Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Facas... Qual comprar?


Posts Recomendados

  • Membros de Honra

Submarcos, não há empecilho legal algum para DESPACHAR uma lâmina na mala. Só não pode entrar com ela na cabine, ou seja, como bagagem de mão, não rola.

Cold Stell é bom, mas não acredite piamente em tudo o que a net, especialmente em testes claramente armados, mostram, especialmente quanto à aparente facilidade de tudo isso. Arremesso de facas é extremamente técnico.

E não é só isso. Tem muuuuuita coisa boa aqui.

A já famosa bowie do André Miranda é feita aqui, acho que pelo Jean Calegari (confirma, Miranda???).

http://www.callega.com

Veja os vídeos....

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 4k
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

Rmcolpani,   Pronto, com esta "inocente" dúvida ele tocou fogo no fruteiro!   Brincadeirinha!   Na verdade você está entre duas excelentes opções!   O Mestre VdM tem uma triflex e eu t

Rmcolpani,   Não tenho uma triflex, mas tenho uma classic que se aproxima da 2080 em termos de geometria. Como não fiz battoning ou chopping com nenhuma das duas, não posso lhe dar uma opinião sólid

caro Rmcolpani,   como o velho cabral disse, a bushcraft 2010 tem a enorme vantagem de ser inox.... e a triflex enferruja ! para o preparo de alimentos isso é um grande diferencial. a única vantagem

Posted Images

  • Membros

cacius,

 

quando recomendei a busman, não foi baseada apenas nos vídeos, foi também na minha experiência. realmente fiquei impressionado com a sua robustez, baixo peso e capacidade de pegar fio. se pesquisar nos fóruns de buscraft a maioria das opiniões serão favoráveis a ela. outro ponto importante é o preço, U$ 20.00 dá uns R$ 35,00, mais barato que a maioria das facas chinesas vendidas em qualquer loja de caça e pesca do país, diferente a bowie de R$ 750,00 do callega http://www.callega.com/faca/view/1?ID_FACA=277 por esse preço compraria uma fallkniven (não é uma peça de colecionador, mas é tida como uma das facas mais resistentes do mundo).

 

te aconselho a assistir os vídeos de um português chamado Pedro Mendonça http://www.youtube.com/user/BushcraftPT#p/u lógico que muita coisa nós estamos carecas de saber, mas ele tem uma sequência de 5 vídeos, onde ele faz uma análise bem legal das facas de sobrevivencia, desmistificando as do tipo do rambo.

 

Também concordo que tem muita coisa boa por aqui, não quero ser esfaqueado pelos cuteleiros brasileiros, em um tópico passado aconselhei a comprar uma faca da Zacarof ou arkhip, mas o problema é o preço.

 

inté...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Quero que fique claro que não estou criticando o trabalho dos cuteleiros nacionais, muito pelo contrário, considero as suas facas artesanais como obras de arte, e devem valer como tal. Estou me referindo as facas de campo, para trabalho/lazer, nesta seara estamos servidos pela industria nacional pela tramontina, já que a Azteq, Guepardo e Nautika vendem facas chinesas sem que façam um controle de qualidade efetivo. Estou recomendando facas americanas e suecas que tem melhor preço (se comprados pelo e-bay) e confiabilidade. Outro problema da "industria nacional" é a qualidade do aço empregado na fabricação das facas, geralmente o inox 420 de baixa dureza o que impossibilita a confecção de boas facas. Eu tenho uma faca de campanha da Imbel a mais de vinte anos, ela é praticamente indestrutível,mas nunca consegui manter um fio durável, já mudei até o angulo do fio e nada! Por isso estou recomendando a industria internacional, tal qual: Mora, cold steel, gerber, sog, esee, ka-bar,becker, buck, ontario, fallkniven, eka, benchmade, spyderco, etc.

 

Inté...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros de Honra

Véio du Mato, eu entendo tua colocação ::cool:::'>

Realmente tem muita coisa boa por bons preços no mercado internacional. Tenho lâmina da Gerber e gosto muito. No mercado nacional, ainda sou mais Eberle do que Tramontina (tenho as duas).

A cutelaria artesanal realmente é algo mais esmerado, mas eu acho que é obra pra botar no pau.

São facas que tem têmperas diferenciais, ângulos de afiaçãoa de geometria variável, entre outros.

Sobre tua Imbel, isso tem tudo pra ser têmpera.... daí, ou bota na mão de um cara bom pra re-fazer, ou esquece.. ::putz::

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Tenho que concordar integralmente com o Véio du Mato! ::cool:::'> ::cool:::'> ::cool:::'>

 

Claro que a cutelaria artesanal tem qualidades enormes, mas entre uma custom em aço carbono e uma Fallkniven em aço premium no mesmo patamar de preço, escolho a fallkniven sem piscar! :D

 

Que as facas da tramontina são sofríveis, ninguém tem dúvidas. É a famosa frase " ar, água e neblina, corte com tramontina!". ::lol4::

 

Com relação à Eberle, a não ser que eu esteja muito enganado, é uma divisão da Mundial, que apesar de ser superior à tramontina, ainda deixa a desejar. Só para vocês terem uma idéia, eu comprei uma chaira Mundial por ter maior dureza entre a cutelaria nacional, e ainda assim ela é arranhada pelo meu Byrd( Spyderco) Cara Cara que é fabricado na China em 8Cr13MoV. :o

 

A Cold Steel Bushman, é tão resistente à impactos que realmente impressiona, mas como tal resiliencia normalmente é inversamente proporcional à fatores chaves na manutenção do fio, ela perde o corte relativamente rápido, mas o readiquire até se você passá-la em uma pedra de rio ou casca de árvore empoeirada! Isso em uso pesado, agora se ela perder o fio em usos leves, ai basta passá-la em uma chaira, ou pedra, ou vidro da janela do carro ou em um pedaço de couro ou madeira para reassentar o fio que deve ter rolado/virado. :mrgreen:

 

Com relação à sua Imbel, claro que pode ter havido um lote com TT imperfeito ou ela pode ter sido destemperada inadvertidamente, mas eu antes tentaria colocar um alívio de 20 graus de cada lado ( 40 inclusos ) e um fio de 25 graus de cada lado ( 50 inclusos ). Se falhar tentaria ainda um fio convexo em um angulo de 25 graus ( mouse pad e lixas ). Na minha experiência e por tudo que sei da Imbel ( normalmente usava aço de molas, o 5160 ) dificilmente ela erraria no TT das lâminas, ainda mais usando um aço que é considerado um dos mais faceis de tratar e que mais perdoa erros no TT. Mas vamos ter em mente que a dureza normalmente utilizada era em torno de 56 HRC... vem fácil e vai fácil! :mrgreen:

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Obrigado cabral, ::cool:::'> ::cool:::'> ::cool:::'>

Vejo que entendeu o meu ponto de vista.

 

Cacius,

 

Não sei aí no sul, mas aqui em minas não existe mais facas eberle, só tem a linha da mundial (tenho uma de cabo branco, tipo de açogueiro que uso para fazer churrasco, muito melhor que a similar da tramontina!), mas não é uma faca esportiva.

o meu avô me deu um canivete da eberle que deve ter uns 60 anos, com a metalurgica de caxias do sul em relevo, muito bonito, mas também é peça de coleção.

 

outra cutelaria famosa é a corneta, vi na internet que está fabricando as facas do bope, a wotan, mas custa R$370,00 ::carai::

viuva negra - zakharov R$ 390,00 ::carai::

pantera negra - Arkhip R$ 350,00 ::carai::

 

Assim fica dificil !!!!!!!

 

inté...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Exato Cacius, minha bowie é do Callega, feita de 52100, têmpera diferenciada, geometria de fio variável etc e tal.

 

Tenho abusado dela no mato e nada de ela deixar algo a desejar. Depois que peguei a manha de corte pesado com ela parece um facão, corta galhos de +- 1" de uma vez só.

 

Agora, realmente não é todo dia que alguém resolve pagar algumas centenas de reais numa faca pra levar pro mato. Eu precisei de 30 anos de vida e quase isso de tarado por lâminas pra chegar à conclusão de que preciso investir pra ter coisa boa de verdade. ::hahaha::

 

Agora, sei que existem boas marcas industriais ou semi custom, não podemos ser xiitas.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Eu também sempre fui pão duro, mas percebi que sempre que comprava algum produto marromenos dizia: "um dia vou ter um da marca tal(fodona)".

 

Daí parei e pensei que era melhor parar de esperar algo que nunca vinha e investir um pouco mais pra ter as coisas que realmente queria. Não me arrependo, pelo contrário, vi que este é o caminho pra eu me sentir satisfeito com o que tenho.

 

Em termos de facas por enquanto eu tô abasatecido com a bowie e a pequena utilitária.

 

Agora falta eu comprar a minha .45, ano que vem a 1911 completa 100 anos, e eu quero já ter conseguido comprar uma, hehehe ::hahaha::

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...