8 destinos imperdíveis e pouco conhecidos do Paraná


“Paranã” em tupi significa “mar” e era assim que os índios Guarani se referiam ao gigantesco rio que hoje chamamos de “Paraná”. Essa é a origem do nome do Estado que possui atrações gigantescas, conhecidas em todo o mundo como é o caso das Cataratas do Iguaçu e da Usina de Itaipu.

A terra do Paranã esconde destinos e belezas naturais ainda pouco conhecidas pelos brasileiros e são estes que iremos reunir nesta lista. Esse post faz parte da nossa série de destinos pouco conhecidos do Brasil.

Essa é uma lista aberta, portanto qualquer um pode colaborar sugerindo novos destinos nos cometários. Só vale postar destinos do paraná, ainda desconhecidos do grande público. Se você conhece algum lugar especial e pouco visitado no Paraná, deixe a dica nos cometários.

1 – Jaguariaíva

O Canyon do rio Jaguariaíva é 8º maior canion do mundo em extensão, local onde é  praticado rafting e caiaque de categoria 5 ficando apenas atrás de Brotas no Brasil que é nível 6.

Entre as demais atrações da cidade está o Parque Estadual do Cerrado que abriga parte da formação geológica conhecida como Escarpa Devoniana que se estende por mais 13 municípios do Estado, o Parque Estadual do Vale do Codó, que abriga o vale por onde corre o rio Jaguariaíva, o Parque Linear do Rio Capivari com belas quedas d’água,  o Parque Municipal Lago Azul com piscinas naturais formadas pelas águas do rio Lajeado Grande e a Cachoeira Véu de Noiva (na foto abaixo).  Confira mais fotos aqui.

Destino indicado pelo viajante Jeandré Guimarães

Destinos do Paraná
Acquatrekking na Cachoeira Véu da Noiva em Jaguariaíva – PR – Foto: Jeandré Guimarães

2- Faxinal

Destinos do Paraná
Foto: Cachoeira do Chicão II /  Blog do Grupo de Caminhadas de Faxinal

“Faxinal está localizada no Norte do Paraná há 300 km de Curitiba, 100 km de Londrina e 120 km de Maringá. As principais atrações da cidade são as cachoeiras, entre elas as do Chicão, com 25m de queda; e a do Chicão II, com 42m e procurada para a prática de rapel, ambas ficam a 5 km do centro do município. Já no perímetro urbano, o destaque é a cachoeira da Pedreira, com 15m. Entre as mais bonitas e imponentes estão o Salto de São Pedro, com 125 m; a cachoeira da Fonte, com 62 m – ambas ficam em hotéis-fazenda -; e o Véu de Noiva, com 150 m, também situada dentro de uma fazenda e a Três Barras, que não está entre as maiores – apenas 5 m de queda – mas tem as águas mais cristalinas da região.

Lá também se encontra o Canyon do Cruzeiro, com floresta nativa, diversas cachoeiras e trilhas ecológicas, são ótimas para os que gostam de aventura, mas pelo seu grau de dificuldade, é recomendável o acompanhamento de guias e possui taxa de visitação e está localizado próximo a Bufadeira do Cruzeiro.

Onde ficar Faxinal

 Camping Raio de Sol: Tel (43) 9953-5443; E-mail [email protected]
Para chegar ao Camping você deve passar os trevos de aceso a Faxinal. No km 323 há uma placa. Entrar à direita na estrada de calçamento e seguir a estrada de pedra por mais 7 km. Passe uma ponte de madeira e siga mais 500m. Entrar a esquerda na pedra amarela e seguir mais 500m. O camping fica a 15 minutos da BR-272.

Camping Luar de Agosto: Tel (43) 3461-1421; E-mail [email protected]
O Camping fica a 4km da cidade de Faxinal, com 300 m de desnível da cidade. Entrar na cidade, ir até o Lago Saracura. A 50m entrar a primeira a direita e seguir as placas 2,5 km até a entrada do Hotel Fazenda Luar de Agosto. Mais 1000m de descida com asfalto. São 300 metros de desnível da cidade. (10 minutos da cidade).”

–  Dicas do viajante Mageta

3 – Prudentópolis – PR

Destinos do Paraná
Foto: Guaraci Monteiro / Instagram: @monteiroguaraci

Prudentópolis no Paraná possui mais de 100 cachoeiras catalogadas e muitas delas com mais de cem metros de altura e é na cidade que nasce o maior rio em extensão do Paraná, o rio Ivaí; ele nasce no encontro do rio dos Patos com o rio São João. A colonização ucraniana proporciona a Prudentópolis diversas atividades festivas típicas da cultura ucraniana, com destaque ao Grupo Folclórico Vesselka e a Noite Ucraniana. O município também se destaca pela produção de um dos mais famosos salames, conhecido como “Krakóvia” que tem um sabor inigualável.

Quem foi? – No Mochileiros.com há vários tópicos sobre a cidade que você pode ver aqui, aqui, aqui e aqui.

4 – Cânion Guartelá e Fenda do Nick – Tibagi – PR

“A Fenda foi descoberta por moradores locais e não é muito divulgada. Para conhecê-la é necessário guia. Acreditam-se que originou-se de movimentos tectônicos pequenos e por isso a distância entre os paredões é de no máximo 1,5 m. A altura dos paredões tem cerca de 30 m e sua extensão é de quase 1 km, dividida em 3 partes, onde a terceira só dá para chegar de rapel. Conhecemos a primeira e segunda parte, apenas. Sinceramente, o local parecia cena do fim ‘Avatar’.”  – Continue lendo no Blog Expedição Andando por Aí

Informações sobre o Cânion Guartelá e outras atrações da região você encontra aqui e aqui.

 

5 – Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange – PR

Destinos do Paraná
Foto: Rubens Matsushita / Flickr: Rubens Matsushita

O relevo da Serra da Prata, os inúmeros riachos e a rica vegetação da Mata Atlântica presentes no Parque Nacional de Saint-Hilaire/Lange criam belos cenários naturais que atraem pessoas de diversas partes do país. Trilhas com diferentes níveis de dificuldade conduzem o visitante por variados ambientes, dando oportunidade para observação de aves e levando a cachoeiras ou ao cume da Serra da Prata, conhecido como Torre da Prata.

As principais atividades que podem ser realizadas são: caminhadas em trilhas, observação de aves, banhos em riachos e cachoeiras e contemplação da natureza.

Principais atrativos: CabaraquaraCachoeiras da QuintilhaCachoeira do rio das PombasMorro do Escalvado ou Morro da CruzSalto do TigreSalto Parati e Trilha da Torre da Prata

6 -Salto do Apucaraninha – PR

Destinos do Paraná
Salto do Apucaraninha – Foto: Wilson Vieira

“Está localizado na região sul de Londrina, a cerca de 80 Km do centro da cidade, dentro da reserva Apucaraninha, dos Índios Kaingang. O Salto do Apucaraninha é uma queda d’água com 116 metros de altura. O local é perfeito para ser visitado em um final de semana.
Para visitar o Salto do Apucaraninha é preciso solicitar autorização à FUNAI, e para chegar até lá basta seguir a PR 445 até o trevo do distrito de Lerroville, distante cerca de 03 km. Do distrito, segue-se uma estrada vicinal no fim da principal avenida. O trecho final da estrada é pavimentado.
Já na área do salto, passeie pela Usina e veja as turbinas, conhecendo assim mais um pouco da história de Londrina (a primeira turbina foi inaugurada em torno de 1949).
Logo abaixo há uma outra estrada que leva até o rio Tibagi, que faz a divisa dos municípios de Londrina e São Jerônimo da Serra.
Há ainda outra cachoeira com cerca de 10 m de altura. Embora não seja tão impressionante quanto o salto, a cascata chama a atenção pela beleza. “

Dica do viajante flg15

Quem foi? –  O montanhista Jorge Soto esteve por lá e fez esse relato no Mochileiros.com .

7 – Cânion do rio São Jorge – Ponta Grossa-PR
“Considerada uma Unidade de Conservação Municipal, possui grande beleza, com diversas quedas d’água que se deslizam pelas rochas formando-se cachoeiras, e em um determinado ponto localiza-se a cachoeira principal, com cerca de 30m de altura. O local possui também áreas de camping e paredões propícios à prática de rappel, para tal prática deve-se procurar por uma empresa especializada.”

8 – Sengés / Vale do Jaguaricatú – PR

Destinos do Paraná
Cânion do Jaguaricatú – Foto: Rubens Rosa / Panoramio

O Vale do Jaguaricatú está localizado na cidade Sengés no Paraná em uma região de Cerrado e Mata Atlântica e oferece aos viajantes paisagens únicas como a do Canyon Jaguaricatú (o da foto abaixo), grutas com inscrições rupestres, falésias e uma rica vegetação, além de várias cachoeiras e o mirante do Corisco, onde se pode vislumbrar a cachoeira formada pelo Rio Capivari.

Quem foi? – No Mochileiros.com há relatos de alguns viajante que já passaram por lá. Confira nestes tópicos aquiaqui, aqui e aqui.

Mais informaçõeswww.facebook.com/sengesturismo

9 – Morro do Gavião

 

Morro do Gavião – Ribeirão claro, trilha leve de no maximo 15 minutos, uma vista maravilhosa da represa de chavantes, Angra Doce, chegar em ribeirão claro e pegar a estrada de terra por 8 km até chegar e poder fazer a trilha, tendo em ribeirão claro e carlópolis outros pontos para visitação.



4 comentários sobre “8 destinos imperdíveis e pouco conhecidos do Paraná

Deixe um comentário

Log in

Esqueceu a senha?

Forgot your password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Fechar
de

Enviando Arquivo…