Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

michradu

Cancún, Riviera Maya e Yucatán, Jan/Fev 2013

Posts Recomendados

Olá galera, estou postando o roteiro que fiz na Riviera Maya e Yucatán. Uma desculpa se tiver erros ortográficos, minha língua materna não é o português.

 

26/Jan: Cheguei ao aeroporto da Cidade do México as 7 da manhã (moro perto do aeroporto), fiz o check-in na Volaris (Linha aérea de baixo custo). O serviço é ótimo, os aviões são novos, mas tem aperto entre as poltronas. O voo dura 2 horas e o pouso em Cancún é maravilhoso. Como foi a primeira vez que fui à Cancún, estava contente e feliz. Um amigo meu foi ao aeroporto por mim e me levou para o centro de Cancún.

 

Me hospedei no Hostal Mundo Joven. O hostal é ótimo, quartos privativos limpos, armários individuais espaçosos. O problema era lutar para tomar banho, só tem um chuveiro para 14 pessoas e o quarto estava lotado. Depois de arrumar as malas no hostel e fazer check-in, fui com meu amigo ao Mercado 28, aí comemos Poc Chuc (Filé de porco muito gostoso), prato típico da península, e comprei uma camiseta de BadFish muito bacana. Daí, caminhamos pelo centro e fomos às praias na Zona Hoteleira. A Zona Hoteleira é muito movimentada, tem restaurantes, boates, cassinos, etc.

 

A primeira praia que visitamos foi Playa Tortugas, a cor da água é azul turquesa, ficamos 2 horas e daí fomos à Playa Delfines. Adorei essa praia, pois tem o mirante onde pode apreciar uma vista maravilhosa da praia. Quando chegamos estava acontecendo um casamento, e fomos testemunhas daquilo, incluso demos os parabéns ao casal, rs. O color da água é azul intenso, mas fria. Aí vimos o anoitecer e o nascer da lua; naqueles dias houve lua cheia, um espetáculo natural maravilhoso. Então voltamos para o centro para tomar banho e fomos para um boate na Plaza Las Américas (não lembro do nombre do boate). As bebidas são bem baratas e experimentei uma michelada de maracujá muito gostosa. (Uma michelada é uma cerveja servida num copo grande com pimenta em pó e sal, às vezes com limão).Daí voltamos para o hostel e estivemos no aterro do hostel, onde conhecemos uma galera muito bacana da Colômbia e da Coreia do Sul. O hostel oferece shots de tequila de graça, aí pode economizar na bebida, rs.

 

ywrrgstr-1360877293-bg.jpg

Playa Tortugas

 

hccbtigo-1360877297-bg.jpg

Playa Delfines

 

adsclcbs-1360877335-bg.jpg

Mar azul turquesa.

 

 

27/Jan: Meu amigo e eu decidimos ir para Isla Mujeres. Em frente da rodoviária ADO tem vans que vão para Puerto Juárez, onde pode pegar o barco para Isla Mujeres. Aí pegamos o barco, tem custo de $70 ida e volta, o trajeto dura 30 minutos, nos quais pode ver a variação das cores da água, um espetáculo impressionante (Azul escuro, azul verdoso, azul turquesa, uma maravilha).

 

Chegando a Isla Mujeres caminhamos pelas ruas e fomos à Praia Norte, onde ficamos 3 horas. Eu estava com vontade de nadar com golfinhos, mas esqueci dos cartões e estava limitado de dinheiro. Então decidimos fazer snorkel, foi uma experiência muito linda, pois era a primeira vez que o fiz. Como não sei nadar, tive dificuldade para me manter na superfície da água, afinal venci o medo e pude curtir a experiência (depois de beber litros de água salgada, rs). Depois fomos comer a um restaurante chamado Playa Lancheros, a comida e boa e barata.

 

Na volta para Cancún, tivemos um preblema, pois compartilhamos o barco com professores aposentados e eles fizeram uma brincadeira com ela, escondendo o dinheiro dela. Ela pensou que nós roubamos o dinheiro; afinal os professores disseram a verdade y nós estávamos com vontade de mandá-los pra PQP. Na volta vimos o anoitecer e a lua cheia no máximo esplendor, e com o reflexo da lua na água ficamos, como dizemos no México, “en la baba”, ou seja, surpreendidos.

 

Na noite meu amigo e eu nos despedimos, pois era domingo e ele ia trabalhar na semana, e eu partiria para Playa Del Carmen na segunda. Os primeiros dois dias de viagem foram legais, pois era a primeira vez que visitava o Caribe mexicano e as praias tão lindas que conheci. Admito que só agora posso dimensionar as riquezas naturais que meu país tem.

 

xwhzbufg-1360877339-bg.jpg

Em Isla Mujeres

 

ugwyawif-1360877359-bg.jpg

Peixes lindos.

 

opuzhoml-1360877347-bg.jpg

Fazendo snorkel

 

Em breve vou publicar o que aconteceu os outros dias, pois fiquei até o dia 6 de fevereiro.

 

Erick.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

28/Jan: Depois do café-da-manhã peguei um ônibus para ir a Playa Del Carmen. Tem duas opções para chegar: pegar ônibus na rodoriária ADO, tem custo de $48. Também pode pegar uma van, tem custo de $35, se trouxerem malas grandes recomendo pegar o ADO.

 

Em Playa fiquei no Yak Hostel, é muito bacana y o pessoal muito amigável, mas tem muito barulho. Recomendo o quarto coletivo de 10 pessoas, pois fica distante do barulho. Em Playa vai encontrar muitas lojas e restaurantes, a Quinta Avenida é bem movimentada. Também tem muitas opções de diversão (Cocobongo é o mais conhecido).

 

Na verdade não gostei da praia, a cor da água não é linda pra mim, mas é legal para caminhar e ver o anoitecer (de novo, kkkkk). Na noite, a Quinta Avenida é muito movimentada, os restaurantes e as baladas ficam lotadas.

 

utbdddox-1360877319.jpg

Playa del Carmen

 

ohmvokmp-1360877322.jpg

 

 

29/Jan: Esse dia acordei muito cedo para ir à rodoviária do ADO e pegar um bilhete para Xcaret. Na verdade o valor do bilhete é caro ( $ 48) para um trajeto de 15 minutos, mas esqueci adicionar transporte quando fiz a reserva. Recomendo comprar o ingresso Xcaret Plus, pois tem almoço e guarda-volume inclusos. Muitos recomendam fazer o Rio Subterrâneo, mas não estava com vontade de nadar e decidi buscar outros atrativos.

 

Fui ao show dos voadores de Papantla, a Povoado Maia (reprodução do Jogo de Bola, maquetes), Ilha de Jaguares, Aquário de Arrecife, Tartarugas Marinhas, cemitério e outras atrações. Depois de duvidar 2 horas, decidi fazer o Sea Trek (caminhar baixo a água). Eu estava com medo e me arrependendo; quando a metade do meu corpo estava baixo a água e me puseram o casco para abastecer oxigênio, senti medo pra caramba. ::ahhhh::

 

Finalmente entrei na água e o medo desapareceu. Ver aqueles peixes nadando ao lado meu, os arrecifes, as esponjas marinhas, toucar um ouriço do mar, foi uma experiência inesquecível. Depois disso a fome apareceu e almocei no restaurante “La Cocina”, a comida buffet é muito gostosa (não pode deixar de experimentar a sopa de lima).

 

Finalmente assisti ao espetáculo noturno. A primeira parte é uma representação da história da Península de Yucatán, desde a época dos maias até a Revolução Mexicana, passando por a Conquista, a Colónia, a Independência e Porfiriato, com Jogo de Bola incluso. Na segunda parte são danças típicas das principais regiões e estados do México, senti muita emoção e eu como mexicano senti ainda mais orgulho de ser mexicano. Sai do parque às 8:30 e peguei de novo o ônibus para Playa.

 

Em Playa jantei numa pizzaria ao lado do hostel, onde conheci um cara de Guadalajara muito simpático e começamos falar das nossas vidas, política, festas, dicas e outros temas. Aquele dia tinha planejado ir a uma balada, mas estava cansado e decidi descansar.

 

skwexlsx-1360878254.jpg

Sea Trek

 

rjtaytqu-1360878242.jpg

Espetáculo noturno

 

30/Jan: Acordei cedo e depois de tomar café-da-manhã e peguei um ônibus para Mérida. O trajeto de Playa para Mérida é de 4 horas. Chegando a Mérida fui recebido por um amigo meu (Irving), quem me convidou para dormir na casa dele. Ele chegou de moto, e quando vimos que por causa da mochila era perigoso viajar com ele, eu peguei um táxi e o seguimos até chegar a casa.

 

Depois de tomar banho me levou para um restaurante de comida típica yucateca chamado Eladios, onde você paga o preço das bebidas (cervejas :P) e come o que puder. Experimentei panuchos, salbutes, relleno negro, cochinita pibil, papadzul (taco de ovo), queso relleno e outras delícias. Finalmente chegou outro amigo (Daniel) e enquanto Irving resolvia assuntos de trabalho, Daniel me levou passear por Mérida.

 

Conheci as velhas mansões no Paseo de Montejo, a principal avenida da cidade. Depois fomos para o Centro Histórico, muito lindo, limpo e iluminado (adoro visitar os centros históricos das cidades mexicanas), muita movimentação. Visitamos a Catedral, o Zócalo, Palácio de Governo (Lindo e charmoso, tem murais no interior), caminhamos pelas ruas charmosas do centro e afinal voltamos à casa do Irving. Daniel me convidou a casa dele para o outro dia, pois outros viajantes chegariam a casa dele. Nós chegaríamos a Tulum o dia 1º de fevereiro para uma reunião de viajantes. Aceitei o convite e dormi cedo para conhecer Mérida de dia e chegar cedo a Muna.

 

xllxkjse-1372210528-bg.jpg

Monumento à Pátria

 

jzihgykk-1372211952-bg.jpg

Palácio do Governo

 

thlixwrh-1372211632-bg.jpg

Catedral

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ola....estou indo passar o reveillon na cidade do Mexico e vou ficar 5 dias...vc poderiam me ajudar ??oque quais lugares posso conhecer vou dia 30/12/2013...Meu imail [email protected]

ahhhh...e depois vou para Playa del Carmen!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

31/Jan: Depois de acordar tarde(9 da manhã), Irving e eu fomos tomar café-da-manhã de comida yucateca, fomos para um mercado muito simples, mas a comida era tão gostosa quanto no Eladios. Depois eu peguei um ônibus para chegar ao centro de Mérida. A minha intenção era deixar a mochila num guarda-volume, mas não encontrei e carreguei a mochila e vendo os locais, sem poder tirar fotos :cry: .

 

Afinal cheguei ao "Terminal de Segunda Classe", para pegar o ônibus para Muna. O custo foi de $32 e o trajeto demorou 1 hora e 30 minutos. Chegando a Muna fui recebido por Daniel, y depois de uma boa conversa com ele lavei as roupas. Esse dia estava nublado e tinha medo da chuva, mas não choveu ::otemo::

 

Às 6 da tarde chegaram os viajantes Adán de Campeche, Carmen do Chile y Maria da Cidade do México. Os 5 decidimos ir para Uxmal e assistir o show noturno. Como o pai do Daniel é guia de turismo, entramos de graça a Uxmal e assistimos o show, o qual é maravilhoso, pois los principais templos da zona arqueológica são iluminados de uma maneira legal, um show imperdível para os que visitarem Uxmal. Mas como era noite, não pudemos admirar o local inteiro, mas o dia seguinte iríamos visitá-lo de novo.

 

Quando voltamos a Muna, assistimos um festival que estava a contecendo lá e jantamos no mercado.

 

iwtjridc-1363279618-bg.jpg

Pirâmide del Adivino

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

01/Fev: O plano original era visitar as ruinas de Uxmal, Kabah e Chichén Itzá e chegar a Tulum o mesmo dia, mas não ia dar tempo para fazer tudo, então decidimos fazer só Uxmal e Valladolid.

 

Acordamos muito cedo, o céu ainda tinha muita nuvem. Adán, Maria, Carmen e eu fomos de carro (O famoso “zorrillo” do Adán) para Uxmal. Esse dia não pudemos entrar de graça, mas não pagamos o imposto do estado ($72 na verdade um roubo, em outros estados não cobram esse imposto :x:evil: ), só pagamos o ingresso de $57 para mexicanos. A Zona arqueológica vale muito a pena, está bem conservada e a arquitetura é diferente, pois o estilo dela é Puuc. A pirâmide do adivinho e o “Cuadrangulo de las Monjas” são impressionantes. A vista do local é sensacional. Hoje em dia é uma das minhas favoritas, incluindo Teotihuacán e Chichén Itzá.

 

Depois fomos para Valladolid, mas chegando a Mérida tivemos um problema com a polícia federal, que sempre está inspecionando os carros que circulam nas estradas. A maioria das vezes tudo dá certo, mas eles queriam uma boa propina, mesmo que tudo estivesse em ordem. Como ameaçamos com ligar para os comandantes, eles desistiram e fomos embora.

 

Na estada de Mérida para Valladolid fomos “puebleando” (visitando os pequenos povoados que tem na estrada). É curioso que nesse trecho tem muitos cenotes, a maioria dos quais são administrados pelas comunidades maias.

 

A fome chegou e comemos numa comunidade chamada Yokdzonot, que significa “em cima o cenote”. Neste local comemos o famoso Poc Chuc e pela primeira vez na minha vida vi um cenote (virgem ainda).

 

Depois continuamos o trajeto e chegamos a Valladolid, onde admiramos as ruas charmosas e a Igreja de San Servacio. A cidade é muito limpia e tranquila, mas na hora chegaram os turistas que contrataram excursões: gringos e turistas lotaram a cidade. Então continuamos o trajeto e chegamos a Tulum por conta das 19 horas.

 

Em Tulum nos reunimos com os outros viajantes que fariam parte do “Encontro de viajantes”, os quais vieram de várias cidades do México, Argentina, Costa Rica, Perú e Chile. ::hãã::

 

iudfvdgr-1363279626-bg.jpg

Adán, Carmen, Maria e eu em Uxmal

 

lbdemjwq-1363279630-bg.jpg

Pirâmide do Adivinho em Uxmal

 

tiptnssg-1363279640-bg.jpg

Cuadrángulo de las Monjas, Uxmal.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

_______________________________________________________________________________________

 

Excelente Relato meu amigo Erick !

 

Eu acho SENSACIONAL esses encontros entre viajantes !!!! :D

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito bom o seu relato! Vou para o México em janeiro e gostaria de ajuda com algumas dúvidas. Você sabe me dizer se o sítio de Teotihuacán fica aberto para visitação a segunda- feira? Quantos dias vc recomenda para que eu fique na Cidade do México? Tem algum hostel em Playa com quarto para casal e banheiro privado para me indicar?

Daniela

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Daniela, td bem?

 

Valeu e agradeço que gostou do relato, ainda não acabo o relato mas em breve vou finalizá-lo.

 

Respondendo as suas dúvidas, Teotihuacán fica aberto todos os dias da semana, só fecharia se houvesse algum evento ou cerimônia política. O sítio fica aberto das 8 da manhã até 5 da tarde. Vale muito a pena visitá-lo, o local tem muita história e os arqueólogos ainda fazem pesquisas :o .

 

Eu recomendo ficar 5 dias na Cidade, recomendando visitar os seguintes locais:

- Dia 1: Centro Histórico (Templo Mayor, Palacio Nacional, Catedral, Zócalo, Rua Madero, Palacio Postal, Palacio de Bellas Artes, Alameda, Torre Latinoamericana, Casa de Azulejos, Rua Regina), Reforma (Monumento à Independencia), Monumento à Revolução.

- Dia 2: Teotihuacán, Tlatelolco e Basílica de Guadalupe.

- Dia 3: Coyoacán e Xochimilco (Recomendável no Domingo, está mais movimentado)

- Dia 4: Museu de Antropología, Chapultepec, Condesa e Zona Rosa (Bares, baladas).

- Dia 5: Dá para conhecer Taxco, Puebla ou algum dos locais da Cidade que não dê tempo de conhecer.

 

E recomendo fazer as reservas desde o Brasil, ainda que é temporada baixa é recomendável ter tudo pronto antes de chegar ao México.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...