Filipinas(Boracay, El Nido e Puerto Princesa), Malásia (Kuala Lumpur), Cingapura, Cambodja (Siem Reap)- 15 dias

Relatos de viagens pelos países do Sudeste Asiático: Tailândia, Vietnã, Timor-Leste, Singapura, Mianmar, Malásia, Laos, Indonésia, Filipinas, Brunei e Camboja
Avatar
bra_carioca
Mensagens: 161
Registrado em: 11 Mar 2009, 17:46
Localização: RJ / Cidade Maravilhosa, cheia de encantos mil :D
Contato:

08 Dez 2015, 23:13  

Olá,
Resolvi dar uma pausa na correria do dia-a-dia e contribuir com minhas andanças pelo sudeste asiático
Enfiei na cabeça que 2015 iria às Filipinas e lá fui
Primeiramente, prazer, meu nome é Viviane e acho que não publico um relato de viagem desde 2012, ando em dívida

Por que Filipinas? _Porque amo praia e me apaixonei pelo sudeste asiático. Fui a 1ª vez, em 2014 a Tailândia e Indonésia e voltei encantada com a cultura, culinária e praias.
DSCF6827.JPG
Boracay_em Filipinas
DSCF6827.JPG (2.82 MiB) Exibido 2730 vezes

Pessoal do Mochileiros que me conhece sabe que sempre rola um perrengue em minhas viagens, mas dessa vez, os efeitos foram menores, pois estou ficando boa nisso. Nada de maquininha engolindo cartão, bloqueio do VTM por esquecimento de senha...Dessa vez, apenas perdi um vôo, menos mal.

Iniciemos as atividades:
Dia 1 - Ida a Banguecoque via Ethiopian Airlines. Vôo tranquilo, assisti a todos os filmes e seriados, comi de tudo e alô Adis Abeba. Os vôos da Ethiopian trocam de aeronave na cidade de Adis Abeba. O aeroporto tem um FreeShopping modesto, mas beeeeeeeem barato. Os relógios, maioria Casio custam 10 USD. Os perfumes, poucas variedades, mas comprei a pedidos um One Milion por 33usd de 100mL (no DutyFree Brasil custa bem mais do que isso, com o dólar alto, faz diferença). Eu não bebo café, mas o pó de café, 5 usd/ 500g foi superaprovado. Os beberrões de café amaram. Ano passado, levei o café cagado da Indonésia e povo não gostou muito não, achou doce, porém o etíope fortíssimo foi superelogiado.
Minha intenção era pegar um taxi e comprar um injera - comida típica , porém, foi muito choque cultural no aeroporto. Fiquei nas cadeiras da área externa a de embarque, são na verdade espreguiçadeiras bem confortáveis. Deitei numa delas e só observei, climatizando-me com a cultura local.
Quem tem vôos conexão mais prolongada, a Cia Aérea providencia taxi e hotel sem ônus, entregando o voucher dentro da aeronave ainda em SP.
O banheiro próximo a sala de oração muçulmana é todo molhado porque eles usam muito a duchinha, já o da outra extremidade é sequinho.
Meu vôo partiu de SP, porque do RJ sairia muito caro. SP x Adis Abeba (troca de aeronave) x Banguecoque
Em Banguecoque, aquela alegria de quem volta ao sudeste asiático com todas as recordações vindo a mente
Se vcs soubessem como meu coração pulsou ao ver o 7Eleven. Senti-me em caso com o 7Eleven. ::love:: - mercado que tem a cada esquina tailandesa.
Cheguei pelo aeroporto Survarnabhumi -BKK e no dia seguinte, teria võo pelo aeroporto de Don Muang-DMK. Há um ônibus gratuito para quem tem vôo nas próximas 24h na saída 2 do BKK. Basta apresentar um comprovante de vôo partindo no dia ou dia posterior no aeroporto de destino e pronto. Eu já apresentei cartão de embarque, e dessa última, apresentei uma cópia do e-mail confirmando vôo. Carimbaram o papel e fui de boa.
Os dois aeroportos têm internet wifi grátis, assim como os de Siem Reap (30min), Kuala Lumpur. Pelo wifi, reservei hospedagem no Don Mueang Modern Airport Hotel, é de preço elevado pros meus padrões de viagem. Mas como eu queria ir a pé ao aeroporto, fiquei lá e superindico ::otemo:: Quarto é imenso, maior do que o meu aqui de casa, o banheiro amplo, ducha quente, ar condicionado potente, wifi bom no quarto, frigobar bom e atendimento bacana. Como em quase toda Tailândia, café-da-manhã é a parte. Tem um restaurante no térreo. Foi superfácil chegar a pé (saí pelo estacionamento da saída 1, subi a passarela, atravessei a linha do trem. Já do outro lado da ferrovia, peguei a avenida com canteiro - dir, templo budista e esq, 7Eleven, passei por uma ponte e 2ª direita, já era a rua do hotel com placa na esquina).
Depois de um bom banho, fui a rua comer os quitutes locais. Na Tailândia, qualquer esquina tem uma comida de rua. Comi umas paradas que não sei o nome, mas era uma omelete de mexilhão.

Dia 2 -Por Banguecoque. De Kuala Lumpur a Cingapura de ônibus Fui a porta do aeroporto, peguei o bus 29 (só sei andar em Banguecoque com este ônibus e metrô. O máximo que consigo sem falar o idioma), desci no Chatuchak Park e fui bater perna. Na volta, eu honesta, querendo pagar a passagem, descobri que agora só se paga a ida, por algum motivo, a viagem de volta era grátis. Descobri isso fazendo mímicas ::lol4::
Pós-andança, fui a pé a Don Muang (menos de 5min) pegar meu vôo para Kuala Lumpur pela AirAsia.

AIR ASIA - pra mim, a melhor cia. aérea em termos de inovação. A empresa faz um passe igual ao sistema de trem e ônibus da Europa. Vc paga um valor fixo e faz n vôos tabelados. Problema é que vc precisa reservar vôo com 14 dias de antecedência. Como planejei a viagem em cima da hora e deu problema na hora de confirmar o pagamento, comprei avulso mesmo.

Em Kuala Lumpur/ Malásia, o aeroporto e estação de trem são interligados por um Shopping Center. Li num blog que a viagem baldeada era mais barata e assim fiz e recomendo. Do aeroporto fui a estação Putrayaja. Que lugar magnífico. Mesmo carregando uma mochila pesada. Ah! Consegui a proeza de viajar 20 dias só com a bagagem de mão e sobrou roupa sem usar. Na próxima, levo menos ::tchann::
DSCF6762.JPG
Putrayaja noite_Malásia
DSCF6762.JPG (1.7 MiB) Exibido 2732 vezes

Putrayaja é um lugar lindo, baita estruturado, quase deixei meu currículo. Andei a pé naquele fim de tarde e só retornei a noite para estação. Andei sem destino por aquelas ruas vazias e largas, admirando tudo.
DSCF6742.JPG
Putrayaja _ Malásia
DSCF6742.JPG (1.81 MiB) Exibido 2743 vezes

De volta a estação bimodal de Putrayaja, peguei outro trem para Bandar Tasik Selatan, estação bimodal também, onde peguei o ônibus noturno para Cingapura (os guichês de Cingapura ficam num corredor diferente das viagens domésticas). O terminal tem restaurantes e mercados. Lógico, que tinha 7'Eleven - não é que o mercadinho bateu o McDonalds em quantidade de lojas espalhadas pelo mundo ::ahhhh::

Bus noturno, travessia pela fronteira, parada para carimbar passaporte, bus novamente, eis que chego de madrugada em Cingapura.

Dia 3 - Cingapura. Volta a Malásia de ônibus A chegada em Cingapura é antes do sol nascer. Dei uma volta pelo quarteirão, bati perna no Mercado Popular do terminal rodoviário e enrolei no Mc Donalds 24h. Sol nascido, descobri um metrô atrás do Mc Donalds.
Saquei uns trocados no caixa eletrônico, troquei dinheiro em espécie por moedas no guichê do Metrô, pedi um mapinha das estações e lá fui pra estação Orchidea. A estação fica dentro de um Shopping, era pra eu trocar de trem, não resisti e fui reconhecer o entorno. E estava com sorte, o lugar tem praças muito bonitas, e vi uma fila imensa. Era solenidade de 1º maio, acesso a um palácio e jardins com direito a banda de música, museu e show de samba. ::lol4:: Dispensei o samba. Sair do Brasil pra ver samba, não rola.
DSCF6430.JPG
Cingapura 1o maio
DSCF6430.JPG (1.75 MiB) Exibido 2714 vezes

Retorno ao metrô e vou a Pomerade, onde tem a Roda Gigante e Centro Histórico.
DSCF6512.JPG
Cingapura dia
DSCF6512.JPG (2.98 MiB) Exibido 2715 vezes

A ideia era ficar 2 dias, mas como fiz tudo que eu queria, numa galeria (depois confirmo o nome) comprei as passagens da madruga para Kuala Lumpur.
DSCF6604.JPG
Cingapura
DSCF6604.JPG (1.91 MiB) Exibido 2716 vezes


Dia 4 - Chegada a Kuala Lumpur e busão me deixou em Butik Bitang, tudo que eu queria. Deu certo sem querer.
Fiquei esperando o sol nascer no wifi de um bar em frente ao shopping. Até andei a pé procurando hotel, mas estava tudo lotado. Acabei reservando pelo site mesmo, um bem localizado. O quarto ainda não estava pronto, deixei a mochila e do jeito que estava, fui bater perna conforme o circuito turístico do mapinha. Centro Histórico a pé de manhã e Batu Cave de trem a tarde.
DSCF6655.JPG
Kuala Lumpur Histórico
DSCF6655.JPG (3.07 MiB) Exibido 2728 vezes

O trem deixa na entrada de Batu Cave mesmo. Só visitei os templos gratuitos. A caverna com os morcegos, achei caro e não me interessei muito.
DSCF6673.JPG
Batu Cave_Kuala Lumpur
DSCF6673.JPG (1.97 MiB) Exibido 2732 vezes


Voltando a Kuala, enfim banho no quarto modesto porém limpinho, noite sob a Torre Petronas.

Interessante como a cidade muda de dia e de noite. Andei a pé super tranquila. Algumas ruas são desertas. Sempre há festa estranha com gente esquisita, mas nestes casos, a gente aperta o passo ou se aproxima de algum casal ou grupinhos de aparentemente de família.

Dia 5 - Kuala Lumpur e Putrayaja- Esqueci que o aeroporto de Kuala Lumpur é imenso. Você, sem fila, leva 40min do desembarque do trem até o portão de embarque.
Vôo perdido. Vamos explorar Putrayaja. Deixei a bagagem no guarda-volumes do shopping e fui a Putrayaja de trem. Comi novamente das delícias locais, a sopa apimentada e experimentei outros sabores de kebab. Putrayaja também é bimodal e peguei um ônibus coletivo para ir aos pontos turísticos. Há duas linhas de ônibus que te levam aos pontos turísticos por 0,50MYR/ trecho. Ah! Eles não dão troco, tenha os 0,50 MYR ou simplesmente, esqueça o troco.
Fiz amizade com uns indianos muito gentis. Como sempre tem perrengue, na ida a um ponto alto da cidade para ver o poente, o ônibus não cumpriu o horário. Após esperarmos 3h, resolvemos descer a pé e torcer por um taxi. Depois de andarmos horrores, descobrimos que toda cidade fica se esbaldando em frente ao Palácio da Justiça deles andando de patins, caminhando etc, que estávamos perto da rodoviária pelo tanto que andamos e que valeu a pena passar o perrengue com os novos amiguinhos de Índia. Muitas risadas e curiosidades. Confesso que estava com medo de perder o último trem e dormir na rodoviária. Faz parte também, mesmo sem repelente. De volta a Kuala Lumpur, dormi no aeroporto mesmo com medo de perder outro vôo.
DSCF6728.JPG
Putrayaja
DSCF6728.JPG (6.59 MiB) Exibido 2711 vezes

Putrayaja é tão magnífico, que eu fiquei muito feliz em ter perdido ao vôo. Nada é por acaso. Sou muito grata a Deus por ter perdido aquele vôo, essa cidade ficou no meu coração. Povo simpático e atencioso. Culinária deliciosa dos fast food às comidas tradicionais. Uma Malásia muito diferente das demais.

Dia 6 - Da Malásia às Filipinas. Embarcada. Chego a Kalibo/Filipinas pela AirAsia. Em Kalibo, troquei o dinheiro e peguei uma das vans que ficam na porta rumo a Boracay. A paisagem é muito bonita, passamos por várias praias e sentindo a cultura local. Uma quadra de basquete a cada 600m, até de saibro tinha. Super me senti em casa. A van nos deixa no porto, onde compramos os tickets da embarcação + taxas e lá estava eu atravessando a baía. Wo-hooooo! Estou em Boracay. Dividi um tuk-tuk com um gringo, não mais que isso porque o espaço é muito pequeno, e olha que estávamos com pouca bagagem. Hospedada, rumo a praia. Ai, Borocay não tem nada, porém é um nada superlegal. Praia, malabares, boa música e praia praia praia. Depois de comer "Bangu's à la pobre" no Geery's - melhor restaurante pra mim de toda Filipinas (frutos do mar frescos e saborosos. Até a cenoura que decorou o peixe estava gostosa; sem falar nos chás gelados. Bebi todos, inclusive o Bottomless - bebe ilimitado- descobri na hora de pagar. Eu honesta, reclamei que veio valor a menos, e o garçom me informou que "bottomless" é preço único independente da quantidade bebida. Depois dessa, só frequentava restaurante com Bottomless). O céu deu seu espetáculo, estiquei a canga e namorei os raios no horizonte (mts raios no horizonte beeeem longe da praia, porém visível a olho nu), lua e estrelas acima.
gerry-s-grill.jpg
Melhor comida nas Filipinas. Foi onde eu comi melhor em todo território filipino. O chá gelado deles são muito gostosos. A internet funciona bem. Música ambiente confortável. Pratos muito gostosos. Se eu pudesse, provaria todos os pratos do cardápio. Fiquei muito satisfeita com os frutos do mar.
gerry-s-grill.jpg (34.27 KiB) Exibido 2555 vezes


Dia 7, em Boracay - Como a ilha é pequena. 5h da madruga já estava eu, a pé, percorrendo metade da ilha parando pelas praias.
Parada para almoço, sonequinha no quarto. A tarde, retorno para completar a outra metade. Isso mesmo, Boracay tem 10km². Praias lindas. A atmosfera de Boracay não tem igual. O lugar é de um clima positivo, alto astral, difícil expressar, você se encanta mesmo sem ter nada. É um nada bom. Ah! Estava tendo campeonato malaio de basquete: AMO ::love::

Dia 8 Boracay- Praia. Curti a praia de Boracay, na orla próximo ao albergue. Ah! Fiquei no Dormitels.ph. Fiquei porque estava barato e com vaga, mas andando pela ilha, vi melhores a preços competitivos. Nem todos estão na internet, mas como eu não queria perder tempo procurando, fiquei nesse mesmo, muito bem localizado. Próximo a praia, porém a uns 400m da principal numa área residencial (silêncio noturno, dormi bem). Não há paredes, são divisórias de vime. Eu dei sorte com os vizinhos, eram silenciosos.

Dia 9 - Tuk-tuk x porto x aeroporto de Caticlan---- aeroporto de Manila
Tomei meu vôo em Caticlan. O aeroporto de Caticlan realmente fica em Boracay. Atravessou a baía e já está no aeroporto a menos de 1km. Como o sol era de rachar, peguei tuk-tuk do Caticlan Jetty Port ao Caticlan Airport.
Voei pela Phillipines Airlines, passagens avulsas pra Manila e depois Puerto Princesa. Falei que tinha outro vôo e deixaram no check-in antecipar o 1º vôo sem ônus. Comprei separado porque era estrondosamente mais barato.
O Terminal 1 de Manila é 100%, mas o terminal 4 é podre. Só abre a área de embarque 2h antes do vôo, o pessoal fica num calor imenso debaixo de um toldo na área externa ::toma:: Chega a ser desumano aquele calor naquelas condições. Descaso com o cliente. Atravessei a rua e fiquei no ar condicionado de um restaurante em frente ao aeroporto, comendo de tudo e bebendo meu bottomless gelado.
Ah! O aeroporto de Manila é imenso. Até o serviço de informações me mandou pegar um taxi do Terminal 1 ao Terminal 4. Achei um absurdo pq o trânsito nas Filipinas é tenso e teria que dar a volta ao mundo e gastar dinheiro. Depois de muito andar pelo aeroporto, no Térreo do Terminal 1. Vamos dizer que na entrada principal do Terminal 1. eu me dirigi ao corredor a esquerda de quem entra ao aeroporto e entrei até o final deste corredor. De repente, vi uma placa "shuttle bus", perguntei a atendente do guichê se era ônibus para mudar de terminal e ERA. Imediatamente, peguei esse bus que sai de DENTRO do terminal 1 e segue pela pista aérea até o terminal 4. Infelizmente, nem os funcionários de atendimento ao cliente nem os outros funcionários do aeroporto sabiam disso ---gente despreparada, culpa da gestão do aeroporto ::grr:: . Todavia, apesar dos pesares, vi essa placa por um acaso e tomei meu tranfer gratuito entre terminais na área interna do aeroporto.
---------Ainda no dia 9 - Vôo pela Phillipines Airlines de Manila a Puerto Princesa
Em Puerto Princesa, pessoal faz pano preto com as informações. Não tem Centro de Informação ao turista, sem mapa etc. Restou-me contratar numa agência o tour para UndergroundRiver pra quando eu retornasse de El Nido. Pacote comprado, peguei tuk-tuk pro Terminal Rodoviário de San Jose. Comprei passagem de bus para El Nido, mesmo dia, bus noturno. Vc só deixa o nome na lista e escolhe o assento, pois a passagem é paga na hora ao motorista. Perneei pelo Mercado Popular de San Jose, reconheci o entorno e deu a hora. Ah! O Bus tem wifi grátis e ilimitado. Reservei pela net, vaga no Our Melting Pot Hostel, único lugar bem avaliado, requer antecedência na reserva pq lota fácil. Vária pessoas tentaram pessoalmente e não tinha vaga. Indico este albergue, o melhor da ilha literalmente, a pontuação alta frente aos demais é completamente justa. Ah! Servem café-da-manhã incluso com direito a leite (Sim, leite de vaca no sudeste asiático é um bem precioso. Super amei o café, teve até ovos fritos)

Perrengue da vez. Cheguei de madrugada, esperei ao relento o céu clarear. O GPS do celular disse que o Hotel ficava até 2 ou 4km a esquerda, mas era a direita. Acreditei no GPS e andei uns 12km. Passei por várias comunidades locais, pelas praias de Cabañas, andei demais. Pior que a estrada era em curvas, eu sempre achava que após a curva estava o povoado. Até que encontrei com um cachorro de rua que não ladrava. Passei por vários, mas aquele deu medo. Um sexto sentido dizia que aquele cachorro estava esperando o momento pra dar o bote. Comecei a sessão reza forte, na estrada vazia começaram a passar carros nos dois sentidos do Além, e peguei o primeiro tuk-tuk que vi. Cara, ri muito, quando vi o motoqueiro seguindo pro sentido contrário a minha andança. Levamos mais de 40min num tuk-tuk, pra ver o quanto que andei. Andei muuuuuuuito. Valeu a pena. Explorei bem o local. Lado bom de viajar com a bagagem de mão.

Dia 10 - Tour A
Para minha sorte, cheguei a tempo de reservar o tour. Mesmo sem o quarto estar pronto, consegui fazer meus procedimentos, bolsa no corredor e vamos à la playa. Por sorte, os colegas de quarto estavam todos no meu tour.
Ah! A comida de El Nido é péssima, aproveite os pacotes turístico para almoçar e tirar a barriga da miséria. Na noite posterior, descobri um frango assado que me salvou.

As praias são muito bonitas. Mas furtaram meu celular em Foz do Iguaçu, fiquei sem algumas fotos legais que os novos amigos mandaram por Whatsapp. Perdi até o número do telefone, problema de agenda eletrônica.

Dia 11 - Tour B por El Nido

Dei sorte de ter um grupo de francófonos fazendo este tour pouco procurado. Normalmente, pessoal faz o tour A e tour C. El Nido é um complexo de ilhas e os pacotes turísticos tradicionais consiste em 4 tour que visitam ilhas diferentes, são tour A, B, C e D. Um tem mais praia, outro mais grutas etc
DSCF6975.JPG
El Nido _ Filipinas
DSCF6975.JPG (1.6 MiB) Exibido 2738 vezes


Dia 12 - Boracay. Stand Up Padlle em Boracay. Não tive coragem de atravessar a baía devido ao cansaço. Mas a colega que foi disse que havia medusas imensas. Em alguns lugares que fiz snorkel, as águas-vivas minúsculas, pareciam bolhas, chegavam a queimar. Mas tudo suportável.
SOBRE EL NIDO, hummmmm... é lindo, é legal, tem seu charme, mas para quem já foi a Tailândia, embora a formação rochosa seja parecida com Maya Bay, sou mais a baía de Leonardo DiCaprio.

Dia 13 - Retorno de bus a Puerto Princesa. Peguei o tuk-tuk na porta do OMP Hostel até o terminal de bus de El Nido. Já havia um ônibus parado e com vaga, ingressei. De dia a viagem é bem legal, vc vê as casas locais, as baias, a paisagem. Há uma parada de ônibus e era almoço. Espiei o motorista e assistente pra ver onde eles almoçariam. Fui ao mesmo restaurante e achei a comida gostosa, exceto o arroz leve e grudado. Mas na Ásia, não há como fugir deste arroz colado, misturei no molho das carnes e lancei pra dentro.
Chegando em Puerto Princesa, fiquei no Pallawan Hotel próximo ao aeroporto. Era mais caro, mas como eu queria ir a pé ao aeroporto (2min a pé). Servem café-da-manhã incluso. Não tem frigobar. Vaso sanitário no baldinho, sem wi-fi no quarto. Indico pela localização. Atendimento, limpeza, café-da-manhã excelentes.
A van me buscou para o UndergroundRiver Tour. É uma das 7 Maravilhas Naturais e faz jus ao título. SENSACIONAL. Eu criei muita expectativa para atravessar o maior rio submerso do mundo de barco e saí satisfeita.
Aconteceu de tudo, morcego cagando na colega do lado, morcego caindo na minha perna e tentando levantar vôo...e a paisagem é INCRÍVEL. Considero IMPERDÍVEL.
DSCF7088.JPG
Underground River_Puerto Princesa Filipinas
DSCF7088.JPG (1.87 MiB) Exibido 2728 vezes

Muito difícil ir a UnderGround River por conta própria, não consegui encontrar em Puerto Princesa o guichê que vende os ticket. Não há informações suficientes no site do parque e os filipinos implantaram uma política que te obriga ir somente pelo intermédio de agências de turismo. Você é obrigado a ir a Puerto Princesa e contratar uma Agência que te levará a uma loja de artesanatos no meio do percurso, depois ingressamos no Parque em Sabang onde embarcamos numa balsa para visitar o Underground River. O rio subterrâneo é lindo, o passeio de barco dentro da gruta já está incluído no pacote e é fantástico. Dá direito a almoço também ,simples e com comidas típicas. No retorno, paramos num outro parque onde podemos fazer uma caminhada numas grutas de nível moderado a difícil e desfrutar de um zipline bem legal. Gostei do serviço e saí satisfeita. Não dá para ficar muito tempo na ilha que banha o Underground River porque os barcos são identificados e os passeios são em grupos com hora de entrada e saída pré-determinadas.
DSCF7056.JPG
Underground River National Park
DSCF7056.JPG (2.05 MiB) Exibido 2711 vezes

Os passeios (pacotes turísticos ) só saem pela manhã e dura o dia inteiro. Pela manhã vc pára numa lojinha de souvenirs com vista para baía e depois que vai ao Underground River. Só que lá no Underground River há várias turmas, terá que esperar um tempinho para chamarem o seu barco. Retornando do Underground, você almoça num restaurante por lá mesmo. A tarde, vai ao vale com o zipline e trilha da gruta. Daí, só chega novamente no hotel no fim de tarde. Embora tudo seja Puerto Princesa, é tudo bem distante. O aeroporto (onde ficam as pousadas) é bem distante do Underground River propriamente dito.
DSCF7118.JPG
Underground River em Puerto Princesa
DSCF7118.JPG (2.11 MiB) Exibido 2711 vezes

***eu queria muito fazer tudo por conta própria para ir somente ao Underground River, mas nem nos estabelecimentos públicos e aeroporto consegui informação. É muito "pano preto".
DSCF7123.JPG
Banana caramelada com gergelim. Uma delícia. Dá para fazer em casa. Comprei em Puerto Princesa
DSCF7123.JPG (704.13 KiB) Exibido 2728 vezes


Dia 14 - Vôo para Manila, depois Kuala Lumpur novamente.
Dormi no shopping do aeroporto de Kuala Lumpur de novo.
Comprei vôo para Siem Reap pela Air Asia e lá fui. (Meu bilhete eletrônico comprado desde Brasil para o Camboja havia sido cancelado pq o cartão de crédito deu pau/problema no site da AirAsia e quase que fico sem ir ao Camboja. Bobagem que pedi a amiga pra conferir meu e-mail no Brasil e a mesma achou que eu estava em apuros e pediu até o cartão de crédito emprestado pro chefe. Chefe bom esse ::lol4:: Era só pra conferir se o bilhete havia sido cancelado. Tanto perrengue em minhas viagens, que quando é light , o povo já espera o pior ::lol4::
Em Siem Reap, o oficial da imigração do aeroporto queria gorjeta. Me fiz de desentendida como ele já havia carimbado o passaporte e saí. Foi só o início me preparando pro pior.
Na área externa, compro minha água por mímica e com assistência remota do meu mochileiro lindíssimo, Dennis Netuno que acabara de regressar ao Brasil do Camboja---Dennis, vc trocou dólares? Pegou quanto? Onde vc pegou o táxi pra cidade? Tem ônibus ou van? Qual passeio vc fez? Responde esse Whatsapp, preciso da resposta pra agora, acabei de chegar. Small ou Big tour? Quanto vc pagou no tuk-tuk? ::sos::
Eis que passa um tuk-tuk e contratei o serviço para o Small Tour. O cara me mostrou no mapa os pontos que passaria, pedi pra escrever no papel o valor pq já sabia que a cultura lá é ser corrupto, mesmo assim tive problemas. No meio do serviço, o cara disse que só faria o restante se eu pagasse mais. Só sei, que descobri que discutindo, meu inglês é fluente. Falei que era pra ele me deixar na cidade imediatamente e que independentemente do ocorrido, eu pagaria o que havia combinado mesmo insatisfeita. Ele perguntou o que eu faria na cidade, se eu iria perder o dia sem fazer o restante do tour. Eu disse que eu iria na cidade pegar um outro tuk-tuk com um motorista que fosse homem o suficiente para honrar a palavra. O cara ficou chateadinho, repetia várias vezes que era homem sim e que como o "erro" foi dele que não explicou o serviço direito, que ele ficaria no "prejuízo" mas completaria o serviço. Cara, eu não barganhei preço, aceitei de boa o 1º valor que ele falou justamente pra não ter estresse e o ::vapapu:: vem com essa. Desgaste desnecessário, além disso, era pra ele ter me deixado no Centro de Siem Reap e me deixou na periferia. Queria cobrar mais pra me deixar no Centro. Pois bem, caminhei pela periferia, onde ninguém fala inglês, mesmo assim me comuniquei, fiz minhas caminhadas de climatização e reconhecimento e peguei um tuk-tuk a preço de mercado até a área central/turística, outro Siem Reap.
Comprei passagens pro dia seguinte, pra Banguecoque de ônibus por 10usd.
Fiquei no 1º hostel que vi, bem no Centro em frente ao elefante (One Stop Hostel). Gostei muito. Ingressei sem reserva, inspecionei as acomodações e por lá fiquei. Superindico. Muito bom mesmo. Café-da-manhã a parte.

A noite, Siem Reap noturna, toda iluminada, casas de shows, night market, tem de tudo. Outlet da North Face a preços atrativos. Restaurantes, massagens, comida de rua, andar andar andar.

Angkor...hummmmm... eu gostei mais da arquitetura externa do que os espaços pagos. Tem uma ponte muito legal com balaustre de ruínas.
DSCF7177.JPG
ponte na rua de Angkor
DSCF7177.JPG (711.85 KiB) Exibido 2711 vezes

Pessoal ama aquelas ruínas com árvores imensas, todavia, não é muito minha praia não. Nem quis fazer o Big Tour. Me dei por satisfeita. Não achei Siem Reap o melhor do sudeste asiático como a maioria. Questão de gosto.
DSCF7233.JPG
Angkor
DSCF7233.JPG (697.1 KiB) Exibido 2711 vezes


Dia 15 - Travessia pra Camboja x Tailândia
Pessoal não informa muita coisa, mas seguindo o fluxo, deu pra fazer os desembarques e troca de veículo, coletas de vistos tranquilamente.
Vc percebe que chegou a Tailândia, quando vê 7-Eleven :lol:
Me deixaram em Banguecoque próximo ao metrô. Peguei o metrô pra vários Outlet da North Face tentando achar uma mochila que não comprei em Siem Reap pq tinha um papagaio de pirata chato pra ::grr:: . O cara sem noção não me deixou em paz e prejudicou minhas compras. Rodei todas as North Face de Banguecoque e não achei mochila igual. De trem mesmo, cheguei ao aeroporto de Sukhurvamati, onde era meu vôo de volta.

E Brasil, meu Brasil Brasileiro
O Rio de Janeiro continua lindo e sendo...
Ah! Eu consegui a proeza de ter meu passaporte carimbado no mesmo dia na Tailândia e Brasil (fuso contrário :lol: )

IMPERDÍVEIS DA VIAGEM:
-Putrayaja , Malásia
-Underground River Park, Filipinas
- Boracay, Filipinas
Editado pela última vez por bra_carioca em 26 Dez 2015, 19:54, em um total de 2 vezes.

Avatar
rafaelrpaiva
Colaborador
Colaborador
Mensagens: 107
Registrado em: 19 Mar 2013, 10:40
Localização: Juiz de Fora - MG

09 Dez 2015, 08:22  

"Até que encontrei com um cachorro de rua que não ladrava" ::lol3:: ::lol3::
Nada como um perrengue (ainda mais quando se está sozinho kkk)

Muito bacana seu relato!
Você voou de Etiophian Airlines. Os preços são bem convidativos...
Você poderia fazer um pequeno review da cia? Tipo como foi serviço de bordo, assentos, etc.
Por ser uma cia meio desconhecida é sempre bom ler a opinião da galera que já viajou com ela.
::otemo:: ::otemo::

Avatar
bra_carioca
Mensagens: 161
Registrado em: 11 Mar 2009, 17:46
Localização: RJ / Cidade Maravilhosa, cheia de encantos mil :D
Contato:

10 Dez 2015, 21:27  

Obrigada, Rafael
Boa noite!
Então...eu gostei muito da cia. aérea Ethiopian Airlines. Ela é bem antiga, mais de 50 anos de mercado, pouco conhecida no Brasil devido ao número reduzido de rotas.
Sobre a aeronave: Aparentemente estável ao ar e em solo, Poltronas confortáveis, uma TV pra cada assento, dão aqueles kit padrão de vôo internacional (cobertor, fone de ouvido, tapa-olhos, meias...).
Sobre serviços: Na volta, despachei mochila, chegou praticamente intacta. Comida boa e bem servida. Atendentes brasileiros e estrangeiros dentro da aeronave e no aeroporto muito gentis, atenciosos e educados.
Não sei se te respondi. Caso tenha alguma dúvida, pode me fazer uma pergunta mais direta, sem problemas.
Em 2014, fui ao sudeste asiático, SP x Bangkok, de Etihad Airways e agora em 2015, somente Ethiopian Airlines. Eu voltaria a viajar nas duas. Tive problemas com a aeromoça brasileira da Etihad, foi muito ignorante (deu sorte que eu estava relax no dia e muito feliz) - foi um caso isolado - anteciparam meu võo, eu estava relax fazendo minhas comprinhas, quando apareci no horário anteriormente previsto, a aeromoça da Etihad veio me rebocando numa ignorância e falando umas bobagens que o funcionário jamais deveria falar a um cliente. Ela deu sorte mesmo, porque normalmente, não deixo passar em branco. Mas como foi correria, eu estava de boa, passou em branco mesmo.

Avatar
Perio
Mensagens: 73
Registrado em: 22 Ago 2012, 10:56
Contato:

07 Jan 2016, 02:23  

Poxa adorei o relato, parabéns!
Então, viajo agora para Hong Kong passarei 26 dias pelo sudeste. Queria saber quanto você gastou, pq não tenho muito dinheiro, aproximadamente uns 1500 dólares.
Então nesses 15 dias, qual foi seu gasto geral, tirando passagem?

- Hotel em geral foi caro nessas cidades? Lembra de algum valor, vou dar uma pesquisada, mas me preocupa El Nido por exemplo.
- O que acho realmente de El Nido, nunca fui na Tailândia, não estou querendo ir agora pq queria fazer TUDO na Tailândia e isso vai me levar muito dinheiro, então estou escolhendo os países mais pobres para turismo.
Tô na pegada, Hong Kong, Filipinas, Cambodja e Vietnã. Malásia foi muito caro?
Obrigado.

kaleno
Mensagens: 13
Registrado em: 03 Ago 2012, 13:41

20 Jan 2016, 20:15  

Olá!!
Conheci a Tailandia e quero voltar ao sudeste em maio desse ano.
Gosto de misturar cidade, praia, cultura na mesma viagem e a Tailandia foi assim para mim!

Dessa vez, alem das Filipinas (boracay e el nido e puerto prIncesa) gostaria de ir para Bali e china, 10 dias em cada.

Muito corrido? Eu conseguiria encaixar Siem reap. Tenho 30 dias...

::sos:: ::sos:: ::sos::

jocelyn.toro
Mensagens: 1
Registrado em: 28 Jan 2016, 23:43
Contato:

28 Jan 2016, 23:47  

Ai eu queria ter uma noção de gastos também, pra ter uma idéia de qto levar $$.

Avatar
bra_carioca
Mensagens: 161
Registrado em: 11 Mar 2009, 17:46
Localização: RJ / Cidade Maravilhosa, cheia de encantos mil :D
Contato:

06 Fev 2016, 16:10  

Oi, Pessoal

Falando de gastos
Tenho a Planilha de abril/maio de 2014, quando fiz Tailândia e Indonésia
De 2015, Filipinas, Malásia, Siem Reap, não atualizei
Enviar Imagens
planilha_de_custo_tailandia_indonesia_vf.xls
(40.5 KiB) Baixado 50 vezes

Avatar
bra_carioca
Mensagens: 161
Registrado em: 11 Mar 2009, 17:46
Localização: RJ / Cidade Maravilhosa, cheia de encantos mil :D
Contato:

06 Fev 2016, 17:11  

kaleno escreveu:Olá!!
Conheci a Tailandia e quero voltar ao sudeste em maio desse ano.
Gosto de misturar cidade, praia, cultura na mesma viagem e a Tailandia foi assim para mim!

Dessa vez, alem das Filipinas (boracay e el nido e puerto prIncesa) gostaria de ir para Bali e china, 10 dias em cada.

Muito corrido? Eu conseguiria encaixar Siem reap. Tenho 30 dias...

::sos:: ::sos:: ::sos::


Oi,
Pela distribuição geográfica , Filipinas x Indonésia x Camboja x China não tem como vc cruzar via terrestre. Daí, saber se consegue encaixar tudo dependerá dos horários e dias de vôos.
Já comprou as passagens de ida? Porque a melhor logística dependerá do seu país de partida na Ásia.
*FILIPINAS (sim, dá para curtir em 10 dias):

-Para Filipinas, terá que ir de embarcação ou avião. Eu optei pelo aéreo, usando Kuala Lumpur como alicerce várias vezes.
-Puerto Princesa (Underground River) é imperdível. ::otemo:: Passeio dura o dia inteiro.
-El Nido, como vc já foi a Tailândia. Antecipo que Maya Bay tem formação rochosa similar a Koh Phiphi e adjacências. Maya Bay é trilhões de vezes mais bonita. ALbergue é no Our Melting Point. Várias pessoas chegavam desesperadas procurando vaga pq estavam insatisfeitas com as hospedagens de El Nido. Enfim, eu fui a Indonésia ano passado, se faltar espaço na agenda, troco fácil 2 dias em El Nido por 1 dia na Indonésia.
-Boracay, se chegar cedo, consegue fazer a pé metade da praia e a tarde, a outra metade. Mas o lugar é tão legal, que ficar um dia inteiro fazendo nada é divertido. A atmosfera do local, a paisagem, o andar pelas ruas, olhar a lua na orla, tudo legal. Pelo menos 3d,2n.
As cia aéreas das Filipinas: Cebu Pacific, Phillipines e AirAsia. Usei o critério do menor preço para o dia.
*INDONÉSIA (sim, dá para curtir em 10 dias), mas eu ficaria mais:
-Bali: Kuta, Uluwatu, Padang Bai, Amed fiz isso tudo ano passado. Ainda fui a Nusa Lembongnam.
Mas se eu tivesse mais dias, conheceria melhor Padang Bai e iria a famosa Blue Lagoon.
Eu mergulhei em Amed, mas se tivesse mais dias mergulharia em Tumbalen também.
No caminho de Padang Bai a Amed, teria parado 1 dia em Candidasa para ver o sol nascer e se pôr em meio aos arrozais e flores de lótus.
Na mesma Padang Bai, pegaria a barca para Lombok. Estou querendo muuuuuito conhecer Lombok.
Ficaria mais dias fazendo nada em Nusa Lembongnan e tomaria um barco para Gili Island.
A Indonésia é sensacional. Ainda tem Komodo que é uma das 7 maravilhas naturais. Não sei se ia querer passear em meio àqueles dragões, mas...
Resumindo, eu ficaria mais de 10 dias na Indonésia fácil, fácil.
CAMBOJA - Siem Reap (sim, em 1d, 1n basta): Chegando cedo, vc faz o circuito completo de tuktuk, achei legal. No hostel, pessoal vai em grupo, mais em conta, só que não tenho paciência para guia me apressando nas fotos. De bicicleta, naquele sol escaldante, cansei só de ver o povo pedalando. Sol de derreter a cuca. Curtir a noite, o Night Market é sensacional para fazer compras, para comer comida de rua, para massagens, para restaurantes, para tudo.
CHINA (nunca visitei): acredito que dê para visitar em 10 dias os principais pontos turísticos.
Ano passado, andei pesquisando o percurso China x Mongólia x sul da Rússia em 23 dias, tive que abrir mão de muito lugar bacana para conseguir criar um roteiro executável e de custo-benefício aceitável. China tem tantos atrativos naturais e culturais. Jamais falarei que não dá para fazer em 10 dias porque meu telhado é de vidro. Todavia, terá que passar o facão em muita coisa.

Por fim, como vc pretende percorrer países tão distantes, eu faria um combinado pela AirAsia Asean Pass, se o site não encrencar com seu cartão de crédito. Nunca consegui comprar o pacote.
http://www.airasia.com/ot/en/book-with- ... kQodeSoKnA

Eu costumo fazer antes de viajar uma prévia do roteiro combinando os horários, disponibilidade de transporte e os lugares potencialmente imperdíveis. Pq a duração do percurso e os dias da semana que o serviço está disponível são importantíssimos para otimização de tempo. Vai que vc chega numa quarta-feira na Cidade A que basta 1 dia para visitar, só que o ônibus para cidade B de destino só parte aos domingos e 3ª. Coisas deste tipo podem ocorrer. Fiquei com pena, quando encontrei no supermercado duas brazucas "engessadas". Elas contrataram um pacote que previa 7 dias em Siem Reap, sendo que a cidade não tem tanto atrativo turístico assim. Eu aprenderia o idioma com os nativos, visitaria às cidades vizinhas, dava meu jeito... só que vai do perfil de cada um. Eu prefiro fazer uma prévia, tem dado certo.
Editado pela última vez por bra_carioca em 06 Fev 2016, 18:41, em um total de 6 vezes.

Avatar
bra_carioca
Mensagens: 161
Registrado em: 11 Mar 2009, 17:46
Localização: RJ / Cidade Maravilhosa, cheia de encantos mil :D
Contato:

06 Fev 2016, 17:24  

Perio escreveu:Poxa adorei o relato, parabéns!
Então, viajo agora para Hong Kong passarei 26 dias pelo sudeste. Queria saber quanto você gastou, pq não tenho muito dinheiro, aproximadamente uns 1500 dólares.
Então nesses 15 dias, qual foi seu gasto geral, tirando passagem?

- Hotel em geral foi caro nessas cidades? Lembra de algum valor, vou dar uma pesquisada, mas me preocupa El Nido por exemplo.
- O que acho realmente de El Nido, nunca fui na Tailândia, não estou querendo ir agora pq queria fazer TUDO na Tailândia e isso vai me levar muito dinheiro, então estou escolhendo os países mais pobres para turismo.
Tô na pegada, Hong Kong, Filipinas, Cambodja e Vietnã. Malásia foi muito caro?
Obrigado.


Obrigada. :D
Filipinas, achei El Nido caro porque tudo vc tem que fazer Tour de barco.
Indonésia, Tailândia, Malásia, Camboja, Cingapura, achei tudo barato. Barato e caro é subjetivo. Mas o sudeste asiático, eu considero barato em comparação a Atacama, Machu Picchu e Europa.
El Nido, os preços dos passeios são meio tabelados. No albergue saía um cadinho mais em conta, mas pouca coisa.
Não pus na ponta do lápis quanto gastei, mas eu ostentei um pouco na hospedagem.
Agora, 1500 dólares dá e sobra.
Eu teria que achar os registros de custos desta viagem, ou seja, está difícil sair . A minha prévia (transportes, passeios, hospedagem), sem as passagens aéreas internacionais e domésticas, previu R$1400 quando o dólar custava R$3,40.
Postei aqui agora minha planilha da viagem a Indonésia + Tailândia porque estão meus gastos reais em 2014. Das Filipinas e adjacências em 2015, só tenho a prévia que falei. Os gastos reais, tenho que procurar em minhas gavetinhas que são piores do que cartola de mágico, sai coelho, raquete de tênis, tudo daqui.

kaleno
Mensagens: 13
Registrado em: 03 Ago 2012, 13:41

11 Fev 2016, 15:12  

bra_carioca escreveu:
kaleno escreveu:Olá!!
Conheci a Tailandia e quero voltar ao sudeste em maio desse ano.
Gosto de misturar cidade, praia, cultura na mesma viagem e a Tailandia foi assim para mim!

Dessa vez, alem das Filipinas (boracay e el nido e puerto prIncesa) gostaria de ir para Bali e china, 10 dias em cada.

Muito corrido? Eu conseguiria encaixar Siem reap. Tenho 30 dias...

::sos:: ::sos:: ::sos::


Oi,
Pela distribuição geográfica , Filipinas x Indonésia x Camboja x China não tem como vc cruzar via terrestre. Daí, saber se consegue encaixar tudo dependerá dos horários e dias de vôos.
Já comprou as passagens de ida? Porque a melhor logística dependerá do seu país de partida na Ásia.
*FILIPINAS (sim, dá para curtir em 10 dias):

-Para Filipinas, terá que ir de embarcação ou avião. Eu optei pelo aéreo, usando Kuala Lumpur como alicerce várias vezes.
-Puerto Princesa (Underground River) é imperdível. ::otemo:: Passeio dura o dia inteiro.
-El Nido, como vc já foi a Tailândia. Antecipo que Maya Bay tem formação rochosa similar a Koh Phiphi e adjacências. Maya Bay é trilhões de vezes mais bonita. ALbergue é no Our Melting Point. Várias pessoas chegavam desesperadas procurando vaga pq estavam insatisfeitas com as hospedagens de El Nido. Enfim, eu fui a Indonésia ano passado, se faltar espaço na agenda, troco fácil 2 dias em El Nido por 1 dia na Indonésia.
-Boracay, se chegar cedo, consegue fazer a pé metade da praia e a tarde, a outra metade. Mas o lugar é tão legal, que ficar um dia inteiro fazendo nada é divertido. A atmosfera do local, a paisagem, o andar pelas ruas, olhar a lua na orla, tudo legal. Pelo menos 3d,2n.
As cia aéreas das Filipinas: Cebu Pacific, Phillipines e AirAsia. Usei o critério do menor preço para o dia.
*INDONÉSIA (sim, dá para curtir em 10 dias), mas eu ficaria mais:
-Bali: Kuta, Uluwatu, Padang Bai, Amed fiz isso tudo ano passado. Ainda fui a Nusa Lembongnam.
Mas se eu tivesse mais dias, conheceria melhor Padang Bai e iria a famosa Blue Lagoon.
Eu mergulhei em Amed, mas se tivesse mais dias mergulharia em Tumbalen também.
No caminho de Padang Bai a Amed, teria parado 1 dia em Candidasa para ver o sol nascer e se pôr em meio aos arrozais e flores de lótus.
Na mesma Padang Bai, pegaria a barca para Lombok. Estou querendo muuuuuito conhecer Lombok.
Ficaria mais dias fazendo nada em Nusa Lembongnan e tomaria um barco para Gili Island.
A Indonésia é sensacional. Ainda tem Komodo que é uma das 7 maravilhas naturais. Não sei se ia querer passear em meio àqueles dragões, mas...
Resumindo, eu ficaria mais de 10 dias na Indonésia fácil, fácil.
CAMBOJA - Siem Reap (sim, em 1d, 1n basta): Chegando cedo, vc faz o circuito completo de tuktuk, achei legal. No hostel, pessoal vai em grupo, mais em conta, só que não tenho paciência para guia me apressando nas fotos. De bicicleta, naquele sol escaldante, cansei só de ver o povo pedalando. Sol de derreter a cuca. Curtir a noite, o Night Market é sensacional para fazer compras, para comer comida de rua, para massagens, para restaurantes, para tudo.
CHINA (nunca visitei): acredito que dê para visitar em 10 dias os principais pontos turísticos.
Ano passado, andei pesquisando o percurso China x Mongólia x sul da Rússia em 23 dias, tive que abrir mão de muito lugar bacana para conseguir criar um roteiro executável e de custo-benefício aceitável. China tem tantos atrativos naturais e culturais. Jamais falarei que não dá para fazer em 10 dias porque meu telhado é de vidro. Todavia, terá que passar o facão em muita coisa.

Por fim, como vc pretende percorrer países tão distantes, eu faria um combinado pela AirAsia Asean Pass, se o site não encrencar com seu cartão de crédito. Nunca consegui comprar o pacote.
http://www.airasia.com/ot/en/book-with- ... kQodeSoKnA

Eu costumo fazer antes de viajar uma prévia do roteiro combinando os horários, disponibilidade de transporte e os lugares potencialmente imperdíveis. Pq a duração do percurso e os dias da semana que o serviço está disponível são importantíssimos para otimização de tempo. Vai que vc chega numa quarta-feira na Cidade A que basta 1 dia para visitar, só que o ônibus para cidade B de destino só parte aos domingos e 3ª. Coisas deste tipo podem ocorrer. Fiquei com pena, quando encontrei no supermercado duas brazucas "engessadas". Elas contrataram um pacote que previa 7 dias em Siem Reap, sendo que a cidade não tem tanto atrativo turístico assim. Eu aprenderia o idioma com os nativos, visitaria às cidades vizinhas, dava meu jeito... só que vai do perfil de cada um. Eu prefiro fazer uma prévia, tem dado certo.


MUITO OBRIGADA PELA RESPOSTA!
Estou pesquisando a Indonésia e realmente tem muita coisa bacana por lá que eu não conhecia. Provavelmente vou aumentar uns dias por lá!
Sei que 10 dias é pouco para a China, mas tenho muita vontade de conhecer e não sei quando farei outra viagem longa para o sudeste, por isso estou me esforçando para incluí-lá...rsrs
Estou lendo e pesquisando as informações da sua resposta bem detalhadamente, obrigada mesmo!
abs



  •   Informação