Ir para conteúdo

Pesquisar na Comunidade

Mostrando resultados para as tags ''vacina''.

  • Pesquisar por Tags

    Digite tags separadas por vírgulas
  • Pesquisar por Autor

Tipo de Conteúdo


Fóruns

  • Fazer perguntas
    • Perguntas Rápidas
    • Perguntas e Respostas & Roteiros
  • Encontrar Companhia para Viajar
    • Companhia para Viajar
  • Enviar e ler Relatos de Viagem
    • Relatos de Viagem
  • Planejar e relatar experiências em Trilhas e Travessias
    • Trilhas e Travessias
  • Tirar dúvidas e avaliar Equipamentos
    • Equipamentos
  • Outros Fóruns
    • Demais Fóruns
    • Saúde do Viajante
    • Notícias e Eventos

Encontrar resultados em...

Encontrar resultados que contenham...


Data de Criação

  • Início

    FIM


Data de Atualização

  • Início

    FIM


Filtrar pelo número de...

Data de Registro

  • Início

    FIM


Grupo


Sobre mim


Ocupação


Próximo Destino

Encontrado 4 registros

  1. Com mais de 50% da população com esquema vacinal completo contra a Covid-19, o Brasil vê cada vez mais fronteiras se abrirem para seus turistas. Em São Paulo, por exemplo, a imunização tem sido tão eficiente quanto em países ricos com alta cobertura vacinal. Veja aqui uma lista dos 27 países da União Europeia e alguns dos principais da América Latina que autorizam ou não a entrada de turistas brasileiros atualmente. Veja no link abaixo mais informações: https://www.jornaldeturismo.tur.br/noticias/62-internacional/86264-saiba-o-que-os-27-paises-da-uniao-europeia-exigem-atualmente-dos-turistas-brasileiros
  2. O Ministério da Saúde orientou a aplicação da terceira dose dos imunizantes contra a covid-19 da Pfizer ou da AstraZeneca para qualquer pessoa vacinada com a Coronavac que irá fazer viagens internacionais a países que não aceitam o produto fabricado pelo Instituto Butantan. Foi autorizada também a redução do intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina da AstraZeneca para 28 dias, e da Pfizer para 21 dias. Os métodos de comprovação de viagem ficam a cargo de cada Estado e município. Mais informações: https://valor.globo.com/brasil/noticia/2021/11/05/ministerio-da-saude-libera-3a-dose-de-astra-ou-pfizer-para-quem-tomou-coronavac-e-vai-viajar.ghtml
  3. 09/11/2021 11:05:00 | Rodrigo Vieira Rovena Rosa/Agência Brasil Coronavac será aceita na Inglaterra A partir de 22 de novembro, o Reino Unido vai aceitar visitantes internacionais vacinados com Coronavac e todos os outros imunizantes aplicados no Brasil. O secretário de Transportes britânico, Grant Shapps, comunicou que todas as vacinas aprovadas na lista emergencial da Organização Mundial da Saúde (OMS) serão reconhecidas pelo seu governo. Coronavac (Sinovac), Pfizer, Janssen e AstraZeneca, portanto estarão liberadas no Reino Unido a partir de 22 de novembro. "Este será mais um grande passo na reabertura de nosso Turismo globalmente", afirmou Shapps, de carona na comemoração da reabertura do Reino Unido para os norte-americanos. Mais informações: https://m.panrotas.com.br/mercado/destinos/2021/11/reino-unido-aceitara-todas-as-vacinas-aplicadas-no-brasil/185510
  4. Como parte da reabertura do Turismo para a entrada em Israel, o “Gabinete Corona” aprovou ontem à noite (7), em um referendo por telefone, novas diretrizes para o Turismo em grupo iniciado pelo ministro da Saúde, Nitzan Horowitz, e pelo ministro do Turismo, Yoel Razvozov. De acordo com o novo esquema que entrará em vigor amanhã (9), grupos de turistas com duas vacinas podem entrar em Israel mesmo que tenham se passado mais de seis meses da data de recebimento da vacina, desde que atendam às seguintes condições: A permissão de entrada foi recebida do Ministério do Turismo antes da chegada do grupo em Israel; Todos os membros do grupo foram vacinados com vacinas aprovadas pela Organização Mundial de Saúde (mesmo que tenham se passado mais de seis meses desde a vacina); Todos os membros do grupo devem vir de países “verdes” e “amarelos” de acordo com a classificação do Ministério da Saúde de Israel; O grupo viajará em “cápsula”, com restrição de locomoção em locais com maior risco de infecção; O grupo deve ter entre cinco e 40 turistas; Durante os primeiros sete dias de sua estada, os turistas não protegidos estarão sempre em posse de um teste PCR negativo feito nas 72 horas anteriores ou um teste de antígeno negativo feito nas 24 horas anteriores; O líder do grupo reportará ao Ministério do Turismo de Israel sobre a realização dos testes conforme necessidade e fornecerá informações, se necessário, sobre a conduta do grupo, contatos, locais e horários de visita, ao investigador epidemiológico, no caso de um do grupo teste positivo para covid-19. O Brasil, por enquanto, permanece na lista de países “laranja”. Mais informações: https://m.panrotas.com.br/mercado/destinos/2021/11/israel-derruba-restricao-de-tempo-de-aplicacao-da-vacina/185503
×
×
  • Criar Novo...