Ir para conteúdo

Pouso da Cajaíba - RJ


Posts Recomendados

  • Membros de Honra

Voltando aos meu relatos antigos e postando aqui no mochileiros

Primeira trip para Cajaiba foi em 7 de setembro de 2007.

 

A região da baia da Cajaiba, pertence a área de proteção ambiental do Cairuçu e apresenta uma magnífica beleza natural com inúmeras praias desertas ou pouco habitadas, separadas por montanhas cobertas pela Mata Atlântica onde existem inúmeros mirantes naturais e generosas cachoeiras.

 

Os locais mais próximos do Pouso da Cajaiba que se pode chegar de carro são: Paraty Mirim e Paraty. Se for para Paraty-Mirim é melhor combinar com algum barqueiro antes.

 

De Paraty-Mirim, a viagem dura mais ou menos duas horas, depende da embarcação. De qualquer forma, vale a pena, muito bonito o visual.

 

Pouso da Cajaíba, não tem trapiche, como a Ilha do Mel e Ilha Grande. (ainda bem), o pessoal normalmente busca você de bote até o barco ou então os mais afoitos pulam nas aguas claras e calmas. É bom levar os eletrônicos dentro de algum saco bem fechado. O Mar a gente nunca sabe.

 

A praia é sensacional:

380792_10150481052279812_924919312_n.jpg

 

* Não existe energia elétrica. tudo funciona a base de velas, gelo e alguns geradores.

* Em Cajaíba tem 3 bares que fazem comida: um no camping trilha do peixe e os outros dois na praia. O PF básico sai por R$10. (frango, peixe ou carne)

* Em geral, os valores não são caros, pois não existe energia elétrica, exemplo uma garrafa de cerveja por R$3,50(set/07)

* Existe tambem uma padaria que tem um café da manhã muito bom e que vende algumas coisas básicas, como salgadinhos, catuabas, agua, refrigerantes, etc (olhando a praia de frente, fica no canto esquerdo)

* Campings existem alguns, o com melhor estrutura é o http://www.trilhadopeixe.com.br - mas é básico e tem bastante sombra.

*Também tem a possibilidade de alugar algumas casas, no site acima tem alguns contatos.

* A noite não existe banda e nem baladas, pessoal senta na areia e sempre rola um lual em frente ao bar.

* Se precisar de um barco, só procurar o Wando, se você cantar a musiquinha "Vc é luz, estrela raio e luar...". ele dá um desconto.

* Dos lugares que eu visitei, Pouso da Cajaíba, Calhaus e Sumaca, dá para mergulhar com o snorkel.

* Não tinha muitos mosquitos/borrachudos.

 

TRILHAS E PASSEIOS

 

Saindo de Cajaíba fizemos a trilha até a Praia Grande de Cajaíba. Passamos por várias praias. É um passeio muito legal, leva em torno de 1h e 1:30, pois tem muitas subidas e é claro, você sempre para nas praias para tirar fotos.

 

A trilha é fácil de achar, olhando a praia de frente, na direita, começa num pé de manga ao lado de uma casa. é só subir o morro.

 

No caminho passamos por Itanema, Itaoca, Calhaus. São vilas de pescadores, com algumas casas, tem até posto médico. Chegando na areia é sempre bom perguntar para alguém por onde segue a trilha. não tem dificuldades, todos foram simpáticos com a gente. A Trilha é nível médio, não tem perigo nenhum, mas para quem não está acostumado, cansa um pouco.

 

Chegando na praia grande, existe um barzinho. Depois de uma pernada dessa, nada como uma cervejinha e tambem um Sr. PASTEL. Só que deixem o stress em casa, o local é pequeno e dependendo do numero de pessoas, demora o seu pedido.

 

Na mesma barraca, se informe aonde começa a trilha da cachoeira.

 

Subindo a trilha, tem uma hora que a mangueira continua subindo para o lado esquerdo, não siga ela, continue na trilha marcada no chão, depois mais para frente tem outra bifurcação. antes da cachoeira, tem uma casa branca com uma placa como na foto: Se você andar mais que vinte minutos e não encontrar essa casa, volte na bifurcação.

 

A cachoeira é simples, mas tambem não deixa a desejar. Dá para dar um bom mergulho e se refrescar.

 

394360_10150513761849812_1427196740_n.jpg

 

Depois você pode ver se tem algum barco e pedir para levar de volta para Cajaíba (última vez cobraram R$5) ou seguir a mesma trilha de volta.

 

Outro passeio que fizemos foi até o Farol de Joatinga e tambem até a praia de Sumaca.

 

Para chegar no farol é uma trilha mais ingrime e com mais bifurcações. Mas é só SUBIR rs rsrs . Esse passeio você tem que combinar com algum barqueiro, chegando no local (ponta da joatinga), você pega a trilha. Só nos perdemos a hora que chega uma plantação de mandioca, mas a trilha segue em volta dela para cima. A visão cura qualquer cansaço:

 

404697_10150481018079812_16145180_n.jpg

 

Depois seguimos até a Praia de Sumaca. Por trilha, fica um pouco dícil de explicar por aqui, normalmente o pessoal desce de barco no Saco Claro e de lá tem placas até a Praia. Se você tentar ir pela trilha, desça até quando avistar uma mangueira de agua(não confunda com pé de manga, igual a nossa amiga), a maior parte do percurso é seguir essa mangueira. É outra praia sensacional, com aguas claras e até uma gruta no meio das pedras. Tem um morador nessa praia, que costuma vender alguma coisa em épocas movimentadas. PRAIA DE SUMACA:

 

399425_10150513779254812_854385625_n.jpg

 

De volta a Cajaíba, é só aproveitar a praia e os outros passeios que infelizmente não foi possível pelo pouco tempo.

 

Fotos da trip em 2007: https://www.facebook.com/media/set/?set=a.10150481016834812.392057.576754811&type=3

Fotos da trip em 2008: https://www.facebook.com/media/set/?set=a.10150513727404812.397939.576754811&type=3

 

Obs: Alguns preços podem estar desatualizados

Editado por Visitante
Link para o comentário
  • 6 meses depois...
  • Membros

Olá Colaboradores!!

Dia 17 de Dezembro saímos de laranjeiras rumo a ponta negra. Dia 18 Às 7 horas da manhã saímos de Ponta negra rumo a pouso do cajaíba. Chegamos em pouso as 18:50hs do dia 18. Foi a melhor trilha que ja fiz. PAssamos por Antigos e antiguinho e infelizmente encontramos traficantes de palmitos. Varias arvores de palmitos jogados ao chão. Quando cheguei em ponta negra e comentei com um nativo os mesmos ficaram muito bravos e pediram que não falassemos porque os caras confrontam até com a policia. Daí ficou tenso o passeio, mas enfim... Na trilha de ponta negra até cairuçu, quando começam a descer uma arvore enorme bem proximo da grupa caiu com a força da chuva , bloqueiando a visualização da trilha. Precisamos subir no tronco da mesma e procurar a continuidade. Graças a Deus conseguimos!!

Infelizmente encontramos muitos papeis de bolacha , bituca de cigarro e garrafas pelo caminho. Peguei algumas coisas que pude e continnuei a trilha. Ao saírmos de cairuçu um nativo nos ensinou um caminho `por baixo`para se chegar a Martins de sá. Caracas doi muito dificil, mas conseguimos chegar a martins de sá. De martins de sá até Pouso da cajaíba foi tranquila a trilha em comparação a anterior que fizemos.

Depois de 9 horas caminhando conseguimos chegar a pouso do cajaíba e infelizmente quanse presenciamos um assassinato de nativos entre nativos. Mas enfim a policia chegou bem rapido e lovou-os....

Em breve pretendo terminar a trilha de paraty-mirim até pouso. Foi uma experiencia inesquecivel.

Quem deu a dica deste site, foi uma mochileira que encontrei no caminho voltando a praia do sono e ainda estou aprendendo a fuçá-lo....

Um abraço a todos

Link para o comentário
  • 2 semanas depois...
  • Membros

Oi Luiz! Vi que você esteve lá recentemente, agora no dia 17 né? Poderia me passar algumas informações? Estou pensando em ir pra lá em fevereiro ou março, e ficar em um camping. Pelo site www.pousodacajaiba.org descobri que o camping mais em conta fica na praia Sumaca, por 10,00 a diária por pessoa. Você teria mais informações sobre esse camping? (p.ex. se tem cozinha; se há algum celular para recados ao dono/reservas). Valeu!

Link para o comentário
  • 1 ano depois...
  • Membros

Pouso do Cajaiba é lindo mas está ficando perigoso. Fiz a travessia da Joatinga no começo deste ano com mais 3 amigos e a travessia começa nessa praia. Logo descendo do barco fomos abordado por um grupo de mochileiros que nos contaram que seu acampamento foi roubado na noite anterior e estavam desesperados pra sair da praia. Mudamos nosso planos de acampar ai e fomos direto para martins de sá, e la também ouvimos relatos de 2 surfista que ao acampar em pouso do cajaiba tiveram suas pranchas roubadas!!

O lugar é um paraíso na terra, mas cautela nunca é de mais. Se forem acampar la passem cadeado em suas barracas e nunca deixem nada de valor no acampamento.

abraço

Link para o comentário
  • Membros
Pouso do Cajaiba é lindo mas está ficando perigoso. Fiz a travessia da Joatinga no começo deste ano com mais 3 amigos e a travessia começa nessa praia. Logo descendo do barco fomos abordado por um grupo de mochileiros que nos contaram que seu acampamento foi roubado na noite anterior e estavam desesperados pra sair da praia. Mudamos nosso planos de acampar ai e fomos direto para martins de sá, e la também ouvimos relatos de 2 surfista que ao acampar em pouso do cajaiba tiveram suas pranchas roubadas!!

O lugar é um paraíso na terra, mas cautela nunca é de mais. Se forem acampar la passem cadeado em suas barracas e nunca deixem nada de valor no acampamento.

abraço

 

Vc tem razão, Samuel, e isso acontece em qualquer lugar.

Mesmo com cadeado, eu fico com receio de acampar em alguns lugares. De qualquer forma, acho difícil os locais fazerem esse tipo de coisa

Abs

Link para o comentário
  • 11 meses depois...
  • Membros

Só pra dar um "up" merecido! rsrs

 

Fui pro Pouso no carnaval, querendo fugir do tumulto! Bom, lógico que "fugir do tumulto" é utopia, né... mas longe de estar lotado de foliões!

 

Fui eu e meu irmão, fomos domingo, meu irmão voltou na 4a e meu plano era voltar só no sábado, mas peguei uma intoxicação alimentar e resolvi não arriscar! (nunca peguei intoxicação na vida!! que zica!!) Aí voltei na 5a, depois de passar um dia em Paraty...

 

Bom, o Pouso é bem 10! Me lembrou uma vila de Abraão (Ilha Grande) 10x menor.... ou seja, mais bacana!!

O que me pareceu problemático é ir pra lá! Demos banda no cais de Paraty e chegaram a nos oferecer ida por 500 contão!! Tá loco!!! Mas com um pouco de paciência tu acha um morador do Pouso que ta voltando e te leva por um preço mais camarada (no carnaval não achei menos que 35 o trecho por pessoa). Fora de época é pior de ir, pq tem menos gente indo, então pode ser que cobrem mais caro (apesar de que tem todo dia barco de morador indo por Pouso, visto que eles tem que buscar gelo e provisões pra vila...)

 

Lá no Pouso ficamos no camping conjunto da dona Vânia (da padaria Pão de Pizza, citada aí acima) e do seu Maneco. Aliás, o seu Maneco é gente boníssima!! Conta cada história e tem muita coisa pra ensinar... só achei o camping "meia-boca"! Os banheiros eram bem pra razoáveis e a cozinha bem ruinzinha! Nada que desanime um mochileiro, lógico, mas poderia ser melhor.... o preço que era bom, em pleno carnaval pagamos 20 conto! Diz o seu Maneco que fora de temporada é 10 conto, mas que vale a pena assim alugar uma casa, que se encher, dá uns 20-25 por pessoa...

Outra pessoa que tem que conhecer é o Chicote, outro caiçara, que defende os direitos dos moradores do Pouso em Paraty... o cara é muito gente boa e tem ótimo papo, vale a pena mesmo trocar idéia com ele...

 

Do Pouso tem algumas trilhas boas (as praias perto: itapema, praia grande...não fui, pelo tempo corrido!). No 2o dia fomos pra Sumaca e no 3o pra Martim de Sá. Ambas trilhas têm um começo em comum, depois que engrossa: Martim é sussa, Sumaca ninguém faz a pé (galera vai de barco), ou seja: prepare-se pra trilha fechadinha, um pouco escorregadia de vez em quando, e cheia de aranhas gigantes no caminho! Mas o saldo geral é que a trilha é tranquila, só ir com calma (2h30 de caminhada pra Sumaca, 1h10 pra Martim de Sá).

 

Sumaca é uma praia "dupla" (divididas por umas pedras), tem um camping/bar/restaurante, no carnaval tava lotado!! Achei ruim, pq na trilha tu não vê uma alma viva... aí vai achando que vai ter a praia só pra você, mas chega lá e tá lotado de gente, som estourando e bebedeira.... mas era carnaval! Pelo que ouvi, depois da páscoa fica um paraíso lá....

 

Martim de Sá é mais aberta, linda demais, por sinal... o único morador lá (também seu Maneco!) tem um camping com estrutura de fazer inveja à Abraão em Ilha Grande... o cara também é gente boa demais... não permite tumulto e barulho no camping dele, nem violão pode tocar lá ("se quiser tocar, vai pra praia... tem tanto espaço...").

Ah, falam que exite uma cachoeira em Martim de Sá, mas pelo que apurei, são corredeiras, nada de cachoeira, desembocando num poção (que não fomos).

 

Não achei nada caro lá, PF BEM servido (no Pouso) era 15 conto... mesmo assim sempre vale a pena levar comida de Paraty.

 

Vale muito a pena ir pro Pouso. Tem até uma trilha do Pousto até o Sono (12h!!!!), mas aí é pra quem tem preparo maior que o meu....

Link para o comentário

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...