Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
JAQUETOR4

Reserva Natural Vale e Dunas de Itaúnas

Posts Recomendados

Desbravando o litoral norte do ES!!

 

mapa-itaunas1.jpg

 

O feriado mais esperado do ano tinha começado, mas não tínhamos dinheiro para fazer uma viagem longa. Como não queríamos ficar sem fazer nada, decidimos sair para conhecer mais alguns lugares do nosso estado.

 

Como na quinta-feira (dia 04/06/2015) já tínhamos ido para a Pedra Azul, localizada na Região Montanhas Capixabas, decidimos que, no sábado, partiríamos para a Região do Verde e das Águas, que fica no nordeste do Espírito Santo.

 

Dessa vez, convidamos Yasmin e Mariana, minhas primas, para nos acompanhar. Saímos às 06:30 horas, e fomos buscá-las em suas casas.

 

Nossa primeira parada foi em Ibiraçu (primeira cidade da Região do Verde e das Águas, saindo de Vitória, pela BR-101 Norte), na tentativa de conhecermos o Mosteiro Zen Budista. Na hora, descobrimos que para visitarmos, teríamos que fazer um agendamento prévio.

 

015.jpg

 

Como não conseguimos visitá-lo, seguimos viagem para Linhares. Assim como todos os outros percursos que existem no estado, esse também apresenta lindas paisagens, formadas por morros, plantações, rios, lagoas, pontes…

 

031.jpg

 

Ao chegarmos em Linhares, passamos em um supermercado para nos abastecer com besteiras que nos sustentariam durante o dia!! Refrigerante, pão, patê, chips, chocolate! Nada de saudável!! rsrs

 

Nossa primeira parada turística em Linhares, foi na Lagoa Juparanã, que é a maior em volume de água do Brasil, e a segunda em extensão territorial. Ficamos lá por algum tempo, tirando fotos e contemplando a paisagem.

 

011.jpg

 

Depois de visitarmos a Lagoa, seguimos viagem para a Reserva Natural da Vale, localizada na mesma cidade, mas já na divisa com o município de Sooretama. Antes mesmo de chegarmos ao local, já podíamos avistar o adensamento da Mata Atlântica.

 

Recebemos algumas instruções na entrada do parque, de como proceder com o carro e que era necessário procurar alguém da administração para saber o que podíamos fazer. Entramos no parque, estacionamos o veículo e fomos conversar com um funcionário da reserva, que já veio nos atender, de prontidão.

 

22.jpg

 

Ele nos orientou dizendo que podíamos andar pela região próxima à recepção, e depois , se quiséssemos, poderíamos ir até a parte do hotel, para conhecermos as instalações, e as atrações que ficam próximas ao local.

 

061.jpg

 

Pois bem… fomos andar nos arredores da recepção, e como tínhamos entendido que tinha uma trilha que podíamos fazer sozinhos, fomos procurar a entrada da bendita. Sempre pensando na orientação de nunca pisar em folhas secas, para não termos surpresas com cobras.

 

Logo na entrada, tem uma lagoa muito bonita, com uns barquinhos cenográficos e umas flores muito bonitas. Ficamos ali tirando umas fotos e depois “caímos no limbo”. Entramos numa estrada, procurando a trilha… andamos, andamos, andamos… e de tanto andar, chegamos a área onde fica o hotel.

 

09.jpg

 

Quando perguntamos a um funcionário sobre a trilha, ele disse que não existe uma que podemos fazer sozinhos, porque tem que ter acompanhamento (por causa de cobra, onça, anta…). Então, ele nos disse para irmos conhecer o viveiro de mudas e depois voltarmos por uma estrada mais curta para a recepção.

 

141.jpg

 

Assim fizemos. Quando chegamos novamente à entrada, fomos conhecer uma exposição que tem no início do parque. O local faz uma breve apresentação sobre a empresa, a reserva e a fauna e flora presente no local.

 

Saímos do parque sem fazer a trilha, pois a mesma começaria às 15:00 horas, mas como nosso intuito era chegar a Itaúnas, não poderíamos esperar. Seguimos viagem para nosso destino final, e chegamos ao Parque, que faz parte do Patrimônio Natural da Humanidade, às 15:25 horas.

 

Já entramos no Parque Estadual subindo as famosas dunas (que dão nome ao local), seguindo em direção à praia. Entretanto, em minha humilde opinião, a praia não é o cenário mais bonito dali. Voltamos, então, para as dunas, e partimos em uma “expedição”.

 

08.jpg

 

Conforme a tarde ia caindo, o cenário ia ficando mais e mais fascinante. O pôr do sol ia mudando a cor da areia e nos proporcionando belíssimos visuais. Ficamos ali por um tempo, suficiente para vermos diversas espécies de pássaros, incluindo uma família de Pica-paus do Campo.

 

033.jpg

 

Depois de conhecermos as Dunas, voltamos para a portaria do Parque, para visitarmos a exposição com objetos encontrados no local e alguns animais empalhados, além de fotos da última família a deixar a região.

 

Saímos do Parque e fomos conhecer a praia de Riacho Doce. Longe… Tão longe, que quando chegamos já era noite. E não deu para ver a beleza do lugar. Pelo menos pegamos um belo pôr do sol na estrada.

 

112.jpg

 

Voltamos para casa, saindo de Riacho Doce às 18:00 horas, e chegamos em casa 22;40 horas. Foi um dia muito proveitoso, com belas paisagens para serem guardadas na memória e divididas com quem quiser ver!!!

 

VEJA TABELA DE GASTOS EM:

 

http://wp.me/P5IENh-hp

 

VEJA MAIS VIAGENS E PASSEIOS EM:

 

http://wp.me/P5IENh-4T

http://wp.me/P5IENh-dQ

http://wp.me/P5IENh-g6

http://wp.me/P5IENh-6U

http://wp.me/P5IENh-64

 

CURTAM NOSSA PÁGINA:

 

https://www.facebook.com/estradaeuvou?ref=aymt_homepage_panel

 

Obrigada!!!! ::otemo::::otemo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Entre para seguir isso  



×
×
  • Criar Novo...