Ir para conteúdo

Holanda - Guia de Informações


Posts Recomendados

  • Membros

[info]Este tópico é um Guia da Holanda que está sendo construido com informações de viagens realizadas pela equipe do site e também com informações de usuários que foram postadas nos fóruns relacionados ao tema aqui no Mochileiros.com.

 

O Mochileiros.com é uma fonte gratuita de informações para viajantes de língua portuguesa e a contribuição de todos os membros é muito importante.

 

Regras do Tópico:

 

Neste tópico não serão aceitas perguntas. Perguntas devem ser postadas nos Tópicos de Perguntas e Respostas. Todas as perguntas postadas aqui serão deletadas pelo editor deste fórum.[/info]

 

[t1]Holanda (Países Baixos)[/t1]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828131729.GIF 225 152 Bandeira da Holanda]Os Países Baixos são um país da Europa Ocidental que constitui a maior parte do Reino dos Países Baixos. É uma monarquia constitucional democrática parlamentar. Os Países Baixos são banhados pelo Mar do Norte ao norte e a oeste, e fazem fronteira com a Bélgica ao sul e com a Alemanha a leste. A capital é Amsterdão e a sede do governo é Haia.

 

Os Países Baixos são frequentemente chamados de Holanda, o que é tecnicamente impreciso, já que as Holandas do Norte e do Sul são duas de suas doze províncias. O gentílico holandês é o normalmente utilizado para se referir ao povo, à língua e a qualquer coisa que pertença aos Países Baixos, embora mantenha a ambiguidade. Neerlandês é o gentílico não-ambíguo, alternativo.[/picturethis]

 

[t1]Informações[/t1]

 

Capital – Amsterdã

Língua official – Neerlandês (a maioria da população holandesa também fala inglês)

Área total – 41.528 km2

População Total – 16.570.613 habitantes

Moeda – Euro

Fuso Horário – UTC +1

Código Telefônico – +31

 

[t1]Representação consular[/t1]

 

[t3]Consulado-Geral do Brasil em Roterdã[/t3]

Endereço para visitas: Stationsplein 45, 6° andar - sala - 191 - Rotterdã

Telefone: 010-206-2211 ou (00xx3110) 206-2211.

Fax: 010-414-5167 ou (00xx3110) 414-5167.

E-mail: [email protected]

Website: http://roterda.itamaraty.gov.br/pt-br/

 

[t3]Embaixada do Brasil em Haia[/t3]

Website: http://www.brazilianembassy.nl/

[li=Atenção!]Serviços como renovação de passaporte, legalização de documentos, etc... devem ser solicitados no Consulado-Geral do Brasil em Roterdã e não na Embaixada.[/li]

 

[t1]Geografia[/t1]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828134823.png 325 400 Mapa dos Países Baixos]Os Países Baixos estão localizados no noroeste da Europa, entre as latitudes aproximadas de 51° e 53° N e longitudes 4° - 7° E e são limitados a norte e a oeste pelo Mar do Norte, a leste pela Alemanha e a sul pela Bélgica.

 

Um aspecto notável do país é o fato de ser extremamente plano. Cerca de metade do território fica a menos de 1 metro acima do nível do mar, e boa parte das terras está de fato abaixo do nível do mar - daí o nome "Países Baixos". O ponto mais alto, Vaalserberg, na fronteira sudeste, localiza-se a uma altitude de 321 m. Muitas áreas baixas estão protegidas por diques.

 

Partes dos Países Baixos, inclusive quase toda a moderna província da Flevolândia, foram conquistadas ao mar. Essas áreas são conhecidas como pôlderes. Especialistas em geografia afirmam que os diques protegem os pôlderes da metade ocidental do país e impedem que as águas do Mar do Norte invadam o continente.[/picturethis]

 

[t1]Clima[/t1]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828135342.jpg 250 188 Moinho Holandês]Os ventos predominantes no país são de sudoeste. Pela sua longa costa no Mar do Norte (451 km), o clima dos Países Baixos é tipicamente um clima atlântico, temperado, úmido e ventoso, caracterizado por frequentes chuvas e alta variabilidade.

 

Os verões são suaves, com temperaturas máximas em torno de 25°C. No inverno, a temperatura mínima fica em torno de 0°C, gelando por vezes os rios; ocorrem geadas freqüentes e névoa. A precipitação média varia entre 600 mm e 800 mm.

 

Pode chover todo o ano.[/picturethis]

 

[creditos]Wikipedia[/creditos]

Editado por Visitante
Link para o comentário
  • Membros

[t1]História[/t1]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120829193406.svg 260 300 Brasão dos Países Baixos]A História dos Países Baixos teve início no período pré-histórico, tendo o território neerlandês sido habitado desde o Paleolítico. O período histórico tem início com o Império Romano, quando partes ao sul do rio Reno foram incluídas na província Gália Belga, e posteriormente na província Germânia Inferior. Nesta época o país era habitado por várias tribos germânicas, e o sul por celtas, que mesclaram-se aos recém chegados durante a peregrinação dos povos que sucedeu a queda do Império Romano.

 

No período medieval, a região dos Países Baixos (incluindo a Bélgica) consistiam em vários condados, ducados e dioceses pertencentes ao Ducado da Borgonha e ao Sacro Império Romano. No século XVI, foram unificados em um só estado regido pela Casa de Habsburgo. A Contra-Reforma que sucedeu o êxito do calvinismo nos Países Baixos, e os intentos de centralizar o governo e de reprimir a diversidade religiosa, resultaram em uma revolta contra Filipe II de Espanha. A independência foi declarada, em 26 de julho de 1581, e finalmente reconhecida depois da Guerra dos Oitenta Anos (1568-1648). Os anos da guerra também marcaram o início do Século de Ouro dos Países Baixos, um período de grande prosperidade comercial e cultural, que abrigou aproximadamente o século XVII.

 

Em torno de 1600, os Países Baixos eram considerados um país, mas foi somente em 1648 com o Tratado de Münster que os neerlandeses e espanhóis firmaram formalmente a paz.

 

Depois da ocupação francesa no início do século XIX, os Países Baixos passaram a ser uma monarquia, governada pela Casa de Orange. Entretanto, após um período conservador, fortes sentimentos liberais não puderam ser mais ignorados, e o país passou a ser uma democracia parlamentar com uma monarquia constitucional em 1848. Permaneceu assim desde então, com uma breve interrupção durante a ocupação pela Alemanha Nazista.[/picturethis]

 

[creditos]Wikipedia[/creditos]

Editado por Visitante
Link para o comentário
  • Membros

[t1]Províncias dos Países Baixos[/t1]

 

Uma província dos Países Baixos representa a divisão administrativa entre o governo nacional e as municipalidades locais, tendo a responsabilidade nos assuntos de importância regional ou subnacional.

 

Atualmente, os Países Baixos são divididos em doze províncias.

 

[t3]Holanda do Norte[/t3]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120829150644.jpg 450 250 Holanda do Norte]Embora a paisagem da Holanda do Norte seja basicamente plana, nada tem de monótona. Os pôlderes abaixo da superfície, com seus moinhos de vento e gado pastando, deram lugara hortas e coloridos canteiros de bulbos. No entorno de Amsterdã concentra-se o maior número de cidades e vilarejos pitorescos.

 

A capital provincial é a cidade de Haarlem e a capital holandesa, Amesterdã, também está localizada na província da Holanda do Norte.

 

A paisagem da Holanda do Norte é bem variada, com muitos edifícios antigos e museus. O estado pode ser explorado em passeios de um dia a partir de Amsterdã. Você também pode alternar atrações turísticas com atividades relaxantes como caminhas na reserva natural de Kennemerduinen (Dunas de Kennermer) perto de Zandvoort, navegar pelo Ijsselmeer ou broenzear-se em suas praias.[/picturethis]

 

[t3]Holanda do Sul[/t3]

 

[picturethis2=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120829151158.jpg 450 340 Holanda do Sul]Para os turistas, a Holanda do Sul é puro prazer. Embora seja muito populosa, a província ainda tem grandes espaços livres e oferece uma incrível diversidade de atrações para todos os gostos. A paisagem é tipicamente holandesa, formada por áreas de terra recuperada, moinhos e o gado pastando.

 

Ao norte da província da Holanda do Sul estão as coloridas plantações de flores e o Keukenhof, e ao sul a antiga cidade universitária de Leiden, a capital Haia, a deliciosa Delft e a moderna cidade portuária de Roterdã.

 

Quem gosta de caminhar vai adorar as dunas de Wassenaar e os campos banhados por rios em Leerdam, cuja indústria de vidro soprado é famosa em todo o mundo.[/picturethis2]

 

[t3]Utrecht[/t3]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120829151427.jpg 450 360 Utrecht]A província de Utrecht, com sua vibrante cidade universitária homônima, oferece aos visitantes inúmeras atraçõs, como belas casas e fazenda, mansões, museus e castelos, todas elas em ambientes bem-cuidados e arborizados, e com uma história fascinante que remonta aos tempos romanos.

 

A cidade de Utrecht fica no meio da província, portanto é o ponto de partida ideal para passeios turísticos pela região. Os lagos da província são os preferidos por praticantes de esportes aquáticos.[/picturethis]

 

[t3]Groningen[/t3]

 

[picturethis2=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120829151647.jpg 450 345 Groningen]A província mais ao norte dos Países Baixos se distingue pela rica história cultural e por paisagens incomuns, onde são frequentes as terps ou pequenas áreas de terra elevada. É limitada ao norte e a oeste pelo raso Waddenzee, e a leste pelo estatuário do rio Ems e pela fronteira da Alemanha.

 

Alguns castelos, ou borgs, mai bonitos e de maior interesse histórico estão na região de Groningen: o medieval Fraeylemaborg, em Slochteren, Menkemaborg, em Uithuizen, e o interessante Verhildersum, em Leens.

 

A província de Groningen tem muito a oferecer, como o tranquilo Prinsenhof e seus belos jardins, e o ultramoderno Groningen museum, cujo acervo abrange arqueologia, porcelana oriental e arte moderna.

 

A cidade de Groningen também é conhecida pela sua grande comunidade estudantil: cerca de 50000 estudantes para uma população de 190.000 habitantes. Em parte devido ao grande número de estudantes, a cidade tem uma vida noturna movimentada e várias atividades culturais.[/picturethis2]

 

[t3]Friesland (Frísia)[/t3]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120829154753.JPG 450 345 Friesland]Friesland é umas das regiões mais famosas dos Países Baixos devido ao gado Frísio. Algumas partes ficam abaixo do nível do mar, mas vem aumentando de tamanho a muito tempo graças à recuperação de terras do antigo golfo Zuiderzee.

 

A província é conhecida pelos campos e pelas típicas casas de fazenda em estilo kopp-hals-romp e stelp. A paisagem também varia bastante. A sudoeste estão os frequentados lagos frísios,enquanto o norte é caracterizado pelos diques ondulantes, as cidades sovre terp (elevações) e as igrejas com telhados piramidais.

 

Gaasterland ao sul, tem colinas e rochedos, embora as matas frísias, no sudeste, se pareçam mais com Drenthe.

 

A província tem uma língua própria, o frísio, que é muito parecido com o inglês.[/picturethis]

 

[t3]Drenthe[/t3]

 

[picturethis2=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120829155209.jpg 450 300 Drenthe]Drenthe já foi uma república independente cujos habitantes sempre viveram da terra.

 

Embora a região não tenha grandes cidades, só vilarejos, a pobreza rural que prevalecia aqui não existe mais, e o turismo, principalmente ligado à arqueologia e à natureza, ganha cada vez mais popularidade.

 

As melhores áreas de natureza de Drenthe estão na crodilheira de Hondsrug, entre Zuidlaren e Emmen, e na região de Ellertsveld, entre Assen e Emmen.

 

A capital da província, Assen, é um centro regional, assim como Emmen, onde o Noorder Dierenpark Zoo, em plena cidade, é umas das atrações mais visitadas dos Países Baixos.[/picturethis2]

 

[creditos]Wikipedia

Holanda - Guia Visual - Folha de São Paulo[/creditos]

Editado por Visitante
Link para o comentário
  • Membros

[t3]Flevoland[/t3]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120829160230.jpg 450 300 Flevoland]Flevoland, a província mais nova do país, foi inteiramente extraída da água, dos bancos de areia e das planícies de lama, graças aos amplos esquemas de recuperação que formaram diques e pôlderes (terra recuperada, algumas abaixo do nível do mar) no turbulento Zuiderzee, com aprovação da lei parlamentar 1918.

 

A parte mais ao norte de Flevoland, distingue-se pela paisagem de pôlderes e ricas terras cultiváveis, pomares e plantações de bulbo. Ainda existem florestas jovens que oferecem ótimas caminhadas.

 

Entre Almere, a maior cidade da província, caracterizada pela arquitetura moderna, e Leystad, a capital, há trechos de reserva natural e lagos. Os lagos costeiros tem belas praias e marinas.[/picturethis]

 

[t3]Gelderland[/t3]

 

[picturethis2=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120829160441.jpg 450 300 Gelderland]Gelderland é a maior província dos Países Baixos. Seu nome vem do condado de Gelre, do século 11, que estava ligado à cidade de Geldern, na fronteira da Alemanha.

 

A cidade era o feudo de Geraldo de Rossige, cujo neto Geraldo II nomeou a si mesmo conde de Gelre, em 1104.

 

Gelderland constitui-se de três regiões distintas. Ao norte está Veluwe, uma extensa área de matas, urzedos e longos trechos de dunas, onde quem procura um ambiente natural e tranquilo certamente encontrará.

 

A leste está Achterhoek. Esta região também é rica em belezas naturais, mas tem características completamente diferentes: consiste em pequenos campos cercados, fazendas antigas, casas e castelos belíssimos.

 

No sudoeste do estado há uma região de vales que se caracteriza por pequenos diques e bancos de rios, excelente para percorrer de bicicleta e caminhar.[/picturethis2]

 

[t3]Limburg[/t3]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120829160630.jpg 450 300 Limburg]Limburg é a província mais ao sul dos Países Baixos, espremida pela própria história em sua incomum configuração atual, parcialmente limitada pela Bélgica a oeste e ao sul, e pela Alemanha a leste. Mas esse traçado não é o unico ponto de interesse nesta encantadora província poliglota.

 

A capital é Maastricht. Algumas cidades importantes são Heerlen, Venlo, Sittard-Geleen, Roermond e Weert. Limburgio é uma língua minoritária falada em Limburgo.[/picturethis]

 

[t3]North Brabant (Brabant do Norte)[/t3]

 

[picturethis2=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120829160935.jpg 450 335 North Brabant]A segunda maior província dos Países Baixos se destaca principalmente por suas belezas naturais. No sul e no sudeste estão as colinas relativamente altas de Kempen e Peel, e no noroeste, a úmida Biesbosch. Aqui, braços dos rios Waal e Mosa convergem em meio a um deserto de bancos de areia.

 

Como a maioria dos Países Baixos, Brabant do Norte é essencialmente plana, mas quase todas as partes da província estão acima do nível do mar, assim como não existem muitos canais, como é comum nas partes mais baixas do país. Apesar da maioria da população viver em áreas urbanas, existem muitas aldeias espalhadas pela província e a maioria das terras é cultivada.

 

O rico passado histórico e a natureza preservada são responsáveis pela aparência singular da província de Brabant do Norte. Os centros de 's-Hertogenbosch e Breda e as pitorescas cidades fortificadas de Heusden e Willemstad são de grande interesse histórico.[/picturethis2]

 

[t3]Overijssel[/t3]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120829161200.jpg 450 335 Overijssel]Overijssel, no leste dos países baixos, é uma província com muitas belezas naturais e cidades antigas. De certa maneira, é um estado dividido ao meio pelos urzedos e pelas florestas de Sallandse Heuvelrug, perto de Nijverdal, que separam o distrito oriental de Twente do resto.

 

Os imponentes monumentos históricos de Deventer e Kampen relembram o próspero passado destas cidades hanseáticas. Mas Overijssel tem muito a oferecer para quem espera mais que edifícios antigos. Os que preferem tranquilidade e ambientes naturais, aqui encontrarão alguns dos melhores dos Países Baixos.[/picturethis]

 

[t3]Zeeland[/t3]

 

[picturethis2=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120829161406.jpg 450 335 Zeeland]A pequena província de Zeeland, como o próprio nome sugere, é toda ligada aos rios e ao mar. Desde tempos remotos, o mar do Norte e os deltas inundados dos rios Mosa e Schelde definiram a paisagem, desenvolvendo em seus habitantes a capacidade de adaptação e a necessidade de controlar os elementos.

 

Quem visita Zeeland não pode ignorar o mar. A viagem se torna uma pequena aventura quando você se depara com pontes, diques e embarcadores. Às vezes você cruzará pistas estreitas, outras vezes estradas cheias de curvas. A água estará sempre presente, sempre turbulenta, e jamais tem a mesma cor por muito tempo: passa rapidamente do cinza esverdeado sob um céu azul para o branco das ondas rebentando sob nuvens carregadas.[/picturethis2]

 

[creditos]Wikipedia

Holanda - Guia Visual - Folha de São Paulo[/creditos]

Editado por Visitante
Link para o comentário
  • Membros

[t1]Política de Drogas nos Países Baixos[/t1]

 

Os Países Baixos são pioneiros na aplicação de políticas de redução de danos aos usuários de drogas, sendo baseada na ideia de que o ser humano deve poder tomar decisões relacionadas à sua própria saúde.

 

As drogas são divididas em dois grupos, dependendo do seu nível de influência no ser humano: as drogas leves (soft drugs) e as drogas pesadas (hard drugs). Drogas pesadas como cocaína, LSD, morfina, e heroína são proibidas assim como em qualquer outro país.

 

Apesar de não serem formalmente legais, o consumo de drogas leves como a Cannabis em todas as suas formas (maconha, hashish, hash oil) e cogumelos alucinógenos (conhecidos como cogumelos mágicos) são tolerados na condição de "uso pessoal". Ou seja, desde que seja feito de forma controlada, o usuário está livre para consumir as substâncias em público (isto é um privilégio e não um direito). Sendo que o usuário deve ser maior de idade a a quantidade não deve ser superior a 5 gramas.

 

[li=Atenção!]Ainda assim quase todos os cogumelos alucinógenos foram proibidos e o seu uso é altamente desencorajado, visto que em determinados seres humanos sua influência pode ser consideravelmente forte, levando perigo à saúde do usuário.[/li]

 

[t1]Cofee shops[/t1]

 

A política de drogas nos Países Baixos permite que soft drugs sejam comercializadas em pequenas quantidades por coffee shops licenciados. A maioria destes estabelecimentos também serve comida e bebida.

 

Coffee chops são proibidos de comercializar bebidas alcoólicas ou outros tipos de drogas não classificadas como leves. Caso um estabelecimento seja flagrado comercializando álcool, drogas pesadas ou vendendo drogas leves para menores, sua licença será caçada e o dono responderá criminalmente.

 

[t1]Novas regras de comercialização de drogas leves para turistas (AKA "wietpas")[/t1]

 

[picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20120828143833.jpg 500 353.636363636 Sober]Em 2012 foram implementadas novas regras para o consumo e comercialização de drogas leves no território holandês.

 

Sob pressão da União Européia, especialmente da França, as autoridades holandesas estão proibindo a venda de drogas leves para turistas em cidades próximas às fronteiras com Alemanha e Bélgica. Os residentes destas cidades que desejam comprá-las devem efetuar um cadastro.

 

Atualização - Novembro 2012:

 

Sobre a questão da venda e consumo de maconha na Holanda, como ficou após o acordo fechadom pelos partidos que formam o novo governo:

 

- O "Wietpas", registro de residentes como 'sócios' dos coffeshops será abolido em todo o país.

- Há a recomendação para somente residentes serem aceitos em coffeeshops, o que seria feito pela apresentação de Identidade.

- O prefeito de Amsterdam já declarou que não exigirá dos coffeshops que peçam identidade, pois não haveria como fazer a fiscalização.

- Resumeindo: em Amsterdam e, muito possivelmente em outras cidades, nada muda. Exceto nas províncias onde havia sido instituído o Wiretpas, que será revogado.

 

Uma coisa que deu pra aprender nesse tempo de Holanda: o pessoal não é chegado a cumprir leis que achem erradas ou injustas. Há uma "resistência passiva" grande da população nesse sentido.

[/picturethis]

 

 

[creditos]http://www.amsterdam.info/coffee-shop-news/

http://www.amsterdam.info/coffeeshops/

http://www.amsterdam.info/drugs/

http://www.amsterdamherald.com/index.php/news-specials/the-new-wietpas-rules-for-coffeeshops[/creditos]

Editado por Visitante
Link para o comentário
  • Membros

[t1]Política de Prostituição nos Países Baixos[/t1]

 

A prostituição é legal nos Países Baixos desde 1830. Porém as leis vigentes deixavam os profissionais do sexo desprotegidos, até que em 1988 a prostituição foi reconhecida como uma profissão legal.

 

Em outubro de 2000 foi uma aprovada uma lei que complementava todos os aspectos legais para que a prostituição fosse tratada como qualquer outra atividade remunerada lícita. Esta lei regula a forma como a atividade deve ser exercida, como organização e localização entre outros aspectos.

 

As autoridades tentam regular a prostituição visando proteger menores de idade e evitando a prostituição forçada e tráfico de seres humanos. Qualquer estabelecimento que deseja oferecer serviços relacionados a sexo deve obter uma licença do município certificando que o mesmo atende a todas as demandas necessárias para proteger os profissionais e os clientes.

 

Aos olhos da lei, os profissionais do sexo são empreendedores autônomos. Trabalhadores que devem pagar impostos da mesma forma como todos os outros trabalhadores do país.

 

A polícia, conselho municipal (e civil) e os agentes de saúde são os principais responsáveis por asseguras que a legislação seja seguida corretamente. A polícia fiscaliza os estabelecimentos para verificar a presença de menores de idade e imigrantes ilegais trabalhando como profissionais do sexo. Caso o estabelecimento seja flagrado, será imediatamente fechado e os donos responderão criminalmente.

 

Só em 2007, 30 estabelecimento foram fechados por não respeitar as leis vigentes.

 

[t1]Regras para a Contratação de Serviços de Sexo[/t1]

 

(pessoal, eu só tô resumindo o que tá escrito no site do amsterdam.info hein... eu sou noivo, pelo amor .... ::tchann:: )

 

A utilização de serviços de sexo não é vista de forma pejorativa pelos habitantes dos Países Baixos. Então como funciona?

 

Ao se dirigir à uma região de prostituição, a negociação é feita diretamente com o profissional, sem intermediários. Todos os detalhes devem ser acertados na fase de negociação, pois como qualquer outro prestador de serviço, o orçamento será dado a partir dos termos acordados.

 

O valor dos serviços fica por volta de 50 euros, sendo pago antes dos serviços serem prestados. Após o pagamento o cliente entra nas dependências do estabelecimento e tem 20 minutos para "concretizar" a operação. O uso de preservativos é obrigatório.

 

Muitos profissionais optam pela modalidade de "Escort", onde o cliente entra em contato com uma agência e escolhe um profissional que além dos serviços de sexo, acompanha em eventos, jantares românticos, etc. O valor médio pelo serviço prestado é de aproximadamente 150 euros por hora (definitivamente estou na profissão errada... :) ).

 

[li=Atenção!]Nunca tente filmar ou tirar fotos dos profissionais durante seu expediente, pois a reação do alvo pode ser desagradável. Nestas situações, a técnica chamada "copo de urina voador" é largamente utilizada. Portanto, evite constrangimentos.[/li]

 

[creditos]http://www.amsterdam.info/prostitution/[/creditos]

Link para o comentário

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...