Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

luciano.madeira

RELATO DE 4 DIAS EM BOMBINHAS/SC COMPLETO

Posts Recomendados

Olá pessoal !!!!

 

No feriado do dia 15 de novembro/12 fui para bombinhas/SC com intuito principal de mergulhar, pois lá é considerado um dos melhores pontos de mergulho do Brasil.

Fomos em dois casais e como moramos em Porto Alegre/RS, que fica cerca de 500 km, optamos por ir de carro, pois é uma viagem tranquila já que 90% do trecho é em estrada duplicada (BR 101). A nossa ideia era fazer a viagem de 4 dias (bem aproveitados!!) onde conseguíssemos conhecer os pontos principais e mergulhar gastando pouco. Conseguimos!!!!!!!

 

ORGANIZAÇÃO:

Após pesquisar várias pousadas, hotéis, optamos em alugar um apartamento. Conseguimos um a 3 quadras do centro e 4 do mar, com 2 dormitórios (com ar), sacada, churrasqueira, 2 banheiros, cozinha completa. Uma coisa nos chamou a atenção, que tinha maquina de lavar roupa, utensílio raro nesse tipo de aluguel temporário ( e acabamos sem usar... na próxima vez vou pedir um desconto eheheheheh).

O site onde encontrei foi: http://www.aluguetemporada.com.br/

Pesquisei aqui no Mochileiros.com, http://www.feriasbrasil.com.br, http://www.turismobombinhas.com.br, http://www.guiabombinhas.com.br, para pegar as dicas de onde ir e o que fazer. Ajuda muito!!!!

Como a nossa ideia era gastar pouco e aproveitar no Maximo, organizamos um “rancho” para levar, assim poderíamos cozinhar em casa e diminuir as compras no mercado lá, pois na praia é sempre mais caro. Claro, isso foi valido porque fomos de carro.

Também efetuei a reserva na operadora de mergulho, pois como era feriado e os barcos tem limite de 30 pessoas (não tenho a certeza desse número, mas não foge muito disso), não quis arriscar de chegar e não ter vaga. Mas a dica é, reserve, mas não pague antecipado, pois ninguém sabe como estará o tempo no dia de sua reserva.

 

 

1º DIA , QUINTA FEIRA - PORTO ALEGRE x BOMBINHAS

Levantamos cedo, 4hs, e já loco para chegar, pois afinal era um feriadão com sol e mergulho!!!!!

Como bons gaúcho fizemos um chimarrão e as 5 hs pegamos a estrada. Assim que sairmos do RS e entramos em SC, tivemos uma decepção, o tempo fechou. Na frente só víamos nuvens pesadas, sem nenhum raio de sol, nem para dar esperança. Quando estávamos passando por Floripa, se veio abaixo o mundo, começou a chover!! “Mas pensaaaa em chuva!!!”, foi aquela pausa dramática dentro do carro.

 

Mas tudo bem o que é perder um mergulho, se podíamos ficar no apartamento jogando carta, dominó e vendo TV.....

 

Chegamos em Bombinhas por volta de 11:30, e fomos fazer a parte burocrática na imobiliária, passamos no mercado compramos uma carne e nos organizamos no apartamento e almoçamos.

Lembram da chuva?? Pois é, não é que o tempo começou a abrir e a esquentar!! Inacreditável depois de toda chuva que enfrentamos.

Então revisamos o mapa e pé na estrada!!!!

Demos uma caminhada pelo centro para nos acharmos na cidade e caminhamos em direção ao trapiche que fica localizado na praia de Bombinhas, ali fica a sede da operadora de mergulho Submarine ( http://www.submarinescuba.com.br), mas todas operadoras operam suas saídas nesse trapiche. Foi com essa operadora que fiz a reserva antes da viagem, então fui tirar algumas duvidas ao vivo, e confirmar a reserva para o próximo dia.

Logo, resolvemos ir caminhando pela beira do mar até o praia Retiro dos Padres, passando pela praia da Sepultura, mas não foi possível pois teríamos que passar pelas pedras, então, retornamos ate a rua principal e caminhamos cerca de 15 minutos, fora ter uma boa parte de subida não é nada cansativo.

A praia Retiro dos Padres (também conhecida como Praia dos Ingleses, devido ao resgate de náufragos de um navio inglês nesta região) possui um mar agitado com ondas, poucas pessoas na areia e uma paisagem muito bonita rodeada de mata. Possui um camping, que me pareceu ser organizado e limpo.

Na ponta direita da praia possui uma trilha que leva ate a ponta da mata em direção ao mar. Não sei pois resolvemos fazer a trilha e caminhamos por uns 30 minutos mata a dentro e chegamos na ponta da mata, mas a trilha seguia. Só que a chuva “amiga” voltou, então resolvermos retornar a praia. Vale a pena fazer a trilha, é fácil e sem subida.

Na volta da trilha ficamos na praia do Retiro dos padres aproveitando um banho de mar e tentando achar alguns raios de sol, pois a chuva foi passageira.

No final da tarde voltamos para o apartamento, e saímos à noite para jantar e dar uma volta no centro.

Encontramos uma lanchonete chamada “Baiuca do suco”, RECOMENDO servem baurus e sucos, muito saborosos e com preço justo!!!!

Finalizamos a noite olhando algumas lojas. Todas bem sortidas e com preços razoáveis!

O movimento no centro não passou muito das 23:30, não há balada em bombinhas, pelo menos não no centro, não vi nada. Deve-se considerar que fomos em novembro, baixa temporada.

 

DICAS:

 

A primeira impressão de Bombinhas foi ótima, uma praia com infraestrutura, limpa, os prestadores de serviços atenciosos, simpáticos. Uma praia movimentada mas sem tumulto ou bagunça.

Apesar de possuir varias praias na região sugiro ficar hospedado no centro de Bombinhas.

 

20121126094441.jpg

 

20121126094645.jpg

 

20121126095404.jpg

 

20121126100141.jpg

 

20121126100348.jpg

 

20121126100510.jpg

Na trilha da praia do Retiro

 

 

 

2º DIA , SEXTA FEIRA – BOMBINHAS

 

Acordamos as 8:00 pois nosso barco partiria as 10:00. O dia estava um pouco nublado na cidade mas nos morros que avistávamos nas redondezas estavam com o tempo bem pesado.

Tomamos café (não exagere, pois terá que enfrentar uma viagem de barco, e pode não ser muito agradável.. ehehehe... e acabar “alimentando” os peixes... ehehehe), e as 9: 15 já estávamos no trapiche para fazer o check in no barco. Chegando lá fomo informados que não iriamos a ilha do Arvoredo, e sim, na praia da Sepultura por causa do tempo. Tudo bem, sabíamos que não teríamos a diversidade de peixes que encontraríamos no Arvoredo, mas preferimos não deixar para o sábado que podia estar chovendo e acabarmos sem mergulhar.

Para o mergulho na praia da Sepultura formo pela operadora Submarine e como estávamos em 4 pessoas conseguimos um desconto e pagamos R$120,00 para cada um. Nesse valor esta incluso todo material para mergulho, translado do barco, lanche e material para snorkel, pois o mergulho dura em torno de 30min e depois ficamos liberado para fazer snorkel por mais ou menos umas 2horas ( é o tempo que o barco fica ancorado).

A viagem ate a Praia da Sepultura levou 10 minutos, então ocorreu tudo tranquilo, café preservado! Ehehehe

Recebemos instruções de como manejar o equipamento, o deveríamos fazer, sinais, respiração... Logo a chegada começaram os mergulhos eram 3 instrutores, cada um leva uma dupla. O ponto mais critico do mergulho é quando temos que pular da plataforma do barco para agua, porque estamos com todo equipamento (pesado), a altura fica na media de 1,5metro e você sabe que não irá cair no chão e que para isso terá no mínimo uns 10 metros de profundidade para alcançar o “bendito” chão, sem falar na respiração, afinal, minha mãe sempre disse: - “Guri, não pode respirar embaixo d’agua”, e agora vou respirar, algo não esta fechando... ehehehehehh.

Bem, salto feito e já dentro d’agua o instrutor te puxa pelo braço passa as ultimas dicas, testamos a respiração antes de submergir, relembramos o sinas e tudo certo lá vamos nós.

Ficamos submergidos uns 25 minutos, é uma sensação engraçada, pois só ouve sua respiração, movimentos muito lentos e suaves. Ficamos nadando em volta de pedras e corais numa profundidade de 5 a 6 metros ( o máximo permitido para o curso de iniciantes, “batismo”).

Após o mergulho ficamos fazendo snorkel por uns 40 min e o barco retornou, chegamos em bombinhas por volta das 14horas, então almoçamos no restaurante Comida Caseira, preço baixo e comida fraca (R$ 10,00 buffet livre, mas não gostei).

Pegamos o carro e fomos fazer um passeio por algumas praias na volta, são elas:

- Quatro ilhas, Mariscal e Conceição, apenas passamos de carro, mas posso dizer que todas possuem belas paisagens, são limpas e parecem muito agradáveis para passar o dia, não fizemos isso porque ficaríamos poucos dias então tínhamos que ter uma visão geral da região para uma outra oportunidade saber quais os locais que deveríamos passar mais tempo.

Na praia da Conceição tem o Morro do Macaco, é uma trilha de 900 metros morro acima, com dificuldade média, mas compensa muito!!! Lá encima temos uma vista de 360° onde podemos avistas as praias de Mariscal, Quatro ilhas, Conceição, ilha do Arvoredo e Floripa que fica a 40km, é muito show!

Depois de vislumbramos a vista e tirar ótimas fotos descemos a trilha, e quem disse que para descer todo santo ajuda??? Tô para dizer que é mais difícil descer do que subir... eheheh

Pegamos o carro e fomos em direção ao Mirante 360° que fica subindo outro morro, bem, a estrada é de chão batido e com alguns trechos ruins de passada, mas com calma o carro passa sem maiores problemas. Esta estrada é a mesma que leva a praia da Tainha, mas praia falo amanhã.

Chegamos ao Mirante 360° e não entramos, mas ali além do mirante possui um museu (R$ 5,00 a entrada) e arvorismo (que não poderíamos fazer pois já eram umas 18hs e logo escureceria e o valor de R50,00 por pessoa ). Então seguimos um pouco mais a estrada de carro até que chegamos em um restaurante chamado Por do Sol, que fez valer cada buraco e cada vez que a ventiunha do carro ligou... É um restaurante com uma decoração muito praiana, com varias sugestões de refeição e com uma vista, bem essa só vendo para entender!

Então sentamos ali para tomar um caldo de cana com limão (Não deixe de tomar!!), contemplar a vista e aguardar o por do sol. Conhecemos o sr. Nilvado, uma pessoa muito comunicativa e apaixonado pela região, ele mora em Floripa, mas nos finais de semana vai para lá. Passa de mesa em mesa contando historias de pescadores e sobre a região, muito gente fina. Ate achamos que ele fosse o proprietário do restaurante, mas as palavras dele foram as seguinte: - “sou apenas um anexo daqui”. O legal dessa descontração dele é que une o pessoal que esta no restaurante, acabamos interagindo com todos que estavam lá para contemplar o por do sol e jantar.

Os valores eram um pouco elevados, os pratos eram a partir de R$30,00, então optamos em ficar no Caldo de cana (R$ 4,50).

Saímos dali já era noite e voltamos para Bombinhas chegando em casa depois das 20hs cansados, afinal o dia foi puxado, mergulho, trilha e por do sol .... então foi tempo de tomar um banho e jantar por casa e cama.

PS. Na ida para o apartamento resolvemos fazer mais um mergulho só que teria que ser na Ilha do Arvoredo, estávamos com a sensação que tinha quer ir, pois no mergulho da Praia da Sepultura não tinha nos saciado totalmente, então achamos uma operadora menor mas com um serviço de qualidade, recomendo.(http://www.hybrazil.com.br)

 

DICAS:

 

Com relação ao mergulho, não deixe de fazer, sem tens medo, então vá e faça o snorkel, assim mesmo você verá muito coisa.

Gaste um pouco mais dinheiro mas faça o mergulho na ilha do Arvoredo (em média R$ 180,00)

A estrada entre Quatro ilhas e Mariscal é asfaltada e possui vários mirantes na estrada, pare! E tire fotos.

No Morro do Macaco não deixe de ir, porém, vá de tênis, agua e a maquina com a bateria cheia.

No restaurante Por do Sol, assista o por do sol e tome o caldo de cana e veja os banheiros.

Esse passeio que realizamos entre as praias e o restaurante deverá ser feito de carro pois a pé não tem condições pelas distancias, sobre meio de transporte publico não sei dizer se terá algum que faça toda essa volta, acredito que entre as praias tenha, mas que suba os morro acho mais difícil.

 

 

 

20121126103236.jpg

Mergulho na Praia da Sepultura

 

20121126103651.jpg

Mergulho na Praia da Sepultura

 

20121126104115.jpg

Mirante da estrada entre Quatro Ilhas e Mariscal

 

20121126104649.jpg

Morro do Macaco

 

20121126105852.jpg

Morro do Macaco

 

20121126110108.jpg

Morro do Macaco

 

20121126110414.jpg

Morro do Macaco

 

20121126110516.jpg

Morro do Macaco

 

20121126110556.jpg

Morro do Macaco

 

20121126110859.jpg

Restaurante Por do Sol

 

20121126111047.jpg

Restaurante Por do Sol

 

20121126111237.jpg

Vista do Restaurante Por do Sol para Praia da tainha

 

 

3º DIA , SABADO – BOMBINHAS

 

Mais um dia acordamos cedo as 7:00 (como dizem aqui no RS, dormir até tarde é para os fracos, ehehehe).

As 8:30 estávamos no trapiche pois o barco saia as 9:00, porque a viagem até a ilha do Arvoredo levaria uma hora e quarenta minutos, e lá fomos.... lembram que na sexta feira eu disse, “ não exagerem no café”, pois é, eu exagerei e na ida a coisa embrulhou. Calma, não alimentei os peixes, resisti, não sei como, mas consegui!

Quando chegamos até pensei que estava no caribe, pois a cor do mar é igual (ainda não fui no caribe, mas as fotos ficaram iguais as que vejo do caribe, ehehehe). Nesse passei optamos em fazer snorkel (R$80,00 por pessoa) e acreditamos que não perdemos muita coisa em relação ao pessoal que mergulho porque a visibilidade é muito grande e podemos ver muita coisa da vida marinha.

Ficamos ancorados na ilha das 11hs até as 13hs, (ancoramos ao redor da ilha pois é proibido desembarcar na ilha). No retorno para bombinhas fomos agraciados com uma baleia Franca, foi show! Nosso capitão desligou os motores e consegui aproximar o barco e ficamos uns 50 metros da baleia, toda a galera foi ao delírio. Logo a pós passamos por uma tartaruga que viajava sozinha naquela imensidão.

Chegamos em terra firme perto das 15hs e não voltamos pela beira da praia até na rua perto do nosso apartamento, porque estávamos com fome e queríamos achar um restaurante que estivesse servindo almoço naquele horário, então saímos por uma ruela que desembocaria na rua principal. Nessa ruela avistei um hostel, o Toca da Moréia (http://www.tocadamoreia.com.br), entrei para ver os valores e instalações, gostei. Pareceu ser bem limpo e organizado e os valores das diárias são R$ 45,00 quarto coletivo e R$ 90,00 quarto privativo para o casal.

Almoçamos no restaurante Diamante, comida saborosa e preço justo (R$ 17,00 por pessoa, buffet livre).

Logo após o almoço, já eram uma 17:30, fomos curtir a praia de Bombinhas, pois ainda não tínhamos tido tempo de conhece-la, até parece mentira, ehehehe. E como bons gaúcho, levamos o chimarrão para tomar na beira da praia. A praia é sem ondas, com uma extensão de areia que boa para sentar, jogar futebol, vôlei, frescobol.

Chegamos no apartamento por volta da 20 hs tempo de tomar banho e sair novamente, mas essa vez fomos para lojas comprar as lembranças da viagem. As lojas com bastante variedades e preços bons, consegue se comprar varias coisas sem gastar muito.

Antes de voltamos para o apartamento passamos na Baiuca do Suco para um lanche e logo cama.

 

DICAS:

 

Não deixe de ir na Ilha do Arvoredo;

Mais uma vez, não exagere no café; se enjoar deite no barco e feche os olhos, ou sente na frente e vá olhando para o horizonte, em ultimo caso “alimente” os peixes, esse ultimo alivia o mal estar na hora.

Optem por operadores de mergulho menores, como a HyBrazil, pois a qualidade do serviço não deixa a desejar, o preço é mais em conta e menos pessoas no barco o que gera mais conforto e menos tumulto.

Não deixe para sair muito tarde para o centro porque as lojas fecham as 22hs e algumas poucas as 23hs.

 

 

 

20121126112610.jpg

Trapiche em Bombinhas

 

20121126112748.jpg

Ilha do Arvoredo

 

20121126112917.jpg

Ilha do Arvoredo

 

20121126113034.jpg

 

20121126113156.jpg

 

 

4º DIA , DOMINGO – BOMBINHAS x PORTO ALEGRE

 

Domingão amanheceu sol brilhando e sem nenhuma nuvem, o dia mais quente, porque é sempre assim?! Mas tudo bem, não tínhamos pressa de vir embora então levantamos as 9hs e logo após pegamos o carro e fomos para praia da Tainha, que fica na estrada de chão passando pelo restaurante Por do Sol.

Chegamos na praia eram 11horas havia movimento mas nada de muvuca e muita gente já saindo, pois como era final do feriadão o pessoal vai embora cedo.

É uma praia belíssima, uma enseada, sem onda, água cristalina e dois lados floresta com mate atlântica , ficamos curtindo a praia até as 16hs. De lá fomos direto para o apartamento onde “almojantamos”, nos organizamos para pegar a estrada, claro que passamos em mais uma lojinha antes de sair. Sabe como é a “patroa” sempre tem mais uma coisinha para comprar. Eheheheehehe

 

DICAS:

 

Tire um dia para ficar na praia da Tainha, pois agradável para relaxar e tem trilhas.

Para que vem para o RS deixei para sair o mais tarde possível, dessa forma pega menos trançadeira em Laguna/SC. Como nós saímos as 19:30 não pegamos transito, viemos direto.

 

 

 

20121126114057.jpg

Praia da tainha

 

20121126114247.jpg

Praia da tainha

 

20121126114702.jpg

Praia da tainha

 

CUSTO DA VIAGEM:

O custo é para o casal.

Combustivel: R$ 140,00

Hospedagem: R$ 220,00

Comida: R$ 170,00

Mergulho: R$ 400,00 (mergulho R$ 240,00, snorkel R$ 160,00)

Compras: R$ 33,00

 

TOTAL: R$ 963,00

 

 

Bom, esse foi nosso feriadão, Adoramos!!

Espero ter colaborado com aqueles que queiram dar uma volta por lá.

Quem tiver alguma dúvida não se acanhe em perguntar, se eu souber responder com todo prazer.

Abraço.

 

20121126114917.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito Legal seu relato, moro em Blumenau - SC e este fim de ano pretendo ir a bombinhas,

vou utilizar muitas de suas dicas com certeza! Gosto muito de acampar, você lembra de ter visto

algum pelas redondezas da praia? Valeu.... ::otemo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa tarde, Gleison!

 

Que bom que gostasse do relato, espero que as minhas dicas ajudem no teu roteiro!!

Sobre camping, o único que vi foi o CAMPING RETIRO DOS PADRES ( www.macamp.com.br/_Campings/SC-Bombinha ... Padres.htm ) , na praia do Retiro, olhando por fora me pareceu organizado e limpo, mas não sei te dizer mais sobre ele, pois só passei na frente.

Tem esse site: http://www.ocampista.com.br/bombinhas.php que possui alguns campings ali na redondeza

 

Abraço.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Luciano, obrigada pelas dicas, foram ótimas (embora boa parte dos lugares eu já conheço)

Enfim...nao resisti e realizei o mergulho neste domingo (2dez), entrei em contato com varias operadoras, porem a mais viável foi a Hybrazil. Fomos pra Sepultura.

Foi muito bom, o único problema é que eles são argentinos, mas deu pra se divertir bastante.

Tristemente não vimos nada de mais, além de peixes, cavalos marinhos e algas. O clima estava meio chuvoso, portanto a agua estava meio turva. Diante disso, segue a dica: se estiver chovendo, ou um clima meio estranho, melhor transferir para outra data a fim de deixar o evento mais intenso.

De um modo geral, gastei 150,00 o mergulho + 80,00 as fotos (120,00 caso sejam fotos em casal, aprox. 30 fotos), achei caro as fotos, mas pelo que pesquisei é o preço que geral da cobrando. Portanto sugiro alguém comprar aquelas capas protetoras para tirar fotos submersas, ou se preferir, até mesmo uma câmera própria para isso, Bombinhas tem ótimos lugares para tirar fotos na agua, tenho ctza q é será muito bem utilizado no local.

Ah e detalhe: há a possibilidade de parcelar em 2x no cartão para quem se interessar!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

OI Nathalia.

 

Que pena que pegaste o mar "batido". Mas fico impressionado como os valores mudaram de novembro para dezembro onde vira alta temporada, pois o mergulho na ilha do arvoredo paguei R$ 120,00 e as fotos queriam cobrar R$ 40,00 e eu já achei caro.

Não usei o serviço de fotos da operadora e não me arrependi, acredito que vale muito mais comprar a capa protetora ou ate mesmo aquelas Kodak descartáveis.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Para arvoredo eles estavam cobrando 180,00 nao teve como ir em funçao do tempo e a nao haviam vagas disponiveis. Nao tive mto tempo pra me planejar/pesqisar, foi td muito corrido. Mas tenho o interesse de retornar (desta vez pra arvoredo) agora em janeiro, uma vez que bombinhas eh proximo a curitiba e constantemente eu visito o local.

De um modo geral, me arrependo de nao ter realizado mergulho antes, ja que possuo essa facilidade e o custo eh relativamente barato tendo em vista minhas outras aventuras (paraglide,paraqedas e demais eventos). Sugiro as pessoas realizarem esta aventura, nao ha perigo algum, apenas um desconforto inicial em funçao de "respirar pela boca",mas logo passa!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites


Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...