Ir para conteúdo
Glauco Miranda

Julho/Agosto 2014: 3 Países, 18 Dias! :D

Posts Recomendados

Novo aqui, tá gente? E morrendo de medo de falar bobagem! ::mmm:

Sempre viajei para congressos pelo Brasil com pouca grana e uma bagagem salva vidas, pra não passar perrengue na viagem. ::prestessao::

Agora resolvi encarar o desafio de mochilar por aí. Estou elaborando, baseado em vários roteiros e relatos de viagens

aqui do mocilheiros.com um roteiro para um grupo de 5 amigos, passando por esses três países, saindo de Cáceres - MT, cidade onde moro.

De lá, partimos para San Matias e só então seguimos para Santa Cruz.

Nossa meta é fazer uma viagem de 18 dias, pelos três países, com foco em Machu Picchu, querendo passar por Arica para molhar os pés no pacífico (meu sonho ::otemo:: ).

 

Ainda não me embrenhei no desafio de fazer o orçamento e checar valores, mas queremos fazer isso com 2.000 reais.

Já encontrei relatos e roteiros em que isso é possível.

 

Enfim, estou meio ansioso, mas tenho lido muito sobre todos os destinos.

Minha dúvida é: vocês acham que vale mesmo a pena visitar Sucre e Potosí, com um itnerário apertado assim? Estou pensando em cortar esta parte da viagem, ir direto até Arica por Oruro, conhecer Nazca e seguir para Cuzco, para visitar a "montanha velha" (Machu Picchu). A propósito, como estão os preços por lá ?

 

ATUALIZADO: Potosí rodou! Segue nosso roteiro, dia a dia (O que acham?):

 

Dia 01 – Cáceres (MT) – San Matías – Santa Cruz (Saída de Cáceres bem cedo, dormir em Santa Cruz).

Dia 02 – Santa Cruz (Saída para Sucre no final do dia)

Dia 03 e 04 – Sucre (Saída para Uyuni no final do 4º dia)

Dia 05 – Uyuni (Saída para Oruro de Trem à noite)

Dia 06 – Oruro. Chegada pela manhã para pegar ônibus para Arica (Chegada à noite)

Dia 07 – Arica - Conhecer a cidade, subir o mirante, ver o pôr do sol no pacífico (Partir para Tacna à noite);

Dia 08 – Tacna. Chegada cedo, pegar o ônibus para Arequipa;

Dia 09 – Chegada de madrugada em Arequipa para passar o dia (Saída à noite para Cuzco);

Dia 10 – Chegada à Cuzco pela manhã, conhecer a cidade e se alojar (City Tour);

Dia 11 – Tour arqueológico, terminando em Ollantaytambo, pegar o trem pra Aguas Calientes e dormir lá;

Dia 12 – MACHU PICCHU (Dormir em Aguas Calientes)

Dia 13 – Saída de Aguas Calientes para Cuzco BEM CEDO, comprar passagens e partir para Puno, com destino a Copacabana (Dormir lá);

Dia 14 – Copacabana. Saída BEM CEDO para La Paz. Almoçar em La Paz, andar pela Cidade, conhecer a night;

Dia 15 – Conhecer La Paz pela manhã, sair para Cochabamba após o almoço. Chegar em Cochabamba à noite e pernoitar;

Dia 16 – Cochabamba. Conhecer a cidade e sair à noite para Santa Cruz;

Dia 17 – Santa Cruz. Passar o dia lá e sair para San Matías à noite;

Dia 18 – San Matías. Chegada de manhã. Saída para Cáceres no primeiro ônibus.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi,

 

tem uma cidade por dia no seu roteiro, está muito apertado e cansativo. No começo tem três noites seguidas em ônibus/trem e os transportes na Bolívia são bem desconfortáveis e não dá para descansar. Acho que deveria pensar nos lugares que mais quer conhecer e tentar ir com mais clama para dar tempo de ver melhor as coisas.

 

Tem que ter margem também para imprevistos. Quando estive por lá, tive que rever meus planos pois a estrada para Copacabana estava fechada e ninguém se dispunha a levar lá. Na Bolívia são comuns protestos que fecham estradas então não é bom contar com tudo tão cronometrado assim: pega ônibus a noite chega numa cidade de manhã, "conhece" o lugar e vai embora à noite.

 

Um roteiro tão apertado vai ser muito cansativo e esse cansaço pode ser agravado por causa da adaptação à altitude. Não subestime os efeitos da altitude, é muito comum sentir seus efeitos e, se isso acontecer, vão ter que ir mais devagar, o que pode frustrar os planos de conhecer alguma cidade já que estão prevendo pouquíssimo tempo em cada uma delas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

ola pauloroco,

 

mas é viável tacna-arica-oruros? mesmo que com mais dias intercalados?

qdo vc foi? há maneira de prever se a estrada para copacabana está fechada?

valeu ;)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Estive lá em 2011. A questão da estrada fechada não tem como saber, já que são protestos, quis mostrar o que ocorreu comigo para que tivesse ideia de que podem ocorrer imprevistos e, por isso, é bom não estar com o roteiro tão apertado.

 

Com relação a Tacna-Arica-Oruros, é viável sim. O que quis dizer é que o roteiro está apertado, não que seja inviável percorrer tudo isso. Tem que ter em mente que uma coisa é a mera viabilidade de horários, o simples dar tempo de ir de um lugar ao outro, outra coisa é a viabilidade de poder ter prazer e se divertir com a viagem, o que fica mais complicado com o excesso de deslocamentos. Por exemplo, se for passar todas as noites em ônibus, que horas vão se divertir, tomar uma cerveja, essas coisas? Entendeu o ponto?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Paulo, obrigado pelas dicas. Eu havia me preocupado com isso também. Estou planilhando gastos com passagens e hospedagens, e acho que até o final do levantamento vou encontrar soluções para

essas questões. Valeu pelas dicas.!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×