Ir para conteúdo

Plataforma de Obama: Amazônia é "recurso global"


murillus

Posts Recomendados

  • Membros de Honra

Plataforma de Obama: Amazônia é "recurso global"

 

O senador Barack Obama, provável candidato do Partido Democrata à Casa Branca, propôs hoje uma "Nova Parceria para as Américas", em que pretende "restabelecer a liderança americana no hemisfério".

 

O papel dos Estados Unidos seria o de defender:

a "liberdade política",

a "liberdade das necessidades"

a "liberdade do medo".

 

Sobre o Brasil, a plataforma do candidato inclui o seguinte texto:

 

"O caso do Brasil:

 

O Brasil é um exemplo do grande potencial das energias renováveis na América Latina, além dos riscos que devem ser evitados. O Brasil é o décimo consumidor mundial de energia. O poder hidrelétrico tem sido a fonte de energia do Brasil e cobre hoje 83% da demanda por eletricidade. O Brasil também é um dos maiores produtores de etanol do mundo. O etanol do Brasil vem da cana-de-açúcar, que prospera no clima tropical do país. Nos anos 70, ex-ditadores militares do Brasil decidiram subsidiar a produção de etanol e garantir a distribuição. Mais da metade de todos os automóveis do país são flex, significando que podem usar etanol ou gasolina. Toda gasolina do Brasil contém etanol.

 

A liderança do Brasil na área de renováveis não veio sem preocupações. A região da Amazônia, um importante recurso global na batalha contra o aquecimento do planeta, cobre quase 60% do Brasil. Perdeu 20% da floresta - 1,6 milhão de milhas quadradas - para o desenvolvimento, a exploração da madeira e a agricultura.

 

Enquanto o cultivo da cana não causou desflorestamento maciço da mesma forma que a soja, ambientalistas se preocupam que a crescente demanda poderia empurrar os produtores de cana para a Amazônia. Os produtores domésticos de etanol nos Estados Unidos se preocupam com razão com a competição do Brasil, que é o maior exportador de etanol do mundo.

 

Os Estados Unidos, no ano passado, se engajaram na Parceria de Biocombustíveis com o Brasil para ajudar os dois países a produzir biocombustíveis e procurar mercados globais para esses produtos. Esse acordo envolve parceria tecnológica entre Estados Unidos e Brasil, o avanço global do desenvolvimento de biocombustíveis e ajuda terceiros países para desenvolver suas próprias indústrias domésticas de biocombustíveis.

 

Barack Obama quer expandir a produção de energia renovável por toda a América Latina de forma a que ao mesmo tempo promova a auto-suficiência e a criação de mercados para os fabricantes americanos de energia verde e de biocombustíveis."

 

http://luizazenha.blog.terra.com.br/

Link para o comentário
  • Membros

Olá Murillus: de tempos em tempos surge essa história,como a de que existiria u8m livro de geografia estadunidense em que a Amazônia não apareceria como parte do território nacional brasileiro.Este livro de geografia obviamente não existe. O Alasca tem 1,5 milhao de km² e apenas 1 milhao de habitantes.As Malvinas têm apenas 3 mil habitantes em 12764km, isto é o mesmo numero de habitantes de Fernando de Noronha que tem apenas 17km². Os Estados Unidos já estão não só na Amazônia como no Brasil todo e a maioria das pessoas,incluindo quases todos os mochileiros,utilizam seus serviços. Alcoa,Mac Donalds,Cargill,Ford,GM,Gessy Lever,etc. São milhares de transnacionais estadunidenses que trabalham legalmente no país e contam com o apoio inconsciente de quase todos os habitantes do país. A invasão direta jamais acontecerá.Tanto que como disse o historiador Voltaire Schilling nunca os EUA invadiram país algum na América do Sul,pois seria muito arriscado.

Link para o comentário
  • Membros de Honra

A invasão direta jamais acontecerá.Tanto que como disse o historiador Voltaire Schilling nunca os EUA invadiram país algum na América do Sul,pois seria muito arriscado.

 

o grande problema esta na internacionalização da amazonia...

abre uma imensa brecha para poderem "invadir" com intuito de proteger...

outa questao sao as reservas indigenas...

se a areá pertence aos índios, eles podem "comercializa-las"...

minha preocupação não é tao pueril...

quando morei na amazônia, meu pai sempre dizia que existiam áreas onde os missionários americanos, alemães franceses entre outros, não deixavam nem o exercito entrar...

parece absurdo, mas isso acontece...

a amazônia ainda é nossa... mas por quanto tempo?...

 

[]s

Link para o comentário
  • 2 anos depois...
  • Membros

O México já é dos EUA/Trilateral, e é um provável exemplo de nosso futuro. Assim como a colonização no Iraque. A diferença é que aqui, desede o 'fim' das ditaduras, eles são mais eficazes: vêm aos poucos, culturalmente, politicamente.

 

Pra compreender BEM e claramente isso tudo, é só assistir a este fantástico ducumentário:

Zeitgeist I - http://video.google.com/videoplay?docid=-1437724226641382024#

Zeitgeist Addendum - http://video.google.com/videoplay?docid=-1459932578939373300&hl=pt-BR&emb=1#

 

Aconselho imensamente que assistam, tenham certeza de ver claramente coisas surpreendentes e esclarecedoras. Mas, se assistir, assista às duas partes.

Link para o comentário

Arquivado

Este tópico foi arquivado e está fechado para novas respostas.

Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.
×
×
  • Criar Novo...