Ir para conteúdo

Chinesa diz ter sido estuprada p anfitrião do Couch Surfing


Posts Recomendados

  • Membros de Honra

FONTE: G1

http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/0,,MUL1263794-6174,00-CHINESA+DIZ+TER+SIDO+ESTUPRADA+POR+ANFITRIAO+ENCONTRADO+EM+SITE+DE+TURISMO.html

 

Chinesa diz ter sido estuprada por anfitrião encontrado em site de turismo

Ela fez contato com o homem no popular site de turismo Couch Surfing.

Residente de Leeds foi detido e negou acusações; ele ainda será julgado.

 

20090813114539.jpg

 

 

Jornal ‘Metro’ divulgou foto do homem acusado de estuprar turista. (Foto: Reprodução)

Uma turista chinesa de 29 anos disse ter sido estuprada depois de aceitar um convite para se hospedar na casa de um marroquino que vive em Leeds, na Inglaterra. Os dois fizeram contato pelo popular site Couch Surfing (surfe de sofá, em português), que propõe aos usuários oferecerem o sofá de suas casas para estrangeiros desconhecidos.

 

Leia também:

- 'Surfe de sofá' é ótimo intercâmbio cultural, relata repórter do G1

 

- Rede social oferece hospedagem nos sofás do mundo inteiro

 

Segundo o site “Daily Mail”, a mulher alega que Abdelali Nachet, de 34 anos, a levou para seu apartamento, ameaçou matá-la e a estuprou duas vezes durante “tentativas humilhantes e degradantes”, que duraram toda a noite. A mulher, que diz ter vivido essa experiência no dia 5 de março, não teve seu nome revelado.

 

O promotor Simon Phillips afirmou que a turista tentou escapar, mas tropeçou no corredor. Nachet então disse: “se tentar fugir, eu mato você e depois me mato”. De acordo com a publicação britânica, Phillips disse que a ameaça soou verdadeira, e a mulher sentiu que corria o risco de ser assassinada.

Roteiro

 

Recentemente, a mulher havia feito uma viagem para Itália e Espanha usando o mesmo site, sem enfrentar qualquer problema. Ela já havia visitado a França nesse mesmo sistema e dormiu na casa de um homem solteiro em Birmingham, na Inglaterra, sem enfrentar qualquer incidente.

 

saiba mais

Após morte, China investiga tratamento para viciados em internet

Adolescente rastreia ladrões com aplicativo do iPhone e chama a polícia

Inquilina é processada por imobiliária após reclamar de apartamento no Twitter

Com o maior número de internautas do mundo, China redescobre o rádio

China proíbe tratamento de choque para dependentes de internet

A chinesa quis então visitar Leeds e enviou um e-mail para Nachet. Em seu perfil no site, ele diz que trabalha com marketing e que ofereceria uma “hospitalidade marroquina” aos visitantes. A turista então viajou de ônibus de Birmingham para Leeds, onde encontrou com Nachet às 18h do dia 5 de março. As informações estão no processo que corre no tribunal de Leeds.

Assédio

 

Ao se encontrarem, o homem a levou para tomar café e cozinhou para os dois, em seu apartamento de dois quartos. A chinesa então pediu para usar a internet, com o intuito de fazer a próxima reserva de sua viagem. O homem, que estava ouvindo música, começou a dançar e pediu que ela se juntasse. A turista afirmou que não sabia dançar, mas o homem disse que a ensinaria – quando ele se aproximou muito, ela quis voltar para a internet.

 

Quando a chinesa estava se preparando para dormir, Nachet bateu à porta e disse que gostaria de mostrar algumas fotos da família, segundo dito no tribunal. Ela concordou e o seguiu até seu quarto. A luz então se apagou e o homem começou a atacá-la, de acordo com a acusação.

 

A turista afirmou que foi obrigada a tomar banho, após os estupros, para eliminar evidências do crime. Na manhã seguinte, o marroquino passou aspirador em sua casa, antes de sair com a mulher. Ela pegou um ônibus para West Midlands e contou à polícia o que aconteceu.

 

Detido, o homem negou as acusações, dizendo que a turista concordou com suas investidas. O homem ainda será julgado.

Link para o comentário
  • Membros de Honra

Pois é.... uma merda isso!

 

Este assunto está sendo discutido nos principais grupos do CouchSurfing, e os membros do conselho deles estão também levantando informações sobre o ocorrido e prometeram em breve mandar um comunicado oficial para todos os membros do CS.

 

Na minha opinião é um caso atípico... claro que existem pessoas que fazem um upgrade de "couch" para "bed", maaaaas é opção de cada um... e tem gente que viaja de boa sem ter problema nenhum... como foi o caso de chinesa mesmo, que passou por vários couchs antes de chegar neste marroquino, então sei lá.

 

Mas existe gente louca/psicopata em qualquer lugar do mundo.

Link para o comentário
Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.
×
×
  • Criar Novo...