Ir para conteúdo
Carlos Joao Marques

relato ACREDITA QUE VALE A PENA !!! EUROPA COM A FAMÍLIA DE CARRO 1ª Viagem

Posts Recomendados

Nos últimos cinco anos, proporcionei a minha família viagens deliciosas em vários destinos no Brasil e na América do Sul, era chegada a hora de fazer uma viagem internacional, cogitamos uma passagem novamente pelos EUA, mas minha fascinação pelo velho continente me fez pensar em fazer uma aventura ainda maior.

 

Foi assim que nasceu a TRIP FAMILIA MARQUES RUMO A EUROPA 2015.

 

Começo contando nossa história em um pequeno resumo sobre a TRIP e posteriormente farei todos os relatos sobre cada etapa.

 

Período: 17 de dezembro à 08 de Janeiro de 2016.

 

Começamos nossa TRIP por Roma (com escala em Paris ) depois de um atribulado embarque no Rio de Janeiro que resultou na chegada antecipada a cidade em oito horas, nesta linda megalópole ficamos 3 dias e meio, logo após, partimos para nossa primeira perna da viagem rumo a Veneza (548 Km), não sem antes parar em Maranello e fazer uma visita relâmpago ao museu da Ferrari, por lá ficamos duas noites, partindo em seguida para Milão (273 Km), por lá curtimos dois dias e meio.

 

Depois da Itália era chegada hora de seguir para Suíça e a cidade escolhida ficava mesmo na fronteira do lado francês (Annecy ) percorremos 332 Km passando pelo longo túnel que separa a Itália da França e paramos em Chamonix uma das mais charmosas estações de neve nosso objetivo era Genebra e por lá ficamos um dia e meio.

Partimos para Lyon ( 144 Km ) descendo pelas lindas montanhas brancas e lá ficamos mais uma noite curtindo a cidade.

 

Em um domingo lindo e ensolarado de Lyon partimos para Paris (477 Km) chegando no fim da tarde na cidade Luz.

Na capital luz ficamos por 7 dias, suficientes para conhecer todas as atrações desta bela cidade.

 

No meio deste período fizemos um pequeno bate volta a Reims (144 Km) para conhecer os prazeres da Champanhe.

 

Após uma deliciosa maratona, fizemos um bate volta até Londres de avião partindo do Charles de Gaulle curtindo um final de semana.

 

Retornando a Paris, partimos direto para Marnee La Valle (32 Km) onde fica a Disney europeia e por lá nos divertimos durante dois dias.

 

Após êxtase total e um sentimento de que poderíamos ficar um pouco mais, iniciamos nosso retorno percorrendo 584 Km até Grenoble para pernoitar e fazer um breve tour nesta linda cidade.

 

Saímos pela manhã em direção a Pisa, já na Itália (556 Km), passando por Gênova para almoçar e fazer um curtíssimo Tour, merecendo mais tempo para uma aventura.

 

Nosso último trecho seria de Pisa até Fiumicino (330 Km) para finalizar nossa TRIP com chave de ouro.

 

Foram mais de 5.000 Km em 22 dias de muita diversão.

20151218_101221.jpg.a19ae8dfb53e896691a33c9dddd09df7.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Planejamento.... Precisa acontecer.... Começou torto.... Depois endireitou !!!!

 

Nossa passagem foi comprada em junho de 2015 e tivemos tempo para fazer muitas pesquisas e consultas em sites.

Alugamos nosso carro em agosto também para não correr risco de ficar sem a viatura ao chegar.

Foram seis meses pesquisando; hotéis, estradas, restaurantes, locais de visita, condições climáticas, afinal estava viajando com minha família e levando mais duas famílias em um total de 12 pessoas, dois carros e muita responsabilidade.

Alguns destes lugares eu já tinha visitado em viagens anteriores, o que poderia facilitar, mas fiz questão de iniciar o zero todas as pesquisas.

 

Chegou a Hora, vamos lá:

 

Iniciamos nossa viagem no dia 17 de dezembro 2015 chegando no aeroporto com pelo menos 6 horas de antecedência, tranquilamente almoçamos no aeroporto no restaurante do terceiro andar, fomos os primeiros a chegar na fila do Check in que abriria por volta das 17:30, porém as 16:00 já estávamos na porta.

 

Foi exatamente esta atitude que nos salvou e vou contar porque:

 

Próximo das 17:00 apareceu uma funcionária da Ibéria informando que o voo estava atrasado e que o embarque seria apenas as 05:40 da manhã, ou seja, um atraso de 9 horas e a cia enviou um e-mail para os passageiros falando sobre o atraso.

Houve um início de confusão e os passageiros começaram a ficar irritados, como éramos os primeiros da fila, pedi para falar com a funcionaria e contei nossa história, tínhamos uma passagem para Roma com escala em Madrid e pedi para ela verificar se não havia possibilidade de nos encaixar em alguma outra Cia para chegar em Roma.

A Funcionária da Ibéria pegou nossos passaportes e sumiu por vinte minutos. Ficamos muito apreensivos e achando até que tínhamos sido enganados pela pessoa.

 

A presença de Deus que iluminou aquela senhora foi determinante para que ela voltasse e nos informasse que tínhamos apenas 10 minutos para fazer um Check in na Air France, pegar um voo para Paris e chegar em Roma 8 horas antes.

Foi tudo muito rápido, saímos da fila seguimos para o Check in da Air France fizemos os procedimentos de praxe, saímos correndo pelos corredores do embarque sem poder sequer parar no free shopping para fazer nossas compras e fomos quase os últimos a embarcar no avião.

De repente, mudamos completamente nosso roteiro.

 

Acha que acabou? Nem pensar .... Segue as loucuras....

 

É obvio que ao fazer estas mudanças nossas poltronas não seriam aquelas que escolhemos 6 meses antes da viagem.

Estávamos próximos, mas em poltronas separadas.

A configuração do avião era três poltronas laterais, quatro poltronas no meio e outras três na outra lateral.

Eu fiquei sentado em uma poltrona que tinha uma família com um cachorro labrador ( isso mesmo ) que servia de amparo psicológico da sua proprietária, Matheus estava na mesma fileira só que do outro lado, a Cristiane estava duas fileiras a frente e a Mariana três fileiras a frente de nós.

 

Tudo completamente diferente do combinado.

 

Mas para quem tinha passado pelas atribulações anteriores esta parecia mais fácil.

Minha poltrona era de corredor e como a pessoa que estava do lado do Matheus também tinha um corredor aceitou trocar até dizendo que adorava cachorro.

Já estava junto com o Matheus, aí pedimos para as duas pessoas que estavam ao lado de Cristiane fazerem uma troca, e como a minha cadeira e a do Matheus eram mais espaçosas não foi difícil os passageiros aceitarem a troca.

Enfim já estávamos os três juntos, depois conseguimos fazer com que a Mariana viesse para próximo de nós.

Antes da partida tínhamos resolvido tudo.

 

Conclusão: Tínhamos feitos tantos planos para este início de viagem e tudo tinha acontecido de forma diferente, perdemos a possibilidade de passear em Madrid, entretanto íamos chegar em Roma 8 horas antes, íamos de ibéria e acabamos seguindo de Air France, estávamos confortavelmente alocados no aeroporto todos juntos e quase fomos todos separados.

 

Na vida devemos acreditar em uma frase bíblica que diz

“Em tudo dai graças”

 

Tudo começou muito errado, mas em nenhum momento sentimos medo apreensão ou qualquer outro sentimento de pânico, pelo contrário, nos divertimos muito com toda situação e não deixamos que estes atropelos estragassem nossa viagem.

Adrenalina estava em alta e nossa Trip estava só começando...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Trocamos SEIS por UMA DUZIA !! :)

 

Nossa viagem era ibéria – Rio de Janeiro – Madrid – Roma e de repente ficamos com AIR FRANCE – Rio de Janeiro – Paris – Roma chegando 10 horas antes do tempo desejado. :wink:

 

No final acho que saímos ganhando, apesar de ter perdido a oportunidade e fazer um giro rápido por Madrid, já que na configuração inicial, tínhamos pelo menos 8 horas aguardando a conexão em Barajas e combinamos fazer uma passagem rápida pela Gran Via e um visita no Santiago Bernabeu.

 

Seguindo viagem pela Air France chegamos em Paris por volta das 7 da manhã hora local e tínhamos pouco tempo para pegar a conexão, algo em torno de 2 horas.

Parece tempo suficiente, mas tínhamos que sair de um terminal (2E) que é onde chegam os voos do brasil para o outro terminal 2G onde partem os voos para Itália. ::mmm:

Sempre atentos ao fato que tínhamos feito uma mudança e que poderia existir algo de errado no processo.

Mas no final mesmo correndo e sem poder parar novamente nos diversos free shoppings do aeroporto CDG chegamos com antecedência na porta de embarque. ::otemo::

O voo de pouco mais de 2 horas foi tranquilo e sem nenhuma ocorrência.

Chegamos em Roma por volta das 11 horas da manhã quando o horário inicial previsto era de 23:00, ou seja, ganhamos quase 12 horas de avanço.

 

Transporte para o centro de Roma.

 

Fiz diversas pesquisas para saber qual seria a melhor forma de transporte para chegar em nosso apartamento alugado em Roma, e conhecia as alternativas

 

São aproximadamente 31 Km de carro, pode se usar táxi, que custa aproximadamente 48 Euros para quatro pessoas e incluso as malas ( combine o preço para não haver problemas na hora de pagar ) , pode escolher trem ( Leonardo Express ) que custa 14 Euros e leva 30 minutos para chegar na estação principal de Roma ( Termini ), pode seguir de Ônibus com várias opções com custo entre 4 e 6 Euros, quase todos chegando na estação Termini ( ótima opção para quem está com poucas malas e sem filhos ), pode alugar um carro, porém esta seria a pior opção se você vai ficar alguns dias na cidade, já que não há necessidade de usar a viatura para conhecer as atrações turísticas e tem a que nós escolhemos que foi um carro particular com motorista particular pelo custo de 50 Euros ( próximo do Taxi ).

 

Só havia um problema, tinha combinado com o motorista chegar as 23:00 e tinha informado o voo que chegávamos, mas chegamos muito antes e tínhamos que avisar ele, aí encontramos uma alma caridosa que também era motorista particular e que se prontificou a fazer as ligações necessárias para a empresa que tínhamos contratado.

 

Dica:

 

Nunca aceite qualquer favor de quem lhe aborda, pois pode ser uma pessoa mal-intencionada, procure uma autoridade local, funcionário da Cia Aérea ou balcão de informações, eles, com mais segurança, lhe acompanharam até uma opção segura.

Fomos indicados a um senhor muito educado que tinha um carro e fazia o trajeto, conhecia o local onde íamos ficar e também ligou para a empresa do seu telefone cancelando nossa reserva.

Durante a viagem usamos seus serviços novamente quando mais a frente fomos buscar os carros alugados.

 

Próximo das 12:00 chegamos ao nossa primeira habitação CASA MASTRO !!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

FIRST DAY IN ROME :(::otemo::

 

Alugamos nosso apartamento no modelo que era para ser aplicado em toda esta viagem, considerando dois casais, entretanto com a entrada do Gláucio Irmão do Gustavo foi necessário fazer algumas modificações.

 

A CASA MASTRO era uma hospedagem par oito pessoas com três quartos muito confortáveis, uma cozinha completa um sofá cama na sala e uma decoração bem moderna.

Francesco, o proprietário, era gentil e muito atento a cada detalhe, deixou tudo pronto para nossa estada, a princípio este local deveria ser para a família do Gustavo meu amigo, mas depois acabamos mudando os planos e o Gláucio ficou na outra propriedade.

Tinha WiFi gratuito, estacionamento para o Carro (grande) e o prédio era rustico.

Um detalhe que as condições da CASA MASTRO era de pagamento antecipado de 20% do valor da hospedagem, isso no primeiro momento pode assustar, mas eu posso garantir que vale a pena.

 

A localização da CASA MASTRO era maravilhosa, 700 metros da estação Manzoni, 1,5 Km da Termini e pouco mais de 20 minutos do coliseu e em um raio de 3,0 Km era possível visitar qualquer uma das atrações de Roma (exceto Vaticano).

 

Como não estava nos planos chegar nesta Quinta feira ( 17-12-2015) tão cedo, começamos por fazer uma identificação na área da habitação.

Algumas ruas são vias importantes para o fluxo de carros na cidade, Via Manzoni, Via Statilia, Via Emanuele Feliberto, Via Labicana

 

Partimos aproximadamente as 14:00 Horário local para almoçar, verdade que seguimos para o lado errado da rua e por isso tivemos mais dificuldade de achar um restaurante.

Fomos comer em uma Pizzaria cujas fatias recheadas quadradas eram deliciosas iguarias que davam água na boca de qualquer cidadão.

Depois comemos alguns doces na esquina da Manzoni com Via Emanuelle Felisberto.

Voltamos ao Hotel para buscar o Gustavo e mais uma rodada de Pizza.

 

Aproveitamos que estávamos próximo da estação Manzoni, seguimos de metrô até a estação Termini (compramos bilhetes avulsos pelo valor de 1,50 Euros ) e compramos os ROMA PASS que na verdade estava planejado para ser adquirido somente no dia seguinte.

 

O ROMA PASS é a melhor forma de utilizar o transporte em Roma, por apenas 38,50 (72 horas) você entra em sai em qualquer transporte (exceto Aeroporto) e ainda tem duas entradas de graça nas atrações.

Ele passa a valer a partir da primeira utilização.

 

Fizemos um City Tour pela estação, por sinal muito bonita, e voltamos para o hotel de metrô adquirindo mais uma vez passes individuais.

 

A estação Termini fica em um local central e caminhar por esta região é um dos passeios obrigatórios de Roma.

 

Voltamos a sair pelas 20:00 seguindo em direção a casa onde estava o Gláucio que fica em frente ao COLOSSEO e seguimos para o EATALY (Praça da República) para Jantar. Saímos do restaurante por volta das 23:10

Pegamos a linha vermelha para Termini deixando o Gláucio na sua hospedagem e pegamos o último metrô da estação Termini em direção a Manzoni onde estamos hospedados.

 

Cumprimos nosso primeiro dia de tour pela magnifica Roma. Sem Decepções !!

598de2d7ec7af_CasaMastroEntrada.png.f90bb426924a1649dfb7f2cb3d1eebad.png

G0275903.JPG.3f109967d01178ec54efe7d59221b546.JPG

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dia de passear pela História de Roma !!! 8)

 

Na verdade este era o segundo dia de visitas na bela Roma, escolhemos fazer o mais tradicional possível, caminhada iniciando pelo Coliseu que ficava em frente ao Apto que alugamos para o amigo Gláucio e por aí fomos seguindo até o dia acabar, o sol cair e a noite chegar.

Para chegar ao Apto do Gláucio, saímos da Casa Mastro, por volta das 8:30, sentido estação Manzoni descendo na estação Termini e pegando a linha que seguia para o Coliseu.

 

Dica:

Basicamente o metrô de Roma tem três linhas: A linha A que liga Batistini a Anagnina e tem estações em grande parte das atrações de Roma, a Linha B que liga Laurentina a Rebibbia e passa pelo Coliseu e a linha C, mais nova, que liga Montecompatria até Clodio Manzini.

Cuidado com os ladrões que puxam bolsas e carteiras, pois eles são constantes e normalmente andam em bandos dentro dos vagões.

Nos dias de inverno o sol nasce mais tarde, entretanto o ideal e começar cedo as caminhadas, por isso ficar em um local no centro, no caso de Roma, é ideal.

Quando conseguimos juntar o grupo todo ( 12 pessoas ) fomos tomar café em frente ao Coliseu embaixo do Apto que alugamos.

Nosso primeiro café em Roma foi no SQUISIT COOK PASTICCERIA RISTO BAR um lugar muito bonito e limpo, agradável e com uma vista magnifica do coliseu.

As 9:30 da manhã, entramos no Coliseu e ficamos por lá pelo menos 2 horas entre as ruínas e a sensação de milhares de anos sendo contados em dezenas de milhares de pedras.

Seguimos para o Foro Romano o Palatino, Arco Constantino, Arco de Tito, Templo de Vênus, Basílica de Santa Francesca, Museu Capitolino Basílica de Santa Maria in ara Coeli e finalmente o Monumento a Vitor Emanuelle II, tudo isso em pouco mais de 1 Km.

 

Dica:

Se você tem tempo invista pelo menos um dia neste quilometro, pois vale cada centímetro e a quantidade de história é imensa.

 

O monumento a Victor Emanuelle II, Primeiro Rei da Itália, foi concebido por Giuseppe Sacconi no século 19, levou 25 anos para ser inaugurado e 50 anos para ser concluído, com mármores brancos, duas estatuas da deusa Vitoria em quadrigas com o Rei ao centro em uma estátua Equestre transformam a atração em uma maravilha de Roma.

Em frente a este lindo monumento temos uma Piazza Venezia e a Piazza de São Marco.

É foi neste local que escolhemos para almoçar todos juntos em um restaurante que ficava em frente ao monumento e na piazza.

Depois de almoçar seguimos pelo Via del Corso até chegar a Fontana de Trevi para uma visita obrigatória neste que considero a atração mais fantástica de Roma.

 

Muitas fotos, e uma tarde noite deliciosa.

 

Dica:

A Via del Corso é uma linda rua para passeio que começa na piazza de Venezia (perto do monumento Vitor Emanuelle) e segue até a Praça del Popolo (praça do povo) com transito de carros e muitas lojas de grife é um trajeto necessário para melhor conhecimento desta região de Roma.

 

Já noite, depois de uma passada por uma Gelateria em frente a Fontana de Trevi e provar um sorvete italiano, fomos caminhando até o Panteão e finalizamos nosso primeiro dia neste local.

 

Dica:

O Panteão é um monumento que foi dedicado a um conjunto de Deuses e foi construído a mais de 2000 anos atrás. Vale uma visita e um estudo mais aprofundado desta atração.

Do Panteão fomos de ônibus para a estação Termini e depois cada um seguiu para suas habitações

 

Dica:

Tínhamos o ROMA PASS o que nos proporcionava usar qualquer meio de transporte em Roma durante 72 Horas.

Pegar um ônibus em Roma não é difícil e a estação Termini é ponto de quase todas as linhas de Ônibus.

Neste caso seguimos a pé até a via Tritone e pegamos a linha N12 que leva pouco mais de 15 minutos.

 

Um dia de história com muitas sensações e fotos para contar.

G0396060.JPG.96ae03b725ea0f17659f4dbcde9c74f1.JPG

G0456235.JPG.b4111f701f7a1de84eaf70442f2624a0.JPG

20151218_151852.jpg.6c886894d7f8fab7af13179558bd6b5f.jpg

20151218_153859.jpg.4ee5f078d2b5b1c9b9f19f8d6ccd43d9.jpg

20151218_163353_001.jpg.f3aa80b68a35431fdb9bfb4691abfb4c.jpg

20151218_165925_001_01.jpg.4a401afd09d0e79b3fe2bcc2953d0cbf.jpg

20151218_172604.jpg.a59df257daa102b4c1abcf12b9a6f199.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Terceiro dia em Roma !!

 

Já tínhamos feito a parte histórica, era chegada a hora de partir para o Vaticano, e não poderíamos começar melhor nesta região, Museu do Vaticano.

Acordamos na CASA MASTRO e tomamos nosso café da manhã seguindo para a estação Termini.

Tínhamos combinado com Gláucio na estação, mas ele não chegou a tempo combinamos com nossa família para seguir em direção ao museu e fomos buscar o Gláucio no seu apartamento, quando chegamos ele ainda estava dormindo, não foi possível esperar pois a visita tinha sido comprada com hora marcada e não podíamos atrasar.

 

Dica:

Comprar atrações antecipadamente tem vantagem financeira, porém se houver qualquer imprevisto, os tickets são perdidos e não há devolução.

Procure comprar tickets em horários com folga para que haja tempo de chegar.

 

Chegamos no museu praticamente no horário, as 9:00 da manhã e entramos pela lateral sem filas.

 

Dicas:

Comprado nos guichês o custo é de 16,00 Euros, mas para não pegar muita fila entre depois das 12:30, o ideal mesmo é comprar pela internet e aí o preço é de 27,00 Euros furando as longas filas de todos os museus internos com marcação de hora para entrada.

Não é possível entrar com trajes tipo bermudas ou mini saias ou blusas sem manga.

Abre de segunda a sábado até as 18:00, entretanto consulte o calendário oficial, por exemplo o último domingo do mês a entrada é gratuita, no inverno há dias em que o museu fica aberto até as 23:00

São necessárias pelo menos 4 horas para fazer uma visita descente ao complexo de museus que engloba: Capela Sistina, Museu Pio Clementino Pátio Pinha, Apartamentos Borgia, Museu Chiaramonti, Museu Gregoriano, Sala de Rafael e muitas outras salas importantes.

Ao caminhar pelos corredores do museu, perceba sempre o teto que em sua maioria são trabalhados com pinturas.

Nas principais obras o número 100 aparece o que significa as 100 maiores e mais importantes obras do museu.

 

Consumimos nossas 3:30 minutos saboreando mais de 500 anos de história da igreja já que o museu foi fundado pelo Papa Julio II em 1506.

Saímos do museu e pegamos o metro no sentido para Praça del Popolo usando nosso ROMA PASS.

 

Praça del Popolo

O passeio neste local contempla uma caminhada, fotos na Fontana Del Nettuno, uma volta nos SEGWAY para as crianças, uma subida até a Basílica de Santa Maria Del Popolo, Museu Leonardo da Vince, outras “Fontanas” importantes e uma belíssima área verde que fica na parte alta e tem um mirante maravilhoso com vista para a praça.

Ficamos curtindo esta área durante pelo menos duas horas.

Outra curiosidade deste local é que existem pontes próximas que sobrepõem o Rio Tibre com por exemplo a Ponte Margherita.

Partimos para uma caminhada pela Via del Corso até chegar próximo do Panteão e finalizar nosso dia com a sensação de se tornar cada vez mais local de uma cidade histórica cheia de atrações.

rome_metro.gif.f78398a2df79484e7284ba9ec60813b5.gif

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×