Ir para conteúdo
Cessil

Dicas para o Peru

Posts Recomendados

Amigos,

 

no começo desta semana (estamos agora no início de julho) voltei de viagem do Peru e posso dizer que essa foi uma das melhores viagens da minha vida. O país é simplesmente apaixonante e tem muito a oferecer a todos os tipos de pessoas.

Gostaria de dividir um pouco da minha experiência com vocês, mas de um modo mais conciso porque creio que já há relatos de viagem bastante interessantes aqui no fórum.

 

Este foi o roteiro que seguimos:

1º dia: Saída de São Paulo e chegada a Lima pela manhã. Passeio pela cidade.

2º dia: Lima

3º dia: Partida para Cusco / Cusco

4º dia: Ollanataytambo

5º dia: Machupicchu

6º dia: Cusco

7º dia: Cusco / Partida para Puno em ônibus noturno

8º dia: Passeio no lago Titicaca / Partida para Arequipa no final da tarde.

9º dia: Arequipa

10º dia: Passeio pelo Cânion do Colca

11º dia: Arequipa

12º dia: Retorno para Lima / Chá de cadeira no aeroporto.

 

Companhia aérea:

Voamos de Avianca/Taca e pagamos cerca de R$ 1.100,00 por quatro trechos de voo. Não houve problemas de atrasos e o serviço foi bem satisfatório.

 

Hospedagens:

Lima: Ficamos no Hostal Jose Luis, em Miraflores. A localização é razoável (mas não é a melhor), os quartos são limpos e espaçosos. O café da manhã é bom e os funcionários são bem atenciosos. Ficaria lá de novo.

Cusco: Hostel Pisco & Soul. Localizado no bairro de San Blas, não muito distante da plaza de Armas. Espaço bonito. Quarto um pouco apertado, mas suficiente. Café da manhã variado e atendentes muito simpáticos. Vale muito a pena!

Aguas Calientes: Hostal Machu Picchu. Não tivemos muito tempo de aproveitar a estada, pois chegamos por lá às 21 horas e saímos às 4 horas no dia seguinte. Passamos bem a noite.

Arequipa: Ficamos no hostal Casa de Melgar, no centro histórico. Bem localizado e seguro, fica num antigo casarão colonial de sillar, uma pedra vulcânica. Os quartos são espaçosos e estilosos e definitivamente foi a melhor hospedagem da viagem.

 

Ônibus:

De Cusco a Puno fomos pela Cruz del Sur. Ônibus saiu às 22 e chegou mais ou menos às 5 da manhã em Puno. Serviram lanchinho. Viajamos bastante confortavelmente no semileito.

De Puno a Arequipa fomos de Julsa. Dessa vez viajamos em leito. Foi uma viagem tranquila, mas quase morremos de frio (estava uma noite muito fria). Não houve lanche.

 

Aeroportos:

O aeroporto de Lima fica muito longe do centro. Aconselho a verificar com a sua hospedagem se há serviço de transfer, pois é a maneira mais cômoda de ir de um lugar a outro (fica entre 40 e 60 soles).

Não compre nada no aeroporto de Lima. É tudo muito caro, especialmente na sala de embarque.

Os aeroportos de Cusco e Arequipa ficam relativamente perto do centro. Uma corrida para lá ou de lá custa cerca de 20 soles.

 

Rodoviárias:

Em Cusco, cada companhia tem sua "rodoviária". Antes de ir para lá, informe-se sobre a localização da sua companhia.

 

Táxis:

Não tivemos problemas com os táxis do país. Como tudo no país, vale sempre negociar o preço, pois em geral eles sempre podem fazer por menor preço.

 

Higiene:

Cuidado com a água da torneira. Não a engula de modo algum. Escove os dentes com água mineral.

Dica besta: em alturas mais elevadas, tome cuidado você que usa desodorantes roll-on. Sacuda antes de retirar a tampa, pois se você tem o costume de sacudir a embalagem sem ela (como era o meu caso), o desodorante pode explodir.

 

Alimentação:

Esbalde-se. O Peru tem uma das melhores comidas do mundo. Ají de gallina, ceviche, rocoto relleno, alpaca saltado e o cui chactado são apenas algumas das delícias desse país. Opções boas são os menus turísticos, que contam em geral com um entrada, um prato principal, uma bebida e às vezes uma sobremesa.

Em Lima, experimente o suspiro a la limeña. Fica uma delícia com um café.

O melhor restaurante que visitamos foi um lugar chamado Sumaq, que fica numa rua que cruza a de nosso hostel em Cusco, em San Blas. É um restaurante pequeno, mas a comida é de primeira.

Em Lima, visite o Rincón Chami, que fica na calle Esperanza em Miraflores. Não é muito turístico, mas a comida é muito boa. Peça o especial do dia com uma jarra de chicha morada.

 

Mal das alturas:

Pode ocasionar enjoos, dores de cabeça e principalmente falta de ar. Contra ele água e chá ou folha de coca. Evite álcool. Evite esforços físicos intensos no primeiro dia.

 

Gastos:

Os melhores lugares para fazer compras de lembrancinhas são Lima e Cusco, que têm lojas proliferando por todas as ruas. Negociar é sempre um bom negócio. Examine bem as peças que pretende comprar para ver se não têm defeitos.

Roupas de alpaca são bonitas, mas nem todas são verdadeiras. As mais artesanais e feitas com lã mais fina são obviamente mais caras, mas é possível comprar peças bonitas por menos preço. Pesquise bem!

Pechinche! Se não souber, aprenda! Os vendedores estão bem habituados a isso.

 

Lima:

Seu passeio para a cidade fica entre o centro histórico e o litoral, onde ficam Miraflores e Barranco.

O centro histórico é passeio para o dia. Evite perambular pela noite e sair da zona turística. Destaques: plaza de armas, com a catedral, e o convento de São Francisco.

Miraflores é um bairro mais boêmio. Perca-se nas ruas e não deixe de passear pelos rochedos. Num dia claro, o pôr-do-sol é magnífico.

Visite o sítio arqueológico de Huaca Pucllana, ruínas pré-incas de uma cidade da cultura Lima (12 soles, com guia).

 

Cusco:

Compre o bilhete turístico. Custa 130 soles e te dá direito a visitar, entre outras coisas, Ollantaytambo, Sacsahuamán e Qoriaqancha. Separados esses tíquetes custariam 210 soles. Valeu a pena.

O museu de arte pré-colombiano vale bastante a visita. A catedral também.

Ao lado da catedral há um feira com artesanato bonito. Os preços não são ruins.

 

Inti Raimy:

É um festival que ocorre na cidade no dia 24 de junho. O melhor, na minha opinião, não é o evento central, que ocorre em Sacsahuaman, mas sim as festividades na praça central nos dias anteriores ao evento e na noite de 24 de junho. São apresentações de grupos folclóricos, que promovem música, cantoria e dança. Lindo demais!

O evento central precisa reservar com antecedência pela internet se você quer ver de perto. É possível ver sem pagar, mas para ter boa visão é preciso chegar e não ter medo de multidões.

 

Segurança:

Minha mãe sempre me diz para não andar com a carteira no bolso de trás da calça. No Peru isso é bem sério. Tome cuidado nas aglomerações e se possível evite carteiras até mesmo no bolso da frente. Tive o meu iPod roubado num bate-carteira. Depois disso, carteiras só no bolso de dentro da blusa (ainda bem que estava frio).

 

Ollantataytambo:

Fomos para lá de van. Ela sai de um rua não distante da avenida El Sol (10 soles). Viagem de quase duas horas.

A entrada do sítio custa 70 soles (valor individual) ou 130 no bilhete turístico.

Pagamos um guia, que nos mostrou o sítio e a cidade (45 dólares). Valeu muitíssimo a pena!

Visite Ollanta!

 

Machupicchu:

Compramos os bilhetes para o trem do Brasil pela PeruRail. Pode-se comprar lá também.

Compra-se o bilhete pela internet por meio de agências.

Para chegar ao sítio a partir de Aguas Calientes, pode-se pegar o ônibus (compre o bilhete com antecedência, de preferência no dia anterior) ou ir a pé. É uma subida pesada e cansativa. Chegamos meio mortos lá em cima.

Pagamos um guia (120 soles). Sim, valeu a pena também.

Waynapicchu: é uma das montanhas da cidade. Pode-se comprar o ingresso que já inclui a entrada para lá. São duas horas de subida por escadas, mas a vista vale a pena.

 

Puno / Lago Titicaca:

Compramos o passeio em Cusco (80 soles). Sem alimentação inclusa.

Fomos de barco até uma das ilhas dos uros e depois para a ilha de Taquille (almoçamos em Taquilles por 20 soles). Passeio maravilhoso. Estava muito frio.

 

Arequipa:

Visite o museu onde fica a conhecida Juanita (15 soles). A entrada da catedral custa (20 soles - ingresso mais cachê para a guia).

A vista mais conhecida dos vulcões é a do mirador de Yanahuara. 5 soles o táxi.

O convento de Santa Catalina é simplesmente lindo e imperdível! 35 soles + gorjeta para a guia.

 

Cânion do Colca:

Compramos o passeio em Arequipa (135 soles, com tudo incluso: café da manhã, almoço e entradas).

O cânion é belo. Pode-se ver o voo dos condores num lugar chamado cruz del condor.

Os banhos termais são altamente aconselháveis.

 

Bom, é isso, galera. Viagem para o Peru que vocês não vão se arrepender!

 

Fotos:

 

IMG_5322.JPG.2f164e639c86a142f4ba716e64fd589a.JPG

Rochedos de Miraflores

 

IMG_5520.JPG.b580119a177cc3a62646a5b17a315d22.JPG

O Vale Sagrado

 

IMG_5936.JPG.48d28041c3d60a869c1c202443e424d9.JPG

Machupicchu

 

IMG_5994.JPG.52ffb52415db049e63bfee83c0e80fa3.JPG

Sacsahuaman

 

IMG_6371.JPG.d5b5ed7410513ce9f9f76b9eb33fa5c9.JPG

Vista do lago Titicaca

 

IMG_6686.JPG.c0dd3c7d1c65646d1d218554ecf5bd1d.JPG

O voo do condor

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá, também estive a pouco tempo do Peru e voltei apaixonada. Seu relato está ótimo, ainda estou criando coragem para escrever o meu. Suas fotos ficaram show!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×