Acampando no Pico da Caledônia


O Pico da Caledônia tem no total 2.257 metros de altitude. Então vocês já podem imaginar o visual incrível que ela nos permite ter de toda a cidade.
Nos dias mais limpos, é possível ver até mesmo a Baía de Guanabara, como também o Parque Estadual dos Três Picos e a Serra dos Orgãos.

Mas já começo pontuando aqui que é incrível poder pegar um céu limpo e sem nuvens lá de cima, mas caso você não tenha tanta sorte, subir lá em cima e ficar por cima das nuvens, também é de se tirar o fôlego.

Partida:

Começamos o nosso trajeto partindo do centro do bairro Cascatinha, tendo como nosso ponto de encontro a padaria. Começamos nossa caminhada às 9:45 da noite em um grupo de sete pessoas.

Todo o percurso é realizado em chão de paralelepípedo, e a maior parte do trajeto é cercado por casas e sítios.  Lembrando que boa parte das subidas são bem ingrimes.  Por ter fácil acesso a subida ao pico é bastante movimentada se comparada a outras montanhas mais reservadas da cidade.

Após algumas horas de caminhadas decidimos começar a juntar lenha para a fogueira. Mesmo sendo o mês de Julho um dos melhores meses para fazer essa caminhada, é também o mês mais frio, então é importante se aquecer bem.

Por isso cada um dos rapazes fez o restante da caminhada carregando bastante lenha, e eu claro, dando aquele apoio moral haha.
Há bastante lenha por todo o caminho, porém com um pouco de receio, acabamos pegando lenha antes até demais, mas é aquilo ” melhor prevenir do que remediar.”

Chegada:

Chegamos ao ponto do nosso acampamento às 1:15 da manhã, não levamos as quatro horas inteiras que é a medida de tempo da subida geralmente.
Lá montamos nossas barracas e a fogueira.

E claro que não poderíamos deixar de levar o mashmallow para esquentar não é mesmo?!

Por incrível que pareça, não estava aquele frio assustador, o que demos sorte. Deu para aguentar bem, mas claro com a proteção básica. No meu caso: um moletom com um casaco para proteger do vento, luvas e touca, e claro, as meias, que sempre indico levar mais que apenas o par que está usando, para a troca assim que chegar.

Por volta das três horas da manhã apagamos a fogueira e fomos dormir, para poder pegar mais tarde o nascer do sol. Alguns minutos após ter caído no sono, acordei com o barulho de chuva. No momento bateu aquele receio de estar o tempo super fechado e não poder ver o nascer do sol. Voltei a dormir torcendo para que isso não acontecesse.

Acordei às 5:30 da manhã e não parecia nem que havia chovido a algumas horas atrás. Saí gritando todo mundo, para não perdermos esse momento que foi realmente magnifico.

Já vi muito nascer do sol, mas assistir lá de cima é de se tirar o fôlego.

Para me manter aquecida durante a noite, levei um isolante térmico, e um coberto de pelo leve e prático de dobrar. Não senti frio algum na barraca, e foi ótimo de dormir.

A portaria de acesso ao cume do Pico da Caledônia abre às 7 horas, por esse motivo alguns minutos antes já começamos a desmontar o acampamento, e partir para a segunda parte do trajeto.

Não lembro ao certo, mas são cerca de 15 a 20 minutos do ponto do acampamento até os portões. Lembrando que para poder entrar é necessário documento com RG.

Após mais alguns minutos de subida, nos deparamos finalmente com os 632 degraus necessários subir para chegar ao cume.

Chegar lá em cima, e dar de cara como uma vista incrível foi demais, uma experiência sensacional.


Deixe um comentário

Log in

Esqueceu a senha?

Forgot your password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Fechar
de

Enviando Arquivo…