Algodoal - Perguntas e Respostas

Guias e troca de informações sobre destinos do estado do Pará


Algodoal - Perguntas e Respostas

Mensagem não lidapor mapaes » 14 Fev 2005, 16:27

Imagem
Caminhada de 15 minutos para chegar na melhor parte da praia.

Imagem
No caminho da praia - Maré baixa atravessa assim. Maré alta, 2 min de barquinho.

Fala galera. Alguns já ouviram falar mas a maioria não. Poucos conhecem. Gente, vocês não sabem o que estão perdendo. Quem já foi e quiser colaborar com o tópico favor colocar informações. Algodoal é uma ilha paradisíaca que ate mes passado nao tinha energia eletrica. Para quem não sabe, a Ilha de Mayandeua, ou simplesmente Algodoal, está entre os melhores praias do Brasil.

Fica a 3 horas de belem. Vai de Van ou Onibus para a Cidade de Marudá (17,00), depois atravessa de barco (+- 45 minutos) + 5,00. La voce pode acampar ou ficar em uma pousada com precos que varia de 20,00 a 70,00 reais). Uma vez ficou eu e mais 3 pessoas. Pagamos tudo 120, 4 dias em um quarto (Bar do Bolão). saiu a R$30,00 reais por pessoa os 4 dias, R$10,00 reais o dia.

Tem poucos lugares que aceitam cartao de credito, e a comida e bebida eh cerca de 30% mais cara que em Belem. Coca 2L +- 4,00 a 4,50 em algodoal.

Dica: Para quem quiser gastar pouco, a dica é fazer amizade com nativos, pescadores da ilha. De qualquer forma, não sai caro passar uns dias em Algodoal. Procure a palavra algodoal no cadê ou google que vai achar muitas informações.
mapaes
Membro de Honra
Membro de Honra
 
Mensagens: 127
Desde: 10 Jan 2005, 14:36
Localização: Brazil

Algodoal - Perguntas e Respostas

Mensagem não lidapor mapaes » 06 Abr 2005, 11:22

Denunciar esta mensagemResponder com citaçãoFeriado em Algodoal-PA
por mapaes em Seg Abr 04, 2005 7:05 pm

Roteiro detalhado da viagem à Ilha de Algodoal-PA.
Data: 24/03/2005 (19:00) à 27/03/2005 (17:00) - Semana Santa
No final de tudo, daremos mais informações de preços e como chegar.
RESUMO
Seu nome é <b>Ilha de Maiandeua</b>, mas todos a conhecem por Ilha de Algodoal. Maiandeua tem origem no Tupi e significa "Mãe da Terra". <b>Algodoal </b>é, também, o nome da maior vila, das quatro que existem na ilha. As outras três são <b>Fortalezinha, Camboinha e Mocooca</b>.
A Vila de Algodoal é a principal por ser a maior, a que possui a melhor infra-estrutura para acomodação de turistas e, conseqüentemente, a que recebe mais visitantes. Estas quatro vilas são separadas entre si por porções de manguezais e seccionadas em alguns pontos por canais de maré.
A energia elétrica somente foi introduzida na ilha em janeiro de 2005 e o abastecimento de água é realizado por meio de poços artesianos que fornecem água de excelente qualidade.
Os meios de transporte existentes são a bicicleta, o barco (a motor ou a remo) e a carroça puxada por cavalo ou jegue. Veículos terrestres motorizados não podem entrar na ilha.
É conhecida como a Ilha do Reggae aqui no Pará. Tem também muito carimbó (ritmo da região). É freqüentada também por uma galera alternativa (que não é o nosso caso, mas nada contra). Não existe polícia, mas briga não se vê. Agora cada cabeça faz o que quer....Local muito simples mas com pessoas muito hospitaleiras. A beleza natural é fantástica. No local, quase não se usa celular, relógios e outras coisas do gênero. A máquina fotográfica é indispensável para registrar tudo de bom que a ilha proporciona. Seja bem vindo (a)!
Retirado do site http://www.algodoal.com.br (com adaptações)
MEU ROTEIRO DE VIAGEM
<b>1º dia: quinta, 24/03</b>
<b>Saída de Belém à Marudá</b>
Nesta viagem participaram 5 pessoas. Eu, minha namorada e mais 3 amigos (Bruno, Lica e Valéria). Resolvemos ir de carro pois sairia mais barato do que de ônibus. Gastamos R$ 90,00 ida e volta. Se fossemos de ônibus ou van, gastaríamos no mínimo R$ 120,00 ida e volta. Saímos às 19:15 pegando a BR 316 rumo a cidade de Castanhal-PA, levando em torno de 1 hora. De Castanhal, pega-se uma rua que te leva a PA-318. até chegar à Marudá. Este percurso, leva-se em torno de 2 horas. Levamos um pouco mais de tempo, pois estava chovendo muito. Chegamos em torno das 23:30.
<b>Saída de Marudá à Algodoal</b>
Nossa viagem de carro acaba aí, pois a travessia é de barco e como falado acima, não é permitido carro ou moto na ilha. Então o carro pode ser deixado no estacionamento em hotéis próximo ao porto de Marudá. É cobrado em torno de 4 a 5 reais a diária do carro. Andamos cerca de uns 100 metros até o porto. Compramos nossa passagem que foi de R$ 4,00 por pessoa. Nesta época a travessia não pára a noite. Agora pense numa aventura de travessia de 45 minutos num barco pôpôpô (um barco pequeno que faz esse barulho pôpôpô). Tem colete salva-vidas, mas nestes feriados geralmente os barcos vão lotados.
A viagem foi com chuva mas os barcos tem lona para cobrir (mesmo assim é bom levar um saco para proteger pertences como carteira, máquinas, etc). Leve também lanterna, pois o barco às vezes é escuro e quando chegar à ilha, é bom ter lanterna, pois as ruas são bem escurinhas (um dos charmes de Algodoal).

Chegamos à ilha por volta das 00:15. Não existe porto. Então, descemos pisando na água mesmo com ajuda das próprias pessoas do barco ou com ajuda dos nativos. A caminhada até as pousadas, casas e hotéis leva em torno de 15 minutos andando pela areia da praia. A vila de Algodoal possui várias ruas, mas todas de areia. Para quem não quer andar muito pode-se alugar uma carroça puxada por jegue ou cavalo. Os nativos levam sua bagagem e de outras pessoas por R$ 5,00 reais. No caminho tinha uma festa de reggae num local chamado <b>Raízes do Mangue</b>, pois fica bem em cima de um mangal! Parecia estar muito boa.

Existem várias pousadas e hotéis na cidade. Algumas são bem simples, outras até já tem ar condicionado). Nossos 3 amigos foram para uma delas (Pousada do Melo) e pagaram por 3 diárias R$ 200,00. Nós fomos para o camping de Algodoal e pagamos R$ 15,00 reais o casal levando nossa barraca. Usando a barraca deles, sai por R$ 20,00 o casal.

Depois de montar a barraca e arrumar tudo, saímos para lanchar um sanduíche. Atenção: tudo em algodoal é mais caro do que em Belém. Uma coca de 2L custa em torno de R$ 4,00, Água mineral de 1,5L sai por R$ 2,00. Fomo dormir, pois já era 03:00! Gastamos (nós 4) no lanche em torno de R$ 16,00

<b>2º dia: sexta, 25/03</b>
Amanheceu nublado e ficou assim durante quase todo o dia. Acordamos por volta das 10:30. Fomos tomar café da manhã em uma barraquinha. Café com leite + 2 pães pequenos com ovo sai por R$ 2,00. Tapioquinha c/ manteiga sai por R$ 0,50. Voltamos ao camping e aguardamos a chegada dos nossos amigos para irmos à Praia da Princesa (que é a mais bonita e onde a maioria vai). A caminhada até a praia leva em torno de 20 minutos, pois o início da praia não é tão boa pro banho. No caminho, temos que passar por pedras na areia e um pequeno lago que bate nas canelas. Obs: quando este lago está cheio, só é possível passar de canoinha. Após o laguinho, temos que decidir entre continuar caminhando pela praia ou pegar um atalho por uma pequena trilha. Obs: quem não quiser ir andando, pode ir de carroça. Paga-se em torno de R$ 5,00, mas é dividido por todos.

Gente, a paisagem é belíssima!!! A areia é branca como algodão e pode-se ver a todo momento, garças, e outros pássaros pela praia. Existem algumas barracas onde pode-se tomar uma cerveja bem gelada,
ou deliciar-se com um tira-gosto. Chegamos em torno de 13:00. Pensamos em ir até o Lago da Princesa (em torno de mais uns 20 minutos de caminhada). É um lago de águas escuras que nem da coca-cola e bem gelada!. Serve pra tirar a ressaca e o sal do corpo. Pra chegar, passa-se por uma trilha de areia. O visual é belíssimo.
Por volta das 17:00 uma das barracas da praia estava lotada com uma banda de Reggae. Lembre-se que o Reggae comanda o local juntamente com o <b>carimbó</b>! Ficamos até umas 18:30! A volta é pelo mesmo caminho em que viemos e atravessando com a ajuda da canoinha. A travessia dura 1 a 2 minutos e paga-se em torno de R$ 0,50 por pessoa. Chegando ao camping, comemos alguma coisa, e fomos dormir em nossa barraca para se preparar para mais tarde.

Por volta das 23:30, levantamos e nos arrumamos para sair novamente. Fomos andar pela ilha atrás de badalação. Leve repelente e lanterna quando sair a noite principalmente. Paramos num local chamado Só Carimbó, lá você pode ver o <b>"Chico Braga"</b>, que é um nativo barbudo muito conhecido como um dos ícones do carimbó na ilha. Depois disso fomos até o <b>bar Lua Cheia</b>, bem à beira da praia. Ouvimos bastante reggae com <b>Rafa Reggae e Cristal Reggae</b>. Tinha uma galerinha meio afastada do povo que estava fumando uma erva, mas não curtimos isso. Obs: em Algodoal as pessoas fazem o que dá na cabeça, mas cada um na sua sem perturbar o outro... mas mudando de assunto, a lua estava maravilhosa!!! Então curtimos nosso <b>1º ano de namoro </b>juntinhos bebendo a cerveja que levamos de Belém, e fumando nosso cigarro de cravo Gudang Garam. O Tempo foi passando e a fome foi chegando. Já era 05:30 da manhã. Resolvemos comer alguma coisa. Fomos em vários lugares mas já estava fechando. Então achamos uma lanchonete aberta em frente à <b>Pousada do Atlântico </b>(na nossa opinião a melhor pousada da ilha). Comemos um chesse-eggs e Fomos dormir....

<b>3º dia: sábado, 26/03</b>
1º ano de namoro! O tempo estava divino. Acordamos com um solzão em nossa cara! Tomamos um café no camping mesmo. Aguardamos nossos amigos chegarem, pois o camping era mais próximo da praia. Estávamos planejando conhecer <b>Fortalezinha </b>(uma praia deserta) que fica umas 2 horas de caminhada de ida, mas desistimos por vários motivos como o sol quente, e não formamos um grupo e nem tínhamos guia pra nos levar.

Fomos então a Praia da Princesa novamente e curtimos tudo de bom que a praia pode nos dar. Nos deliciamos com um belo tira-gosto de peixe (R$ 14,00), porção razoável. O sol estava queimando. Resolvemos dar um mergulho e para tirar o sal, cada barraca dispõe de um poço artesiano onde qualquer pessoa pode se refrescar.
Tomamos umas cervejas <b>Cerpa </b>e final da tarde fomos novamente para a barraca que toca reggae ao vivo com Rafa Reggae. Estava anoitecendo. Atravessamos no mesmo esquema das canoinhas. Só que a canoa parou em outro ponto onde tivemos que passar por uma pequena trilha de pedra (quem estava sem sandália se ferrou). No meio destas pedras tinha alguma coisa que soltava um corante vermelho que manchava tudo. Inclusive pensei que tinha me cortado. Ainda estou com tinta nos pés eheheh.
Íamos descansar mas como já era umas 19:00, resolvemos ir atrás do que comer. Por indicação dos nossos amigos Bruno e Lica, fomos jantar na Pousada <b>kakuri</b>. Pedimos uma refeição de bife (R$ 14,00) para duas pessoas. Acho que dá até para três. Obs: em outros locais você encontra PF por R$ 5,00 também. Ficamos tão empachados que fomos dormir para acordar mais tarde, só que não conseguimos dormir. Então resolvemos ficar no bar do camping assistindo uns DVDs legais e bebendo um Martini Bianco que compramos. 01:00h tivemos que dormir pois começou a chover e não parou mais a noite toda.

Último dia, infelizmente. Acordamos às 9:30. Amanheceu chovendo. Foi uma novela desmontar a barraca e lavá-la para poder guardar...fomos terminar tudo por volta das 11:30. Nos despedimos e saímos rumo ao local de embarque. Ainda bem que conseguimos um táxi (a carroça) que levou nossas coisas...encontramos com os nossos amigos e fomos todos juntos. O embarque é rápido. Existem muitos barcos para atravessar. Você compra a <b>passagem </b>numa cabine que fica na praia. A travessia foi boa. Choveu bastante mas não balançou muito.

Chegando ao porto, fomos até o hotel pegar o carro e resolvi conhecer a casa do meu tio. A casa fica numa rua ao lado da rodoviária de Marudá, bem à beira do rio. Meu tio mora no local e é pescador por opção. Fomos muito bem recebidos. Acabamos ficando pro almoço. Ele fritou vários filés de Corvina (um peixe da região) acompanhados de arroz, feijão, farinha d'água e não podia faltar uma cachacinha....tudo maravilhoso, mas e agora como pegar a estrada? [:D]

Tivemos que descansar um pouco e lá pelas 14:30 h depois de um belo banho gelado no chuveiro, retornamos. Pensamos ainda em passar pela Praia do Crispim (que fica a 10 km de Marudá) que dizem ser muito boa, mas devido a hora, desistimos. Depois de pegar chuva e sol na estrada, chegamos em paz às 17:30 em Belém.

<b>Resumindo</b>: Quem já esteve em Algodoal, sempre retorna. Foi considerada uma das mais belas do Brasil pela <b>Revista Época</b>. Os moradores (nativos) são simples mas muito hospitaleiros. Não há policiamento, mas a cidade é muito pacata. A única coisa que nos deixa entristecidos, é que muitos não se preocupam a mínima com a preservação do local deixando seu lixo jogado por toda a vila. Venha conhecer Algodoal! Vale a pena!

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

<b>Detalhes da viagem para Algodoa</b>l

- No terminal rodoviário, pega-se ônibus ou Van com destino Belém-Marudá, com preço da passagem variando entre R$ 12,00 a R$ 15,00. Leva em torno de 3 a 4 horas.
- Barco Marudá-Algodoal - Compra-se a passagem no porto de Marudá. Valor: R$ 4,00. Travessia em torno de 40 a 50 minutos.

<b>Restaurantes Famosos</b>
Kakuri, Mata Broca, Pousada do Atlântico, Pousada do Boiador.

Demais pousadas e outras informações, acesse ao nosso site ou ao site da ilha:
http://www.algodoal.com.br
http://www.marcelo.fot.br/html/links_dicas.html
Editado pela última vez por mapaes em 08 Ago 2006, 13:33, em um total de 1 vez.
mapaes
Membro de Honra
Membro de Honra
 
Mensagens: 127
Desde: 10 Jan 2005, 14:36
Localização: Brazil

Re: Algodoal-PA - Perguntas e Respostas

Mensagem não lidapor Renan vilhena » 11 Dez 2010, 22:07

Galera,sou de belém mais trabalho fora do estado, todo ano que posso passo o ano novo em algodoal.
É uma linda ilha com praias maravilhosas e muita gente bonita quem gosta de um bom reggae vai amar algodoal
o reggae é o principal som que rola lá seguido do tradicional carimbó.nessa época a ilha fik cheia gente de todos os cantos
que se rendem a beleza da ilha.

esse ano to indo para lá dia 29/12,quem quiser me acompanhar tirar duvidas sobre a ilha é só me add no no gmail, renanzinho.geo@gmail.com / ou no msn: vilhena2210@hotmail.com

abraço a tds
Renan vilhena
 
Mensagens: 1
Desde: 11 Dez 2010, 21:52

Re: Algodoal-PA - Perguntas e Respostas

Mensagem não lidapor lucianamoraes » 14 Fev 2011, 16:48

O que eu posso dizer de Algodoal é que é um PARAISOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!

Para quem tiver oportunidade de vim aqui no Pará, não deixe de ir, diversão garantida e diferente de qq outro passeio...

É uma cidade que não existe energia elétrica, nem tão pouco automóveis, o que é proibido, não há asfalto, apenas areia... Um lugar para vc sentir a natureza, a liberdade, longe do transito e do stress das cidades...

Sem contar que nem precisa de hotel, basta montar a sua barraca na praia ou na casa de qq nativo ou se preferir segurança fique em camping!!!!!!!! ::otemo::
Luciana Moraes

Visite Belém do Pará!!!
Avatar do usuário
lucianamoraes
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 35
Desde: 11 Fev 2011, 16:40

Re: Algodoal-PA - Perguntas e Respostas

Mensagem não lidapor Haleks » 23 Mai 2011, 19:27

Alguem poderia me informar se no feriado de corpus christi fica muito lotado, ou e tranquilo de conseguir hospedagem por lá ?
E horarios de onibus e preços de Belem para Maruda como são ???
Avatar do usuário
Haleks
 
Mensagens: 4
Desde: 23 Mai 2011, 17:51
Localização: Belo Horizonte

Julho 2011 - Algodoal.

Mensagem não lidapor Smar » 20 Jun 2011, 20:37

Iae galera,

Nestas ferias estou pensando em passa uns dias em algodoal em julho.
Eu nunca fui na ilha, entao tenho mts duvidas, gostaria que a galera com mais experiencia no local desse uma força ai.

O programa eh o seguinte:

Trajeto Belem - Maruda de onibus.
Maruda - aldogoal popopo.

Ate ai normal, mas estou querendo levar a bicicleta, pra me locomover na ilha, pois ouvi falar que la anda-se mt a peh e de charrete. To querendo levar a bike pra ter maior liberdade pra andar por la, conhece direito sem ter q fica pagando e td+, como eu sempre faço passeios d bike penso que seria uma otima oportunidade


Minhas duvidas sao:
Seria uma boa ideia?
Eh seguro?

Outra questao eh, eu vou pra ficar em camping, tenho barraca propia, tbm ouvi dizer que tem varios lugares pagos pra acampar por la, se alguem tiver
uma indicaçao pra me dar, e principalmente, quem tiver uma noçao atualizada de preço e condiçoes desses lugares pra me passar ficaria mt agradecido pois, n encontrei
quase nenhuma informaçoes sobre isso.

As perguntas sao as msms:
Eh seguro?
Vou poder deixa minha barraca montada direto com toda tralha dentro sem ter q carrega td quando sair de manha?(tirando claro as coisas d valor, camera, dinheiro, etc).

Custo:

Estou meio perdido em relaçao a grana, n sei quanto levar, soh sei preço das passagens, fora isso estou sem nenhuma noçao em relaçao ah alimentacao,
bares, acomodaçoes.

Tbm aceito indicaçoes quanto a alimentacao, e bares pra curti por la.

Ainda n tenho uma data definida, estou querendo ir em uma quinta de manha, e voltar em uma segunda de manha, ou domingo a tarde.

Vlw ai!
Smar
 
Mensagens: 1
Desde: 20 Jun 2011, 18:37


Voltar para Pará



Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes