Ir para conteúdo
marcos.oliveira

Tailândia 2015, stopover de 4 dias em Dubai. 27 dias incriveis

Posts Recomendados

Olá galera,

Vou tentar dar minha contribuição para quem esta planejando viajar para este país maravilhoso que é a Tailândia, antes de partir eu pesquisei alguns relatos aqui que foram de grande importância, então nada mais justo que eu compartilhar minha experiência, as vezes meu relato pode ter algum detalhe que possa ser útil para alguém. Qualquer crítica, sugestão ou dúvida é sempre bem vinda, não tenho costume de fazer relatos, nem de planejar muito minhas viagens.

 

Viajei com meu irmão, ele é cadeirante, não tem movimentos da barriga para baixo, em um primeiro momento tivemos certo receio, dúvida, mais preocupação mesmo, até pelo país que iriamos visitar, e ele nunca saiu do Brasil também, mais nada que nos desanimasse. Decidimos a viagem bem em cima da hora, compramos passagem com 2 semanas de antecedência, sem planejar nada, o que tínhamos eram algumas idéias dos lugares que queríamos conhecer e mais nada, e então no dia 26 de janeiro de 2015 começou nossa aventura.

 

26/01/2015 - 27/01/2015 - Belo Horizonte - São Paulo - Dubai

 

Saímos de BH dia 26 à noite, escala de 3 hrs em SP, então pegamos o voo da Emirates direto à Dubai, na verdade não tinhamos muito interesse em ir para Dubai, porém teríamos que passar la de todo jeito, então por que não ficar la um pouco, e conhecer um pouco da cidade, até também para descansar da longa viagem de 14 hrs, pois depois eram mais 6 hrs ate Bangkok. Decidimos ficar 3 dias la. Para entrar em Dubai é necessário visto, que é bem tranquilo de tirar se estiver viajando pela Emirates, basta pagar 70 dolares e enviar cópia do passaporte, tudo feito pelo site da companhia, em 2 dias o visto chega no e-mail.

Chegamos em Dubai dia 27 à noite, aeroporto enorme, mais bem tranquilo de se locomover, tudo muito bem organizado, rapidamente já fomos pegar o táxi para ir para o hotel, que ficava à uns 25 min do aeroporto, pagamos 42 dirham pela corrida, 1 dirham se bem me lembro era equivalente à 0,78 reais, e ainda dividimos o táxi com 2 brasileiras, gente finíssima, que conheci anteriormente pela internet e estavam no mesmo voo e iriam se hospedar no mesmo hotel. Ficamos hospedados no Dubai Deira Hotel, até bom, caro, pagamos cerca de 220 reais a diária, quarto duplo, café da manhã era a parte e bem caro. Chegamos no hotel super cansados da longa viagem, então fomos dormir.

 

28/01/2015

Acordamos ja era mais de meio dia, tomamos aquele banho, e fomos almoçar no restaurante do hotel mesmo, pedimos uma cerveja ao garçom e ele assustado respondeu, "no, no beer, no alcohol, no", :shock: então bebemos um orange juice mesmo e fomos procurar o que fazer. Como já era bem tarde resolvemos pegar um tx e ir até o Dubai Mall, shopping gigante, demos algumas voltas por la, fomos no aquário gigante que tem la, na cascata, tinha de tudo, então fomos para o lado de fora, onde fica a fonte, e o imponente Burj Khalifa, maior prédio do mundo, tem outro prédio tambem bem bacana que nao recordo o nome, ali era um dos principais cartões postais da cidade, assistimos o tal show da dança das águas, até legalzinho, começava as 18hrs e ia ate 21hrs, acho que era de meia em meia hora que tinha, não tenho certeza, mais ai comemos um subway por ali e voltamos ao hotel.

 

29/01/2015

Neste dia acordamos cedo, já tomamos o café, e fomos pedir algumas dicas ao pessoal do hotel, fechamos então dois passeios para este dia, um city tour pela cidade e um safari pelo deserto, então às 9 horas o cara do tour buscou nós no hotel, um indiano peça rara numa van, e então seguimos para o tour, passamos pelos principais pontos turísticos de Dubai, começando pelo Dubai Museum, depois uma loja de souvenirs e antiguidades, a tal da palmeira, hotel Atlantis, ficamos um pouco na Jumeirah beach, de frente para o Burj Al Arab, outro cartão postal da cidade, e mais alguns lugares, terminando no Dubai Mall, bem corrido o passeio, mais não se tinha muita coisa pra fazer também, era mais pra conhecer um pouco, tirar umas fotos. Então voltamos para o hotel, ja era 14:30 e o cara do safari ia buscar a gente as 15:00, mais atrasou e deu tempo de almoçarmos tranquilos, logo depois de enchermos a barriga ele chegou e já partimos para o safari, o carro era uma toyota tipo hilux, não me lembro o nome. Esse passeio sim foi bacana, ele vai para o deserto fazer um rallye pelas dunas, bem legal, toda hora pensava que iriamos capotar, mais o paquistanês mandava bem no volante, ai depois ele para parou para descansarmos no meio do deserto, e tirarmos fotos, então seguimos adiante, mais dunas, mais saculejo, estavamos indo para um acampamento de beduínos, la ia ter um jantar árabe e tudo, quem quisesse podia dar uma voltinha de camelo, ficar vendo o pôr do sol, comprar lembrancinha, tomar uma bebida la que nao lembro o nome, depois rolou umas apresentações de dança, e então o jantar, curtimos bastante o passeio, tarde da noite voltamos para o hotel, muito cansados.

 

30/01/2015

No dia anterior havíamos comentado com o doidão da recepção do hotel que estavamos querendo ir pra Abu Dhabi, mais não chegamos a fechar nada pois estávamos pensando em alugar um carro e ir por conta própria, e então era 6 da madruga o cara ligou pro quarto perguntando se nos iamos querer fazer o passeio para Abu Dhabi, morto de sono, respondi que não e voltei a dormir, pensei; umas 8 hrs acordamos, alugamos um carro e partimos, p... nenhuma, acordamos meio dia, não dava mais tempo de nada, daí ficamos no hotel, fomos na piscina, ficamos la de bobeira até a noite. Chegou a noite pesquisamos umas baladas na internet no hotel, pegamos um tx e fomos para a boate da Armani la, na porta la, só ferrari, lamborguini, e tudo mais, e nós de camisa polo e tênis pensando que ia entrar, só com reserva, sorte nossa pois devia ser caro pra dana. Então demos uma volta por ali mesmo já com a cabeça na Tailândia, Dubai não nos convenceu, mais claro que não arrependemos de ter ido, cada um tem um gosto, tenho amigos que foram e amaram, na minha opinião 3 ou 4 dias são suficientes, não há muito o que se fazer. Voltamos ao hotel pois no próximo dia cedo iríamos pegar o voo para Bangkok, agora o trem ia ficar bão.rs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

31/01/2015

 

Por volta de 11 hrs pegamos o voo para Bangkok, chegando no aeroporto, aquela confusão, tanto de gente, fila pra passar no health control, obrigatório para brasileiros levar o cartão internacional de vacina, febre amarela, depois mais uma longa fila na imigração, e depois outra para pegar táxi. A primeira impressão de Bangkok não foi muito boa, muita gente, muita fila, muito calor, mais ai conseguimos pegar um táxi para o hotel, que ficava na Kaoh San Road, uns 50 min do aeroporto, li em vários relatos que os taxistas la não costumavam ligar o taximetro e cobravam bem a mais, então assim que entramos no tx ja pedi para ligar, o motorista se recusou, começou a falar um tanto de coisa, misturando tailandês com inglês, e nós não entendemos nada, mais insistimos para que ligasse o taxímetro, nisso ele tentava negociar, começou cobrando 800 bath e já tinha baixado para 500, mais mesmo assim insistimos e ele acabou ficando sem paciência e ligou, depois até estavamos conseguindo conversar com ele, e o cara era gente boa, chegando la, a corrida deu 280 bath, e acabamos dando mais uns 50 para ele. Foi a única vez que tive problemas com esse negócio de não ligarem o taximetro, meu conselho é neste caso, tentar argumentar ao máximo para ligarem, se o motorista não quiser ligar de jeito nenhum, tente chegar em um preço justo, aconteceu com uma amiga de o motorista não aceitar ligar de jeito nenhum, tentou negociar, ela insistiu e ele mandou descer do taxi, no meio de uma avenida que não tinha nada, as vezes se está cansado da viagem, a fim de chegar logo ao hotel e não quer se estressar o melhor a fazer é tentar chegar em um acordo.

Chegamos na famosa Kaoh San Road, onde ficava nosso hotel, que lugar era aquele, muita gente, rola umas barraquinhas, uns bares, galera se divertindo, ali começávamos a gostar da Tailândia, já deixamos as mochilas no hotel e fomos pra rua, muito calor, mais nada insuportável, ai já compramos a tal da chang, cerveja tailandesa, boa mais nunca tinha um gelada o suficiente, e ficamos na rua la bebendo, vendo o movimento, comemos um pad thai muito bom, neste dia não arriscamos comer os insetos, escorpiões. E por ali ficamos ate de madrugada.

Com relação ao hotel, o nome era RIkka Inn, ficava localizado no meio da muvuca da Kaoh San, para quem curte um agito eu recomendo, não me lembro do preço mais lembro que era barato, quarto com ar condicionado, limpo, nada a reclamar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

01/02/2015

 

Pra variar acordamos tarde, ressaca danada, e ja fomos pra rua comer, fizemos amizade com uns alemães la, tomamos umas para reanimar e encontramos com umas brasileiras, que conheci antes também pelo mochileiros mesmo, ficamos na Kaoh San a tarde toda curtindo, à noite cismamos de ir no tal do Ping Pong Show, kkkk, o tailandês do tuk tuk cobrou 5 baths de cada pra nos levar, eu, meu irmão, 3 amigas brasileiras e uma amiga delas, claro tivemos que ir em 2 tuk tuks, dei um jeito de colocar a cadeira do meu irmão e la fomos nós. Não sei como é permitido o tal tuk tuk, segurança 0, e anda numa velocidade considerável no meio dos carros, mais é até legal. Então, o tal do ping pong pompoarismo, é um pouco longe, um lugar meio estranho, chegando lá tivemos que pagar 400 baths pra entrar, la dentro tem um palco no centro e as mulheres apresentam seus números, e que números, rsrsrs, trash total, só vendo, elas jogam ping pong, fumam, assoviam, fazem lançamentos, e mais algumas coisas nada sensuais, mais acho que tem que ir pra ver. No final do show, voltamos pra kaoh San, e por la ficamos até de madrugada novamente, oh lugar.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

02/02/2015 - Partindo pra Kho Phangan

 

Neste dia tínhamos programado ir para o sul da Tailândia, para a ilha Koh Phangan, já haviamos comprado as passagens, fomos pela companhia aérea tailandesa Nok Air, pagamos mais ou menos 200 dolares para 2 pessoas, um pouco caro pois compramos com pouca antecedência, amigas nossas pagaram quase a metade. Essa passagem inclui o trecho aéreo, um trecho de onibus e de depois um ferry, é bem demorado, saimos de Bangkok era 12 hrs e chegamos em Koh Phangam à noite, umas 19 eu acho, ficamos hospedados no hostel Blessing Backpackers, muuuuito bom, caro por ser um hostel, 850 baths a diária, mais é também por causa da famosa Full Moon Party que seria no dia seguinte, aliás fomos pra essa ilha por causa dessa festa mesmo, considerada uma das melhores do mundo.

Assim que chegamos ao hostel já saímos para comer e tentar conhecer um pouco da região, fomos ao mercado, comemos nas barraquinhas mesmo, o tal do pad thai. Tem que ter coragem para comer nas barraquinhas na rua, rs, da medo, rs.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

03/02/2015 - Full Moon Party

 

Acordamos cedo, tomamos café no hostel, e fomos procurar o que fazer, neste momento ja éramos uns 7 brasileiros, alguns que conhecemos na internet, outros encontramos la, uma argentino ainda se juntou a gente. Decidimos alugar um carro, saia bem mais barato que andar de táxi, 2 brasileiros que encontramos la tinham alugado motos e foram atras de nós, pessoal todo muito bacana, então demos uma voltas de vitarinha pela ilha, fomos em uma cachoeira e em uma praia la bem bonita, não lembro o nome, normal né, ficamos por la curtindo até tarde, para então voltarmos e preparar para A Festa.

Nosso hostel ficava de um lado da ilha e a festa acontecia do outro lado, mais não era problema, havia varios taxis pra levar o pessoal, os taxis são caminhonetes, a galera vai toda na carroceria, antes da festa rolou um pré full moon organizado pela dona do hostel, Sopha, gente boa ela, o rango era liberado, comida tailandesa e um churrasquinho la muito bom, galera se interagindo, gente de todo canto do mundo, todo mundo pintando os rostos, braços e tudo mais.

A festa foi muito boa, muita gente, muita mulher bonita, de tudo quanto é canto, galera só querendo se divertir, não vi nenhuma confusão, todo mundo muito louco, claro que rola drogas e tudo mais é cada um curtindo na sua, em um momento la perdemos da galera, ficou só eu e meu irmão, mais sempre aparecia alguém trocando idéia com nós, dando maior moral e tudo, realmente foi a festa, ficamos por la até o nascer do sol.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

04/03/2015

 

Ressaca, ressaca, ressaca. Fomos dormir devia ser umas 9 da manhã, loucura, dormimos o dia todo. acordamos a noite só para comer e tomar uma cerveja para arrebater, depois cama de novo.

Minha opinião sobre a festa; eu gostei muito, tem gente que cria uma expectativa muito grande e acaba de certo modo se decepcionando um pouco, não foi meu caso, claro que podia ser melhor e tudo mais curti bastante, li relatos sobre andar descalço la, que não era bom por causa de garrafas na areia, cortar o pé, não vi problemas, muita gente descalça e de boa. Se vale a pena ir à Full Moon Party, claro que vale.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

05/03/2015

 

A idéia era ja partir para Koh Tao, ilha proxima à Koh Phangan, porém acabamos não indo neste dia, as meninas foram cedo pois elas iriam fazer um curso de mergulho la, eu e meu irmão ficamos com preguiça de levantar cedo e arrumar mochila e resolvemos esperar o barco que sairia à tarde, mais quando fomos comprar descobrimos que tava tudo lotado, so tinha barco para o proximo dia. O jeito foi ficar relaxando ali por mais um dia, fomo até a praia, demos umas voltas pela cidade, fomos em uns barzinhos à noite e voltamos para o hostel.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

06/03/2015

 

Acordamos cedo para pegar o primeiro barco para Koh Tao, Sopha, dona do hostel, nos levou até o píer, muito gente fina ela. Não demorou muito ja estavamos la, a maioria da galera que vai pra Koh Tao é para mergulhar, fazer curso, pois la é muito barato, e tem muitas escolas de mergulho, o curso tinha uma duração de 4 dias, mais eu e meu irmão estavamos planejando fazer um dia só, o tal do batismo que o pessoal fala, ai fomos em algumas escolas procurar saber como seria para meu irmão mergulhar, se seria possível, algumas escolas toparam mais disseram que seria um desafio pois seria a primeira vez. Ai resolvemos fazer e agendamos o mergulho para um dia depois. Então fomos procurar um hotel para ficar, ficamos perto do píer mesmo para facilitar, Ananda Villa, o nome do hotel, muito bom, e não era caro, depois fomos comer e conhecer um pouco da ilha. Há noite encontramos as meninas, fomos jantar, cervejinha e depois de volta para o hotel.

 

07/03/2015

 

Fomos conhecer um pouco da ilha, conhecer as praias, os lugares mais bonitos, ficamos o dia todo passeando por la, ai pensamos se íamos sair à noite, pois no outro dia cedo era o mergulho, meu irmão gosta é da noite, de festas, me convenceu a ir procurar alguma balada, então procuramos saber os melhores bares, melhores festas, e fomos para em uma festa muito louca em um resort na beira da praia, lotada, galera louca, pessoal pulando na piscina pelado, rs, dançando em volta da piscina, na praia, loucura loucura. Mais o resultado disso tudo foi muito alcool, ao amanhecer estavamos chegando no hotel e o mergulho acabou ficando de lado, menos mal que ainda não tinhamos pago.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

08/03/2015

 

Acordamos bem tarde, ressaca danada, quando acordamos fomos a praia, comemos, bebemos passeamos pela ilha, compramos os tickets para Phi Phi.

 

09/03/2015

 

Partimos pra Krabi, essa viagem foi demorada e cansativa, trajeto de ferry até o píer surati thani, depois pegamos um onibus, e ai até chegar la foi bem demorado, chegamos no final do dia, assim que descemos do onibus, não sabiamos onde estavamos nem onde iriamos. trocamos uma ideias com o pessoal la e resolvemos ir pra Ao Nang, na avenida principal la, onde ficavam a maioria dos hotéis. deixei meu irmão tomando cerveja em um bar e fui procurar hotel pra gente se hospedar, dificuldade era achar um com elevador, mais depois de muitas tentativas encontrei, aonang eco inn, muito bom hotel, quarto grande limpo, ótimo custo benefício. Fiz o check in e voltei para o bar, ficamos por la um tempo e voltamos para o hotel para descansar.

 

10/03/2015

 

Acordamos cedo e fomos procurar o que fazer, decidimos pegar um long tail e ir até railay beach, uma praia muito bonita e até perto, o long tail é aquele barquinho típico da Tailandia, apesar de ser bem simples foi mais facil de meu irmao acessar, eu carregava ele e colocava o no barco e depois pegava a cadeira de rodas, o caminho até la tem um visual muito bacana, chegamos a praia bem rapido, muito bonita a praia, ficamos la o dia todo, conhecemos um casal de brasileiros que morava na Australia e ficamos com eles la. Voltamos no final do dia e pegamos um maravilhoso por do sol, e por ali ficamos admirando aquele momento mágico. à noite fomos jantar comida tailandesa e depois ja fomos direto para uma festa la, e como sempre ficamos ate a manhã do outro dia na gandaia.

 

11/03/2015

 

Neste dia meu irmão não aguentou nada, bebeu todas na noite anterior, e ficou deitado o dia todo, eu dei umas voltas pela cidade, fui a praia e claro não deixei de assistir o espetacular por do sol de la. à noite voltei para o hotel e fui com meu irmão jantar, aproveitamos e passamos em uma loja de tours pesquisar uns passeios para o proximo dia, eu tinha ouvido falar de uma ilha chamada koh Hong, então perguntei à atendente, ela me mostrou alguns passeio que iam pra la, de lancha e tudo mais, só que quando mencionei com ela que meu irmão era cadeirante ela falou que não daria para ir, pois a ilha era longe e de difícil acesso, pois tinha que descer em um tipo de espuma sobre o mar la e bla bla bla, e seria dificil para ele, eu questionei, falei que davamos conta, mais ela não deu muita confiança não, até ligou para o dono da lancha la, ele ficou de retornar a ligação mais não retornou, ela então ofereceu outros passeios, mais nós queríamos ir pra tal Koh Hong, então conversei com meu irmao que tava me esperando do lado de fora da loja, decidimos dormir pra acordar cedo no outro dia e darmos um jeito.

 

12/03/2015

 

Acordamos cedo conforme planejado, descemos a avenida até o lugar onde vende os passeios de long tail, era nossa alternativa pra ir pra Koh Hong, como a ilha é mais longe geralmente o pessoal costuma ir de lancha nos passeios que nos tentamos compra na noite anterior, o long tail por ser uma barquinho mixuruca era pra lugares mais proximos, então conversamos la, pagamos e fomos de long tail mesmo, eu e meu irmão apenas. e valeu a pena a insistência, a ilha é fantástica, muito linda, paisagem sensacional, agua verdinha, sem ondas como todos lugares na tailandia, unico problema é que não vendia nem bebida nem comida, ainda fomos até a Hong Lagoon, uma lagoa top que tem la. ficamos la o dia todo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito bom o relato velho!!! Parabens!!

 

Deixa eu te fazer uma pergunta:

 

Ano que vem pretendo ir pro Sudeste Asiatico, e queria muito fazer uma parada em Dubai como vc.

Como vc fez? Essa parada foi um stopover ou vc comprou passagens separadas pra Dubai/Tailandia??

Esse ano fui pro Japão, mais não consegui fazer o stopover em Doha pois a Qatar Airways disse que no caso de passagens promocionais não rola. Vc foi com promocional da Emirates??? Abraço!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigado Tanaguchi,,

cara, foi stopover mesmo, pela emirates promocional, tranquilo, tem a parada la do visto de 48 horas, que a propria emirates providencia paga uma taxa de 72 dolares se bem me lembro. a passagem deu 4.000 aproximadamente, não muito barato mais não muito caro tambem. bem tranquilo, qualquer coisa tamos ai. abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×