Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
LéiaMandatto

Final de Semana em São Bento do Sapucaí - Pedra do Baú

Posts Recomendados

Oi pessoal!

Uma contribuiçãozinha pequena para os Mochileiros

 

Viagenzinha de um final de semana em São Bento do Sapucaí

 

1º dia

De minha cidade a São Bento são 3 horas, fizemos o calculo para chegar exatamente no horário do almoço lá.

Passamo primeiro na Capelinha de Mosaico que é uma atração à parte, construída por artesão da vila, a capelinha atrai curiosos, romeiros e turistas, ávidos em fotografar a bela construção, colorida e abençoada. Endereço: Rua 13 de Maio, 217, Centro, das 9h ás 17h e finais de semana e feriados, das 8h ás 18h. Telefone: (12) 3971-1876

Logo em seguida fomos almoçar e paramos no Restaurante Taipa, que só abre no almoço. Comida deliciosa, que pode ser por quilo o pago para comer a vontade.

Depois fomos fazer o check-in na pousada e deixar nossas coisas. Ficamos na Pousada 4 Irmãos (12) 99202-1314: fica a 7 minutos de a pé do centro e 2 minutos de carro – estacionamento, quarto e banheiro privativo –  R$240,00. Gostei muito, a Lucia dona da pousada nos deixa super a vontade, entrega a chave do portão e tudo. Fora que ela antecipou nosso café da manhã no dia seguinte e ainda nos deixou fazer check-out mais tarde.

Após ajeitamos nossas coisas no quarto, partimos em direção a uma segunda igrejinha, menor e menos conservada, na estrada do Paiol, sentido Campos do Jordão, em direção à Pedra do Baú. Na mesma estrada vale a parada em duas cachoeiras: a Cachoeira dos Amores e Cachoeira do Toldi.

No caminho paramos na Cachoeira dos Amores que uma queda d’água sem muitas emoções, mas vale para quem quer dar um mergulho ou relaxar um pouquinho com o barulho da cachoeira. Dá para chegar de carro até ela, só é necessário pagar 5 reais por pessoa, já que a cachoeira dos amores fica em uma propriedade privada. No local também é possível fazer trilhas.Endereço: Estrada do Paiol Grande km 5 – B. Paiol Grande, das 8h ás 17h. Telefone: (12)3971-2675

 Depois paramos no deck da Cachoeira do Toldi, que fica na estrada mesmo, no meio da Serra. É uma queda d’água linda! Vale a parada com carro mesmo para algumas fotos! Distante 25 km da cidade, a estrada de acesso é íngreme e cheia de pedras. Possui uns 20m de queda e a água é abundante e límpida. Está incrustada no meio da Serra do Baú, tem mais de 200m e é a mais alta de São Bento do Sapucaí. Endereço: Estrada do Paiol Grande km 13, das 9h ás 17h e finais de semana e feriados das 9h às 18h. Telefone: (12) 3971-8181

Finalmente seguimos em direção ao Complexo da Pedra do Baú é definitivamente o carro-chefe em São Bento do Sapucaí. É possível avistar a Pedra do Baúzinho, que tem um acesso bem mais simples, em 30 min de trilha.Saindo de São Bento são quase 40 minutos em uma serra cheia de curvas, nesta mesma estrada das cachoeiras. Você estaciona o carro dentro no Parque e anda por cerca de 10 minutos até a Pista de Pouso (asa deltas e parapentes) e depois mais 20 minutos até a Pedra do Baúzinho em uma trilha leve. R$10,00 por pessoa de taxa de preservação ambiental para entrar no parque . Ficamos lá para ver o pôr do sol e a vista é ainda mais linda. O sol deixa tudo laranja, maravilhoso!

 A noite jantamos no Restaurante Bistro. Muito gostosinho, foi lá que experimentamos pela primeira vez a linguiça de truta.

 

2º Dia

Acordamos cedo neste dia, tomamos café da manhã e fomos para a agencia Baú Ecoturismo que fica junto ao Restaurante Pedra do Baú: Estrada do Quilombo, 1403 - Agência de esporte e aventura oferece serviços como caminhadas, passeio de bike, rapel, escalada guiada Pedra do Bauzão, trilhas, tirolesa e informações. R$100,00 por pessoa = R$200,00 o casal.Forma de pagamento 50% antes do passeio feito por deposito bancário, os outros 50% é pago depois do passeio realizado em dinheiro, cheque ou transferência, não trabalham com cartão.(12) 9 9737-5968/ 9 9623-1620 com Fabrício [email protected] - www.bauecoturismo.com.br

 Já havíamos reservado com a agencia e foi excelente, o guia Lello foi muito bacana conosco, não tivemos do que reclamar, só agradecer.

 

Imprescindível levar: Roupa confortável, tênis ou bota de montanha, mochila pequena, lanche, barrinha de cereal ou fruta, agua

Recomendável levar: Agasalho (blusa de fleece ou moletom), dependendo da época do ano, Anorak ou capa de chuva, Chapéu ou boné, Protetor solar, Lanterna.

Não está incluso no passeio: Alimentação e bebida pessoal, para os passeios realizados pela face Norte do Mona (Monumento Natural Estadual da Pedra do Baú) é cobrado uma taxa de R$20,00 de estacionamento no Restaurante Pedra do Baú, caso vocês almocem no local não será cobrado esta taxa, o restaurante Pedra do Baú só aceita pagamento em dinheiro. O passeio inicia na agencia, se precisar iniciar em outro local ou se precisar de carona até o início da trilha, poderá ser cobrado uma taxa de deslocamento do monitor.

 Como é o passeio: São cerca de 5 a 6 horas de passeio escalando a Face Norte da Pedra do Baú. O destino predileto de 95% dos escaladores do estado, apresenta perigos aos iniciantes que escalam sem equipamentos de segurança a pedra, por issoé importante ir com segurança, cordas, capacetes e etc, que te protejam em caso de algum deslize.

Se você for durante o fim de semana, é melhor ir bem cedo para evitar muita gente na trilha. Aconselho sair no máximo as 8 horas da manhã, até porque o sol vai estar mais leve. A tarde não é aconselhável subir na pedra, se for um dia de sol, as escadas esquentam e o sol fica de rachar. Existem dois jeitos de subir a Pedra do Baú, pela Face Norte e Face Sul (porém a Sul está bloqueada devido a deslizamentos).

Como é a Trilha: Depois de São Bento do Sapucaí até chegar na Face Norte são apenas 10 minutinhos de estrada de carro, e aí você vai em direção ao Restaurante Pedra do Baú. Além da vista maravilhosa que o restaurante tem, ele oferece brincadeiras para crianças como escalada, arvorismo, cama elástica. Dá para passar o dia por lá. De lá começa a trilha da Face Norte da Pedra do Baú. A trilha, depois de aproximadamente 1 hora de subida, você vai continua-la, mas agora escalando 300 metros verticais de pedra pelas 600 escadinhas presas nela. Então vem a Parada dos Medrosos: É o maior lance de escadas da escalada na Pedra do Baú. É lá que muita gente desiste, porque é um paredão vertical gigantesco só com as escadinhas como apoio. Ainda é possível ser mais radical e descer de rapel a Pedra do Baú. Leve lanche e se alimente lá em cima.

Voltamos por volta das 12h e o caminho já começada e lotar de gente.

Acabamos não almoçando no Restaurante Pedra do Baú para almoçar na Cantina Tio Giuseppe, massas e molhos caseiros deliciosos. R$35,00 por pessoa e dá direito a 3 pratos diferentes.

 

Voltamos a pousada, tomanhos um banhão e voltamos para nossa cidade.

 

 É um passeio de final de semana que vale muito a pena. Recomendo!

 

 

 

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora



×