Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''ho chi minh''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Perguntas e Respostas
    • Perguntas e Respostas
  • Destinos
    • América do Sul
    • África
    • Ásia
    • América Central, Caribe e México
    • Brasil
    • Europa
    • Estados Unidos e Canadá
    • Oceania
    • Oriente Médio
    • Volta ao Mundo
  • Trilhas e Travessias
    • Trilhas e Travessias
  • Companhia para Viajar
    • Companhia para Viajar: Grupos e Eventos
  • Equipamentos
    • Equipamentos de Camping e Aventura
  • Avaliações
    • Avaliações
  • Estilos de Viajar
    • Mochilão Roots
    • Trekking e Montanhismo
    • Viagem de Barco ou Navio
    • Viagem de carro
    • Cicloturismo - Viagem de Bicicleta
    • Viagem de moto
    • Vanlife: Viver e viajar em uma casa sobre rodas
  • Classificados
    • Classificados
  • Central de Caronas
    • Caronas
  • Outros Assuntos
    • Papo Mochileiro e Off Topic
  • Blogs de Viagem
    • Blogs de Viagem
    • Posts
  • Guia do Mochileiro
    • Guia do Mochileiro
  • Relatos de Viagem
    • Relatos de Viagem
  • Arquivo
  • Ajuda e Suporte
    • Ajuda & Suporte

Categorias

  • América do Norte
  • América do Sul
  • Ásia
  • Europa
  • Oceania
  • Oriente Médio

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Sobre mim


Lugares que já visitei


Próximo Destino


Tópicos que recomendo


Ocupação

Encontrado 2 registros

  1. 29 dias por Tailândia, Laos, Vietnã, Camboja e Indonésia (Bali) - Abril 2017 Vim deixar aqui mais um relato pra posteridade rs Dessa vez decidi fazer algo mais resumido, pq sinceramente acredito que já temos ótimos relatos dessa região. Meu tópico vai servir mais como um complemento: atualizar algumas infos já que fui esse ano (2017), adicionar detalhes que eu achei importantes e que não li nos outros relatos (coisas como Songkran no Laos e tatuagens com monges de domingo) e principalmente dar o meu ponto de vista dos lugares visitados. Sabe como é né? Uma mesma pessoa pode ter impressões muito diferentes sobre um mesmo lugar. Se vc procura algo mais completinho recomendo fortemente que leia o relato da Paula Yasuda e da Helen Pusch. [desabafo mode ON] Dessa vez não vou disponibilizar planilha de custos. Alguns arrombados simplesmente se apropriaram das planilhas que fiz em trips anteriores, atualizaram uma ou outra info e hospedam orgulhosos em seus blogs, sem citar fonte, dar credito nem porra nenhuma... tem página no face disponibilizando minhas planilhas mediante like... mano os caras são tão toscos que mantiveram nas planilhas até meus erros de português... o mais triste é que se não bastasse uma, aconteceu duas vezes... isso as que eu encontrei né... não tem problema usar, mais se tu vai de alguma forma capitalizar com o treco cita a fonte e etc, sei lá... Apesar de não ter planilha vou deixar aqui meu custo TOTAL - 7.120,00 por pessoa. Esse valor inclui TUDO que gastamos na viagem: Passagens aéreas, alimentação, hospedagem, compras, passeios, tatuagens, etc... mesmo alguns custos pré-viagem como vistos estão inclusos ai. OBVIO que vc pode fazer a mesma trip gastando menos ou o dobro, fica o valor apenas como uma referencia, pois é algo que muda muito de acordo com cada perfil de pessoa. Desculpem o desabafo... talvez seja a hora de montar um desses blogs de viagem... [desabafo /OFF] Agora vamos começar. Apesar de ser resumo é texto pá porra, vou dividir as postagens por pais. Então senta que lá vem historia Nosso roteiro é esse da imagem: Como vcs vão notar, sou incondicionalmente apaixonado por jogos de luta como Street e KOF. Então na viagem eu fiz questão de visitar todos os lugares que inspiraram cenários desses games ^^V Fiz a viagem com minha esposa. Foram ao todo 29 dias de trip passando por 5 países. Apesar de estar no mapinha nossa passagem por Kuala Lumpur dessa vez foi só uma escala mais demorada, não chegamos a sair do aeroporto. Não tivemos problema quanto a isso pois já havíamos visitado a cidade em 2016 assim como a Tailândia. Tu pode conferir nesse relato aqui: Tailândia Dessa vez passamos apenas por Bangkok. Usamos a cidade como porta de entrada e saída pro Sudeste Asiático pois conseguimos uma ótima promoção de passagens aéreas ida e volta pela Qatar por 2.373,00 (COM TAXAS) Foi um grande achado, fruto de pesquisas diárias e acompanhamento a sites como melhores destinos. É o tipo de promoção que não se pode pensar duas vezes quando aparece. Em 2016 também fomos em Abril que é considerado o mês mais quente, apesar disso não estava tão quente quanto o ano passado... tipo assim, estava bem quente, mais em 2016 foi algo absurdo, muito quente mesmo... então tenha em mente que de ano pra ano essas variações de temperatura/clima podem ocorrer. Vcs vão entender melhor esse meu comentário na parte do Laos. A principal diferença que notamos foi a quantidade gigante de homenagens ao falecido rei em outdoors, monumentos, oferendas, funcionários públicos trajando uniformes pretos, etc... Apesar de já fazer quase 6 meses da morte o luto ainda está bem evidente por lá, e é bem provável que quando vc for a coisa esteja na mesma pegada... mais nada que tenha alterado a rotina de quem vai ao pais em viagem agora. Li que esse luto vai durar 3 anos. Ficamos no mesmo hostel do ano anterior, um quarto de casal com banheiro privativo ficou 50 a diária (22,50 por pessoa). Eles não tem mais anuncio no booking nem no hostel world. O nome do lugar é Joe Guest House caso alguém se interesse é só jogar no Google e reservar por e-mail. Eu gostei e voltei. Joe Guest House Vamos ao que interessa: As tatuagens de bambu feitas por monges. Ano passado nós fizemos tatuagens de bambu, mais como estávamos com o tempo bem apertado fizemos em estúdio de tatuagem mesmo. Mais esse ano prometemos que íamos fazer com monges, com ritual e a porra toda. Durante a chegada não ia dar tempo, então deixamos isso pra volta, pro ultimo dia de viagem. Tatuagem em estúdio feita em 2016 O jeito mais simples de fazer sua Sak Yant é ir até o templo Wat Bang Phra. Fica a uns 50km de Bangkok. Esse dia não acordamos tão cedo como deveríamos, então descartamos a ideia de ir de transporte publico. De carro levou algo em torno de 1h. Chamamos o Uber pra ir pra lá, porem o motorista do Uber nos explicou que como esse templo fica fora do perímetro urbano é PROIBIDO pros motoristas de UBER fazerem esse trajeto. Então já sabem, não rola UBER pra lá. Negociamos um taxi ali mesmo na Khaosan Road pra nos levar, esperar e nos trazer de volta depois de terminada a tatuagem. Aqui deixo a dica de ouro de 1 milhão de reais... NÃO VÁ DE DOMINGO!!!! NÃAAAAAAAAO VÁ DE DOMINGO!!!!! O templo é frequentado unicamente por locais, não é como tudo na Tailândia que é lotado de turistas. Nesse dia mesmo lá acho que só vimos um gringo (o que pros padrões da Tailândia é MUITO pouco). O problema não é a presença ou não de locais, o problema é que a maioria do povo tailandês trabalha de segunda a sábado, então domingo acaba sendo o único dia livre. E domingão por natureza já é o dia clássico do povo ir pro templo.... então pensa... mano tinha muita gente pra ser tatuada, muita mesmo. Pra vc ter ideia chegamos as 10h da manha e só fomos embora ao final da tarde... isso pq o monge que fez a nossa nem parou pra comer. Tinha por volta de 6 monges tatuando, cada um em uma sala/espaço bem grande, o povo chega e vai sentando no chão ficando de próximo. A organização é bem tosca, então toda hora um acaba passando na frente do outro que chegou antes e tal... dai como é um ambiente religioso ninguém encrenca... muito menos eu, o “forasteiro”. E dai veio a triste surpresa... como vcs já devem ter lido as Sak Yant são sagradas pra eles, e os monges tatuam de graça, sendo que vc faz apenas uma pequena oferenda ao mesmo (logo na entrada já vendem os “kit oferendas”, com flores, incenso, etc)... e dai nessa oferenda vc faz uma contribuição espontânea em dinheiro do valor que quiser O problema é que não sabemos por que diabos nesse dia após a oferenda e escolhermos as Sak Yant que faríamos, simplesmente os monges queriam nos cobrar pelas mesmas. Como a Sak que escolhi era do Hanuman (consequentemente um pouco maior que as outras) o valor era ainda mais alto do que o da minha esposa... e quando eu digo cobrar não é pouca coisa não, convertendo o valor que eles estavam pedindo no Hanuman seria algo em torno de 300 reais. Eu fiquei bem puto com essa cobrança e decidi não fazer. Pra fuder tudo mais ainda, lá nesse templo ninguém fala inglês, só tailandês... então a comunicação é tensa Monge que eu carinhosamente apelidei de Buda Outra dica de ouro: Todos os caixas eletrônicos das redondezas não permitem realizar saques com cartão internacional. Como era o ultimo dia da viagem e achávamos que as tatuagens eram de graça nos estávamos com o dinheiro contado pro taxi... o monge cobrou, minha esposa resolveu fazer mesmo assim e eu fui atrás de ATMs... a sorte que o taxista foi me levando em vários e eu fui tentando sacar. O único que aceitou o cartão era beeem longe de lá... e olha que com esse cartão eu já saquei em tudo que é lugar. No final das contas minha esposa fez, teve ritualzinho, teve oração e a porra toda... foi legal, o valor cobrado na dela foi mais “justo”, mais foi uma surpresa bem desagradável essa cobrança em algo que lemos em todos os lugares que era de graça. Eu acredito que se não tivesse sido no domingo não ia rolar a cobrança, pq o próprio taxista disse que durante a semana é bem vazio. Eu acredito que essa “cobrança” tenha alguma relação com a quantidade de pessoas que estavam lá no dia e por sermos estrangeiros. Mais sinceramente até hoje não entendi. A cobrança não é feita diretamente pelo monge, eles tem uns auxiliares. O cara mostrou o desenho pro monge, apontou pra gente e o monge disparou o valor... eu não vi nenhuma das outras pessoas sendo cobradas dessa forma, só se foram em tailandês e passou despercebido por mim. Então sobre esse role tenham em mente: NADA de ir domingo e levem dinheiro caso algum arrombado desses invente de fazer cobranças “adicionais”. Pq assim como no caso da minha esposa, vc tá do outro lado do mundo, num templo com o caralho de um monge tatuador... vc acaba fazendo mesmo com a cobrança, não é todo dia que temos esse tipo de oportunidade. Eu me recuso por uma questão de princípios, vai cobrar na pqp. Pra mim as vezes parece meio obvio, mais vale lembrar que apesar do calor vcs devem ir vestidos de forma respeitosa pois é um lugar religioso e a sak yant pra eles é um ritual sagrado. Procurem ir com peças de roupas que vc posssa levantar e tenha outra por baixo pra que a parte exposta seja apenas onde sera tatuado. Tipo se for ser tatuado no braço vai com uma regata e por cima uma camiseta. Ai na hora da tatuagem vc só tira um lado da camiseta e ainda fica a regata sacaram? Principalmente as meninas, pois eles tem uma serie de regras em relação a tatuar mulheres. próximo capitulo ano novo (Songkran) em Luang Prabang no Laos
  2. peresosk

    Vietnã em 30 Dias (R$1201,01 ou $378,13)

    Esta viagem foi continuação saindo do Irã da volta que fiz pela Ásia, então claro não tem preços dos voos do Brasil, isto vai depender de cada um. Vamos aos números que muita gente gosta de saber. O Roteiro TURQUIA - IRÃ - VIETNÃ - LAOS - TAILÂNDIA - MALÁSIA - SINGAPURA - FILIPINAS - COREIA DO SUL - RÚSSIA Quando: Novembro de 2017 Dias: 30 Noites em Hostel: 14 Viagens Noturnas: 3 Couchsurfing: 12 Valor Gasto em Real: R$1201,01 ($378,13) Média Diária em Real: R$40,13 ($12,60) SOMENTE O VISTO NA CHEGADA: R$134,40 ($42) Planilha com todos os gastos: https://goo.gl/jmBHKW Meus Vídeos no Youtube: LINK AQUI Este foi meu roteiro pelo Vietnã HO CHI MINH (10 DIAS) Peguei um voo em Teerã no Irã com conexão em Kuala Lumpur para Ho Chi Minh (Sai Gon), ambos os nomes podem ser usados para a cidade. O voo custou $232 (R$812) pela AirAsiaX, atenção que nesta tarifa não tem direito a bagagem despachada ou refeição no avião, é tipo tudo bem low cost mesmo para manter este preço, foram 9 horas de voo, super barato. Cheguei em HCM no final da tarde e utilizei ônibus para ir ao centro, bem fácil, antes comprei um simcard para utilizar internet visto que iria ficar 1 mês viajando, cerca de $10. Fiquei os primeiros 5 dias com couchsurfing, uma mulher que vivia com seu filho e irmã. Água fria no chuveiro, nem precisava quente pois a temperatura mínima foi de 28º graus. O bom que ela morava bem no centro da cidade e praticamente não utilizei transporte público. Se prepare para suar pois é insuportável, mesmo depois do inferno que peguei na Turquia semanas antes. O Vietnã é tomado por motos, muitas motos em todos os lugares, HCM é um caos em tudo, é aquela bagunça que todo mundo se entende. Não espere muita higiene ou gente educada, o bom que os Vietnamitas gostam de turistas, tantos que vários jovens vão parar você fazer entrevistas, apenas para treinar inglês, é bem curioso. Primeira noite fomos até um restaurante para experimentar a culinária local, cheia de raízes, sopas e pimentas, achei barato por menos de $3, eu não sabia o que me esperava ainda. No outro dia ainda sem coragem de comer na rua fui a um restaurante onde gastei $3,36 (75900 dongs) Repolho bastante apimentado, almoço em restaurante bacana por $3,36 Qualquer pessoa no Vietnã tem uma moto, capacete em HCM é obrigatório Os dois primeiros dias foram para tentar se acostumar com a Ásia, andei pela cidade onde vi a Agência Central dos Correios deles, a Basílica de Notre-Dame de Saigão (fechada para reformas), casa de ópera. A cidade tem várias praças e mercados que deixei para os outros dias. Em HCM não é muito comum utilizarem este chapéu, mas é bem típico no Vietnã Agência Central dos Correios Basílica de Notre-Dame de Saigão A grande surpresa para mim foi conhecer a rua noturna Bui Vien, a mais famosa da cidade, muitas mulheres quase peladas para atrair clientes, não espere nenhuma modelo, algumas garotas são bonitas e acabam conquistando alguns turistas mais bobos. Mas vou falar dela um pouco mais tarde. Nesta primeira noite estava rolando o dia das bruxas, simplesmente impossível caminhar por lá e muito cuidado com assaltos, eles acontecem sim. Bui Vien durante o dia das bruxas, mas todo dia vive lotada No outro dia fiz um roteiro mais puxado começando pelo museu da guerra do Vietnã, custa $0,66 (15000 dongs), lá tem toda a história deste enorme conflito, quem não sabe o país é considerado comunista, mas eles se intitulam socialista. O Vietnã foi dividido até a época da guerra em norte e sul, e curiosidade que os Estados Unidos perderam a guerra desta vez. Considero uma visita importante para quem visita a cidade e vai lhe tomar boas horas do dia, algumas fotos do acervo são bem fortes que nem colocar aqui. Museu da guerra do Vietnã Museu da guerra do Vietnã Continuei andando até um templo indiano e outro chinês pois naquela altura ainda era novidade, e visitei o museu da cidade de Ho Chi Minh que tem mais história do Vietnã, mas chato se você não gosta de história. No outro dia fui no mercado de Bến Thành, central e mais famoso entre os turistas, ali é para ver e comprar se você estiver com algum local, como qualquer lugar da Ásia os preços são bem mais altos para os estrangeiros, uma pena pois eles deixam de vender mais. Agora eu já estava acostumado a comer por $1, sim arroz frito ou noodle por este preço é bastante comum e fácil para encontrar. Fui também no Palácio da Reunificação, um lugar bem chato cheio de móveis antigos, mas barato, paguei $1,77 (40000 dongs), foi usado pelo governador francês do Vietname do Sul, na minha opinião totalmente dispensável. Mercado Bến Thành Mercado Bến Thành Um dos vários templos Chineses na cidade Palácio da Reunificação Agora vem o motivo dos 10 dias na cidade que fiquei na cidade, é óbvio que conheci algumas meninas por lá, e fomos para a famosa rua noturna Bui Vien, onde existem muitas baladas com cerveja baratas, por volta de $1,50 dentro da balada e no mercado menos $0,50 (11000 dongs). Não se paga para entrar, apenas consumação e os garçons fazem pressão para você comprar bebidas, sem problemas pois tem água e refrigerante caso não queira comprar cervejas, garanto que dá tomar todas com menos de $15 por noite, parece sonho mas é verdade. No geral as pessoas do Vietnã não falam inglês e vai ser complicado entender, as que falam inglês no meu caso foi praticamente impossível entender, as meninas que conheci são digamos diferentes para o padrão Brasileiro, a grande maioria baixinhas, magras e claro de olhos meio puxados, são queridas e adoram um turista, se prepare para pagar tudo, mas o tudo no país é muito barato mesmo. A melhor opção para vida noturna com certeza é na rua Bui Vien Uma das loucas que conheci pela cidade, inglês por mímica A rua da minha casa em Sai Gon O ROUBO Teve uma parte ruim, a cidade é bastante perigosa sim, eu tinha lido sobre o assunto e acabei sendo assaltado no meio da rua, estava mexendo no meu telefone quando um fdp parou de moto do meu lado e levou o aparelho, tudo muito rápido sem nenhuma chance de reação. Não utilizo celulares caros por este motivo, comprei um novo por $50 no outro dia pela manhã. Fica a dica não somente para o Vietnã.
×