Relatos de Viagens por 2 ou mais países da América do Sul
#1186756 por quel.teixeira
10 Mai 2016, 12:58
victorfirmes escreveu:Bom dia Victor!
Parabéns pelo mochilão!!! ::otemo::
O meu tá chegando, e a ansiedade já é palpável! kkkkkkkkkkk
Será q vc pode me tirar uma dúvida?
Huaraz vc foi logo no início do roteiro?
Quais passeios vc fez, e se recorda o valor de alguns?
Obrigada desde já!!!


Bom dia...

Para chegar em Huaraz vc tem que ir para Lima antes... Meu roteiro seguiu o do Vagner porém ao invés de ir para Cusco após Ica eu segui de Ica para Lima e de Lima para Huaraz... Lá é muito barato. Qualquer refeição sai 6 soles e os passeios que fiz foram: Laguna Wilcacocha (trilha de aclimatação), Laguna 69 (trilha difícil por conta da altitude de 4600m) e Glacial Pastorouri (5100m de altitude) porém mais fácil a trilha. Cada passeio tirando o primeiro que gastei 2 soles de busao para ir e voltar custou 30 soles e foi o dia todo. Vale muito a pena. Tomara que você consiga ler em meu relato antes de viajar. Mas a aclimatação é muito importante. Qualquer dúvida pode me mandar mensagem no privado. Boa sorte.[/quote]

Puts Victor, genial! Tenho interesse exatamente nesses 3 passeios!
Eu vou agora dia 04/06, será que dá tempo de ler seu relato? rs
Então, minha maior preocupação seria o tempo de aclimatação, pq meu roteiro começa justamente por Lima, então eu não teria aquele período de aclimatação, como quem veio da Bolívia ou de Cusco. Meu medo é dar ruim, sair de Lima e ir direto pra Huaraz. O que vc acha?[/quote]

Então, os efeitos do soroche vai de organismo para organismo. A dica que eu tenho: RESPEITAR O NOSSO CORPO. Não sei como está seu roteiro mas eu ficaria dois dias de aclimatação em Huaraz fazendo as trilhas mais simples e depois encararia a 69. Conheci uns brasileiros que chegaram à noite em Huaraz e no outro dia cedo foram fazer a 69. Dois desistiram no caminho e o que finalizou passou mal a trilha toda inclusive ajudei ele na volta com apoio psicológico, aspirina e chá de coca que a empresa que fez o tour fornecia para a gente. A aclimatação é necessária para as trilhas e você tbm não pode chegar e ficar deitado. Tem que comer comida leve, tomar bastante água e caminhar no ritmo leve. No mais é só alegria. Eu quase abri mão de Machu Picchu para fazer a trilha de Santa Cruz 4 dias em Huaraz. Mas isso será em uma outra oportunidade.[/quote]


Será q chegando num dia, no outro já consigo a Laguna Wilcacocha?
Assim, eu já fui pro Equador e lá meu soroche foi só um inchaço nas mãos, uma tontura rápida e falta de ar. Não sei se vale como um histórico, pq imagino que cada vez é uma coisa, um sintoma diferente. Pq eu teria exatamente só 3 dias pra Huaraz!

#1186757 por victorfirmes
10 Mai 2016, 13:09
quel.teixeira escreveu:
victorfirmes escreveu:Bom dia Victor!
Parabéns pelo mochilão!!! ::otemo::
O meu tá chegando, e a ansiedade já é palpável! kkkkkkkkkkk
Será q vc pode me tirar uma dúvida?
Huaraz vc foi logo no início do roteiro?
Quais passeios vc fez, e se recorda o valor de alguns?
Obrigada desde já!!!


Bom dia...

Para chegar em Huaraz vc tem que ir para Lima antes... Meu roteiro seguiu o do Vagner porém ao invés de ir para Cusco após Ica eu segui de Ica para Lima e de Lima para Huaraz... Lá é muito barato. Qualquer refeição sai 6 soles e os passeios que fiz foram: Laguna Wilcacocha (trilha de aclimatação), Laguna 69 (trilha difícil por conta da altitude de 4600m) e Glacial Pastorouri (5100m de altitude) porém mais fácil a trilha. Cada passeio tirando o primeiro que gastei 2 soles de busao para ir e voltar custou 30 soles e foi o dia todo. Vale muito a pena. Tomara que você consiga ler em meu relato antes de viajar. Mas a aclimatação é muito importante. Qualquer dúvida pode me mandar mensagem no privado. Boa sorte.


Puts Victor, genial! Tenho interesse exatamente nesses 3 passeios!
Eu vou agora dia 04/06, será que dá tempo de ler seu relato? rs
Então, minha maior preocupação seria o tempo de aclimatação, pq meu roteiro começa justamente por Lima, então eu não teria aquele período de aclimatação, como quem veio da Bolívia ou de Cusco. Meu medo é dar ruim, sair de Lima e ir direto pra Huaraz. O que vc acha?[/quote]

Então, os efeitos do soroche vai de organismo para organismo. A dica que eu tenho: RESPEITAR O NOSSO CORPO. Não sei como está seu roteiro mas eu ficaria dois dias de aclimatação em Huaraz fazendo as trilhas mais simples e depois encararia a 69. Conheci uns brasileiros que chegaram à noite em Huaraz e no outro dia cedo foram fazer a 69. Dois desistiram no caminho e o que finalizou passou mal a trilha toda inclusive ajudei ele na volta com apoio psicológico, aspirina e chá de coca que a empresa que fez o tour fornecia para a gente. A aclimatação é necessária para as trilhas e você tbm não pode chegar e ficar deitado. Tem que comer comida leve, tomar bastante água e caminhar no ritmo leve. No mais é só alegria. Eu quase abri mão de Machu Picchu para fazer a trilha de Santa Cruz 4 dias em Huaraz. Mas isso será em uma outra oportunidade.[/quote]


Será q chegando num dia, no outro já consigo a Laguna Wilcacocha?
Assim, eu já fui pro Equador e lá meu soroche foi só um inchaço nas mãos, uma tontura rápida e falta de ar. Não sei se vale como um histórico, pq imagino que cada vez é uma coisa, um sintoma diferente. Pq eu teria exatamente só 3 dias pra Huaraz![/quote]

Consegue sim. Vai no seu ritmo. A trilha é íngreme com pedras mas o contato com a natureza é muito bom. Eu fiz com um Belga essa trilha que ja estava em Huaraz a um dia. Falei com ele que iria no meu ritmo e acabou que chegamos juntos lá. De cima uma vista de cair o queixo de Huaraz. Bom também que você conhecerá tanto a cordilheira negra quando a cordilheira Blanca. Outra dica: trabalhe o psicológico durante a aclimatação, pode parecer que não mas te dará uma gas sinistro quando vc pensar em desistir.
#1186767 por quel.teixeira
10 Mai 2016, 14:00
victorfirmes escreveu:
quel.teixeira escreveu:
victorfirmes escreveu:Bom dia Victor!
Parabéns pelo mochilão!!! ::otemo::
O meu tá chegando, e a ansiedade já é palpável! kkkkkkkkkkk
Será q vc pode me tirar uma dúvida?
Huaraz vc foi logo no início do roteiro?
Quais passeios vc fez, e se recorda o valor de alguns?
Obrigada desde já!!!


Bom dia...

Para chegar em Huaraz vc tem que ir para Lima antes... Meu roteiro seguiu o do Vagner porém ao invés de ir para Cusco após Ica eu segui de Ica para Lima e de Lima para Huaraz... Lá é muito barato. Qualquer refeição sai 6 soles e os passeios que fiz foram: Laguna Wilcacocha (trilha de aclimatação), Laguna 69 (trilha difícil por conta da altitude de 4600m) e Glacial Pastorouri (5100m de altitude) porém mais fácil a trilha. Cada passeio tirando o primeiro que gastei 2 soles de busao para ir e voltar custou 30 soles e foi o dia todo. Vale muito a pena. Tomara que você consiga ler em meu relato antes de viajar. Mas a aclimatação é muito importante. Qualquer dúvida pode me mandar mensagem no privado. Boa sorte.


Puts Victor, genial! Tenho interesse exatamente nesses 3 passeios!
Eu vou agora dia 04/06, será que dá tempo de ler seu relato? rs
Então, minha maior preocupação seria o tempo de aclimatação, pq meu roteiro começa justamente por Lima, então eu não teria aquele período de aclimatação, como quem veio da Bolívia ou de Cusco. Meu medo é dar ruim, sair de Lima e ir direto pra Huaraz. O que vc acha?


Então, os efeitos do soroche vai de organismo para organismo. A dica que eu tenho: RESPEITAR O NOSSO CORPO. Não sei como está seu roteiro mas eu ficaria dois dias de aclimatação em Huaraz fazendo as trilhas mais simples e depois encararia a 69. Conheci uns brasileiros que chegaram à noite em Huaraz e no outro dia cedo foram fazer a 69. Dois desistiram no caminho e o que finalizou passou mal a trilha toda inclusive ajudei ele na volta com apoio psicológico, aspirina e chá de coca que a empresa que fez o tour fornecia para a gente. A aclimatação é necessária para as trilhas e você tbm não pode chegar e ficar deitado. Tem que comer comida leve, tomar bastante água e caminhar no ritmo leve. No mais é só alegria. Eu quase abri mão de Machu Picchu para fazer a trilha de Santa Cruz 4 dias em Huaraz. Mas isso será em uma outra oportunidade.[/quote]


Será q chegando num dia, no outro já consigo a Laguna Wilcacocha?
Assim, eu já fui pro Equador e lá meu soroche foi só um inchaço nas mãos, uma tontura rápida e falta de ar. Não sei se vale como um histórico, pq imagino que cada vez é uma coisa, um sintoma diferente. Pq eu teria exatamente só 3 dias pra Huaraz![/quote]

Consegue sim. Vai no seu ritmo. A trilha é íngreme com pedras mas o contato com a natureza é muito bom. Eu fiz com um Belga essa trilha que ja estava em Huaraz a um dia. Falei com ele que iria no meu ritmo e acabou que chegamos juntos lá. De cima uma vista de cair o queixo de Huaraz. Bom também que você conhecerá tanto a cordilheira negra quando a cordilheira Blanca. Outra dica: trabalhe o psicológico durante a aclimatação, pode parecer que não mas te dará uma gas sinistro quando vc pensar em desistir.[/quote]

Ai que ótimo!
E mesmo o Glaciar é possível fazer sem guia então?
Vc lembra o preço do bus de Lima pra lá?
Psicológico é tudo! Eu sou daquelas q qndo aperta o calo já quer chorar, kkkkkkkkkk
#1186861 por victorfirmes
10 Mai 2016, 19:10
O busao é da Cruz del Sur que sai a 66 soles bus cama. Os passeios já incluem transporte e guia por 30 soles pela agência Perudiamonds na rua principal de Huaraz. Eu fiz o trecho Arequipa x Nazca pela Olturaa e gostei bem mais que a a Cruz del Sur. A cruz é a mais famosinha porém deixa a desejar em alguns pontos. Só fui de Cruz os outros trechos pois fiquei com preguiça de procurar o Oltursa em Lima. Se vc for descer de Lima para Cusco depois de Huaraz prepara. Serão 23hrs de viagem e só tem esse caminho.
#1188854 por Vagner Machado
18 Mai 2016, 20:54
CAPITULO 4: FRIOZINHO DE LEVE E ADRENALINA AFLORADA EM SAN PEDRO DO ATACAMA

A pior noite de todas do mochilão terminou, graças ao bom Deus kkkkkkkkk, Acordamos as 04:00 da matina, a um detalhe antes de dormir, fiquei meio pronto para o próximo dia, então eu coloquei o Shorts que ia usar para entrar nas aguas termales e a 1ª pele para ir para os Geisers.

Tomamos desayuno, aquele pãozinho quentinho, Chá de coca e de Anila, Manteiga e Doce de morango, recomendo comer bastante, você acorda muito cedo e fica um tempo sem ver sinal de qualquer coisa por perto para poder comprar sua próxima refeição, provavelmente será próximo as 15:00 da tarde.
Mais uma recomendação, levem dentro da mochila de atack uma roupa para o calor que na boa, você sai de - 8º para 30º C em questão de horas kkkkkkkkkkkkkkkk

Partimos para o Geisers Sol da Mañana ás 4:30 a quase 5.000 metros de altitude, onde é possível ver a liberação de água quente e vapor de dentro da terra, tem um cheiro um pouco forte mas nada que não seja suportável. Ali acredito ser o maior frio que você vai pegar em toda a viagem cerca de - 8º C.

DSC06113.JPG
DSC06113.JPG (4.85 MiB) Exibido 561 vezes

DSC06128.jpg
DSC06128.jpg (3.11 MiB) Exibido 561 vezes

DSC06112.jpg
DSC06112.jpg (2.24 MiB) Exibido 561 vezes

DSC06131.jpg
DSC06131.jpg (2.82 MiB) Exibido 561 vezes



Ficamos um tempinho ali, curtimos o nascer do sol muito bonito, tiramos mais algumas fotinhas kkkkkkkkkkkkkk e seguimos viagem para Águas Termales.

Cara depois de sair dos geisers, olhei para minha esposa e falei, nem a pau que vou tirar minha roupa para entrar na água kkkkkkkkk, é bem pertinho o local das as aguas, então logo chegamos. Eu naquela dúvida tremenda se entro ou não aí a Maryana olhou para mim e falou você vai ser arrepender de não entrar, quando você vai vir aqui de novo para fazer isso. Cara criei coragem, consciência pesou, entramos na fila para comprar a entrada e o local para guardar as roupas 6 bolivianos cada e partimos para as águas.

O lugar estava cheio, - 8ºC, pensei comigo, cara vou tirar logo essa roupa e vou para a água antes que eu desista, pronto fui o primeiro do nosso grupo a entrar kkkkkkkkk, sério a melhor sensação do mundo foi naquele momento que sai do gelo para aquela água quentinha de 38ºC kkkkkkkkkkkkk foram os melhores 30 min da minha vida (ta exagerei).

G0472428.jpg
G0472428.jpg (2.76 MiB) Exibido 561 vezes


A aqui vai uma dica, tomem cuidado na empolgação de entrar na água logo, teve um menino do outro grupo que veio correndo para entrar e o começo da “piscina” é meio escorregadio, ele entrou de bunda kkkkkkkkkkkk
Saímos da agua, direto tomar banho e colocar roupa quente para seguirmos viagem para a última laguna ainda na Bolívia, a Laguna Verde e o último lugar tinha que ser muito bonito né?! Para terminar o primeiro passeio do mochilão bem, aqui vou deixar as imagens falarem por si só.

DSC06140.jpg
DSC06140.jpg (2.35 MiB) Exibido 561 vezes

DSC06144.jpg
DSC06144.jpg (3.76 MiB) Exibido 561 vezes

DSC06155.jpg
DSC06155.jpg (2.77 MiB) Exibido 561 vezes



Saímos da Laguna e ansiedade para chegar no Chile aflorava, fomos até a fronteira para carimbar o passaporte, o carro vai deixar vocês ali, descarrega os mochilões e vai embora.

IMG_5171.jpg
IMG_5171.jpg (2.15 MiB) Exibido 561 vezes


Cara essa saída da Bolívia foi histórica kkkkk, fomos até a fila para carimbar nossos passaportes e serio do nada sai um americano falando que os guardas estavam cobrando uma taxa de 15 bolivianos para sair do pais e que era para falarmos que já estava incluso no nosso passeio. Essa taxa já tínhamos ouvido em outros relatos que é uma propina para os guardas.

Rapaz quando chegamos na fila e as meninas começaram a se recusar a pagar, pensa em uns homens bravos, na boa pensei que iam descer o cacete em nos kkkkkkkkkkkk, para você ter uma ideia como é propina, eu fui tirar uma foto da parede onde tinha a foto do Evo Morales eles não deixaram, pensando acredito eu que iria filmar kkkkkkkkkk, chamou nosso grupo e não deixou mais ninguém entrar, para não escutarem que não íamos pagar a taxa. Eu tinha guardado dentro da pastinha o papelzinho para saída da Bolívia, cara esse guarda ficou bravo comigo, ficou me acelerando para pegar logo, até que eu achei, carimbaram meu passaporte e partimos pegar o ônibus.

Quando saímos dali nosso ônibus já estava encostado, colocamos o mochilão dentro e partimos para SAN Pedro.
É nítida a diferença entre os países, a estrada muda, asfalto finalmente, tudo sinalizado, poxa parece que você volta a realidade kkkkkk chegamos em San Pedro por volta do meio dia, mas ali o horário é o mesmo do Brasil então adiantamos o relógio em uma hora.

Ficamos mais de meia hora parados na aduana, você primeiro preenche o papel da imigração eles pegam seu passaporte carimbam e te liberam para entrar em outra fila para o raio X e o cachorro.

Tirem as frutas ou comam na Bolívia e as folhas de coca também pois não é permitido entrar com produtos não industrializado no Chile. Quando entramos colocamos as malas no raio X, nenhum problema, aí vem a parte onde todos colocam suas malas no chão em fileira com as outras e ficam esperando todos entrarem. Quando o ultimo coloca sua mala, eles liberam o cachorro para farejar, cara pede se o tongo aqui não esqueceu de tirar as folhas de Coca e ficou se cagando do cachorro pegar kkkkkkkkk, ele parou uma vez no meu mochilão e ficou um pouquinho e continuo.

Dog não achou nada em nenhuma mala, estamos liberados para ir até o Hostel, isso deveria ser tipo 13:30 da tarde. O motorista do ônibus leva o pessoal até o centro da cidade, nós queríamos pegar o Hostel Towanda, mesmo que o Rodrigo havia ficado, porque a dona do Hostel também é dona de uma agência de turismo e também faz cambio, isso descobrimos na hora kkkkkkkkk. Saímos naquele calor, mochilão nas costas e começamos a procurar o tal Towanda Hostel, cara andamos, perguntamos, olhamos mapa que tínhamos impresso e nada. Cara serio eu estava pensando que o bendito do Hostel havia fechado, ai quando estávamos próximo a rodoviária perguntamos para um rapaz onde ficava o Hostel ou se ele conhecia, ele nos dá a grande notícia que mudaria nossas vidas kkkkkkkkkkk, o Hostel mudou de nome e agora se chamava Atacama Roots, nos deu a direção ai ficou fácil de achar.

Chegamos no Hostel por volta de 14:00 horas e fechamos a diária por 7 mil pesos, conseguimos um valor muito bom.

A já vou adiantar, o Hostel é bem simples, tem Wi-Fi, não é o melhor, mas já vale, tem tomadas no quarto, procurem porque demoramos para achar kkkkkkkkkkk, é confortável até, mas se desliga um pouco da Higiene, pois ali tem gato para tudo que é lado, então para quem não gosta, tenta gostar que é um dos mais baratos, encontramos Brasileiros que pagaram 12 mil pesos na diária.

Você deve estar se perguntando, pagaram o Hostel com que dinheiro? Kkkkkkkk como a Dona Maria é dono dos dois estabelecimentos, a moça que cuidava do Hostel muito querida por sinal, nos levou até a agencia para fecharmos o passeio e finalmente irmos comer.

Chegamos a Agencia Towanda essa continua com o nome kkkkkkkk, conhecemos a dona Maria, que por sinal é gente boa, fizemos o câmbio de 1 dólar por 670 pesos, foi uma troca boa, visto que o valor estava assim em todos os lugares.

Pagamos o Hostel e contratamos os passeios, pagamos 7.000 pesos pelo Valle de la Luna + Valle de la Muerte (+ 2.500 que se paga na entrada, preço para estudante, normal é 3.000), 30.000 pesos pelas Lagunas Altiplanicas + Piedras Rojas (+ 2.500 que se paga na entrada da Reserva Nacional Los Flamencos e + 2.500 na entrada do Salar de Atacama), e 40.000 pesos pelo Salar de Tara (nesse dia não há taxas de entrada). A Dona Maria nos informou que Salar de Tara não é um passeio muito procurado, por isso ele é um pouco mais caro.

Terminamos de fechar tudo e pagar, já era 15:00 aqui vamos para o principal detalhe o passeio saia as 16:00 horas e não havíamos almoçado ainda, pedimos para dona Maria onde poderíamos almoçar e nos indicou para atravessar o mercado central que haveria restaurantes bons e baratos.

Não é que ela estava certa, atravessamos o Mercado Central, e achamos um bom almoço muito rápido, mas muito rápido mesmo, kkkkk nós quase não havíamos sentados a moça já estava nos servidos sopa de entrada, depois o prato principal Pollo a la plancha (nossa comida por quase toda a viagem) nesse prato vem Arroz, Batata frita e Frango grelhado, olha na boa não sei se foi minha fome, mas eu achei muito bom. Pagamos 3 mil pesos cada e peguei mais uma coca pequeno por mil pesos.

Fomos pagar, cara veio a minha indignação, a mulher me cobrou uma tal de propina de 300 pesos, eu fiquei olhando para cara dela, tipo que droga é essa, depois a Maryana quanto estávamos saindo veio me explicar o que era, é normal no Chile e Peru cobrarem isso, é uma gorjeta que você deixa para a atendente.

Cara eu sem noção não calculei nada e queria voltar lá para pegar meus 300 pesos kkkkkkkkkk, indignado que cobraram esse valor fui calcular para ver quanto eu tinha perdido, nesse momento fiquei bravo comigo mesmo kkkkkkkkk, a mulher me cobrou R$ 1,52 reais de gorjeta cara, me senti envergonhado kkkkkkkkkkkkkkk
De barriga cheia, corremos para o Hostel que ficava uns 15 min dali para nos trocar e voltar para o primeiro passeio o Vale de la Luna, não me peça como, nós chegamos antes das 16:00 para pegar o Ônibus kkkkkkkkkkk
Chegamos na entrada do Vale, você vai ver algumas pessoas fazendo o trajeto de bicicleta, eu e minha esposa queríamos muito fazer, mas como não tinha levado mochila de hidratação e nas bicicletas não tem o suporte para colocar a garrafinha, desistimos, porque o calor estava de mais, fazendo de bike fica muito mais em conta o passeio e acredito que você curte mais o lugar.

Pagamos a primeira taxinha de 2.500 pesos para entrar no Vale e o Micro-ônibus seguiu viagem até a primeira parada. O que você entende por vamos caminhar 1 km para ir e 1 km para voltar e continuaremos o passeio? Que será uma caminhada tranquila certo? Kkkkkkkkkkkkkk doce ilusão, começamos a caminhar em uma trilha bem bonita, largo, tiramos várias fotos em quanto subíamos, chegamos meio que próximo ao topo da montanha e já ficamos admirados com a paisagem.

IMG_5184.jpg
IMG_5184.jpg (2.52 MiB) Exibido 561 vezes

IMG_5241.jpg
IMG_5241.jpg (1.63 MiB) Exibido 561 vezes


Até aí normal certo? Menino ali começava o 1 km de volta e a adrenalina aflorava a cada passo, cara sem brincadeira, eu pensei que íamos voltar pelo mesmo lugar, mas, nada disso, tinha do lado da montanha o caminho estreito que passava uma pessoa no pau bravo duas, ai você olhava para baixo um baita de um penhasco, cerca de 2.500 metros de altura kkkkkkkkkkk, veio dois problemas, 1º que ninguém avisou que teria esse bendito lugar para passarmos e as meninas não foram de tênis adequando e o 2º e não menos importante que minha esposa e a Elisa se cagam de medo de altura kkkkkkkkkkk o engraçado foi, ficamos tirando fotos ali i tals e o guia simplesmente foi na frente não esperou ninguém e só deu a galera desesperada atrás naquela trilha apertada e perigosa para caramba.

Eu e minha esposa fomos um pouco na frente e a Elisa e a Maryana ficaram para trás, minha esposa me surpreendeu, foi com medo mas tranquila, não escorregou em nenhuma pedra que ela se apoiou então a necessidade de olhar para baixo foi menor, já a coitada da Elisa, quando começou a passar quando foi se apoiar em uma pedra a pedra deslizou e olhou para baixo, o medo veio e ela travou, mas isso não aconteceu só com ela, uma senhora que estava um pouco para traz travou e eu pensei que ela iria cair a qualquer momento.

IMG_5258.jpg
IMG_5258.jpg (705.52 KiB) Exibido 561 vezes


Ai finalmente o guia se tocou e veio ajudar as coitadas. Conseguimos passar por aquele trejeto sem nenhum acidente, aí pensei tudo bem vamos descer pela trilha como todo o ser humano faria certo?

Ta nosso guia não era muito certo da cabeça e nos fez descer meio que “escalando”, sem equipamento nenhum, uma montanha de 2.500 metros kkkkkkkkkkkk, vou colocar uma observação, não faça como eu que quando estava no topo da montanha em um caminho estreito vai tirar selfie kkkkkkkkk, eu tropecei por causa dessa merda e quase não estou aqui hoje para contar meu relato kkkkkkkkkkkkkkkkk.

IMG_5306.jpg
Selfie quase suicida kkkkkk
IMG_5306.jpg (369.9 KiB) Exibido 561 vezes

IMG_5298.jpg
IMG_5298.jpg (342.76 KiB) Exibido 561 vezes


Começamos a descer de bunda a montanha kkkkkkkkk, vou confessar eu estava mais tranquilo, mas nessa hora deu medo, teve um brasileiro que rascou as calças nessa parte kkkkkkkk mas graças a Deus deu tudo certo, ninguém se feriu. Claro que ficamos curioso para saber quantas pessoas já haviam morrido fazendo essa parte, nosso guia nos falou que morrer não morreu ninguém mais que no começo desse ano duas pessoas haviam caído da parte onde a Elisa e a senhorinha travaram, essas pessoas haviam quebrado alguns membros kkkkkkkkkkkkkk
Sabe qual é o melhor detalhe de tudo isso, que conversamos com muitos brasileiros que havia feito esse mesmo passeio e o de ninguém tinha sido desse jeito, só o nosso guia alucinado que fez kkkkkkkkkkkkk

IMG_5309.jpg
IMG_5309.jpg (2.31 MiB) Exibido 561 vezes


Voltamos para o Bus e continuamos o passeio, fomos para as 3 marias, na boa nada contra, mas não tem graça nenhuma, kkkkkkkkk, ai tem uma das 3 pedras que está quebrada, se você adivinhar de que pais foi o infeliz que quebrou? Claro que tinha que ser um Brasileiro.

G0682532.jpg
G0682532.jpg (4.5 MiB) Exibido 561 vezes

G0572483.jpg
G0572483.jpg (4 MiB) Exibido 561 vezes


Andamos mais um pouco dentro do parque e partimos para ver o pôr-do-sol na Pedra do Coyote.
O lugar estava cheio de turista, serio cheio mesmo, de você que ter de esperar para tirar fotos, já ouvimos em outros relatos que alguns guias negociam para ir primeiro ali. Acredito que seja melhor opção mesmo, você aproveita mais o lugar.

IMG_5338.jpg
IMG_5338.jpg (1.72 MiB) Exibido 561 vezes

IMG_5350.jpg
IMG_5350.jpg (1.48 MiB) Exibido 561 vezes

IMG_5360.jpg
IMG_5360.jpg (1.36 MiB) Exibido 561 vezes


Chegamos em San Pedro ás 20:00 esse primeiro passeio os meninos de BH não fizeram com nós. Encontramos eles na cidade e fomos comer. Achamos uma pizzaria que parecia mó boa, entramos e adivinha se já não tinha mais brasileiros lá kkkkkkkk. Pegamos duas pizzas e dividimos em 4 e também 2 cocas que ninguém é de ferro né, ficou para cada 6.200 pesos.

Passamos no mercado para comprar água, pagamos 1.200 pesos em 6 LTS + uma água com gás pequena por 800 pesos (que minha esposa comprou errada e eu quase explodi ela no quarto) kkkkkkkkkkkkkkk + 450 pesos em um papel higiênico.

Aproveitamos para conhecer um pouco a cidade, que é bem bonita, muitos cachorros na rua, serio tem dog que no Brasil valem uma grana, andando livremente nas ruas. Votamos para o Hostel e fomos dormir para o próximo dia de aventura kkkkkkkkk

IMG_5387.jpg
IMG_5387.jpg (1.53 MiB) Exibido 561 vezes


GASTOS:
14.000 pesos Duas Diárias Hostel
77.000 Pesos Passeios
4.300 pesos almoço + coca
2.500 pesos entrada do Vale
6.200 pesos jantar
2.450 pesos Agua + Papel Higiênico
Editado pela última vez por Vagner Machado em 28 Mai 2016, 12:27, em um total de 1 vez.
#1189502 por Vagner Machado
21 Mai 2016, 15:04
CAPITULO 5: PARQUE NACIONAL DOS FLAMINGOS, PIEDRAS ROJAS E LAGUNAS ALTIPLANICAS

2º dia em San Pedro do Atacama

Acordamos ás 6:30 da manhã e na boa foi a primeira noite bem dormida, eu apaguei. Nossa van passaria nos pegar as 07:00 .

Esse Passeio está incluso o café da manhã e almoço, por isso acordamos tão perto do horário. Aqui vai uma observação, nós somos do Sul do Brasil, estamos acostumados com temperaturas mais baixas, então resolvemos perguntas se seria muito frio para esse passeio na agência, nos informaram que poderia ir com uma blusa mais leve, que não era muito frio. Então fui de calça e corta vento. ::otemo:: ::otemo::

Aqui vai um detalhe importante não peça ajuda quanto a temperatura, você vai acabar passando um friozinho. ::Cold:: ::Cold:: ::Cold:: ::Cold::

Uma coisa a se observar sobre o passeio “Piedras Rojas” é que não são todas as agências que o fazem. A grande maioria faz apenas o roteiro “Lagunas Altiplanicas”. O que é de se estranhar, pois, sem dúvidas, é um diferencial inquestionável, cuja a beleza vocês poderão conferir nas fotos.

Nossa primeira parada foi o Parque Nacional dos Flamingos que fica no Salar do Atacama a cerca de 2.300 metros de altitude. A Laguna de Chaxa é um dos locais bons para observar as diversas espécies de flamingos de penas rosadas, que se alimentam de um pequeno camarão que vive na água salgada. Aqui pagamos a primeira taxa de entrada no valor de 3.000 pesos, aqui não tem desconto para estudante.

IMG_5419.JPG
IMG_5419.JPG (2.96 MiB) Exibido 518 vezes

G0792583.JPG
G0792583.JPG (6.39 MiB) Exibido 518 vezes

IMG_5428.JPG
IMG_5428.JPG (1.01 MiB) Exibido 518 vezes


Vou colocar um vídeo deles se alimentando que achei muito divertido parece que está dançando.

phpBB [media]


A aqui coloco uma observação sobre o guia desse passeio, você já teve um professor na faculdade ou no curso preparatório para o vestibular que quando ele começava a dar aula você parava tudo só para prestar atenção nele dando aula? Que por mais chata que a matéria era ele conseguia fazer ficar legal? Esse era o nosso guia desse passeio, seu nome era DANIEL, cara ele explicava tudo com tanta emoção que não queríamos que terminasse esse passeio, disparado foi o melhor guia de todo o mochilão.

Saímos do Parque e fomos finalmente tomar nosso Desayuno, já era 10:00 da manhã foi no povoado de Toconao. É uma pequena vila localizada a 34 km de San Pedro e que conserva um pouco da história Atacameña. Lá a guia nos levou para uma praça onde fica uma antiga igreja, cuja torre é datada do século XVIII, e ainda mantém elementos originais de sua construção, como uma porta feita de madeira de cactos.

IMG_5404.JPG
IMG_5404.JPG (2.99 MiB) Exibido 518 vezes

IMG_5406.JPG
IMG_5406.JPG (1.42 MiB) Exibido 518 vezes

IMG_5417.JPG
IMG_5417.JPG (2.63 MiB) Exibido 518 vezes


De barriga cheia partimos para Piedras Rojas, não sei se comentei antes, mas o Chile era o pais que eu não estava empolgado, porque as fotos não me chamavam muita a atenção. Cara sem dúvida alguma as fotos que vemos aqui não mostra 1% o que são esses lugares. Simplesmente maravilhoso e não me arrependo nenhum um pouco de ter feito o passeio.

IMG_5462.JPG
No caminho para Piedras Rojas
IMG_5462.JPG (3.29 MiB) Exibido 518 vezes

IMG_5483.JPG
No caminho para Piedras Rojas II
IMG_5483.JPG (1.28 MiB) Exibido 518 vezes


A paisagem do lugar é repleta de pedras avermelhadas, claro, devido à grande concentração de ferro oxidado, responsável pela cor das piedras rojas localizadas a 4.000 m de altitude.

IMG_5507.JPG
IMG_5507.JPG (1.5 MiB) Exibido 518 vezes

IMG_5517.JPG
IMG_5517.JPG (2.55 MiB) Exibido 518 vezes

G0852643.JPG
G0852643.JPG (6.21 MiB) Exibido 518 vezes

IMG_5523.JPG
IMG_5523.JPG (1.91 MiB) Exibido 518 vezes

G0882659.JPG
G0882659.JPG (5.27 MiB) Exibido 518 vezes

IMG_5527.JPG
IMG_5527.JPG (1.04 MiB) Exibido 518 vezes

IMG_5556.JPG
IMG_5556.JPG (1.61 MiB) Exibido 518 vezes

IMG_5557.JPG
IMG_5557.JPG (2.05 MiB) Exibido 518 vezes

IMG_5566.JPG
IMG_5566.JPG (1.46 MiB) Exibido 518 vezes


Terceira e última parada foi a Laguna Meñique, Tranquilidade. É esta a palavra que expressa a sensação de estar na frente da Laguna Meñique, que tem uma comunicação subterrânea com a vizinha Laguna Miscanti.

Logo na entrada você paga a taxa de entrada, aqui sim a carteirinha da ISIC funcionou kkkkkkk pagamos 2.500 pesos o preço normal é 3.000 por pessoa, lembrando que essas taxas não estão inclusas no pacote que pegamos.

Nosso guia nos informou uma coisa bastante curiosa nessa laguna, você sempre vai estar andando dentro de um trilho, caso você saia desse trilho os guardas do parque te tiram dali e para fora do parque e você não pode voltar. Os chilenos preservam muito esses lugares, você vai perceber que não existe nenhum tipo de lixo.

IMG_5589.JPG
IMG_5589.JPG (2.61 MiB) Exibido 518 vezes

G0932722.JPG
G0932722.JPG (6.41 MiB) Exibido 518 vezes

IMG_5606.JPG
IMG_5606.JPG (2.09 MiB) Exibido 518 vezes

G0972749.JPG
G0972749.JPG (7.13 MiB) Exibido 518 vezes

IMG_5614.JPG
IMG_5614.JPG (2.56 MiB) Exibido 518 vezes

IMG_5615.JPG
IMG_5615.JPG (2.4 MiB) Exibido 518 vezes

IMG_5616.JPG
IMG_5616.JPG (2.99 MiB) Exibido 518 vezes


Saímos e fomos em direção ao nosso almoçooooo, cara a fome estava tenebrosa. Chegamos em Socaire para comermos, lá eles nos serviram 3 ou 4 opções de pratos. Recomendo pegarem a sopa de feijão que foi o único lugar que comemos feijão na viagem toda. Cara as comidas são muito boas, não passei mal e olha que eu comia bem o prato.

Almoço terminado voltamos para o ônibus a caminho de San Pedro. Ao chegar fomos procurar alguma coisa para comer pois logo nos despediríamos dos nossos parceiros de Mochilão Vitor e Arthur que estavam indo para Arica. Achamos um lugar para comer logo após o Mercado Central de novo kkkkkk. Pagamos 3.500 pesos (incluso a propina) cada um, com entrada de Sopa, Prato principal Arroz, Batata Frita e Carne de porco.

Terminamos o jantar e demos tchau aos nossos amigos. Fomos dar uma volta na cidade e comprar um carregar de pilha para mim, cara minha câmera é meio antiga e uso nela pilhas recarregáveis, mas a bosta do meu carregador era 110v quando coloquei na tomada ele frito, porque ali no Chile é 220v, aí não poderia ficar sem câmera logo no começo da viagem kkkkkkkk. Paguei 8.500 pesos pelo carregador.

Fomos até a Rodoviária e compramos nossa passagem para Arica por 25.800 vou dar um grande conselho, em todas as cidades que chegarem, a primeira coisa que vocês devem fazer é comprar a passagem de ônibus para a próxima cidade. Com nos aconteceu o seguinte os meninos compraram a passagem um dia antes e pagaram 20.500, nós compramos no dia seguinte a mesma passagem e já estava mais cara. Outra coisa pegamos ônibus direto para Arica, alguns fazem parada em uma cidade vizinha, então achamos melhor pegar direto.

Saímos da rodovia e fomos descansar para mais um dia de passeio.

GASTOS:
3.000 pesos – Entrada Parque Flamingos
2.500 pesos – Entrada laguna minigues
3.500 pesos – Jantar
8.500 pesos – Carregador de pilhas
Editado pela última vez por Vagner Machado em 28 Mai 2016, 12:29, em um total de 1 vez.
#1189519 por Vagner Machado
21 Mai 2016, 17:18
CAPITULO 6: SALAR DE TARA E A PARTIDA PARA ARICA

3º dia San Pedro

Acordamos as 07:45 para se trocar e partimos para o passeio que hoje seria para o Salar de Tara, a Van passaria as 08:15 nos buscar.

Hoje seria o nosso último dia, nessa cidade pequena, mas que é encantadora, você se sente tão confortável nela, não sei se é pelo clima que é bem parecido com o do Brasil e o fuso horário também, mas foi uma das cidades que gostaria de ter passado mais tempo.

O Salar fica a cerca de 140 quilômetros de San Pedro de Atacama e a uma altitude de 4.400 metros. Para quem vai está vindo da Bolívia e vai fazer esse passeio acredito que não vão sofrer com a altitude, agora, quem for direto para San Pedro não recomendo fazer logo no primeiro dia não, é melhor respeitar seu corpo. Esse passeio é bem frio, então recomendo se agasalharem. ::Cold:: ::Cold:: ::Cold::

Nosso guia nos levou em um campo aberto com alguns vulcões atrás, ficamos um tempinho ali para tirarmos algumas fotos.

DSC06176.JPG
DSC06176.JPG (6.13 MiB) Exibido 503 vezes

DSC06184.JPG
DSC06184.JPG (6.09 MiB) Exibido 503 vezes


Após a parada para fotos, ficamos aos pés do Vulcão Licancabur e tomamos nosso desayuno com aquele fundo surpreendente.

DSC06167.JPG
DSC06167.JPG (5.7 MiB) Exibido 503 vezes

DSC06156.JPG
DSC06156.JPG (5.7 MiB) Exibido 503 vezes


Terminamos nosso desayuno, seguimos viagem, tivemos uma parada para fotos no Vegas de Quepiaco que é uma região com alguns lagos, arbustos amarelados e diversas aves, como flamingos e patos selvagens.

DSC06186.JPG
DSC06186.JPG (5.2 MiB) Exibido 503 vezes

DSC06188.JPG
DSC06188.JPG (6.29 MiB) Exibido 503 vezes

DSC06193.JPG
DSC06193.JPG (5.88 MiB) Exibido 503 vezes


Continuamos o passeio, cara aqui começa a parte mais top do passeio, kkkkkkkkkkk, um micro-onibus e muita, mas muita arreia kkkkkkkkkk chegamos a primeira parada que é chamada El Indio- Monjes de la Pacana. Nosso guia comentou que por esse caminho que faríamos os Incas faziam a pé e que para fugir do frio cavavam buracos na arreia e dormia ali, para prosseguir no outro dia viagem.

DSC06202.JPG
DSC06202.JPG (5.44 MiB) Exibido 503 vezes


Ficamos ali um tempo, fotos, usar o “banheiro” e a adrenalina iria começar, antes disso nosso guia pediu se poderia estender o passeio até as 19:00 sem custo para nós que ele queria nos levar em um lugar que ele gostava muito e que tinha uma excelente visão do Salar, claro que todos aceitaram na hora. Vou colocar abaixo as fotos desse lugar e na boa não vi essa parte em outros relatos. Quanto a Adrenalina, cara foi uma prévia do passeio de buggy de Huachachina, só que ao invés de um buggy um micro ônibus, foi muito bom, subidas que eu tinha certeza que não ia conseguir e descidas que só pela misericórdia kkkkkkkkkkkkkk

DSC06209.JPG
DSC06209.JPG (6.04 MiB) Exibido 503 vezes

DSC06212.JPG
DSC06212.JPG (6.18 MiB) Exibido 503 vezes

DSC06213.JPG
DSC06213.JPG (5.3 MiB) Exibido 503 vezes

DSC06222.JPG
DSC06222.JPG (6.12 MiB) Exibido 503 vezes

DSC06229.JPG
DSC06229.JPG (5.73 MiB) Exibido 503 vezes

DSC06235.JPG
DSC06235.JPG (5.72 MiB) Exibido 503 vezes


Saímos dali e fomos para o Salar de Tara, onde teríamos nosso almoço, cara o lugar é espetacular, nosso guia deu duas formas para chegarmos até o local do almoço, a primeira fazendo uma pequena trila de 30 minutos ou descer junto com o ônibus. Claro que fomos a pé para aproveitar a vista e tirar mais fotos kkkkkkkkkkkkk

DSC06238.JPG
DSC06238.JPG (5.51 MiB) Exibido 503 vezes

DSC06239.JPG
DSC06239.JPG (5.61 MiB) Exibido 503 vezes

IMG_5680.JPG
IMG_5680.JPG (7.31 MiB) Exibido 488 vezes

DSC06249.JPG
DSC06249.JPG (6.04 MiB) Exibido 503 vezes


Chegamos ao local do almoço e comemos marmitas, muito parecida com as do Brasil kkkkkkkkk, aqui descobrimos uma maionese, que meu amigo, mudou nossas vidas kkkkkkkk, foi engraçado eu fui pegar para experimentar a Mary olhou para mim e falou não pega isso não tu vai passar mal, cara eu provei aquela delicia e comentei com ela que era bom, ela comeu quase toda a maionese kkkkkkkkkkkkkk

Todos prontos, entramos no ônibus e partimos para San Pedro que a viagem seria bem loga. Chegamos a San Pedro perto das 19:00. Um dia antes tínhamos pedido para a dona Maria se poderíamos deixar os mochilões e tomar banho ali pois nossas diárias já haviam acabado, ela nos autorizou, aí deixamos mochilões prontos, era só tomar banho, comer e ir para a rodoviária para pegarmos o ônibus. Quando chegamos no Hostel a surpresa, lembra do Victor que ficou em Sucre no começo da viagem, ele tinha acabado de chegar em San Pedro para começar a trip dele e pegou o mesmo Hostel que nós, porra encontrar um amigo assim que começou “mal” o mochilão dá uma alegria tremenda. Conversamos um pouco pegamos os mochilões e partimos comer.

IMG_5740.JPG
IMG_5740.JPG (135.26 KiB) Exibido 489 vezes


Achamos uma lanchonete a uma quadra do Hostel, muito bom e barato, pagamos 2.000 pesos por um cachorro quente, 400 pesos uma Sprite e 1.350 pesos em uma empada para viagem.

Nosso ônibus saia as 21:15, malas devidamente colocadas no bagageiro partimos para dentro do Ônibus dormir que amanhã seria um grande dia.

GASTOS:
2.000 pesos - Cachorro Quente
400 pesos - Sprite
1.350 pesos - Empada
#1189764 por Vagner Machado
22 Mai 2016, 19:01
Pri.ansai escreveu:Olá Vagner!

Acompanhando, estou indo daqui 1 mês pra lá! Você acha que vale a pena fazer esse Salar de Tara mesmo? Parece lindo, mas achei meio caro!

Lindas fotos!!

Bjs!


Buenas Pri,
então acredito que vale a pena sim, ainda mais que tu vai em baixa temporada, tenta negociar, chora bastante que você ganha bons descontos, se pegar com a mesma agência fala que vários Brasileiros te indicaram, que você vai divulgar onde tem muitos viajantes ::lol4:: ::lol4:: ::lol4:: , mas em questão de paisagens, vale a pena, ele é cansativo que você fica bastante tempo dentro ônibus, mas cada lugar compensa. Mas agora se você for cortar o que estavam pensando em colocar no lugar?
#1191058 por Vagner Machado
27 Mai 2016, 19:30
quel.teixeira escreveu:Vagner, me dá uma ajuda?

O quarto que vc pegou no Towanda/Atacama Roots era duplo ou compartilhado? E o banheiro?


Oi Quel,
então nos pegamos um quarto com seis camas, porque nosso grupo do Salar não tinha se desfeito, ai resolvemos ficar todos juntos, até mesmo os meninos que foram embora um dia antes. Quanto aos banheiros, depois que você sair da Bolívia qualquer banheiro é ótimo kkkkkkkkkkkkkk, mas eles eram bom, água quente i tals, mas quando digo bom é que tem as coisas básicas dentro tá kkkkkkkkkk
#1191070 por Vagner Machado
27 Mai 2016, 20:31
CAPITULO 7: ARICA, TACNA E A CHEGADA AREQUIPA
08/04/2016

Saímos de San Pedro do Atacama as 21:15 com direção a Arica, cara nesse dia estávamos cansados, o Ônibus era muito bom, conseguimos dormir bem e descansar bastante neste dia.

Chegamos em Arica próximo das 08:30, ali você tem duas opções para chegar em Tacna, ou pega o Ônibus ou vai de Taxi, nós nem pesquisamos o valor do Ônibus porque demora de mais para atravessar a fronteira, desce todo mundo e forma uma vila gigantesca.

Então o que decidimos fazer é o que tínhamos lido aqui no mochileiros e fomos de taxi, pois é um pouco mais caro, mas é bem mais rápido e confortável. Recomendo, você sair da rodoviária, pois ali dentro mesmo tem muitos taxistas que iram te assediar, mas com o preço mais caro que o normal, então atreve-se a rua e vá em uma rodoviária de taxi. Ali contratamos o Taxi por 4 mil pesos por pessoa para uma viagem de 1 hora. Sério quando que você pega um taxi no Brasil que cobra 22 reais para andar uma hora de uma cidade a outra sem trânsito, acredito que nunca kkkkkkkkkk

terminal_taxis.JPG
terminal_taxis.JPG (1.28 MiB) Exibido 356 vezes


Chegamos a Fronteira, cara tudo muito bem organizada, primeiro o nosso Taxi estacionou pegamos as bagagens e fomos carimbar os passaportes, nisso nosso taxi sai e passa por revista dos guardas.

Feito isso seguimos até Tacna, cara a estrada é um tapete, não se acostume com isso, eu falo até hoje não entendo qual é a ideia dos peruanos de fazer a estrada para escalar as montanhas com os carros kkkkkkkkkkkkk, não vou explicar essa parte, você vai entender no decorrer da viagem kkkkkkkkk

estrada_tacnaXarequipa.JPG
estrada_tacnaXarequipa.JPG (2.03 MiB) Exibido 356 vezes


Aqui vai mais um detalhe importante, você chega no Peru e tem que ajustar o celular – 2 horas, normalmente eles fazem automático, se não fizer tira do modo avião que a ideia é atualizar kkkkkkkkkkk

Então chegamos em TACNA as 08:00, aproveitamos para cambiar um pouco, aqui vai uma dica importante, na rodoviária tem várias mesinhas com pessoas fazendo cambio, uma do lado da outra, pesquise, porque você encontra cambio diferente ali. Trocamos a 3,33 soles por 1 dólar.

Compramos passagem da companhia ORQUEGUA, saímos as 09:15 pagamos na passagem 25 soles. Claro que para esse horário pegamos as últimas passagens e sentamos lá no fundo. Queríamos chegar o quanto antes em Arequipa, então vai esse mesmo kkkkkkkkkkk

Pagamos a taxa de embarque de 2 soles cada, depois fomos colocar o mochilão em baixo e antes de entrar no ônibus, eles filmam você e claro que os Brasileiros sem noção fizeram uma dancinha enquanto eles filmavam os outros passageiros kkkkkkkkkkkkkkk

Era umas 9:30 quando o ônibus saiu. Depois disso, foram 6h30 até Arequipa, é uma viagem rápida, comparada a outras que você vai fazer no decorrer da viagem.

Aqui termino esse capitulo, peguei algumas fotos de outros relatos que dessa parte eu não tirei nenhuma kkkkkkkkkkkkkkk
#1191176 por Vagner Machado
28 Mai 2016, 12:53
GraPessini escreveu:Vagner parabéns pelo relato, estou acompanhando pq é praticamente igual ao meu roteiro. Vou dia 06/07 e a única diferença é que vou de avião somente até Campo Grande. Sou paranaense tbm, moro em Maringá.
Mas vim te confessar que vc partiu meu coração, sou estudante de doutorado e estava crente que ia ganhar vários descontos com a carteirinha ISIC, mas pelo jeito eu tô mesmo é lascada ::lol4:: ::lol4::

Vc pode listar pra mim onde vc conseguiu desconto mesmo sendo aluno de pós graduação.

Muito obrigada!!!!


Buenas Gran,
pois é, fiquei de cara quando cheguei para comprar o ingresso de Machu Picchu e não ganhei desconto, só minha esposa conseguiu, vou colocar abaixo os lugares:

- Lagunas Minigues 2.500 pesos (normal 3 mil pesos)

- Boleto Turístico Completo por 70 soles, aqui você ganha se tiver a carteirinha e 25 anos, eu comprei esse por comprar porque só faríamos o Valle Sagrado kkkkkkkk e claro zoar minha esposa que ela não poderia comprar kkkkk o valor normal é 160 soles.

- Entrada de Machu Picchu 65 soles para estudante, detalhe quem faz pós graduação, Doutorado, Mestrado não ganha o desconto porque eles consideram que você tem renda. O preço normal que eu paguei no caso foi de 128 soles

Sem duvida a carteirinha vale para a compra da entrada de Machu Picchu, olha diferença nessa tabelinha o preço para estudante no site.

precios-ingresso-machupicchu.jpg
precios-ingresso-machupicchu.jpg (55.7 KiB) Exibido 326 vezes


Se converter o valor que pagamos da 19 dólares. Então para quem so vai fazer Machu Picchu, aconselho comprar lá em Cusco, até mesmo quem não é estudante, se converter o que paguei fica 38 dólares. Não comprem antes.
índice.jpg
valor total pago.
índice.jpg (148.17 KiB) Exibido 317 vezes

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 6 visitantes