Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
gabrielopeck

Mochilando sem dinheiro

Posts Recomendados

Olá. Queria muito a ajuda de vocês porque realmente não tenho pessoas que entendem disso e nem comento essas coisas com a minha familia porque pra eles é loucura, enfim. Quero fazer um mochilão passando por punta del este, montevideo, buenos aires e santiago porém tenho pouco dinheiro, quero sair de casa logo e esse é o motivo da falta de grana porque tive essa ideia mês passado, to com R$400 pra chegar lá(já tenho barraca e mochila cargueira). Eu sei que é até meio ridículo falar sobre uma viagem dessas com esse tanto de dinheiro mas PRA MIM essa vai ser a graça dessa aventura, se não eu iria direto. Queria saber se vocês podem me ajudar com dicas de como conseguir dinheiro em cada cidade. Uma das minhas ideias é eu tocar violão e cantar nas praças de cada cidade(já que eu sei fazer isso) só pra conseguir a grana pra comida e estadia(em camping) de cada dia, mas será que da dinheiro isso? Será que eu conseguiria, falando de reias, uns R$70 por dia? Qual outra coisa fácil que eu poderia fazer pra ganhar dinheiro?

 

Também queria saber se vocês sabem os meios mais baratos de transporte pra ir de Curitiba até punta del este e de buenos aires até santiago, quanto custa? quais as empresas que fazem esses trajeto? Pode ser terrestre mesmo!

Algum de vocês já passou algum tempo grande no chile? trabalhou lá? será que é dificil um brasileiro conseguir um emprego por lá? nem que seja em um fast food. Li que os impostos lá são 50/60% mais baixos que daqui, isso é verdade? O custo de vida lá é mais barato? Alguém sabe alguma lista que fale tipo, quanto custa uma pizza lá, um fast food, aluguel, compras, carro, etc?

 

Gostaria realmente do máximo de informações sobre esse trajeto e como eu não ficar passando necessidade por lá uehuue

 

Muito obrigado a todos que ajudarem!! :)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É foda ter vontade de viajar e não ter grana suficiente né não?! :cry:

 

Mas p economizar uma grana vc pode ir pedindo caronas, pedir p acampar no quintal da pessoas(é difícil conseguir, mas é uma ideia e tem pessoas que arriscam e conseguem), pode tbm tentar trabalhar em algum hostel em troca de comida e cama, conheci uma mulher da Alemanha que trocou emails com o dono de um hostel em Pucon e ia passar um mês lá, trabalhando 6 horas por dia em troca de comida e estadia, mas tem tbm pequenos bares e restaurantes que oferecem trabalho p estrangeiros, é legal da uma pesquisada sobre isso, sei q tem um site especifico onde oferecem esses tipos de trabalho, mas não lembro o nome agora e não to no meu compu, qndo fui p BsAs agora em Janeiro vi uma plaquinha em uma loja procurando estrangeiros p trabalhar lá, tem tbm o couchsurf que é bem legal e vc pode ficar num 'sofá' de alguém na cidade que estiver sem pagar nada, dá uma pesquisada e boa viagem!

 

Viajar com 400 contos é bem difícil viu, mas não é impossível, li um tempo atras de um carinha que viajou um tempo gastando 1 euro por dia então tudo é possivel rs

 

eta: aqui esta uma matéria sobre o carinha que viajou com 1 euro por dia http://www.hypeness.com.br/2013/11/conheca-o-jovem-que-fez-uma-volta-na-europa-gastando-um-euro-por-dia/ ::cool:::'> 8)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Etâ vontade difícil de controlar, quando os pés coçam é complicado :D

Na minha opinião não é impossível, loucura por loucura acho que é trabalhar o mês inteiro, receber o salário pagar um monte de imposto, um monte de contas, tudo sem retorno algum, simplesmente pra sobreviver.

Mas vamos lá, antes de mais nada, se tiver um bike vale a pena pedalar. Não é uma volta ao mundo e as estradas em sua maioria são boas, só com transporte já economizaria muito e não dependeria de carona alguma. Caso a bike não seja uma ideia viável pra vc, no seu lugar, compraria uma passagem de ônibus até a cidade de Rio Grande/RS, pegar carona antes disso não acho muito fácil/seguro.

Estando em Rio Grande já fica bem mais fácil, Ficando na entrada da cidade, com toda certeza consegue uma carona pra atravessa a Reserva do Taim e chegar no Chui, divisa Brasil/Uruguay. Ali atravessaria a aduana uruguaia a pé, seguiria um pouco mais pra frente e começaria a pedir carona.

No Brasil não se dá, nem se pede muito carona pelo fato da insegurança que vivemos e também por o backpacker (mochilismo) ser um negócio que ainda não é muito popular nem bem visto por muitos. Mas nos outros países aqui da região isso é muito normal, inclusive vai enfrentar concorrência!

Do Chuy (logo após a divisa) até a região de Punta, vai ter muuita gente sempre viajando "a dedo", que é como eles chamam pedir carona. É muito normal e as pessoas costumam ajudar (eu inclusive!), chega-se a se ver famílias com mochilas cargueiras nas costas pedindo carona.

Estando fora do Brasil ai por mais que tenha feito planos vai depender muito do dia a dia, de onde vai estar, como as coisas estão transcorrendo, como estará se saindo fazendo teu som nas praças, se e quanto isso estará rendendo... a partir do momento que sair da zona de conforte e segurança ai é tudo muito imprevisível, no máximo pode ter em mente um destino, que no caso é Santiago no Chile.

 

Uruguay, Argentina e Chile são muito bem servidos de campings, muitos com ótima estrutura e preços bons. Muitas vezes vai conseguir acampar em qualquer lugar, seja uma praia, uma pastagem... Mas em Buenos acho mais difícil ficar em um camping, que será longe da cidade o que dificultará o deslocamento e tals, então provavelmente o melhor seria optar por hostel e de preferencia já ir pegando uns contatos na internet e ir trocando e-mail, se poderiam disponibilizar umas noites em troca de serviços.

O verão está acabando, então tb vá preparado pra chuva (tanto tempestades quanto inúmeros dias de chuva) e frio.

Dê uma olhada nessa lista de campins, pode ajudar:

 

http://nossoguiadecampings.blogspot.com.br/p/lista-de-campings-ja-visitados.html

 

Como seus recursos existentes já são bem reduzidos e pra não ficar na expectativa de ganhar dinheiro tocando e acabar passando perrengue também recomendaria conhecer um pouco o couchsurfing, uma forma de reduzir ainda mais os gastos no que diz respeito a hospedagem (e muitas vezes conseguir além de uma cama, alimentação free). Pra quem viaja da maneira que vc busca acho que o CS faz muita diferença. Segue uns links pra dar uma olhada e ir se ligando em como as coisas funcionam:

 

https://www.facebook.com/groups/cslatinamerica/ Nesse grupo do Facebook vc pede pra entrar e vai trocando ideia com o pessoal, coloca lá a cidade onde quer se hospedar e veja quem se oferece pra dar couch.

 

https://www.couchsurfing.org/ Esse é o site oficial do CS mundial, nele você se cadastra (gratis) e ai procura pessoas cadastradas que oferecem coach. Ali cada um já mais ou menos descreve o que pode oferecer, por quanto tempo, essas coisas, o que economiza um tempo.

 

Não conheço nomes específicos, mas sei que principalmente na Argentina, algumas vinícolas trocam poucos dias de hospedagem por serviços, só não sei se isso vale o ano inteiro, mas é de se pesquisar.

 

Pra fazer dinheiro em viagens, existem algumas opções, tudo vai depender das suas possibilidades. Como já foi dito, pode arrumar uns freela em hostel, garçom, artesanato, chapa de caminhão (principalmente perto de postos de combustível) comprar pra revender bebidas na praia, lavação de carro...

Se você viajar com acesso a internet também pode vender coisas de lá pro povo daqui através de rede social, ML, essas coisas (artigos de bebe, roupa, calçado, artesanato local) tudo na base da encomenda.

 

Enfim, já escrevi horrores, qualquer coisa, chama ai que vamos conversando! E desejo sorte mesmo!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
É foda ter vontade de viajar e não ter grana suficiente né não?! :cry:

 

Mas p economizar uma grana vc pode ir pedindo caronas, pedir p acampar no quintal da pessoas(é difícil conseguir, mas é uma ideia e tem pessoas que arriscam e conseguem), pode tbm tentar trabalhar em algum hostel em troca de comida e cama, conheci uma mulher da Alemanha que trocou emails com o dono de um hostel em Pucon e ia passar um mês lá, trabalhando 6 horas por dia em troca de comida e estadia, mas tem tbm pequenos bares e restaurantes que oferecem trabalho p estrangeiros, é legal da uma pesquisada sobre isso, sei q tem um site especifico onde oferecem esses tipos de trabalho, mas não lembro o nome agora e não to no meu compu, qndo fui p BsAs agora em Janeiro vi uma plaquinha em uma loja procurando estrangeiros p trabalhar lá, tem tbm o couchsurf que é bem legal e vc pode ficar num 'sofá' de alguém na cidade que estiver sem pagar nada, dá uma pesquisada e boa viagem!

 

Viajar com 400 contos é bem difícil viu, mas não é impossível, li um tempo atras de um carinha que viajou um tempo gastando 1 euro por dia então tudo é possivel rs

 

eta: aqui esta uma matéria sobre o carinha que viajou com 1 euro por dia http://www.hypeness.com.br/2013/11/conheca-o-jovem-que-fez-uma-volta-na-europa-gastando-um-euro-por-dia/ ::cool:::'> 8)

 

 

Olá!

Eu estava pesquisando exatamente sobre caronas agora pouco. Minha ideia era pegar uma carona em Curitiba até Porto Alegre. O que você acha? Será que consigo? Depois de Porto Alegre sentido Uruguai fica mais fácil né? Na Argentina é fácil será?

 

Irada a história do Diogo Bhovan!! Espero que eu tenha o mesmo final haha :D

 

Muito obrigado pelas dicas, valeu mesmo!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Etâ vontade difícil de controlar, quando os pés coçam é complicado :D

Na minha opinião não é impossível, loucura por loucura acho que é trabalhar o mês inteiro, receber o salário pagar um monte de imposto, um monte de contas, tudo sem retorno algum, simplesmente pra sobreviver.

Mas vamos lá, antes de mais nada, se tiver um bike vale a pena pedalar. Não é uma volta ao mundo e as estradas em sua maioria são boas, só com transporte já economizaria muito e não dependeria de carona alguma. Caso a bike não seja uma ideia viável pra vc, no seu lugar, compraria uma passagem de ônibus até a cidade de Rio Grande/RS, pegar carona antes disso não acho muito fácil/seguro.

Estando em Rio Grande já fica bem mais fácil, Ficando na entrada da cidade, com toda certeza consegue uma carona pra atravessa a Reserva do Taim e chegar no Chui, divisa Brasil/Uruguay. Ali atravessaria a aduana uruguaia a pé, seguiria um pouco mais pra frente e começaria a pedir carona.

No Brasil não se dá, nem se pede muito carona pelo fato da insegurança que vivemos e também por o backpacker (mochilismo) ser um negócio que ainda não é muito popular nem bem visto por muitos. Mas nos outros países aqui da região isso é muito normal, inclusive vai enfrentar concorrência!

Do Chuy (logo após a divisa) até a região de Punta, vai ter muuita gente sempre viajando "a dedo", que é como eles chamam pedir carona. É muito normal e as pessoas costumam ajudar (eu inclusive!), chega-se a se ver famílias com mochilas cargueiras nas costas pedindo carona.

Estando fora do Brasil ai por mais que tenha feito planos vai depender muito do dia a dia, de onde vai estar, como as coisas estão transcorrendo, como estará se saindo fazendo teu som nas praças, se e quanto isso estará rendendo... a partir do momento que sair da zona de conforte e segurança ai é tudo muito imprevisível, no máximo pode ter em mente um destino, que no caso é Santiago no Chile.

 

Uruguay, Argentina e Chile são muito bem servidos de campings, muitos com ótima estrutura e preços bons. Muitas vezes vai conseguir acampar em qualquer lugar, seja uma praia, uma pastagem... Mas em Buenos acho mais difícil ficar em um camping, que será longe da cidade o que dificultará o deslocamento e tals, então provavelmente o melhor seria optar por hostel e de preferencia já ir pegando uns contatos na internet e ir trocando e-mail, se poderiam disponibilizar umas noites em troca de serviços.

O verão está acabando, então tb vá preparado pra chuva (tanto tempestades quanto inúmeros dias de chuva) e frio.

Dê uma olhada nessa lista de campins, pode ajudar:

 

http://nossoguiadecampings.blogspot.com.br/p/lista-de-campings-ja-visitados.html

 

Como seus recursos existentes já são bem reduzidos e pra não ficar na expectativa de ganhar dinheiro tocando e acabar passando perrengue também recomendaria conhecer um pouco o couchsurfing, uma forma de reduzir ainda mais os gastos no que diz respeito a hospedagem (e muitas vezes conseguir além de uma cama, alimentação free). Pra quem viaja da maneira que vc busca acho que o CS faz muita diferença. Segue uns links pra dar uma olhada e ir se ligando em como as coisas funcionam:

 

https://www.facebook.com/groups/cslatinamerica/ Nesse grupo do Facebook vc pede pra entrar e vai trocando ideia com o pessoal, coloca lá a cidade onde quer se hospedar e veja quem se oferece pra dar couch.

 

https://www.couchsurfing.org/ Esse é o site oficial do CS mundial, nele você se cadastra (gratis) e ai procura pessoas cadastradas que oferecem coach. Ali cada um já mais ou menos descreve o que pode oferecer, por quanto tempo, essas coisas, o que economiza um tempo.

 

Não conheço nomes específicos, mas sei que principalmente na Argentina, algumas vinícolas trocam poucos dias de hospedagem por serviços, só não sei se isso vale o ano inteiro, mas é de se pesquisar.

 

Pra fazer dinheiro em viagens, existem algumas opções, tudo vai depender das suas possibilidades. Como já foi dito, pode arrumar uns freela em hostel, garçom, artesanato, chapa de caminhão (principalmente perto de postos de combustível) comprar pra revender bebidas na praia, lavação de carro...

Se você viajar com acesso a internet também pode vender coisas de lá pro povo daqui através de rede social, ML, essas coisas (artigos de bebe, roupa, calçado, artesanato local) tudo na base da encomenda.

 

Enfim, já escrevi horrores, qualquer coisa, chama ai que vamos conversando! E desejo sorte mesmo!

 

 

Simmm! Ta ficando incontrolável a vontade e não da mais pra esperar juntar mais dinheiro ::hahaha::

 

Postei há um tempo no meu facebook exatamente o que você falou, não quero viver uma vida igual a da maioria, ir dormir todos os dias preocupado com as contas, trabalho, rotina... Quero viver cada dia como se fosse o ultimo, aproveitando o máximo e conhecendo nas pessoas e culturas e não quero perder tempo!

 

Olha, MUITO útil todas as informações que você me passou, a maioria eu não sabia. A ideia da bike achei muito boa, eu ia ir com meu longboard(sou longboarder também) já fiz uma viagenzinha com ele de Curitiba até Fazenda Rio Grande e eu estava pensando em percorrer pequenas distancias com ele mas a bike é melhor né? O problema é a manutenção acho, estourar pneu no meio da rua, sei lá... A bike que eu tenho é uma normal, não é aquelas específicas pra esportes e tal, será que rola? Será que eu conseguiria carona com bike também?

 

Com relação a hospedagem: Em santiago eu vou arrumar um emprego. Não lembro se perguntei já mas pra estrangeiro é fácil será? Mandei currículo para algumas empresas lá que estão procurando no www.chiletrabajos.cl/‎ e nenhuma respondeu e eram empregos ou temporários ou fast food só pra eu juntar uma grana. E durante a viagem minha ideia é ir entrando em meio as matas no meio dos caminhos e armar um acampamento pra descansar, dormir e continuar no dia seguinte. Será que é seguro?

 

Olha, nem sei como te agradecer pelas informações... MUITO OBRIGADO MESMO!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Então Man, até existem alguns grupos no Facebook sobre carona, aqui no Mochileiros.com tb tem uma área pra quem procura/oferece carona, dessa forma talvez consiga ir a dedo de Curitiba pro sul, mas parar na beira da estrada e esticar o dedão, com a realidade que vivemos aqui eu pelo menos não o faria.

Quanto a ir de bike é uma ideia útil pra quem vai controlando os custos, a manutenção é de boa, coloca uma corrente e uns pneus novos o resto é tranquilo, não sobrecarrega as costas, tem liberdade de deslocamento... Dá uma lida na internet em cicloviagens, vai poder tirar boas estratégias pra tua aventura.

 

http://giramerica.imontanha.com/

 

Dá uma lida nesse Giramérica, a Carol que saiu do interior de SP chegou no Ushuaia agora, tava desde Agosto pedalando, acampando, se hospedando muitas vezes através de coach, vida bem de boa, viajando ao custo de cerca de R$ 50 por dia.

 

Outro projeto legal é o Custo Zero:

 

http://canaloff.globo.com/programas/custo-zero/videos/index.html

 

Os caras rodaram o Uruguay, pegando onda, acampando, arrumando uns freela pra descola um dinheiro e tão ai.

Os videos do ano passado são eles pedalando com as pranchas amarradas na bike. Assiste alguns e vê quais idéias podes adaptar pra ti.

 

A custo realmente zero é difícil, principalmente sem passar perrengue, mas da pra viajar de forma bem barato, principalmente por países vizinhos como é o caso.

Carona com bike sinceramente é um pouco mais difícil, porque obviamente exige um carro um pouco maior, caminhonete, ou um caminhão, mas rola sim e sinceramente acho que dificilmente precisará.

 

Quanto a trabalho, pra estrangeiro, acho que não adianta procurar em sites de emprego enquanto vc ainda está aqui.

Primeiro pq eles devem estar buscando funcionário pra logo e na forma como pretende ir vai levar algumas semanas no minimo, outra pq vc vai entrar nos países como turista, então não vai ter visto pra trabalha e no Chile as coisas funcionam bem mais certinhas que no Brasil. Então nesse ponto tem que ter em mente já algo pra ir descolando um dinheiro (que no seu caso tem a ideia de toca um som) e quando chegar lá ai sim ir procurar uns freela pra fazer. É mais fácil o empregador contratar um cara que ta na porta dele, e quer simplesmente um dinheiro em troca de serviço por uns poucos dias pra poder seguir viagem, do que alguém que ainda vai vir, que não tem data 100% certa pra chegar, não tem onde ficar, essas coisas.

 

A intenção de acampar na beira de estrada, com atenção na escolha do lugar, pra passar apenas uma noite não vejo problema.

Mas o melhor é sempre buscar um camping ou acampar em parques florestais, nas praias, onde poderá muitas vezes encontrar mais gente acampando, principalmente se for passar mais de um dia, como em dias de tempo ruim. muitos campings inclusive possuem wi-fi ::lol4::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá!

Eu estava pesquisando exatamente sobre caronas agora pouco. Minha ideia era pegar uma carona em Curitiba até Porto Alegre. O que você acha? Será que consigo? Depois de Porto Alegre sentido Uruguai fica mais fácil né? Na Argentina é fácil será?

 

Irada a história do Diogo Bhovan!! Espero que eu tenha o mesmo final haha :D

 

Muito obrigado pelas dicas, valeu mesmo!

 

Então, não sei se rola pq só peguei carona em São Thomé e no Maranhão ... vc conhece a Aline Campbell do projeto Open doors? https://www.facebook.com/opendoorsalinecampbell?fref=ts

 

ou a Pãmella do 100 dinheiro, 100 frescura e 1000 destinos? https://www.facebook.com/100Dinheiro100FrescuraE1000Destinos?fref=ts

 

elas viajam pelo Brasil e ja foram p alguns lugares do mundo nesse esquema de carona, acho que vc poderia mandar uma msg p elas e conversar direito, pegar dicas e tal, sei que a Aline conversa bastante com a galera por msgs e ja ajudou um carinha que decidiu se jogar e esta agora na chapada diamantina.

 

me falaram que no Uruguai é super facil conseguir caronas, mas ainda num fui p lá rsrs ::otemo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É verdade, fora do país é mais fácil do que aqui pra pegar carona e a dica da Susb é boa, já troquei umas ideias com a Aline, menina doidinha e super gente boa, procura no Face e conversa com ela, ou melhor, com as duas :)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa noite Gabriel,

 

apesar de ter te encontrado num site onde a maioria tem o mesmo intuito, que eh fazer um mochilao, eh dificil alguem que queira se lancar sem grana e trabalhar a troco de estadia, comida, e alguns trocados. teu pensamento se assemelha ao meu cara, e to prestes a me largar na estrada tambem... to trampando no momento aqui onde moro mesmo, no oeste de SC (Joacaba) e pretendo me mandar pelo Brasil a fora primeiramente, nao tenho planos e pretendo nao planejar o trajeto. acho que a unica coisa que tem que ser planejada eh a saida de casa, mas isso nao eh muito dificil pra quem ja passou 1 ano na Tailandia! vou pegar um busao aqui e ir ate curitiba, onde tenho um primo morando, pretendo ficar uns 2 dias la ate arrumar uma carona que esteja subindo sentido SP/MG.. a partir dai, o roteiro fica a merce do decorrer da viagem, bicos aqui e ali, caronas e mais caronas, conhecendo lugares e pessoas e caminhando a margem da sociedade.

gostei da tua ideia cara, e acho que se tens vontade, mete o pe e vai na fe!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oí galera!soe argentina,moro en floripa desde janeiro,ahora en agosto tengo bondade de ir a ecuador,maís de carona y con poco dinheiro,voe solzinha si algueim tem a misma ideia o quiere facwr companhia un trechose pone en contacto conmigo! La idea es ir por bolivia y eru mais ainda no tengo ruteio definido,es sin tiempo!obrigada misma aqui dejo mi fbk https://www.facebook.com/paula.seru1?ref=tn_tnmn

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se tudo der certo entre Agosto e Setembro/2015 estarei sozinha, indo realizar o grande sonho (loucura) de mochilar por ai, a grana tá bem curta e não tenho prazo para voltar, vou ficar até quando a grana deixar, e se eu conseguir mais alguns trocados pelo caminho, vou ficando !! O foco é Bolívia, chile, Peru e Argentina, quase sem grana e pelo máximo de tempo que eu conseguir.. alguém se anima?! me adc no whats 11 9598-03311

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa tarde amigo , eu costumo viajar sem dinheiro faço minhas rota apé , tudo que preciso é uma tenda, roupa , travesseiro, o tennis apropriado e musculos, o resto eu traço no gps e vou embora, para onde vc vai eu n tenho noçao se precisa pagar travessiao u da pra ir apé mesmo sendo dias de caminhada,

Bom, do RJ ao Paraná consigo ir com menos de 200 reais isso sem pagar transporte nenhum, so gasto comida, aonde eu vou depende simplesmente da minha vontade.

 

se serve de ajuda pesquise se há rotas a pé e veja quanto tempo dura..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

Entre para seguir isso  

×