Brasileiro resgatado planejava quarentena no ônibus do filme “Na Natureza Selvagem”


O brasileiro Gabriel Dias da Silva, de 26 anos,  foi resgatado de helicóptero em uma área remota do Parque Nacional Denali, no Alasca.

Segundo informações divulgadas pela CNN, ele encontrou dificuldades para retornar, acabou ficou sem comida e havia ido ao parque para visitar o ‘Magic bus', ônibus abandonado que ficou famoso pelo livro e filme ‘Into the Wild' (‘Na natureza selvagem', no Brasil).

Em seu perfil no Facebook, Gabriel conta como tudo aconteceu. Ele foi de carona do Brasil ao Alasca (103 dias)  com a ideia de passar a quarentena no ônibus. Confira abaixo:

O livro e filme ‘Na natureza selvagem' contam a história real do viajante norte-americano Christopher McCandless, sobre a qual falamos aqui.

nns02
Christopher McCandless em frente ao ônibus no Denali National Park | Foto: Christopher McCandless.
nns01
O ator Emile Hirsch em frente ao ônibus, em cena do ‘Into the Wild' | Foto: Divulgação/IMDb.
Gabriel viajou
Gabriel em frente ao Magic bus | Foto: @gabrielexplorer.

 

À Reuters, Megan Peters, porta-voz da equipe de resgate, contou que Gabriel teria encontrado dificuldades para atravessar um rio no caminho de volta de sua visita ao ônibus. “O rio estava furioso. Aparentemente, quando ele partiu, cerca de uma semana atrás, ainda havia pontes de gelo”, disse. Segundo Peters, o viajante ativou um farol de emergência depois de ter ficado sem comida.
A reportagem da CNN conta ainda que há uma longa lista de resgatados no local. Em fevereiro, cinco italianos tiveram que ser resgatados do local, pois ficaram como os pés congelados. No verão passado uma turista da Belarus faleceu após ser arrastada pelo rio Teklanika ao voltar do ônibus e em 2010 uma suiça morreu em situação semelhante.


14 comentários em “Brasileiro resgatado planejava quarentena no ônibus do filme “Na Natureza Selvagem””

  1. Cara você fez certo, você não foi inconsequente. Não deixe alguns idiotas te colocarem para baixo, continue com a aventura.
    obs. Gil Sotero acho que você está no grupo errado .

    Responder
  2. As vezes fazemos coisas idiotas ..
    Você foi extremamente corajoso e fez a escolha certa ao decidir voltar e pedir ajuda .
    Quanto ao que os meios de comunicação publicaram e a firma como publicaram,foi total falta de respeito,mas não deixe isso te desanimar …
    Reavalie seus roteiros ,se prepare da nelhor forma possivel e volte a fazer o que vc ama …

    Parabéns e Deus o acompanhe !

    Responder
    • Que isso Gabriel, mandou super bem ! Você está fazendo o que muita gente tem vontade.
      Este momento é bom para fazer uma avaliação, na parte de segurança e estudar mais os próximos passos da sua caminhada..

      E bora viver!!!

      Responder
  3. Parabéns Gabriel.
    Só deu mole no quesito comida para três meses. No mais, tá tudo certo.
    Grande abraço amigo.
    Em breve começo minha viagem.

    Responder
  4. Não deu certo para o norte-americano filhinho de papai que teve essa ideia de viver no ambiente selvagem sem preparo, ai vai o brasileiro tentar fazer o mesmo. Chamo isso de Idiotice e síndrome de herói messias heteronormativo performático.

    Responder
  5. Parabéns, Gabriel!
    Apesar do resgate, você foi um vencedor. Ciente dos perigos soube a hora certa de pedir ajuda. Fatos assim acontecem para quem se dispõe a tipos de aventuras extremas. Você é um cara de coragem, por isso te parabenizo. Já li dezenas de livros de viagens de aventura, já acompanhei relatos de muita gente mundo afora, e em todos houve momentos de dificuldade. E nessas horas com o bom senso, calma e coragem, a solução aparece.
    (sugestão: “Sozinho no Polo Norte”, de Thomaz Brandolin)

    Responder
  6. Acho que essa e as outras historias citadas devem fazer todos os aventureiros refletirem sobre a importância de ir para o seu atrativo com um guia profissional, que conheça muito bem a região, principalmente em áreas de Parque, em qualquer lugar do mundo. Sabemos que principalmente os mochileiros, preferem ir sozinhos para economizar. Vale refletir. Que bom que o Gabriel foi consciente e acionou o pedido de resgate. Uma tragedia foi evitada.

    Responder
  7. Parabéns pela história irmão, segue firme que essa repercussão só aconteceu porque sua ideia de vida é incrível e vai contra os valores desses idiotas que falaram mau de você. Segue firme e forte, se precisar chamar mais 1000 resgates chame, só não pare de viver o que você desejar viver. Abração!!!

    Responder
  8. Gosto muito desse filme, e o que você fez foi d+ não tenha vergonha de nada e sim orgulho dessa aventura e de todas que você já fez, essas pessoas que te criticam com certeza tem inveja e são medrosos para fazer o que você fez. Nem sempre a gente pensa em tudo, você pediu socorro na hora certa, você está vivo agora e logo mais irá fazer novas viagens, não deixe isso te desanimar. Você é fera 😉

    Responder
  9. Independente de tudo, que bom que deu tudo “certo”…. parabéns pela ousadia da intenção a ainda mãos pela humildade de reconhecer o momento de pedir ajuda. Muitas trilhas pra ti!

    Responder

Deixe um comentário