Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

fabioinacio

volta ao Mundo de 12 a 18 meses

Posts Recomendados

Olá olá :)

 

Meu nome é Fábio e sou Português, fico feliz por ter descoberto este forum do Brasil.

 

Eu tenho algumas viagens feitas mas quase tudo pela Europa, só sai da Europa duas vezes, Marrocos e Indonésia. Mas agora decidi criar um projecto pessoal para mudar a minha vida, dia 3 de Fevereiro de 2014 vou começar uma viagem à volta do Mundo que pode durar entre12 e 18 meses. O objectivo do projecto é conseguir boas fotografias, boas histórias, aprender, partilhar, ensinar, novas experiências e ser feliz para no fim quando chegar a Portugal editar um livro de fotografia. O que quero para a minha vida é ser fotografo e viajante e este vai ser uma grande oportunidade para o conseguir.

 

O Roteiro do projecto Walking Around - Photography throughout the World:

 

Avião dia 3 de Fevereiro Lisboa/Roma

Itália, Eslovénia, Croácia, Bósnia, Sérvia, Bulgária, Turquia, Irão

Todo este percurso por terra até à capital do Irão, Teerão.

Avião Teerão/Manila 15 de Abril

Decidi dar este salto para poder fotografar as comemorações da Páscoa nas Filipinas.

Filipinas, India, Myanmar, Tailândia, Laus, Vietname, Camboja, Indonésia, Singapura

Abril a Novembro

Austrália, Nova Zelândia

Dezembro e Janeiro

Canadá, E.U.A, México, Costa Rica, Panama, Colômbia, Equador, Peru, Bolivia,Brasil, Chile, Argentina

Fevereiro a Agosto 2015

 

Claro que no decorrer da viagem vão existir muitas alterações, mas esta é a base principal…

Fico feliz se tiverem dicas e opiniões sobre este projecto, todas as ajudas são importantes :)

 

Se quiserem seguir tudo o que vou fazendo na viagem e sobre a fotografia que faço podem seguir em:

 

 

www.facebook.com/fabioinaciofotografia

http://walkingaroundphotography.blogspot.pt

www.fabioinacio.com

 

Vamos falando,

 

Beijos e Abraços,

Fábio

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom dia Mochileiros :D

 

Fez ontem um mês que comecei a minha vagem à volta do Mundo e só posso dizer que está a ser qualquer coisa de lindo…

O roteiro não é o que publiquei antes, tenho estado sempre a alterar.

 

Comecei esta viagem por Istanbul, só 5 dias, não foram suficientes mas deu para passar pelos principais pontos turísticos e ainda caminhar pelas ruas de Istanbul sem destino certo, é uma cidade gigante, mais população que Portugal, diferentes tipos de transportes públicos, as estações de metro ainda não estão ligadas entre si, mas depois de se perceber como funciona não é muito difícil utilizar os transportes, apesar de, sempre que conseguia usava os meus sapatos, prefiro andar, vimos mais :)

 

Sai de Istanbul com o sentimento de que ficou muito, mas mesmo muito para ver e segui para o Irão, Teerão… e como me apaixonei… 20 dias pelo Irão, queria ficar mais, muito, mas muito mais, tanto para ver, tanto para viver, aqui, as pessoas fazem o pais, elas dão tudo o que têm e não aceitam nada em troca, sempre a ajudar, "raptar" para suas casas, oferecem alojamento, comida, chás, só num dia numa pequena vila de nome Palangan, fica no Curdistão bebi mais de 23 chás ahaha. Andei também por Isfahan e Shiraz…

 

Em Shiraz 11 de Março tinha avião para Nova Delhi com escala no Dubai, e é por Nova Delhi que estou, totalmente diferente, no Irão eles davam tudo, aqui eles querem tirar tudo, muito mais confusão, mas não é pior que qualquer outro lugar, é só diferente…

 

Beijos e abraços :)

 

http://walkingaroundphotography.blogspot.pt

https://www.facebook.com/fabioinaciofotografia

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá amigos,

 

faz hoje 4 meses que deixei Portugal, a última vez que aqui escrevi estava em Padang, Oeste de Sumatra em Indonésia, estava indeciso no que fazer e na altura decidi seguir até Kuala Lumpur, fiquei por lá cinco dias, é uma cidade engraçada, gostei muito dos dias que por lá passei muito por culpa das pessoas que conheci, o que aliás como era de esperar tem sido uma das melhores coisas da viagem, as pessoas que vou conhecendo… Depois segui para a Tailândia, comecei em Banguecoque e fiquei por lá um mês, estava eu no meu terceiro dia por lá quando aconteceu o golpe de estado, para mim não causou muito incómodo porque a única alteração que tive de fazer foi começar a ir para casa/hostel antes das dez da noite, continuei a minha viagem para norte e fiz Ayutthaya, Sukhothay (adorei esta) Chiang May e Pai, depois voltei a Banguecoque. Gostei de todas mas principalmente de Sukhothay, é uma cidade cheia de história, bem organizada, limpa, barata e em Maio com muito pouca gente, gostei bastante de Pai também, não pela pequena vila que é engraçada mas é 100% turística mas principalmente pela área envolvente, quedas de água, florestas, montes, muita natrueza…

Fica aqui um pequeno video de Sukhothay:

 

EU quero fazer toda a Indochina, mas estou a pensar em fazer de mota, agora como é a época das monções e já tive alguns dias de muita chuva pela Tailândia decidi fugir desta zona por uns meses e voltei para a loucura da Índia, eu sei que aqui a época é de monções também e por causa disso tive uma má experiência na chegada a Delhi, voei por +/- 180€ entre Banguecoque e Delhi, comprei o bilhete um dia antes no site da Indego, o voo foi de quase quatro horas, mas os últimos 30/40 minutos foram assustadores, bastante mau tempo em Delhi, vento, três horas da atrde e parecia de noite, o avião abanou muitas vezes forte, as vezes parecia que descia bastante rápido e fazia bastante barulho, depois volta a estabilizar, para piorar a situação ficamos em espera quase vinte minutos pela nossa vez de aterrar, ou seja, andamos ás voltas no meio da tempestade, algumas pessoas gritaram eu ia simplesmente agarrado ao banco da frente e a tremer… Foi sem dúvida a pior experiência em aviões, sei que acontece muitas vezes, sei que muitas, muitas vezes e bem pior e sei que estava tudo controlado mas quando lá estamos em cima sentimos um sentimento de impotência que nos leva a pensar tudo, é engraçado que no inicio do meu voo o rapaz ao meu lado, dizia-me que tinha medo de andar de avião, ao que eu respondi que adorava… Acho que continuo a adorar, mas fico feliz por não os usar por uns tempos.

Agora estou em Delhi e hoje de noite vou partir para Dharamsala, fico por lá uns dias e depois sigo mais para norte.

 

Sobre estes quatro meses só tenho a dizer que tem estado a ser muito melhor do que imaginei, viajar é qualquer coisa de outro mundo, aprender, partilhar, ensinar, conhecer, viver…

 

Espero que todos consigam concretizar as vossas viagens,

 

Beijos e abraços,

 

Fábio

https://www.facebook.com/fabioinaciofotografia

http://walkingaroundphotography.blogspot.pt

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oláaaaa

 

Como disse no último post voltei para a India, voltei a aterrar em Delhi e fiquei uns dias com um amigo de couchsurfing, no total já fiquei mais de duas semanas em casa dele, depois segui uns dias para Daramshala, local onde vivem muitos refugiados do Nepal e o próprio Dalai Lama, é um local bastante turístico, muito yoga, meditação, música, droga, israelitas, sim, israelitas acho que posso dizer que mais de 50% dos turistas aqui eram de Israel, perguntei a alguns qual a razão e todos diziam o mesmo, depois da escola todos têm de ir para a tropa, mulheres 2 anos e homens 3, depois disso todos vão viajar, India e América do Sul são os destinos, até os restaurantes têm comida Israelita. Depois fui para Manali uns dias que fez a ponte entre Daramshala e Leh. De Manali a Leh são 20 horas de mini-bus e são 20 horas de doidos, sobe desce montanha, estradas sem nenhuma segurança e sempre o mesmo condutor em que paramos no total 1 hora. Achei Leh bastante parecido com Daramshala ainda para mais era a altura do Kalachacra, de 1 a 14 de Julho todos os dias mais de cem mil pessoas assistiram aos ensinamentos do Dalai Lama, cheguei a Leh as 11 da noite doente devido ao choque de altitude e ao frio que apanhei na viagem, sim fui em calções e t-shirt, Leh é um local quente mas em viagem andamos por montanhas a cinco mil metros de altitude e estava mais fresquinho Devido ao Kalachacra e ser 11 da noite foi dificil encontrar guest house livre, quase duas horas depois encontrei uma, cama de pedra, toda suja e sem casa de banho, lá fiquei mas não consegui dormir por estar doente, ou seja, duas noites sem dormir, de manhã fui procurar outro lugar e encontrei mais barato e mil vezes melhor, fui ao médico e uns dias depois estava novo para ir fazer um trek, 8 dias de Rumtse a Tsomori ri lake, todos os dias andar entre 5 e 6 horas, sobe e desce montanha, o máximo foi 5600m e depois acampar, bastante frio de noite, quase sempre bom tempo de dia, fui mais dois rapazes, franceês e alemão, o guia, o tratador de cavalos e o cozinheiro, nesta altura foi mais caro e difícil encontrar pessoal porque todos estavam a assistir ao Kalachacra, eu só lá fui um dia para ver o Dalai Lama e gostei de algumas coisas que ele disse que costumo seguir na minha vida: "Mais importante do que qualquer religião é o respeito e ajudar as pessoas, caso não seja possível ajudar, pelo menos não magoar" eu sou Cristão mas não acredito na igreja, mas muito mais que religião acredito na partilha, respeito, amor, acho que estes valores são realmente importantes epois acho que cada um é livre para seguir os ideais que quiser.

Fiz anos dia 18 de Julho e aluguei um taxi a meias com um dinamarquês, pai e filho checos e um casal de polacos, durante 3 dias e duas noites fomos até um vale chamado Nubra, é um vale gigante que vai até perto do Paquistão, eles disseram que o fim do vale antigamente pertencia mesmo ao Paquistão, não sei se sim, se não. É uma zona lindíssima que tem montes, lagos, rio, deserto, camelos, pequenas vilas... Os outros dias foram passados a conviver em Leh com pessoal de todo o mundo sempre com os Israelitas a dominar.

Viagem de 20 horas até Manali e mais umas quantas até Delhi, tudo seguido, mais uns dias na casa do meu amigo em Delhi e mais umas horas de viagem até ao Nepal. Antes do Nepal tenho de contar mais uma história de susto tipo a do avião no meu último post, isto acontece a 90% das pessoas que fazem a viagem Manali-Leh e a quem anda de taxi nos montes de Ladakh. A estrada que liga estas duas cidades é quase sempre feita em montes, grande parte em estradas de chão e alguma parte em alturas de 3, 4 ou 5000 metros, sempre á beira do precipício, quem vai do lado do precipício não vê a estrada pelo vidro por a estrada ser tão curta, principalmente me ultrapassagens e quando vai um carro em diferente direcção. Ou seja para Leh fui sempre com o coração nas mãos, mas de volta foi pior porque o piloto pensava que estava a participar no mundial de ralis, uma das raparigas israelita que ia comigo depois de pedir a ele três vezes para ir mais devagar começou a chorar, uma indiana vomitou e outra ia ajoelhada no meio do corredor agarrada aos bancos, todos dissemos várias vezes para ir com calma mas parecia que ele percebia o contrário, a verdade é que eles conduzem bastante bem sem dúvida, mas as coisas não acontecem só aos outros e existem vários factores, são 20 horas de carro em que só se para uma hora no total, estradas sem condições, outros condutores doidos pelo caminho, e a droga, sim, não tenho dúvida que eles metem alguma coisa, estão sempre bastante eléctricos. Mas correu tudo bem e agora quando me lembro começo a rir, mas na altura queria era chorar, já falei com várias pessoas e antes de eu contar a minha história a deles era semelhante, para verem os 5 que partilharam o taxi comigo no Nubra Valley para lá foram de carro e para Delhi voltaram todos de avião, os checos na ida para Leh capotaram o carro, mostraram fotos, e sorte que foi num local em que não estavam no topo do monte, os polacos a rapariga fez a viagem toda a chorar e o dinamarquês em viagem prometeu a ele mesmo que mesmo que o voo de regresso para Delhi fosse muito caro ele não ia voltar de carro. Existem outras maneiras menos perigosas, fazer em dois ou três dias, existe a opção de dormir pelo caminho e não é muito mais caro, também existe a opção de mota, que sem dúvida me parece a melhor e quando voltar é o que vou fazer, Ladakh é lindo e quero mesmo voltar, de mota podemos parar quando quiser, podemos conduzir junto ao monte, vamos na velocidade que queremos, é muito mais liberdade. Esta estrada é considerada uma das mais perigosas do mundo, a primeira acho que é na Bolivia mas não sei se vou experimentar

Como já disse agora estou no Nepal, vim até cá para renovar o visto e visitar umas aldeias, foi o que fiz e depois vim para Pokhara onde fiz 5 dias voluntariado, foi sem dúvida perfeito, estive num orfanato a cortar mato, ajudar na cozinha, ir buscar os miúdos na escola, ajudar nos trabalhos e claro brincar ao máximo, tentei dar tudo o que tinha mas sem dúvida recebi muito mais do que o que dei, ver os sorrisos deles é incrível e receber aquele amor todo, se quiserem podem ver o video aqui:

 

Agora vou até Katmandu mais uma vez e depois ou sigo para uma pequena vila ainda no Nepal ou volto para a India e vou até Goa...

 

Boas viagens a todos

Fábio

 

_________________

www.fabioinacio.com

www.facebook.com/fabioinaciofotografia

http://apa-tvedras.blogspot.com/

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fábio você está gastando quando em média por dia ??

 

E se possível coloque seu roteiro atualizado e a previsão de gasto como um todo.

 

E boa sorte no resto da tua viagem.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá, Fábio!

A curiosidade sobre os valores tb é uma dúvida minha, pois eu não tenho noção...e acredito que vc tenha estudado calculado alguma média de gastos por dia, semana ou mês.

 

Agradeço se puder compartilhar conosco.

 

Ana Carolina

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá a todos…

 

os valores dependem sempre de país para país, por exemplo é impossível gastar o mesmo na Índia e na Tailândia, eu em média estou a fazer 500 dólares por mês, durmo em couchsurfing, fiz voluntariados e fico sempre em hosteis baratos, raramente vou a restaurantes porque a comida de rua apesar de ser mais barata é muito mais saborosa.

 

Se tiverem alguma dúvida que pretendam que responda mais rapidamente podem sempre enviar para o meu mail…

 

[email protected]

 

 

Deixo aqui um video que fiz sobre o meu ano de 2014 com algumas imagens da Ásia, espero que gostem…

 

 

O melhor do mundo para vocês todos,

 

Fábio

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Nossa fabio show de bola,adorei o video e toda a tua aventura pelo mundo,gostaria de muito de saber por alto em quanto ficou o valor de toda essa viagem.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...