Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

nnaomi

25 dias desbravando Maranhão e Piauí - Parte 3: Delta do Parnaíba

Posts Recomendados

Período: 14 a 18/07/2011

Cidades: Parnaíba, Luís Correa

 

O Delta do Parnaíba, localizado a nordeste do Maranhão, na divisa com o Piauí, tem cerca de 2/3 da sua área no Maranhão. Em sua trajetória até o Oceano Atlântico, o Rio Parnaíba atravessa quase 1.500 km e banha 47 municípios dos dois estados. A foz do Parnaíba, na forma de delta se divide em cinco ramificações ou braços, chamadas de Tutóia, Melancieira ou Carrapato, Caju, Canárias e Igaraçu, e dá origem ao único delta em mar aberto. A área total do delta é estimada em 2700 km². Distribuída de forma retangular, tem 90 km de base (a orla) por 30 km de largura, onde estão os igarapés, os mangues, as dunas e as ilhas. Há 73 ilhas, entre elas as ilhas Grande do Paulino, Caju, Canárias e Santa Isabel. As dunas, formadas na região em que as águas do Rio Parnaíba se encontram com o Oceano Atlântico, chegam a atingir 40m de altura. O Delta do Parnaíba é o terceiro maior delta oceânico do mundo. Raro fenômeno da natureza que ocorre também no rio Nilo, na África, e Mekong, no Vietnã. Os demais rios oceânicos desembocam direto no mar e, a exemplo do Rio Amazonas, formam estuários, que é outro tipo de foz, mais estreita.

 

Usualmente, o passeio ao Delta do Parnaíba é conjugado com os passeios aos Lençóis Maranhenses e a Jericoacoara, compondo a Rota das Emoções. Dessa forma, quem vai ao Delta, vem de Barreirinhas/Caburé (Maranhão) ou Jericoacoara (Ceará), conforme o sentido adotado para fazer a rota.

 

As bases de apoio para os visitantes podem ser as cidades de Parnaíba, no Piauí, ou de Tutóia e de Araioses, no Maranhão. Parece-me que a melhor opção em termos de infra-estrutura é a cidade de Parnaíba, que é a segunda maior cidade do estado. A cidade é arborizada, de clima quente, possui diversas atrações turísticas como o Porto das Barcas, a Praia Pedra do Sal, a Lagoa do Portinho e o Delta do Rio Parnaíba.

 

Confira abaixo as dicas e o relato de viagem. Ficamos hospedados no Centro.

 

Obs.: Além da seção "Dicas" antes do relato, há outras dicas específicas espalhadas pela página. "Outras opções" referem-se às indicações que recebi de colegas, mas que não experimentei por não ter tido tempo ou por ter tomado conhecimento delas tarde demais. ATENÇÃO: não possuo nenhum vínculo com pousada, hotel, restaurante, agência, loja e qualquer outro tipo de estabelecimento divulgado nos meus relatos de viagem. Alguns dos pontos turísticos, bem como alguns estabelecimentos, não foram visitados por mim e as informações foram pesquisadas em guias. Portanto, recomendo que antes de utilizar qualquer serviço, verifique com a secretaria de turismo da cidade, se os dados são atualizados e/ou verossímeis.

 

A cidade

 

Parnaíba está localizada na região norte do Piauí, no litoral. Faz limite com as cidades de Luís Correia, Bom Princípio do Piauí, Buriti dos Lopes, Ilha Grande e Araioses (MA). Possui 145.729 habitantes (dados IBGE 2010) e área de 435 km². Apresenta clima tropical, com temperatura média de 26ºC e grande índice de pluviosidade de janeiro a junho.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tutóia está localizada a 450 km da capital e Araioses a 475 km. De carro partindo de São Luís segue-se pelas Rod. BR-135, BR-222, MA-230 e MA-034.

 

Parnaíba está localizada a 336 km da capital. De carro partindo de Teresina segue-se pelas Rod. BR-343. Há linha de ônibus regular. Acesso não é complicado.

 

* Rodoviária de Parnaíba, Av. Dep. Pinheiro Machado, 2318, 3323-1065

* Aeroporto Internacional Prefeito Dr. João da Silva Filho, BR-343, km 7, Catanduvas, a 6 km do Centro, Parnaíba, 3323-5052 / 5007 / 3321-1715. Acredito que até a data deste relato, o aeroporto não estava operando voos regulares

* Rodoviária de Luís Correa, Av. José Maria de Lima, s/n, 3367-1165

 

Partindo dos Lençóis Maranhenses, é possível fazer o trajeto até o Delta do Parnaíba, do jeito fácil ou do jeito difícil. Jeito fácil: contrate um transporte privativo com alguma agência local a um custo significativo, é claro. Pensando bem, não é fácil... Jeito difícil: conte com a sorte para encontrar um carro trazendo mercadoria e/ou turistas e voltando vazio. Nesse caso, dá para negociar um preço bom. Ou enfrente um pinga-pinga de cidade em cidade. Partindo de Barreirinhas é mais fácil, é possível fazer todo o trecho com transporte de "linha". Partindo de Atins/Caburé vai ser inevitável pagar pelo menos um translado privativo. Confira o pinga-pinga abaixo, mais detalhes no relato.

 

Transporte Barreirinhas/Paulino Neves:

 

* Em frente ao Banco do Brasil, no Centro, saem Toyotas às 9h, cobrando 15,00 por pessoa. Normalmente vai lotadíssima

* Esses mesmos motoristas fretam veículo por 150,00 saindo de Barreirinhas ou Caburé

* Saía cedo para não correr risco de ficar preso em Paulino Neves e ter que pagar transporte privativo até Tutóia

 

Transporte Atins/Caburé:

 

* Aqui não tem jeito, transporte de linha inexiste. Conte com a sorte para encontrar um barqueiro voltando vazio e disposto a fazer um preço camarada ou contrate transporte privativo.

* Saía cedo de Atins para não correr risco de ficar preso em outra cidade mais tarde.

 

Transporte Caburé/Paulino Neves:

 

* Se estiver realmente a fim do pinga-pinga encare ir para Paulino Neves, mas se puder ir direto até Tutóia é melhor. Esse trecho tem que ser necessariamente feito com 4x4, pois não existe estrada para lá, o percurso segue pela areia à beira da praia e atravessando algumas dunas. Há algumas alternativas: Transporte de linha inexiste, conte com a sorte de encontrar alguém voltando para lá e disposto a te levar. Sai por volta de 30,00 a 40,00 por pessoa

* Frete carro 4x4 por 150,00. Pergunte nas pousadas que eles indicam quem faz o serviço

* Vá de quadriciclo

* Saia cedo de Caburé para chegar antes ainda no período da manhã em Paulino Neves, pois à tarde não há mais transporte

 

Transporte Paulino Neves/Tutóia:

 

* Existem ônibus e vans, mas saem apenas no período da manhã, em dois horários. Se não me engano, um sai bem cedo tipo 5h e outro por volta das 12h. As vans saem nos mesmos horários que os ônibus

* Se chegar à tarde, como eu, terá que pagar alguém para te levar. É melhor contratar alguém logo para chegar em Tutóia antes das 15h30, que é o último horário de ônibus para Parnaíba

 

Transporte Tutóia/Parnaíba:

 

* Existe linha de ônibus. A Viação Coimbra atende o percurso. Há vários horários, mas o último parte às 15h30. Por esse motivo, o conselho repetitivo de sair logo de Atins/Caburé

* Se perder o último horário, como eu, uma alternativa é ir até Água Doce do Maranhão. Lá passa o Expresso Guanabara, mas ele passa quase no mesmo horário que o da Viação Coimbra. Por sorte pegamos esse, mas sinceramente, não sei se há outros horários depois desse

* É melhor não perder o ônibus, pois transporte privativo nesse trecho fica muito caro, por causa da distância

* Existia um barco de linha que fazia esse trajeto e demorava muitas horas, tipo umas 10h, mas acho que a linha foi desativada. Atualmente algumas agências de Parnaíba fazem o translado privativo e leva cerca de 5h. Alguns dizem que compensa, pois já é um passeio pelo Delta, outros dizem que não, que é melhor ir direto a Parnaíba por via terrestre e fazer o passeio de barco lá. Ficam aí as opções para quem quiser conferir

 

Dicas de transporte:

 

* Em Caburé, conte com a sorte de encontrar alguém indo ou voltando para Paulino Neves e disposto a te levar, mas não não conte com um carro que ainda vai chegar, parta logo com o que estiver disponível. Com sorte há privativos vindo de Parnaíba ou Jeri e voltando vazios, mas os turistas e/ou agências podem cancelar os transfers em cima da hora, então não tem mais os carros previstos

* Em Caburé, se arrumar uma condução até Tutóia é melhor, pois assim você corta Paulino Neves, onde há somente dois horários de transporte para Tutóia e apenas no período da manhã

* Em Tutóia há ônibus para Parnaíba, mas atente para o horário, o último parte às 15h30

* Transporte de “linha” nessas cidades é muito complicado e é fácil ficar na mão. Se precisar fretar carros nesses trechos, pode acabar saindo mais caro do que partir direto de carro fretado de Caburé. Se não quiser passar perrengue, reserve uma grana para fretar carro de Caburé a Parnaíba ou pelo menos até Tutóia, que compreende o trecho mais difícil. Ou então corte Delta do Parnaíba do roteiro, pois acho que não vale o trampo e/ou o custo. O local é bonito, mas achei o mais fraco de todos os pontos visitados nessa viagem.

* Em Parnaíba, preço de táxi é tabelado, de acordo com o bairro um valor específico

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A SEMAR (Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado do Piauí) diz que a viagem pode ser feita o ano inteiro. Entretanto, convém salientar que o primeiro semestre é mais chuvoso. Em julho, período de férias escolares, o movimento é maior.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

* Cajueiro de Humberto de Campos, R. Coronel José Narciso, próximo à R. Pedro II

* Monumento ao Centenário / Igreja de Santo Antônio, Praça de Santo Antônio

* Centro Cívico, Praça de Santo Antônio. A parte principal é o Panteon, onde encontramos as Pirâmides, o Prisma e a Pira

* Catedral de N Sra da Graça, Praça da Graça

* Monumento da Independência, em frente à Catedral de N Sra da Graça

* Igreja do Rosário, conhecida como Igreja dos Pretos, Praça da Graça

* Sobrado de Dona Auta, R. Duque de Caxias, 614, esq. com R. São Vicente de Paula, próxima à Praça da Graça. Atualmente é uma biblioteca pública municipal

* Casa Grande da Parnaíba ou Sobrado Simplício Dias, Av. Pres Getúlio Vargas esq. c/ R. Monsr Joaquim Lopes, casarão de maior valor histórico da cidade, atualmente em restauração

* Casa Inglesa, Av. Presidente Getulio Vargas, 235

* Casarão dos Azulejos: Situado à Av. Pres Getúlio Vargas, lateral com a ponte Simplício Dias

* Porto das Barcas, às margens do Rio Igaraçu, braço do Rio Parnaíba, o Porto fica à direita da ponte que liga a cidade à Ilha Grande de Santa Isabel. Revitalizado, atual área de lazer e destinação turística, chamado de Complexo Turístico e Cultural do Porto das Barcas. Sai barcos p/ passeio do delta. Os antigos casarões abrigam restaurantes, museus, lojas de artesanato. Propício para um agradável jantar

* Praia Pedra do Sal, na Ilha Grande de Santa Isabel, próxima ao centro. Estende-se por 8 km de dunas, lagoas e carnaúbas. Localizada numa vila de pescadores, tem formações rochosas onde o sal se deposita (daí o nome da praia)

* A Casa das Rendeiras do Morro da Mariana fica na Ilha Grande de Santa Isabel, no litoral do Piauí. Saindo de Parnaíba, é só seguir pela ponte sobre o rio Igaraçu para chegar à ilha e procurar a comunidade do Morro

* Lagoa do Portinho, a região é coberta por uma espessa vegetação verde, dando ao cenário um toque de mata virgem, pois há contraste entre o céu azul, as águas escuras e turvas com a areia branca das dunas. Local ideal para prática de esportes náuticos, como windsurfe, passeios de lanchas e banana-boat

* Passeio ao Delta do Parnaíba com frutas, almoço e caranguejada. É o passeio mais comum por lá. Dizem que esse passeio é bom para comer, mas não dá para apreciar muito a natureza. Nesse quesito, os passeios de lanchas são melhores, mas são bem mais caros

* Há outros passeios pelo Delta que podem ser contratados nas agências, pode-se escolher a embarcação (lancha ou barco regional) e o roteiro. Se estiver em grupo pode valer a pena

* Existe um passeio chamado Delta Safari Diurno ou Noturno para avistar animais

* Há um passeio para ver a Revoada dos Guarás

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

* Praia de Atalaia, ampla faixa litorânea, a mais agitada do litoral piauiense, com muitos bares, hotéis, pousadas e grande fluxo de pessoas

* Praia Peito de Moça, plana e extensa, ondas calmas e águas mornas, com bares rústicos. Nome devido a duas dunas altas

* Praia do Coqueiro, mais elitizada, grande balneário turístico, com casas de veraneio. Dunas de areias claríssimas, inúmeros coqueiros, mar de águas mansas e límpidas. Ainda mantém os rústicos vestígios das canoas de pescadores ancoradas à beira-mar. Bairro com características de pequena cidade, possui igreja, escolas, bares, restaurantes e comércio. Acesso pela PI-116

* Praia do Itaqui, deserta, dunas de até 25m de altura, Farol de Itaqui e casa de arquitetura moderna. Acesso a pé pelo trecho conhecido como Barramares

* Praia do Arrombado, plana e extensa, areias brancas, bares rústicos e tranqüilidade. Acesso pela estrada do arrombado a partir da PI -116

* Praia de Carnaubinha, quase deserta, mar calmo, dunas e vegetação nativa. Acesso pela estrada para a praia de Macapá ou pela beira da praia (somente a pé)

* Praia de Macapá, separada da Barra Grande pelo Rio Camurupim, águas mansas para banhos e canoas a vela. Acesso pela PI -116

* Praia da Barra Grande, povoado calmo, ideal para descanso

* Baía de Amarração, arquipélago com pequenas ilhas e exuberante vegetação de mangue

* Lagoa do Sobradinho, a 20 km do centro e às margens do povoado com o mesmo nome: com 20 km de comprimento em forma de "u". É ideal para pesca, prática de esportes náuticos e lazer dos banhistas, muito embora ainda pouco explorada. Acesso pela PI -116

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

* Povoado de pescadores, praia para lazer e Habitat Natural do Peixe-boi marinho. Cidade simples e tranqüila. Tem como atrativos naturais suas praias primitivas, rios, mangues fauna e flora preservados. Tem como atração cientifica o Centro Peixe Boi de Pesquisa Biológica Marinha. E ainda estuda-se o comportamento do cavalo-marinho para possível visitação ao seu habitat natural sem depredação. Acesso pela PI-310, é possível fazer passeio em canoa a vela pelo riquíssimo estuário dos rios Timonhas e Ubatuba, bastando, para tanto, acertar previamente com os pescadores da localidade

* Praia do Cajueiro, destaca-se a presença de coroas, onde é realizada a travessia a remo, o desembarque da pesca e a visão da Ilha Dantas. Nas pedras, encontram-se frutos do mar e diferentes espécies de algas

* Praia Ponta do Saco (Barreira), sítio arqueológico catalogado pelo IPHAN, não pode tocar, coletar, nem passar por cima. Um encontro com o passado, registrado pela presença de pedaços de cerâmica. Destacam-se ainda as pedras, ostras e frutos do mar

* Praia Barbaço: principal local de coleta de sururu. Local para caminhadas e contemplação da natureza. Com manguezal e coqueiral

* Praia da Itam, mangue, pesca artesanal e observação do peixe-boi. Existe concentração de restos de conchas, pois a pesca do sururu permite essa abundância e há ainda a coleta para fazer arranjos artesanais. Fazem-se os passeios pelas gamboas e também avistamos o pontal de Bitupitá do outro lado, no Ceará

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

* 20 km de praias de mar calmo e dunas de areias brancas

* Praias do Arpoador e Namorados

* Lagoas da Taboa, Jacaré, da Areia e Lagoinha. Povoado da Lagoinha, a 8 km do centro, tem lagoa perene de águas claras onde pode-se tomar um bom banho e saborear uma galinha caipira com pirão de parida ou pratos com frutos do mar

* Falésia do Jardim, no Povoado do Barro Duro, a 14 km do centro, pode-se tomar um bom banho de rio e depois pegar um barco e seguir conhecendo o Rio Barro Duro (nome dado por ter muitas barreiras). No caminho, parada para tomar banho e saborear um delicioso camarão torrado feito pela comunidade de pescadores da vila do Jardim. Depois segue-se para o dormitório dos Guarás

* Artesanato em palha, couro, coco, chifre, linha e conchas

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

* Praias do Farol, do Caju, dos Guarás e dos Poldros

* Ilhas do Caju, dos Poldros, do Carrapato, Carnaubeiras e Canárias

* Igreja de N Sra da Conceição, do século XIX

* Cemitério Indígena Arayos, no povoado de Aldeia, a 20 km do centro

* Artesanato de palha de carnaúba (chapéus, tapetes, abanos), madeira, cerâmica, ferro e tecido

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

* Não tem muito que fazer em Parnaíba. Em pouco tempo pode ser feito um city-tour a pé pelas praças, olhando as igrejas e outras construções de valor histórico e pelo Porto das Barcas, que reúne algumas lojas de artesanato, a maior parte das agências de turismo da cidade, um ou outro restaurante, uma sorveteria, etc

* O passeio pelo litoral piauiense é fraquinho e caro, pois uma vez que não há transporte público para as praias, é necessário pagar agência ou taxista para fazer o passeio. Então achei que não compensou, a relação custo/benefício não é boa. Acho que só para a Pedra do Sal é que tem linha regular de ônibus. Parece que tem van para a Atalaia ou Coqueiro, mas não é regular. disseram que outras cidades tem litoral mais bonito, mas é mais distante. em linha reta é perto, mas por rodovias fica mais distante

* O passeio de barco com caranguejada de Parnaíba é estilo passeio de escuna no litoral, muita gente num barco com capacidade para cerca de 90 pessoas e com som alto. Disseram que é bom para comer, mas para apreciar fauna e flora, o passeio de lancha é bem melhor

* Eles cobram o transfer para o Porto dos Tatus, de onde sai o passeio de barco com caranguejada, à parte. É meio longe, mas é provável que tenha ônibus de linha para lá

* Vale a pena pesquisar preço de passeios nas agências de Parnaíba, a maioria localizada no Porto das Barcas. O passeio mais comum, o de barco com caranguejada, é meio que tabelado, mas os outros podem ter diferença

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

No Delta do Parnaíba eu fiquei hospedada em Parnaíba (PI). Foi dessa cidade que eu parti para os passeios. Há opções também em outras localidades como Tutóia e Araioses (MA). Pela pesquisa que realizei, vi que tem várias opções. Fiz uma lista daquelas com site e e-mail, mais estruturadas e localizadas no centro ou proximidades. Fiz o levantamento de hospedagem no Guia 4Rodas e em sites de turismo. Listas mais abrangentes podem ser obtidas em Guia de Operadores de Turismo, Rota das Emoções e Maranhão, uma grande descoberta

 

* Hotel Cívico, Av. Governador Chagas Rodrigues, 474, 3322-2470 / 2028 (fax). Hotel bom, ambiente agradável. Há vários tipos de quarto. Fiquei num simples, o quarto era bom, mas instalações do banheiro antigas. Os melhores eram muito caros. Talvez esses fossem reformados com instalações mais novas. De qualquer forma achei muito caro, pelo preço poderia ser melhor.

 

Outras opções:

* Pousada dos Ventos, Av. São Sebastião, 2586, Pindorama, 3323-2555 / 2556 / 3322-2177 (fax). É bem indicada, mas fica longe do Porto das Barcas

* Pousada Porto das Barcas, R. do Comércio, 100, Porto das Barcas, 3321-2718, [email protected]

* Residencial Pousada, R. Almirante Gervasio Sampaio, 375, 3322-2931

* Hotel Casa Nova, Praça Lima Rebelo, 1098, 3322-3344

* Portal dos Ventos, Rua Antonio Guthemberg, 160 - Q.S, Lote 3, Conj. Bela Vista, B. Reis Veloso, 3321-3236 / 3323-4989

 

Dicas de hospedagem:

 

* Rede hoteleira é fraca. Achei os hotéis muito caros, pelo que é oferecido

* Hotel Delta é muito ruim. Prédio antigo, instalações antigas, dois elevadores precários, sempre em manutenção. No mesmo prédio, ficam o hotel e pontos comerciais variados, incluindo escolas. O trânsito de pessoas é muito grande durante o dia. Bagunçado, não gostei. Não sei como um prédio daquele tamanho funciona com condições tão precárias, as escadas de emergências ficavam escondidas, estreitas e sem iluminação. Era perigoso utilizá-las, o risco de cair era grande, devido à escuridão. Prefiro não imaginar o que aconteceria em caso de acidente/incêndio, naquele prédio que inclusive tem escolas e muitas pessoas transitam diariamente pelo local. Troquei de hotel, foi a primeira vez que isso aconteceu com a gente

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...