show de fogos. Não posso dizer que foi ruim... não tinha taaaanta gente (as pessoas preferem fazer os passeios mais cedo, e esse era a tarde), o nosso guia era divertido e encontramos um casal de brasileiros simpáticos. O almoço foi beeem mais ou menos, servido na areia da praia sem qualquer estrutura. E em relação ao guia, bem... ele nem dava muita informação.

 

No dia 03 fizemos Hong Island, e foi terrível!! Uma lancha lotaaada, com horários rígidos para entrar e sair do barco. A parada para almoço foi um inferno! A praia era muito pequena, lotada de barcos e de gente, almoço servido novamente sem qualquer estrutura, e não havia espaço na areia para todo mundo. Uma verdadeira farofada!! Detestei!!! Se tivéssemos contratado um passeio privado certamente a experiência teria sido outra.

 

[t3]5) Ko Phi Phi (04 a 07/05)[/t3]

 

Phi Phi Island Cabana Hotel

Endereço: 58 Moo7 Tambol Ao-nang Amphur Muang

Valor Total: US$ 379,50

 

No dia 04 viajamos para a famosa Ko Phi Phi! Pegamos um long tail boat (beeem mais tranquilo que a chegada em Railay) e depois um ferry.

 

Ficamos neste hotel aí em cima, e gostamos muito. O quarto tinha um tamanho legal, com uma vista incrível. A piscina é bacana e o staff é bem melhor que o de Railay. E a localização é a melhor de Phi Phi, com acesso às duas principais praias da ilha. Também não há veículos aqui, e passeamos por toda a ilha no cair da tarde.

 

No dia 05 não nos sentimos bem, e tivemos que passar o dia todo deitados, a base de água e frutas. Acho que aqui começamos a enjoar da culinária tailandesa, normalmente bem condimentada, apimentada e agridoce.

 

No dia 06 melhoramos, mas preferimos ficar na piscina do hotel, com comidinhas leves.

 

No dia 07, já recuperados, fizemos o full day, um passeio de barco por toda a região. Desta vez, um passeio privado, e foi ótimo! Adoramos!!! Neste passeio conhecemos Maya Bay e fizemos um snorkel incrível em Loh Samah e em Mosquito Island.

 

Nesta noite conseguimos ver o show de fogos no Carlitos Bar. Bem legal! Os caras fazem coisas inacreditáveis!

 

[t3]6) Ko Samui (08 a 13/05)[/t3]

 

08/05 Krabi (KBV) – Ko Samui (USM)

Vôo Bangkok Airways PG 266. Partida 13:45h, chegada 14:35h

 

Zazen Boutique Resort & Spa

Endereço: 177 Moo 1, Tambon Bophut, Koh Samui, Suratthani Bo Phut Beach, 84320, Tailândia

Telefone: +6677247468

E-mail: [email protected], [email protected]

Valor Total: THB 35910

 

Depois de conhecer a costa oeste, partimos para a costa leste, que é bem diferente. Nada daqueles grandes rochedos famosos, que são a primeira imagem que nos vem a mente quando pensamos na Tailândia, e que só há na costa oeste.

 

Ficamos neste resort acima, e foi incrível. Todo o staff é suuuper atencioso, o nosso bangalô era super bacana e o todo o espaço ocupado pelo resort era repleto de uma natureza exuberante. E pra ajudar, na areia da praia.

 

Foi este o local escolhido para celebrarmos nosso casamento (sim, nos casamos na Tailândia!) e não nos arrependemos. Logo no dia 08 tivemos uma reunião com a nossa wedding planner, uma filipina que cuidou de tudo pra nós, onde esclarecemos os últimos detalhes. Havíamos fechado o pacote no Brasil mesmo, algumas semanas antes; foi super fácil e tranquilo (muito mais do que organizar um casamento no Brasil, pode acreditar!). Eles são muito profissionais.

 

No dia 09 tivemos uma reunião com o nosso celebrante, um americano chamado Paul Rambo, super adorável. A tarde o resort ofereceu um tour pela ilha, em virtude de um casamento que seria celebrado ali. O tour foi legal para termos uma visão geral do lugar, que ao contrário de Phi Phi, é bem grandinha. Fomos numa rua de compras, em Na Muang, onde há algumas cachoeiras (e onde vimos elefantes acorrentados, o que partiu nossos corações!). Visitamos o templo Wat Khunaram, onde há um monge mumificado, Hin Ta - Hin Yai (local onde há rochas que têm similaridade com os órgãos sexuais masculino e feminino), e o Big Buda (estátua com 17 metros). Demos uma passadinha também em um view point, onde se pode ter uma vista privilegiada da praia.

 

A noite fomos na Vila dos Pescadores, lugar super animado cheio de restaurantes e barraquinhas vendendo de tudo. Lá também encontramos insetos fritos! Depois descobrimos que o lugar é movimentado nos finais de semana. Vale a pena ir!

 

No sábado, dia 10, ficamos o dia todo no resort. Lá era tão bacana e estava tão quente que nem tínhamos vontade de sair. No final da tarde saímos para fazer as minhas unhas para o nosso casamento (foi um fiasco! Horrível! Tive que consertar no resort no dia seguinte) e para jantar no Full Moon, restaurante bem famoso por aquelas bandas. O jantar foi legal, o lugar é bem bonito, mas confesso que ver uma barata próximo a nossa mesa quebrou o clima...

 

Dia 11 foi o dia do nosso casamento! Foi tudo incrivelmente lindo!!! Começamos com uma sessão de aromaterapia. Depois fui para o nosso bangalô, onde uma manicure, uma pedicure e um cabeleireiro e maquiador me deixaram linda!! Enquanto isso, meu noivo estava descansando na piscina, e depois se arrumou em outro quarto.

 

Por volta das 17h saí do quarto, e fui caminhando para a praia, que estava toda decorada com flores rosas, brancas e roxas, como eu havia escolhido. Meu buquê era divino, coincidentemente da cor do meu sapato! Caminhei por uma plataforma até meu noivo e o celebrante, sob o som de música tailandesa. O celebrante disse umas coisas lindas (em inglês), depois cada um de nós leu seus votos (em português), nossas alianças foram abençoadas e depois trocadas.

 

Saímos juntos ao som da música "As coisas tão mais lindas", do Nando Reis, escolhida por mim, e assinamos o certificado do casamento. Depois plantamos uma árvore e fizemos uma sessão de fotos no pôr do sol com o fotógrafo que nós contratamos e que estava registrando o evento.

 

Tivemos uma pequena pausa, até o jantar, servido em uma estrutura na areia da praia. O casal que se casou na sexta deixou-nos uma garrafa de espumante de presente! Achamos tão gentil!!

 

Ficamos ali, naquele ambiente lindo e delicioso, com o jantar incrível feito especialmente para nós. A minha vontade era que aquela noite não acabasse! Foi demais! Com palavras não é possível expressar o quão sublime foi aquele momento.

 

Gostamos tanto, tanto, tanto, que até cogitamos voltar lá, um dia, para renovar nossos votos. Foi uma experiência indescritível, um momento só nosso.

 

E nosso bangalô foi todo decorado! Ficou fofo!!!

 

No dia 12 ficamos descansando e curtindo o resort, e a noite voltamos na Vila dos Pescadores, bem diferente da primeira vez em que estivemos ali. Vazia, sem movimento.

 

Queríamos ir a Ko Tao, e dia 13 fizemos um passeio de snorkel lá. Foi o melhor snorkel da viagem; estávamos em 6 passageiros, sendo 4 no snorkel e 2 para mergulhar. Nosso guia era super atencioso e fazia questão de nos repassar informações e de nos mostrar as maravilhas do mar, além de gentilmente se oferecer para tirar fotos nossas. Vimos um filhote de tubarão, um lagarto, uma tartaruga, além de vários cardumes de peixes coloridos e até um cardume de lulas!

 

O almoço, surpreendentemente bom, foi servido no barco.

 

Teria sido perfeito se eu tivesse usado protetor solar... ::toma::

 

[t3]7) Bangkok (14 a 15/05)[/t3]

 

14/05 Ko Samui (USM) – Bangkok (BKK)

Vôo Bangkok Airways PG 134. Partida 12:45h, chegada 13:50h

Esse vôo e o anterior custaram, juntos, 8.210 BHT.

 

Novotel Suvarnabhumi Airport Hotel

Endereço: 999 Suvarnabhumi Airport Hotel Building, Moo 1, Nongprue, Bang Phli, Sumutprakarn

Lat Krabang, 10540, Tailândia

Telefone: +6621311111

E-mail: [email protected],

Valor Total: THB 4.488,75

 

Saímos de Ko Samui rumo a Bangkok, para iniciar a maratona de volta pra casa.

 

Ficamos em um hotel do aeroporto, que por sinal é muito bom, e fomos no incrível Sky Bar, o bar aberto mais alto do mundo, que serviu de cenário para o filme Hangover 2! A chegada lá já é impressionante pela classe do lugar, e a vista, lá de cima, simplesmente nos deixou sem palavras! Sensacional!!!

 

As bebidas no bar são caríssimas, mas vale demais a pena a ida até lá para se ter aquela vista. Até porque o consumo ali é opcional.

 

Se vc estiver nadando no dinheiro, pode jantar no Sirocco, que fica bem ao lado do Sky Bar! :)

 

Foi uma ótima forma de nos despedirmos de Bangkok! E ainda jantamos em um restaurante ali perto, super bacana! Adoramos!

 

Bem... na verdade adoramos tudo!! Acho que vc pode medir pelo número de vezes que eu escrevi "incrível" ou "sensacional" :)

 

É uma viagem longa e cansativa, não há como negar, mas é uma experiência única e inesquecível.

 

Bem... espero ter ajudado!

 

Boas viagens pra todos nós! ::otemo::

598dc4d15c7f0_iPhone690.JPG.993870b2530f7fcd143eb32a525663d9.JPG

598dc4d1aff30_iPhone935.JPG.6617d3210c3f3e76208f774be77ce5a6.JPG

598dc4d35b07e_Canon307.JPG.6dd432beee3f0d70573efdeaecaabc3f.JPG

598dc4d45f3c5_Rosa1220.JPG.74ac005972db27aa113ea4083b9acf3f.JPG

598dc4d520a3e_Azul1010.JPG.8a3e48a027e7535547a871bf6e093333.JPG

598dc4d5d84be_Azul1148.JPG.24ca6b5ed98fd6e44b796d8a7db23b51.JPG

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Lilli, td bem? Vc sabe me dizer qual foi o custo total da viagem em reais? E o custo com guia? As passagens internas vcs compraram aqui no Brasil ou lá na hora? Obrigada

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Carla! Tudo bem? Desculpe a demora!

Com os serviços de guia por 3 dias em Bangkok gastamos 18300 bahts (com US$1 vc compra aproximadamente 33 bahts, pra vc ter uma ideia). Compramos todas as passagens e reservamos todos os hotéis do Brasil.

Em relação aos gastos totais, ficaram próximo de R$ 25.000,00 para duas pessoas, incluindo a estadia de 4 dias em Nova Iorque (que é muito cara!) e o pacote de casamento que escolhemos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Lili, tudo bem?

Excelente relato. Viu, vc acha que é possível organizar o casamento lá mesmo?

 

Obrigado

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Oliv.ph!

 

Só vi sua pergunta hoje!

Caso ainda precise da resposta, acho que é possível contratar o casamento estando lá, porém é prudente fazê-lo com certa antecedência. No meu caso, comecei a pesquisar com 2 meses de antecedência, e fechei tudo um mês antes da data escolhida. O resort que eu escolhi é muito procurado e não tinha disponibilidade no período que eu queria; por sorte acabamos conseguimos um bangalô.

Tem uma série de profissionais envolvidos (wedding planner, celebrante, dançarinas, fotógrafo, etc) e é necessário que eles estejam liberados na data que você escolher.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Olá Lili... Tudo bem? Pode me passar o contato que organizou seu casamento?

 

Oi Gleice! Meu casamento foi organizado pela Rio Rose, uma funcionária do Resort Zazen. A comunicação com ela foi através do email [email protected]. Enviei mais algumas informações para o seu email!

Se tiver alguma dúvida é só me escrever!

 

Abraços!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

Entre para seguir isso  

×