Dicas para Diabéticos na hora de viajar

Troca de informações sobre prevenção de doenças infecciosas em viajantes e outros temas relacionados. Guias e tutoriais.


Dicas para Diabéticos na hora de viajar

Mensagem não lidapor Silnei » 27 Nov 2008, 16:08

É possível viver bem com diabetes e ter férias muito tranqüilas desde que o controle glicêmico adequado seja seu objetivo principal. Para que suas férias não sejam amargas, alguns cuidados devem ser tomados se você tem diabetes.

Ao dirigir:

Para quem vai curtir as férias em um destino próximo, e vai dirigindo, atenção com a hipoglicemia (baixos níveis de açúcar no sangue). Este fenômeno faz com que o cérebro aja de maneira diferente devido à falta de glicose. Isso pode deixar mais lenta a capacidade de reação do motorista e gerar confusão e desorientação. Portanto, tome cuidado. Esta não é uma boa condição para dirigir.

Antes de assumir o volante, o portador de diabetes deve tomar algumas precauções:
1 -Faça o teste de ‘ponta de dedo’ (glicemia capilar) para ver como estão os níveis de açúcar no sangue;
2 - Leve os equipamentos necessários para a realização do teste (glicosímetro, tiras-teste);
3 - Leve também algum tipo de açúcar simples e também um lanche com proteína, estando sempre preparado para situações inesperadas como um engarrafamento ou carro quebrado. Tenha suco em caixinha e tabletes de glicose no porta-luvas.

“Se você sentir sintomas de hipoglicemia, saia da estrada e espere até que os níveis de açúcar no sangue voltem ao normal e os sintomas parem. Sempre que possível, dirija com uma companhia. Pare a cada 3 ou 4 horas para fazer o teste de níveis de açúcar no sangue ou a qualquer momento que você suspeite de hipoglicemia”, aconselha a Dra. Karla Melo, médica endocrinologista e assessora médica da Novo Nordisk do Brasil.

Para quem vai de avião:

Se para chegar ao tão sonhado destino você precisa viajar de avião, nunca esqueça de programar como irá controlar seu diabetes. A recomendação é que tenha alimentos suficientes na bagagem de mão para repor os carboidratos que consome normalmente numa refeição. Biscoitos e barras de cereais são fáceis de carregar. Caso você seja usuário de insulina, ela deve ser transportada em um recipiente térmico, principalmente se o turista estiver embarcando para um clima quente.

Se você não tem um regime flexível de insulina, é possível ligar para a companhia aérea e perguntar a que horas geralmente fazem o serviço de bordo. As companhias aéreas preparam refeições especiais, solicitadas 24 horas antes do vôo, o que poderá privilegiar o equilíbrio do organismo da pessoa em trânsito.

Ao praticar atividades:

Se você tem diabetes e deseja caminhar, andar de bicicleta, escalar montanha ou velejar, leve alimentos e algum tipo de açúcar simples. Caso utilize insulina, deve levar um kit de glucagon e ensinar alguém sobre como e quando usá-lo. Carregue também o monitor de glicose. Em caso de crianças ou jovens é interessante viajar acompanhado.

Viagens longas para o exterior:

Ao viajar para o exterior, peça uma declaração do médico dizendo que você tem diabetes e que precisa levar as seringas ou canetas de aplicação. O registro médico e as receitas podem ser úteis para apresentar a Polícia Federal, caso perguntem algo.

Mudar de fuso horário pode atrapalhar os horários de administração de medicamentos. Dependendo da distância, a pessoa perde ou ganha um dia. O médico pode ajudar na adaptação do horário, evitando, assim, que as diferenças de fuso afetem a alimentação do paciente e os horários de medicamentos.

Deixar o relógio com o horário de casa até chegar ao destino é uma boa dica. Isso permite que você ajuste corretamente o relógio no novo fuso horário. Pedir ajuda ao nutricionista para auxiliar com os diferentes tipos de alimentos também é uma boa recomendação. Em alguns países, carne, frutas frescas ou verduras podem ser raridades. As dietas podem consistir de um complexo de carboidratos, como feijão, milho, pão e arroz, e a pessoa precisará ajustar o medicamento de acordo com os alimentos.

O portador de diabetes deve estar instruído e conscientizado da importância do seu tratamento para ter qualidade de vida. Em caso de viagens, converse antes com seu médico, oriente-se e programe-se para o tempo e as peculiaridades do local aonde vai.


Sobre a Novo Nordisk

A Novo Nordisk®, sediada na Dinamarca, é uma empresa voltada ao cuidado com a saúde e líder mundial no tratamento do diabetes. A empresa tem o maior portfólio de produtos para diabetes na indústria, incluindo os mais avançados sistemas de aplicação de insulina. A Novo Nordisk® ainda tem forte atuação em áreas como distúrbios de coagulação e do crescimento e terapia de reposição hormonal. A companhia fabrica e comercializa produtos farmacêuticos e oferece serviços que fazem uma diferença significativa para os pacientes, profissionais médicos e sociedade. A Novo Nordisk® emprega aproximadamente 18.700 pessoas em 69 países e seus produtos são comercializados em 179 países. Presente no Brasil desde o início da década de 1990, a Novo Nordisk consolidou sua presença no país em 2002, quando comprou o laboratório Biobrás – único produtor nacional de insulina.


Fonte: Assessoria de Imprensa
Minhas Fotos: Flickr | Google+ | 500px |
Asevana ca balanam
Avatar do usuário
Silnei
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 4662
Desde: 20 Mai 2002, 01:00
Localização: Planeta Terra, Borda Oriental da Via Láctea

Re: Dicas para Diabéticos na hora de viajar

Mensagem não lidapor Flavinha HPB » 31 Ago 2009, 19:49

oi, como é essa declaração médica? voce tem um modelo pra me enviar? o que deve estar escrito na declaração?
Estou indo ao Peru e preciso levar a declaração médica, mas será que lá nao vai dar problema? vai ser preciso levar declaração em espanhol?
Flavinha HPB
 
Mensagens: 15
Desde: 18 Jun 2009, 20:33
Localização: Atibaia - SP


Voltar para Saúde do Viajante



Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes

cron