Ir para conteúdo

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''iruya''.



Mais opções de pesquisa

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Mochileiros.com

  • Perguntas e Respostas
    • Perguntas e Respostas
    • Destinos - Perguntas e Respostas
  • Relatos de Viagem
    • Relatos de Viagem
  • Companhia para Viajar
  • Equipamentos
  • Trilhas e Travessias
  • Nomadismo e Mochilão roots
  • Outras Formas de Viajar
  • Outros Fóruns

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Sobre mim


Ocupação

Encontrado 1 registro

  1. Norte da Argentina e Atacama Olá Amigos, estou iniciando este topico para trazer à vocês informações sobre a minha viagem com minha esposa à América do Sul durante o carnaval de 2013. Esta viagem passa por Argentina e Chile. O roteiro básico passa pelas cidades de Córdoba - Cafayate - Salta - Purmamarca - San Pedro de Atacama (Chile) - Salta - Córdoba. Cerca de 3.000Km. Fomos de carro alugado. Sei que muitos adeptos do mochilão torcem o nariz para esse tipo de viagem. Mas tem vários fatores que contam a favor: 1) Fiz e refiz as contas e o valor das passagens de onibus entre as cidades + taxis + custos dos passeios cobrado pelas operadoras estaria muito próximo do preço do aluguel do veículo + combustível. 2) com o carro poderíamos conhecer muito mais lugares, fizemos em 10 dias um roteiro que demoraríamos 20 dias sem carro; 3) conforto e liberdade de ir e vir a hora que quizer; 4) a possibilidade de ver paisagens belíssimas (que muitas vezes perdemos por estar viajando de ônibus à noite). Um exemplo claro, para um casal, em São Pedro do Atacama sai mais barato alugar um carro para conhecer as lagunas altiplanicas e o Salar de Tara do que pagar o preço do tour para estes lugares... Se vc estiver em um grupo de 4 ou 5 então... fica muito mais barato... Então, vamos aos relatos: Informações detalhadas no meu BLOG http://viagensaamericadosul.blogspot.com.br/ Córdoba, ponto de partida da viagem, acabou sendo uma escolha obrigatória, isso porque era o único destino da Argentina que consegui passagens com 10.000 milhas. Culpa foi da minha total falta de planejamento, já que o esperto aqui decidiu fazer esta viagem de "sai carnaval!" de última hora. Mas até que a escolha acabou sendo ótima, e a partir de Córdoba iniciei o plano da viagem. O roteiro foi montado para uma viagem de carro, mas provavelmente se enquadraria à uma viagem de ônibus entre as cidades escolhidas. Mas, voltemos ao roteiro. Córdoba está próxima de algumas regiões muito visitadas no norte e oeste da Argentina, como Mendoza, Catamarca, Salta e Jujuy. Região ainda desconhecida por muitos brasileiros. A nossa decisão foi seguir ao norte, para Salta e depois atravessar ao Chile para conhecer o Deserto do Atacama a partir de San Pedro de Atacama. Cafayate é uma pequena cidade, o segundo pólo produtor de vinho da Argentina. Nosso desejo de conhecer Cafayate surgiu das dezenas de relatos na internet e de reportagens sobre a hospitalidade e beleza da cidade, além da reconhecida qualidade de seus vinhos. Além dos vinhedos, bodegas e restaurantes, bem próximo à cidade, existem atrativos naturais espetaculares como a Quebrada de Las Flexas e Quebrada del Rio de Las Conchas. Salta é o ponto de partida para quem quer conhecer o norte da Argentina. Como o nosso destino final é o Atacama, tivemos que deixar pouco tempo para esta belíssima região. Um dia para Salta e outro para Purmamarca e Tilcara (estas duas últimas distantes 25Km uma da outra). Em Purmamarca está localizado o Cerro de Las Siete Colores, são montes com cores espetaculares. É um daqueles lugares que você tem que ir conferir de perto... Em Tilcara fizemos a caravanas de lhamas e as ruínas Pulcara de Tilcara (antigas ruínas de uma civilização pré-colombiana). também fomos à cidadezinha de Iruya, encrutada nas montanhas a quase 4.000 metros. TILCARA PURMAMARCA IRUYA A partir de Purmamarca o plano foi seguir viagem ao Chile passando pelo Andes através do Paso Jama (4.800m). Passando por paissagens espetaculares da Cuesta del Lipan e do Salar Salinas Grande. A dica mais comum para "aturar" esta altitude é hidratação (bastante água) e o chá de folha de coca. Mascar as folhas e tomar o seu chá é uma tradição desta região altiplanica. Ah, outra dica, pode-se atravesser a fronteira com carro alugado. A reserva tem que ser feita com pelo menos 10 dias de antecedência (para a papelada) e paga-se uma taxa de US$100 a US$ 200, dependendo da locadara. A nossa locadora foi a Hertz, a reserva foi pela internet e foi onde conseguimos as melhores condições de preço e veículo. CUESTA DEL LIPAN SALAR SALINAS GRANDES PASO JAMA - COM NEVE EM FEVEREIRO San Pedro de Atacama é o point para conhecer os encantos do Deserto do Atacama. A maioria dos passeios e serviços turísticos estão nesta cidade. Os preços das hospedagens é salgado e foi difícil achar vaga nesta época, já que carnaval também é feriado para los hermanos chilenos e argentinos. As atrações mais conhecidas são o Salar de Tara, Vale de La Luna, Vale de La Muerte, Gesers del Tatio e as Lagunas Altiplanicas. Tinhamos apenas dois dias e com nosso carro conhecemos as lagunas altiplanicas e o Salar de Atacama, contratamos um tour para o Salar de Tara que não seria possível ir com nosso carrinho alugado. ADUANA EM SPA LAGUNAS ALTIPLANICAS SALAR DO ATACAMA E SUAS LAGUNAS De San Pedro de Atacama a viagem de volta á Córdoba foi longa... O primeiro trecho será até Salta. No outro dia, de Salta a Córdoba, mais 800Km. E fim da viagem. É isso, Informações detalhadas no meu Blog http://viagensaamericadosul.blogspot.com.br/
×
×
  • Criar Novo...