Turista danifica escultura de mais de 200 anos em museu italiano

Mal começam a circular novamente e alguns turistas já aparecem no noticiário passando alguma vergonha. Em abril, quando a China reabriu parte de seus monumentos, logo no primeiro dia de reabertura, a Muralha ícone do país foi vandalizada (leia sobre, aqui).
Agora, no início deste mês, o Museu Antonio Canova, que fica na cidade de Possagno, na Itália anunciou em sua página no Facebook (veja mais abaixo) que um turista austríaco sentou-se na escultura de Paolina Bonaparte para tirar uma foto o que causou quebra dos dedos do pé da obra.
Ainda segundo a publicação o turista saiu apressado do museu, sem comunicar o que houve. No post, o museu também comentou que forneceu todas as informações que possuíam às autoridades e que iriam conversar com algumas instituições para uma futura restauração.
“Adotar um comportamento responsável dentro do Museu respeitando as obras e bens nele conservados não é apenas um dever cívico, mas um sinal de respeito pelo que testemunha nossa história e cultura. Cultura que deve ser passada com orgulho para gerações futuras”, finaliza o comunicado (tradução do italiano para português através do Facebook).

De acordo com o site ArtNetNews, citando a Agência de Notícias Italiana (ANSA), o homem se desculpou e ofereceu-se para pagar as despesas de restauração da obra. Ainda de acordo com a publicação, o tribunal de Treviso, comuna italiana, está decidindo se irá ou não apresentar queixa do caso.

O vídeo do circuito de segurança do museu (divulgado pela polícia de Treviso) mostra o momento em que o turista está posando para a foto:

https://www.youtube.com/watch?v=qovmcZmPemI

A escultura ‘Pauline Bonaparte como Vênus Victrix’ do museu Antonio Canova é um modelo em gesso. A obra em mármore (de 1804) está na Galleria Borghese, em Roma. O ArtNetNews fala um pouco sobre a obra, aqui.
Mais sobre o museu pode ser conferido no site https://www.museocanova.it/

Com informações de Museu Canova e ArtNetNews.
A foto (da home e ) que traz até este post é de Divulgação/@MuseuCanova.

Deixe um comentário