Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Camden Town: bairro da Amy Winehouse e lugar alternativo em Londres


Posts Recomendados

  • Membros


Famoso por sua cultura alternativa e mercados com produtos diversificados, Camden Town é um dos bairros mais característicos de Londres. Um pedacinho da cidade que reúne um público cheio de personalidade e estilo, que você provavelmente vai querer conhecer quando for visitar a terra da rainha, claro, quando todos puderem viajar novamente.

Esse é um dos bairros que exploramos durante uma tarde. Um dos grandes atrativos para a nossa visita foi o fato da cantora Amy Winehouse ter morado e frequentado bastante a região, que era praticamente um refúgio para a artista. A nossa sugestão é que quando for planejar o seu roteiro pela cidade, deixe um dia livre para Camden, assim não precisa sair tão cedo e poderá aproveitar essa região sem pressa, aproveitando parte do e dia e quem sabe até fazer um tour pelo pelos diversos pubs do bairro.

Neste post vamos apresentar Camden Town para você e detalhar o que pode ser encontrado por lá.

Diversidade de produtos e mercados em Camden Town

Camden Market é composto por Camden Lock e o The Stables, que reúnem em uma mesma área uma comunidade bem diversificada de vendedores de rua e lojas, muitos deles oferecendo produtos bem criativos e diferentes.

A ideia dos mercados iniciou no século 19, quando a região ainda era industrial e os trabalhadores se dedicavam a produção de gin, foi quando os donos da Dingwalls Dance Hall que era local favorito de pessoas como Charlie Watts do Rolling Stones e Dave Gilmore do Pink Floyd, além de ter sido palco de shows icônicos de bandas de rock e que permanece até hoje como um dos locais de música ao vivo mais famosos de Londres, decidiram criar um espaço para artistas e designers explorem seu trabalhos em barracas aos domingos, assim o mercado foi ganhando forma, até chegar ao que é atualmente. São mais de 1000 lugares para fazer compras, comer e se divertir.

É só chegar no bairro e caminhar pelas ruas para ver lojas com fachadas super criativas, cheias de produtos do lado de dentro e também pelas calçadas, muitos deles made in china, mas com qualidade e preços atrativos.

Depois do Regent’s Canal, está o Camden Lock, considerado um dos mercados mais famosos do mundo. A fama não é toa, o mercado está repleto de lojas, barracas com roupas e diversos acessórios produzidos artesanalmente, objetos de música e vintage, além de uma variedade gastronômica com comidas de diferentes países. Estima-se que anualmente 28 milhões de pessoas visitam o mercado para ver produtos ecléticos e sentir a atmosfera única do local.

Entre as diversas curiosidades do Camden Lock, está o fato da cantora, Amy Winehouse ter trabalhado em uma barraca no mercado quando era adolescente.

E no Stables Market a artista tem uma estátua de bronze inaugurada em 2014 três anos após a sua morte. Esse mercado está instalado em um prédio histórico cheio de labirintos com becos, lojas e barracas.

Estúdios de piercing e tatuagem estão espalhados por todos os lados, dando um leque de opções de preços para quem quer dar uma up no estilo.

A moda também é algo que ao longo dos anos tem sido característico no bairro, principalmente para aqueles que buscam itens alternativos. Roqueiros, punks e boêmios vão para Camden Market comprar roupas hippies, jaquetas de couro, camisetas rasgadas de Levi, slogans e botas com plataformas.

Cds, discos de vinil, fitas e coleções que fizeram sucesso nos anos 80 e 90, são encontrados também em lojas específicas, especializadas em diversos tipos de músicas.

É importante ressaltar que as lojas ficam abertas até 19h, depois tudo fecha e aí é hora de aproveitar a noite em Camden Town, de preferência dentro de algum dos diversos pubs que há pela região. O mais famoso deles é o The Hawley Arms, onde a cantora Amy Winehouse costumava frequentar. Ele fica pertinho de Camden Lock e tem dois bares, pátio e terraço. É um dos bares do tipo tradicionais londrinos.

Atenção, essa não é uma região muito recomendada para ficar até muito tarde a noite.

Visitando a casa da Amy Winehouse

De Camden Market fomos caminhando por cerca de 15 minutos, até chegar em Camden Square, onde está a casa que a Amy Winehouse morava e foi encontrada morta. O local virou ponto de “peregrinação” dos fãs da artista que buscavam homenageá-la de alguma forma, logo após a sua morte.

Atualmente o imóvel tem novos donos, mas nas três árvores na frente da casa e que ficam do outro lado da rua, ainda é possível ver resquícios do carinho de fãs. Cadeados em forma de coração com o nome da cantora, restos de faixas e flores secas que ficaram presos nas árvores ainda resistem ao tempo.

É possível chegar de metrô em direção a Camden Town, pela linha Northern.

Confira: Mais detalhes de Camden Town nos destaques do nosso instagram @depoisdomedovemomundo.

cam1.jpg

cam2.jpg

Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...