Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
GuilhermoCruz

Maragogi - Salinas do Maragogi - Fevereiro de 2016

Posts Recomendados

Eu sei que aqui é um site de mochileiros, mas vou relatar minha viagem à um resort mesmo assim. Afinal, o importante é viajar!

 

Sempre fiz viagens no estilo mochileiro. mesmo quando viajava com mala de rodinhas. Traçava um roteiro detalhado, cheio de lugares para visitar, acordava cedo e aproveitava ao máximo o dia com minha mochila nas costas.

Mas devido a muito trabalho e estresse, eu e minha esposa decidimos que estava na hora de fazer uma viagem relax. Queríamos ir para um resort all-inclusive em uma praia bacana, deitar em uma cadeira de praia e comer e beber sem nos preocuparmos com nada. Resolvemos até fechar o pacote com a CVC para evitar ao máximo qualquer tipo de preocupação.

 

Escolhemos Maragogi, e o resort foi o Salinas do Maragogi. Foi eleito o melhor resort all-inclusive da América do Sul segundo o Travelers’ Choice 2015.

 

A data escolhida foi de 23 de fevereiro a 01 de março. Escolhemos esta data porque seria lua cheia. Lua cheia e lua nova são as melhores luas para aproveitar a maré nas piscinas naturais.

 

Eu não vou fazer um relato dia-a-dia. Vou falar de tópicos específicos.

 

Para começar, o resort! É muito bom mesmo. Tudo é muito limpo e organizado. Todo o staff do resort é muito atencioso e sempre cumprimentam com um sorridente bom dia, boa tarde ou boa noite. Oferecem uma ampla variedade de atividades, algumas gratuitas e outras pagas. No quesito alimentação (a parte mais importante de um all-inclusive) não tenho nada a reclamar. Comi demais! Eles oferecem vários 'pontos' de alimentação. Um restaurante principal, outro na praia, um bar na piscina, etc. Alguns funcionam em horários específicos e oferecendo comidas diferentes um dos outros. Mas não vá esperando uma comida digna de estrelas em um guia michelin. Estamos falando de um resort de serve comida de 'graça' para muita gente ao mesmo tempo. Mas ainda assim, a comida é muito boa. Se encontrava algo que não gostava muito, tinha mais umas 20 opções que me agradaram. E em questão de bebidas, bebi muita caipirinha. De limão, abacaxi, maracujá, seriguela, embu-cajá e pitanga. Todas muito bem feitas. A variedade de bebidas é muito grande. Enfim, quanto ao resort, absolutamente nada a reclamar.

 

A praia. Maragogi possui várias praias. Devido à barreira de corais perto da costa, todas são rasas, do tipo que na maré baixa você anda centenas de metros com a água chegando na cintura. A água é sempre cristalina e de temperatura agradável, na verdade, perto da areia a água chegava a ser quente. A praia do resort é, infelizmente, a 'menos' bonita. Isso porque a água não é tão azul quanto as demais. O rio que passa dentro do resort deságua ao lado dele, deixando a água um pouco mais turva dependendo da maré. Mas as praias ao norte do resort são espetaculares. Lá entende-se o porque a região é chamada de Caribe Brasileiro. A região entre Praia do Antunes e Ponta de Mangue é sensacional. O resort all-inclusive Grand Oca fica nessa região, mas ouvi muita gente dizendo que os serviços deste não chegam nem perto do Salinas.

 

As piscinas. Existem três piscinas naturais ali. A Galés, Taocas e Barra Grande. Galés é a maior, mais antiga e mais visitada. Por isso, também é a mais degradada. A visita às piscinas só é permitida na maré baixa e possui limitação na quantidade de visitantes. Por isso, atente-se à maré quando for. Fui primeiro nas piscinas de Barra Grande, contratei o passeio de lancha na cidade mesmo. Fomos os primeiros a chegar. Água transparente como a de uma piscina mesmo. Deu pra ver bastante peixes. Excelente. No outro dia fomos às Galés. Contratamos o serviço no resort e fomos de catamarã. Água também transparente como a de uma piscina, pouco peixe e estava lotado de gente. Nos explicaram que as Galés é mais famosa, então a maioria prefere ir nela. Como também é mais degradada e mais movimentada, você vê menos vida marinha lá. Eu recomendo visitar ou Barra Grande ou a Taocas. O resort tem passeio para essas duas também. E vá de lancha, a diferença é minima.

 

Outras atividades. Depois das piscinas naturais, o principal passeio é o de buggy. Você vai sair do hotel, ou da cidade, e andar pela areia conhecendo várias praias, ou pro litoral sul ou para o norte. Faríamos o litoral norte, conhecendo 7 praias, mas tivemos um perrengue (explicado na seção perrengues deste tópico) e não fizemos. Acabamos fazendo praticamente o mesmo passeio só que de lancha. Ao invés de ir pela areia, fomos pela água. Vale a pena. A região é muito linda. Também fiz o mergulho de cilindro. Vão te oferecer um mergulho de cilindro nas piscinas naturais, não faça. Faça o mergulho de cilindro a parte, em outro lugar. Contratei o serviço no resort. Fizemos a instrução de mergulho na piscina do hotel e fomos mergulhar nos corais. Foi a melhor parte da viagem. A riqueza da vida marinha é enorme. Vários cardumes de peixes, arraias, linguado, peixe pedra, etc, etc, etc. E a equipe de mergulho que trabalha no resort é espetacular também. A profissionalidade deles passa muita segurança.

 

Perrengues. Se você leu até aqui, leu que a minha ideia de viagem era uma sem estresse né? Bom, não foi bem assim. Moro a 80km da cidade mais perto com aeroporto. Então acordei as 4 da manhã e peguei a estrada de baixo de muita chuva para pegar um voo as 7:15 da manhã. Chegando lá, o meu voo não existia há mais de 1 ano. E eu comprei o pacote havia 5 meses. Ligamos para a CVC e eles falaram que esqueceram de nos mandar a alteração do voo para as 6:25. A atendente da Gol foi super prestativa e ajudou muito a gente. Mas só conseguiu nos colocar no voo as 6:25 da manhã do dia seguinte. Acabamos perdendo 1 diária do resort, a qual será ressarcida pela CVC. Mas mesmo sendo ressarcido, o nervoso que passamos foi muito grande.

O outro perrengue foi com os bugueiros. Em frente ao resort tinha um ponto de bugueiros, mas contratamos o nosso na cidade, quando voltamos do passeio das piscinas, para o dia seguinte. Acontece que quando saímos para encontrar o buggy ao lado do resort (o contratado disse que nos pegaria a 100 metros dali), os bugueiros que faziam ponto na frente do hotel começaram a nos seguir e questionar porque não faríamos com eles. No fim, virou uma baita confusão e desistimos do passeio. Fomos reclamar no resort, apesar do ponto deles ser fora das dependências do hotel, eles estavam com um guarda-sol do hotel. Nos foi explicado pela gerência que os buggys não possuem vínculo com o resort e que já haviam tentado tira-los dali, mas sem sucesso. Acabou que o pessoal do resort foram bem atenciosos e nos ofereceram a possibilidade do passeio de lancha como cortesia. Aceitamos!

 

Para quem quer ir, assim como nós fomos, para descansar e esquecer do mundo, o resort é perfeito. Para quem tem criança pequena, só vi pessoas elogiando também. Não foi uma viagem de mochileiro, mas foi uma baita de uma viagem.

DSCN6878.JPG.51f3d4c9de2f6c3b06a99d4bf4abdab8.JPG

DSCN6911.JPG.e0ccd1d7db039fb1bcdd4fb1ebdcd3b3.JPG

DSCN7006.JPG.e2e1ff10e621ff2ee9b6bedb34f89f3e.JPG

DSCN7007.JPG.04a0aba64fcca50569f33b50156b54d2.JPG

DSCN7025.JPG.438481de4db53a02fc72405dca386a75.JPG

Compartilhar este post


Link para o post

Eu sei que aqui é um site de mochileiros, mas vou relatar minha viagem à um resort mesmo assim. Afinal, o importante é viajar!

 

Sempre fiz viagens no estilo mochileiro. mesmo quando viajava com mala de rodinhas. Traçava um roteiro detalhado, cheio de lugares para visitar, acordava cedo e aproveitava ao máximo o dia com minha mochila nas costas.

Mas devido a muito trabalho e estresse, eu e minha esposa decidimos que estava na hora de fazer uma viagem relax. Queríamos ir para um resort all-inclusive em uma praia bacana, deitar em uma cadeira de praia e comer e beber sem nos preocuparmos com nada. Resolvemos até fechar o pacote com a CVC para evitar ao máximo qualquer tipo de preocupação.

 

Escolhemos Maragogi, e o resort foi o Salinas do Maragogi. Foi eleito o melhor resort all-inclusive da América do Sul segundo o Travelers’ Choice 2015.

 

A data escolhida foi de 23 de fevereiro a 01 de março. Escolhemos esta data porque seria lua cheia. Lua cheia e lua nova são as melhores luas para aproveitar a maré nas piscinas naturais.

 

Eu não vou fazer um relato dia-a-dia. Vou falar de tópicos específicos.

 

Para começar, o resort! É muito bom mesmo. Tudo é muito limpo e organizado. Todo o staff do resort é muito atencioso e sempre cumprimentam com um sorridente bom dia, boa tarde ou boa noite. Oferecem uma ampla variedade de atividades, algumas gratuitas e outras pagas. No quesito alimentação (a parte mais importante de um all-inclusive) não tenho nada a reclamar. Comi demais! Eles oferecem vários 'pontos' de alimentação. Um restaurante principal, outro na praia, um bar na piscina, etc. Alguns funcionam em horários específicos e oferecendo comidas diferentes um dos outros. Mas não vá esperando uma comida digna de estrelas em um guia michelin. Estamos falando de um resort de serve comida de 'graça' para muita gente ao mesmo tempo. Mas ainda assim, a comida é muito boa. Se encontrava algo que não gostava muito, tinha mais umas 20 opções que me agradaram. E em questão de bebidas, bebi muita caipirinha. De limão, abacaxi, maracujá, seriguela, embu-cajá e pitanga. Todas muito bem feitas. A variedade de bebidas é muito grande. Enfim, quanto ao resort, absolutamente nada a reclamar.

 

A praia. Maragogi possui várias praias. Devido à barreira de corais perto da costa, todas são rasas, do tipo que na maré baixa você anda centenas de metros com a água chegando na cintura. A água é sempre cristalina e de temperatura agradável, na verdade, perto da areia a água chegava a ser quente. A praia do resort é, infelizmente, a 'menos' bonita. Isso porque a água não é tão azul quanto as demais. O rio que passa dentro do resort deságua ao lado dele, deixando a água um pouco mais turva dependendo da maré. Mas as praias ao norte do resort são espetaculares. Lá entende-se o porque a região é chamada de Caribe Brasileiro. A região entre Praia do Antunes e Ponta de Mangue é sensacional. O resort all-inclusive Grand Oca fica nessa região, mas ouvi muita gente dizendo que os serviços deste não chegam nem perto do Salinas.

 

As piscinas. Existem três piscinas naturais ali. A Galés, Taocas e Barra Grande. Galés é a maior, mais antiga e mais visitada. Por isso, também é a mais degradada. A visita às piscinas só é permitida na maré baixa e possui limitação na quantidade de visitantes. Por isso, atente-se à maré quando for. Fui primeiro nas piscinas de Barra Grande, contratei o passeio de lancha na cidade mesmo. Fomos os primeiros a chegar. Água transparente como a de uma piscina mesmo. Deu pra ver bastante peixes. Excelente. No outro dia fomos às Galés. Contratamos o serviço no resort e fomos de catamarã. Água também transparente como a de uma piscina, pouco peixe e estava lotado de gente. Nos explicaram que as Galés é mais famosa, então a maioria prefere ir nela. Como também é mais degradada e mais movimentada, você vê menos vida marinha lá. Eu recomendo visitar ou Barra Grande ou a Taocas. O resort tem passeio para essas duas também. E vá de lancha, a diferença é minima.

 

Outras atividades. Depois das piscinas naturais, o principal passeio é o de buggy. Você vai sair do hotel, ou da cidade, e andar pela areia conhecendo várias praias, ou pro litoral sul ou para o norte. Faríamos o litoral norte, conhecendo 7 praias, mas tivemos um perrengue (explicado na seção perrengues deste tópico) e não fizemos. Acabamos fazendo praticamente o mesmo passeio só que de lancha. Ao invés de ir pela areia, fomos pela água. Vale a pena. A região é muito linda. Também fiz o mergulho de cilindro. Vão te oferecer um mergulho de cilindro nas piscinas naturais, não faça. Faça o mergulho de cilindro a parte, em outro lugar. Contratei o serviço no resort. Fizemos a instrução de mergulho na piscina do hotel e fomos mergulhar nos corais. Foi a melhor parte da viagem. A riqueza da vida marinha é enorme. Vários cardumes de peixes, arraias, linguado, peixe pedra, etc, etc, etc. E a equipe de mergulho que trabalha no resort é espetacular também. A profissionalidade deles passa muita segurança.

 

Perrengues. Se você leu até aqui, leu que a minha ideia de viagem era uma sem estresse né? Bom, não foi bem assim. Moro a 80km da cidade mais perto com aeroporto. Então acordei as 4 da manhã e peguei a estrada de baixo de muita chuva para pegar um voo as 7:15 da manhã. Chegando lá, o meu voo não existia há mais de 1 ano. E eu comprei o pacote havia 5 meses. Ligamos para a CVC e eles falaram que esqueceram de nos mandar a alteração do voo para as 6:25. A atendente da Gol foi super prestativa e ajudou muito a gente. Mas só conseguiu nos colocar no voo as 6:25 da manhã do dia seguinte. Acabamos perdendo 1 diária do resort, a qual será ressarcida pela CVC. Mas mesmo sendo ressarcido, o nervoso que passamos foi muito grande.

O outro perrengue foi com os bugueiros. Em frente ao resort tinha um ponto de bugueiros, mas contratamos o nosso na cidade, quando voltamos do passeio das piscinas, para o dia seguinte. Acontece que quando saímos para encontrar o buggy ao lado do resort (o contratado disse que nos pegaria a 100 metros dali), os bugueiros que faziam ponto na frente do hotel começaram a nos seguir e questionar porque não faríamos com eles. No fim, virou uma baita confusão e desistimos do passeio. Fomos reclamar no resort, apesar do ponto deles ser fora das dependências do hotel, eles estavam com um guarda-sol do hotel. Nos foi explicado pela gerência que os buggys não possuem vínculo com o resort e que já haviam tentado tira-los dali, mas sem sucesso. Acabou que o pessoal do resort foram bem atenciosos e nos ofereceram a possibilidade do passeio de lancha como cortesia. Aceitamos!

 

Para quem quer ir, assim como nós fomos, para descansar e esquecer do mundo, o resort é perfeito. Para quem tem criança pequena, só vi pessoas elogiando também. Não foi uma viagem de mochileiro, mas foi uma baita de uma viagem.

 

Olá Guilhermo, eu e meu marido estamos indo agora em Junho e também ficaremos no Salinas, mas só 4 dias.

Reservei um carro no aeroporto de Recife, você sabe se é viável fazer de carro o passeio que seria de buggy? Como ficaremos poucos dias, poderia me dar alguma dica de passeios imperdíveis?

Obrigada!

Compartilhar este post


Link para o post
Olá Guilhermo, eu e meu marido estamos indo agora em Junho e também ficaremos no Salinas, mas só 4 dias.

Reservei um carro no aeroporto de Recife, você sabe se é viável fazer de carro o passeio que seria de buggy? Como ficaremos poucos dias, poderia me dar alguma dica de passeios imperdíveis?

Obrigada!

 

Então, até onde eu lembro, não é possível fazer o passeio do buggy com o carro. Não acredito ser permitido o uso de veículos na areia da praia, apenas os buggys.

 

O principal passeio lá é a ida as piscinas naturais, mas eu achei o mergulho com cilindro até melhor do que o passeio das piscinas. Mas isso não quer dizer que terá que escolher entre um e outro. Faça primeiro o das piscinas, depois contrate um mergulho com cilindro. A equipe de mergulho do resort é muito prestativa e profissional.

Depois das piscinas, o mais famoso é o passeio de buggy, mas eu acabei não fazendo e acho que não faria mais também. Observando bem, não acho correto e nem seguro aquele monte de buggys transitando pelas areias da praia. Nunca esqueça de olhar para os dois lados quando estiver cruzando as areias. Na frente do resort é tranquilo.

Como vocês vão estar de carro, eu recomendo pegar o carro e ir até a região da praia do antunes ou ponta de mangue. Foi o ponto mais bonito que eu vi das praias de lá.

 

Como eu sei que a diária do Salinas também não é barata, recomendo que aproveite bem a sua diária lá. rsrs

Compartilhar este post


Link para o post

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Peça ajuda, compartilhe informações, ajude outros viajantes e encontre companheiros de viagem!
    Faça parte da nossa comunidade! 



×
×
  • Criar Novo...